Cafezinho 5 minutos – comentários diários de Miguel do Rosário

Expostos ao ridículo e humilhados, procuradores de Curitiba estão se escondendo da mídia

Por Bajonas Teixeira

20 de setembro de 2016 : 11h18

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

Uma avalanche de sarcasmos, ironias e piadas, após a apresentação em Powerpoint da Denúncia contra Lula, deixou os procuradores da Lava Jato traumatizados e em pânico diante das respostas pedidas pela mídia e pela sociedade. Embaraçados pelas questões que não conseguem responder, buscaram se abrigar longe dos olhares do público.

Ao tentar falar com os procuradores, que apresentaram no dia 14, quarta-feira, a Denúncia contra Lula, a reportagem da Folha ouviu da sua assessoria de imprensa que “eles não estão atendendo a imprensa nesta semana”.

A resposta, além de cômica, é inaceitável, já que os procuradores públicos não podem se furtar a dar à sociedade esclarecimentos, ainda mais quando pretenderam, no show-coletiva usado como palco para a Denúncia, ter desmontado o maior (e único) esquema de corrupção da história do país. Como se esconder logo depois disso?

Como é possível que, tendo acabado de oferecer a denúncia capital contra todo o gigantesco, tentacular e conspiratório (tudo teria sido montado para perpetuar o PT no poder) esquema de corrupção, na semana seguinte, esses paladinos da justiça resolvam que não vão atender a imprensa?

É uma atitude tão desequilibrada quanto foi a apresentação histriônica da Denúncia. Mas é compreensível quando se observa que a reação geral, mesmo daqueles que nutriam as maiores esperanças de ver Lula e o PT liquidados com a denúncia, oscilou da incredulidade inicial para a aberta ironia ou total silêncio, ao fim.

Não é exagero dizer que os procuradores da Lava Jato, se saíram pior que os chamados “Três Patetas do MP de SP” que, em 11 de março, pediram a prisão de Lula para garantir “a ordem pública, a instrução do processo e a aplicação da lei penal”. Naquela época, ao confundirem Engels com Hegel, e cometerem outras asneiras do gênero, os moços paulistas foram fartamente ridicularizados.

Ninguém fez a comparação, mas quem recorde o episódio, concluirá que os procuradores de Curitiba conseguiram superar os colegas de São Paulo. E, nada mais compreensível, já que os federais estão acima dos estaduais.

O ataque veio de todos os lados. A primeira motivação foi a mais visível, o Powerpoint tosco. Depois, foram as ridículas representações gráficas que apontavam para Lula no centro do esquema. Tão insípidas e apelativas, que causaram mal estar até nas fortalezas do golpe. O UOL no dia seguinte, trazia uma matéria ilustrada com aberta ironia aos procuradores:

untitled-15

 

Enquanto o escárnio com o powerpoint viralizava, começou a circular, ainda na tarde do dia 14, os questionamentos à falta de provas e, junto com isso, ao conceito de prova inventado ou adotado pelos procuradores: “”Provas são pedaços da realidade, que geram convicção sobre um determinado fato ou hipótese.” Logo após a coletiva, publicamos no Cafezinho o artigo A Lava Jato contra Lula – Denúncia delirante apoiada em provas imaginárias comentando o absurdo dessa definição.

Logo depois, começou a circular a frase atribuída aos procuradores, “não temos prova, mas temos convicção”. Tudo isso gerou milhões de piadas, memes e comentários nas redes.

A Globo tentou defender, fazendo uma matéria especialmente dirigida a demonstrar que os procuradores não disseram isso.

Depois, veio um batalhão de juristas para criticar a falta de provas e outros defeitos da Denúncia inepta, que a Folha resumiu assim:

Entre os pontos fracos da denúncia, dizem, estão a fragilidade das provas, o fato de Lula ser apontado como chefe de uma quadrilha, mesmo sem ser denunciado por isso, e a espetacularização da ação dos procuradores.

Até o presidente da OAB criticou o show e a espetacularização dado pelos procuradores.

Vendo que não podia defender os seus bravos espadachins da Lava Jato, a Globo caiu num mutismo profundo, esquecendo que dois dias antes Lula, figura tão pouco grata à emissora, havia sido objeto de denúncia tão estridente. Embora na quarta e na quinta-feiras seus comentadores tivessem pintado o apocalipse para Lula e o PT, de repente, desde a sexta-feira, o toque de silêncio se impôs. Desde muito cedo na manhã de sexta, a morte trágica do ator Domingos Montagner dominou toda a home do G1, o que se repetiu no sábado e no domingo, e em boa parte dessa segunda-feira, 19.

Na home do G1 cedo, na sexta-feira, 16, havia 12 matérias relacionadas à morte do ator, e nenhuma sobre a Denúncia contra Lula. Enfim, sendo ridicularizados por todos os lados, sem contar com o apoio luxuoso da sua maior promotora de eventos, a Globo, os denunciantes da Lava Jato se recolheram em cava depressão.

Mesmo para seus maiores entusiastas, para o conjunto da mídia, a única palavra para definir o sentimento geral deixado pelo show de Powerpoint e falsas provas que apresentaram é essa: vergonha. Por isso, esses bravos rapazes deram no pé.

Enfim, depois do trio de São Paulo que pediu a prisão em 11 de março, agora os artistas do MPF de Curitiba, nos fazem ver que não é tão fácil liquidar Lula e a democracia. Trata-se de uma luta titânica para a qual esses nanicos não parecem nem um pouco apetrechados.

MÁQUINA CRÍTICA pela Democracia e contra o Golpe
Bajonas Teixeira
Caros leitores, Os convido a visitar e curtir a página MÁQUINA CRÍTICA. Nosso desejo é mobilizar o pensamento crítico em favor da democracia, sem esquecer outros temas e debates que importam. Ps: Continuaremos normalmente nossa colaboração com O Cafezinho, que está nos apoiando nesse projeto. Abraços,

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

49 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Li Cardoso

14 de novembro de 2016 às 10h31

Eles não sumiram só da mídia. Sumiram da padaria em que tomavam café, da rua em que sempre passeavam depois do almoço… acho que eles devem estar levando marmita de casa para almoçar no “trabalho”.

Responder

Mariano

14 de novembro de 2016 às 10h25

Cada um tem o País e a justiça que merece. Pra que a justiça precisa de provas materiais se a verdadeira prova são fatos da falência do estado maior. Falar de prova no
Mínimo é chamar o povo de idiota e substimar inteligência do povo que paga impostos altíssimos pra ter de volta um país destruído pela ganância de políticos corruptos, enganam, manipulam pra conseguir se eleger e ao mesmo tempo vem o golpe, precisa de prova pra comprovar ou o fato só não é cabível pra condenalo. Então precisa mudar a justiça porque é falha e comete erros inadimplência com as pessoas de bem e ajuda a criminalizar ainda mais dando incentivo pra que se cometa delito. Se não mudar a cultura do país vai ser o mesmo do mesmo.

Responder

Magda ferreira santos

25 de setembro de 2016 às 16h34

sempre certeiro nos comentários lúcidos e maravilhosos!!

Responder

cicero s c

22 de setembro de 2016 às 18h13

UMA VEZ UM TAL JUIS DISSE NA IMPRENSA QUE FORÇAS DAS SOMBRAS ,AGIAM NA POLITICA DO BRASIL…

Responder

    Magda ferreira santos

    25 de setembro de 2016 às 16h35

    a única sombra no momento aqui no Brasil é ele!! I

    Responder

Geraldoribeiro Magela

21 de setembro de 2016 às 15h00

SO VÃO SAIR DO ESCONDERIJO SE ALGUEM LHES GARANTIR QUE O LULA JA FOI ELEITO PRESIDENTE EM 2018, PORQUE SE NÃO SERÃO CONDENADOS E ATÉ PRESOS, POR CAUSA DO LULA?? NÃO!!! PORQUE VÃO TER QUE APRESENTAR AÉCIO, SERRA, TEMER, JUCÁ, RENAN NO POWERPOINT.kkkkkk

Responder

mario roque

21 de setembro de 2016 às 14h33

Essa postagem é no mínimo ridícula uma vez que a frase “não temos provas, temos convicções” nunca foi dita pelos procuradores, mas pelo Lula em discurso fingido e mentiroso. Na verdade os petralhas e lulistas encheram a paciência com mentiras na qual pessoas desinformadas que não pesquisam e nem interpretam textos, que na verdade é o que mais se vê.

Responder

    Jadir Rocha

    21 de setembro de 2016 às 16h46

    A inveja ao Lula é a arma dos incompetentes.

    Responder

    Magda ferreira santos

    25 de setembro de 2016 às 16h37

    E quando a gente ouviu das boquinhas rotas e burras deles o que você diz???????????/ Corrupto e podre!!

    Responder

hb cwb

21 de setembro de 2016 às 12h44

A ridicularização e humilhação dos meninos dos esquadrões do MPF e PF e seu espetáculo midiático e sem fundamentos não demoveram o Juiz Moro (aquele que procura crimes para os seus culpados) da Confederação de Curitiba a prosseguir com sua obsessão e meta de destruir O Presidente Lula, o PT, aliados e a economia brasileira a qualquer custo. Não hesitou e aceitou as denúncias que elaborou junto com seus meninos dos esquadrões do MPF e PF.

Responder

Gringani Crestani

20 de setembro de 2016 às 22h14

Foi, resumamos assim, um “meme”nto vergonha alheia…

Responder

Ben Alvez

20 de setembro de 2016 às 20h20

https://goo.gl/7dPyb2

Responder

Ben Alvez

20 de setembro de 2016 às 20h15

https://goo.gl/2A1Z3a

Responder

Cesar Weinmann

20 de setembro de 2016 às 20h08

Mesmo expostos ao ridículo como justificar a aceitação da denúncia pelo Moro, considerando inclusive a repercussão internacional? É tudo um acinte desbragado !!!!

Responder

    ari

    20 de setembro de 2016 às 20h40

    E, em algum momento, vc chegou a pensar que o Moro não aceitaria?

    Responder

Pafúncio Brasileiro

20 de setembro de 2016 às 20h11

Barbichinha e os seus garotões procuradores-xarope, ainda vão aprontar outras. Ele perderam a vergonha e com este Moro, vão em frente.

Responder

Mario CBS

20 de setembro de 2016 às 18h09

Enquanto isso nos Palácios das Injustiças:

– 450kg de pó SEM DONO;
– Policial Lucas Arcanjo morto SEM ASSASSINO;
– Aecioporto SEM INVESTIGAÇÃO;
– Pentadelação de Aécio SEM INVESTIGAÇÃO;
– Caso Mirian Dutra ABAFADO;
– Falas de Romero Jucá ABAFADAS;
– Impeachment de Gilmar Mendes ARQUIVADOS;
– Fascismo da PM de Alckmin ABAFADO;
– Metrô de SP ENGAVETADO E PROSCRASTINADO;
– Mensalão do PSDB DEVOLVIDO AO INÍCIO;
– Mensalão do DEM ENGAVETADO;
– Esquemas de offshores da Globo ABAFADO;
– Contas não declaradas do HSBC ENGAVETADAS;
– Espionagem PSDB, CIA e autoridades brasileiras ABAFADO;

E assim seguirá a república da Banânia!!!

Responder

Marcos

20 de setembro de 2016 às 19h06

A questão é que, muito do que foi apresentado, se fundamentou nas múltiplas ligações do Lula e coligados aos diversos depoentes condenados, e vácuos deixados sem explicações pelo próprio Lula. Bom, mas para que perder tempo expondo esses raciocínios neste espaço… a esquerda não raciocina em cima dos resultados, afinal, 12 milhões de desempregados é resultado de uma crise originada pelos yankes para derrubar um “governo legitimo” eleito por 30 milhões de dependente de bolsas e outros 24 milhões ludibriados pelas maquiagens publicitárias que escondiam dos bons brasileiros a verdadeira realidade que viria à tona após a “legitima eleição”. Mas teremos eleições para prefeituras e poderemos traçar um comparativo democrático, se a esquerda está certa em reclamar de um golpe ou terá que colocar o rabinho entre as pernas e aceitar a falência desse modelo retrogrado e utópico.

Responder

Claudio

20 de setembro de 2016 às 14h38

Tudo isso não passa de um plano de salvar os políticos do PSDB, DEM e PMDB de indiciamentos e prisão, ou seja, acabar com a “sangria”. Já tiraram o PT do poder e enfraqueceram Lula. Agora a ordem é ridicularizar toda a operação, inclusive o Moro para o povo aceitar o fim dessas operações que tiram o direito inalienável deles roubarem. Com isso as pessoal esquecem do golpe, dos crimes midiáticos, jurídicos, políticos e empresariais. Pois tanto poder público como privado são corruptos e continuam a roubar direitos e a impor deveres a quem não nasce em berço esplendido.

Responder

João Ostral

20 de setembro de 2016 às 14h32

O pessoal da PGR está ocupado cursando em imersão PowePoint avançado na Microsoft Center em Curitiba, por isto não atendem a imprensa esta semana. Alguma coisa saiu errada durante a apresentação dos “fatos” e convicções, de forma que não surtiu o efeito desejado na opinião pública.

Responder

Rogério Bezerra

20 de setembro de 2016 às 14h17

Quem depositava esperança em jovens juízes, promotores, procuradores descobriu que eles são piores muito piores que os antigos. São da geração que brincava com joguinhos criados para os soldados americanos. Nos “inocentes” games os adversários não se contentam em socar, chutar, derrubar derrotando o inimigo, não… Você o mata! Depois retira seu coração e o expõe sangrando. Essa gente é doente! Estão em todos os lugares e postos na sociedade.

Responder

João Ostral

20 de setembro de 2016 às 14h09

E agora, como isto se desenrola na mão do carrasco (Moro)?

Responder

    Jst

    20 de setembro de 2016 às 15h31

    Isto é óbvio. Ele aceitará a denúncia e condenará o Lula a prisão perpétua, assim como fez com o José Dirceu.
    Você acha que os americanos pagam esta turma para que?

    Responder

nelodecarvalho

20 de setembro de 2016 às 14h03

“Provas são pedaços da realidade, que geram convicção sobre um determinado fato ou hipótese.”

-Logo, se tenho Convicção, então, tenho Provas.

Nessa vida você pode ir de tudo, o maior perigo é você ir de fascista. E todo fascista tem mais convicção do que provas, todo cristão tem mais convicção do que provas. O regime racista da Africa do Sul tinha mais convicção do que provas. Os colonizadores espanhóis e portugueses que dizimaram os índios tinham mais convicções do que prova.

Quem matou milhões de judeus nas câmaras de gás tinha mais convicções do que provas.

Os Procuradores vagabundos da Lava-Jato têm mais convicções do que provas.

Responder

    Osmar Gonçalves Pereira

    21 de setembro de 2016 às 07h08

    “Credo quia absurdum”, diziam na Idade Média enquanto assavam os hereges, “creio mesmo que absurdo” dizem na Idade Mídia enquanto fritam os hereges. Sempre lembrando que o herege, tanto lá como cá, não é aquele que “perdeu” a fé – no caso, em O Mercado -, mas se arriscou a uma “nova leitura das escrituras”.

    Responder

Denise Espirito Santo

20 de setembro de 2016 às 13h46

mas eles não queriam seus 15 minutinhos de fama e de glória acenando para as histéricas maritacas apoiadoras do golpe? são mesmo uns patetas e bovinos esses procuradores, o grave é que são assim com o nosso dinheiro contribuinte, ACORDA BRASIL, enquanto uns poucos vociferam contra o PT e o LULA, as ratazanas Cerra, Temer, Meirelles e outros estão agora rifando o país, pra não sobrar nada, só o cheiro de enxofre emanado destes pústulas.

Responder

    Osmar Gonçalves Pereira

    21 de setembro de 2016 às 07h11

    Denise, sei não….esse negócio de “acordar o gigante” é meio perigoso rsrsr

    Responder

Rosimar Gonçalves

20 de setembro de 2016 às 13h36

Esse artigo extravasa o nó que estava em minha garganta desde que a vergonha tomou conta de mim ao ver o nível de Procuradores Públicos que temos. Foi tão vexatório que eu nem queria escolher os adjetivos, quando li esse artigo agora me sinto TOTALMENTE CONTEMPLADA. obrigadíssima!!! Indignação é pra poucos!!!

Responder

Pedro Pedro

20 de setembro de 2016 às 12h32

diriam outros, piás de merda! piás pançudos! Só podem ter merda na cabeça!

Responder

    Maria Aparecida Lacerda Jubé

    20 de setembro de 2016 às 13h27

    O problema é que o procurador esqueitista, caiu do esqueite, bateu com a cabeça na pedra, o cérebro trocou de lugar com o intestino. Você queria que desse o quê?

    Responder

      Loiret Ibargoyen

      28 de outubro de 2016 às 20h56

      HAHAHA!!! Diagnóstico perfeito, doutora! ;)

      Responder

    Ben Alvez

    20 de setembro de 2016 às 20h21

    https://goo.gl/vH0egl

    Responder

Pedro Pereira

20 de setembro de 2016 às 11h30

Cabe uma análise desse golpe dos corruptos tentaram ontem na Câmara:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/09/1814968-camara-poe-em-votacao-projeto-para-tentar-salvar-alvos-da-lava-jato.shtml

Destaco que quem impediu isso de acontecer foram os esquerdistas, bolivarianos, gaysistas que estão no congresso, porque o pessoal da tradicional família cristão anti petista brasileira tava a favor da manobra.

Responder

    André Crasoves

    20 de setembro de 2016 às 13h56

    A bancada de energúmenos que se pretende dona do passe de Jesus, dos atormentados evangélicos, protestantes e o escambau, do alto de seus rígidos princípios de moral e dignidade, apoiavam amplamente a maracutaia, que só foi freada pela ação dos imorais comedores de criancinhas e esse pessoal bolivariano já, de antemão, condenado ao inferno pelo deusinho do gênio procurador de Curitiba. Aí, pessoal da camiseta amarela do neymarzinho 7×1, vamos bater panelas?

    Responder

    Elisa

    20 de setembro de 2016 às 15h03

    Apesar de concordar que há muita corrupção no Congresso, muitos erros começam a surgir quado começamos a generalizar. Muitos se esquecem de que o PP, um dos partidos mais corruptos, é liderado pelo Roberto Freire, que foi um dos maiores líderes do antigo partido comunista.

    Responder

      Jst

      20 de setembro de 2016 às 15h33

      Era comunista até ver a cor do dinheiro. Aí virou golpista, fascista, capitalista, sem vergonha e finalmente, bandido confesso.

      Responder

        Elisa

        20 de setembro de 2016 às 15h56

        kkkkkkkkk, por isso que o brasileiro está certo em fazer seu churrasquinhho na laje e ser feliz, porque se for esperar o Brasil se acertar para isso pode demorar…

        Responder

      Adyneusa Moura Oliveira

      20 de setembro de 2016 às 16h37

      Os piores que existem, são os ex de algo ou alguma coisa.
      Eles se enojam deles mesmos, pensam que todos que um dia foram algo, foram iguais a eles, que cometem os mesmos erros, mesmo trocando de lugar na história.
      Veja o caso do Feliciano e outros, são os piores que estavam do outro lado.

      Responder

      ari

      20 de setembro de 2016 às 20h46

      Só corrigindo: Roberto Freire é dono do PPS, penduricalho do PSDB. É para lá que foi o Cristóvam Buarque. Quanto ao PCB, ele tem uma história no Brasil que é preciso ser respeitada e, como todo mundo que se preza, tem também seus erros. De qualquer forma, o PP é realmente um lixo. Aliás, é do PP a golpista Ana Amélia, que se fantasiou de bandeira brasileira (ou de constitu~ição?)

      Responder

        Osmar Gonçalves Pereira

        21 de setembro de 2016 às 07h18

        É isso. Leninista que se preza sempre faz autocritica. O pior tipo que existe é “comuna” arrependido – traidor, no caso do freire, minuscula, proporcional à sua estatura politica.

        Responder

      Roberto Caetano

      29 de outubro de 2016 às 15h06

      Roberto Freire é do PPS, meu caro!!!

      Responder

Ana Maria Schirmer

20 de setembro de 2016 às 11h28

Fugiram … amarelaram sem apresentar as provas ? Pode isso , Miguel ?
Se nao provam , deixem o Lula em paz pelo bem do Brasil . Por favor .

Responder

Esmael Leite da Silva

20 de setembro de 2016 às 11h22

Teoria Geral do Domínio da Convicção.
Sobre provas criminais, é sempre uma questão de convencimento, existe um livro chamado: Teoria do Domínio da Convicção (autoria de michel temer), esta teoria diz que se você estiver convicto que alguma coisa é real, mesmo ela não sendo real, ela passa a ser real e com isso você pode obrigar as pessoas a admitir esta coisa irreal como real. Esta tese serviu como autoajuda para o michel temer, que teima em não querer ser chamado de golpista, ele está convicto que não é golpista, nesta tese ele insiste que as outras pessoas aceitem que ele não é golpista, pelo simples fato que ele esta convicto que não é golpista. Na Teoria do Domínio da Convicção assenta-se também a tese que algo não é real e não serve como prova, desde que a pessoa ou grupo não esteja convicto que algo ou coisa concreta exista, um dos casos mais interessante desta teoria é o chamado caso do Helipótero dos Perrela:
A Polícia Federal do Espírito Santo apreendeu, durante operação 450 kg de cocaína em um helicóptero da Limeira Agropecuária, empresa do deputado estadual por Minas Gerais Gustavo Perrella (do Partido Solidariedade), filho do senador e ex-presidente do Cruzeiro Zezé Perrella (PDT-MG). O helicóptero foi interceptado pela Polícia Federal perto da cidade de Afonso Cláudio, no interior do Espírito Santo. Estava na aeronave o piloto, que é funcionário da agropecuária, e mais três pessoas cujas identidades não foram reveladas pela PF.
Ninguém foi preso e nada aconteceu, este é um caso real em que existem mais 450 quilos de prova, mas não havia convicção.
Resumo da ópera, digo, Conclusão: A Teoria do Domínio da Convicção consiste em provar a não existência de algo ou coisa que é concreto e real, consiste em provar a existência de algo ou coisa que não é real, pelo simples fato de uma coisa chamada convicção, esta se assemelha a fé que cria Estados Fundamentalistas, a convicção tem o dom da transmutação do irreal para o irreal e vice-versa de acordo com a conveniência.
Nota do autor: Não sei se existe este livro chamado Teoria do Domínio da Convicção, nem se foi o golpista que escreveu ele, ou sequer que ele exista, não tenho provas que ele tenha escrito, mas estou convicto que assim é, pois a literatura jurídica, assim me permite. Entenderam? Mesmo que não, estou convicto que sim.
https://uploads.disquscdn.com/images/713fa7773f1bd708aee0631b532a37e3ccf3fa26973466a04e1ff020a310eae2.jpg

Responder

    Maria Thereza G. de Freitas

    20 de setembro de 2016 às 12h41

    levando. obrigada

    Responder

    Fredson Melo

    20 de setembro de 2016 às 14h44

    Também, obrigado.

    Responder

    Claudio

    20 de setembro de 2016 às 14h49

    Isso me fez pensar em um pastor evangélico, no púlpito, com a igreja cheia repetindo: O dízimo é da graça!”
    Vamos todos juntos: não existe hipocrisia nessa didática, mas um coração inócuo que acredita em mentiras. Eu queria poder olhar a conta corrente deles para ver o saldo dessa “Teoria Geral do Domínio da Convicção”

    Responder

    Osmar Gonçalves Pereira

    21 de setembro de 2016 às 07h29

    Me converteu, de fato, virei convicto de carteirinha. Será que o próximo passo do temeroso passa pela criação de uma igreja, algo assim, quiça parecido, com a criação do velho Comte p sua amada, recatada dolar, com altares p o rebento?

    Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com