Celso Amorim e Jandira ao vivo no Rio

Fernando Molica: Moro mentiu para prender Mantega

Por Miguel do Rosário

23 de setembro de 2016 : 02h42

(Na foto, Sergio Moro em palestra recente no Instituto Lide, ligado ao PSDB, e controlado por João Dória, candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo. Quanto ganhou de cachê? Ou será que doou o cachê para a campanha de Dória?)

O jornalista Fernando Molica denuncia em seu blog, com provas, não com convicção, que o depoimento de Eike Batista, usado por Sergio Moro como principal – na verdade, única – base legal no pedido de prisão de Guido Mantega, não trazia nenhuma acusação contra o ex-ministro.

Sergio Moro mentiu.

Sergio Moro distorceu o depoimento de Eike Batista, de maneira a tirar dele uma interpretação completamente desconectada do que o empresário de fato disse aos procuradores.

Batista, em seu depoimento, fez questão de inocentar Guido Mantega, e não acusá-lo. E ainda enfatiza que fazia doações para todos os partidos, inclusive para Cristovam Buarque, o hipócrita que se tornou golpista sabe-se lá com que interesses.

Sergio Moro mentiu para poder tirar a liberdade de um cidadão brasileiro.

Sergio Moro mentiu para poder interferir no processo eleitoral de uma das maiores democracias do planeta.

Sergio Moro mentiu para dar continuidade a uma farsa que já transformou nossa democracia numa miserável republiqueta de bananas.

Sergio Moro mentiu para ajudar o golpe.

Sergio Moro acaba de voltar dos Estados Unidos, onde deu palestras, por um cachê que não precisa revelar ao público, porque um STF acovardado e cúmplice do golpe, acaba de mudar a regra que obrigava os juízes – que são, afinal, simples servidores públicos – a informarem o cachê pago por participação em eventos e estabelecia alguns limites.

Agora não. Agora o cachê pago a juízes é sigiloso e não tem mais limites. E isso apesar dos juízes brasileiros – junto com promotores – receberem os maiores salários pagos no planeta para funções similares.

Na série Billions, o procurador da região sul de Nova York, revela seu salário: 185 mil dólares por ano, ou 15 mil dólares por mês – nos EUA, não tem 13º salário. Isso num país com um custo de vida bem superior ao nosso.

Aqui no Brasil, Sergio Moro recebeu, apenas num mês, R$ 77 mil.

Pesquisa recente revela que o Judiciário brasileiro é, proporcionalmente ao PIB, seis vezes mais caro que o Judiciário dos Estados Unidos.

Bem vindos à ditadura do judiciário mais corrupto, mais caro e mais golpista do mundo!

O Cafezinho pede licença a Fernando Molica para reproduzir o seu post.

***

Ao MPF, Eike negou motivo alegado por Moro para prender Mantega

Por Fernando Molica, em seu blog

em 22 de setembro de 2016

Eike Batista, em seu depoimento a procuradores da Lava Jato, não fez qualquer relação entre contratos do Consórcio Integra com a Petrobras e o pedido de contribuição de R$ 5 milhões para o pagamento de dívidas do PT que, segundo ele, foi feito por Guido Mantega. A OSX Construção Naval, de Eike, fazia parte do consórcio.

No despacho/decisão em que determinou a soltura do ex-ministro, Sérgio Moro afirma que as decisões relacionadas à nova fase da Lava Jato, entre elas a prisão de Mantega, estavam ligadas “a propinas em contrato da Petrobrás com o Consórcio Integra”.

Moro cita a entrega da quantia que teria sido pedida por Mantega:

“O pagamento estaria vinculado ao esquema criminoso que vitimou a Petrobrás e a propinas também pagas a agentes da Petrobrás no âmbito do contrato da Petrobrás com o Consórcio Integra”, escreveu o juiz.

A ausência de ligação entre o pedido do ex-ministro e a Petrobras foi reafirmada em nota divulgada, nesta quinta-feira, pelos advogados de Eike. A relação entre a suposta solicitação de Mantega e a estatal é que justifica o fato de a investigação sobre o suposto ato do ex-ministro ser conduzida pela Força-Tarefa da Lava Jato. Mantega foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras.

No despacho/decisão anterior, que determinara a prisão de Mantega e de outros suspeitos, Moro cita outros depoimentos que indicariam fraudes em contrato da Petrobras com o Consórcio Integra. O nome de Mantega, porém, não é mencionado nesses relatos.

Formado pela Mendes Junior e pela OSX, o consórcio, em julho de 2012, assinou com a Petrobras um contrato de US$ 922 milhões para a construção de duas plataformas de construção de petróleo. A conversa com Mantega, segundo Eike, ocorreu em novembro, cinco meses depois.

No depoimento, Eike nega que tenha feito qualquer pagamento ilícito relacionado ao contrato. A transcrição oficial da conversa mostra que um dos procuradores perguntou se empresas de Eike tinham algum contrato “relacionado a plataforma”. O empresário disse que sim, com a Integra, e citou a Mendes Junior – disse que havia cedido um espaço para a empreiteira, que era responsável pelos contatos com a Petrobras. Frisou que não era bem visto na estatal: “Eu era o diabo lá dentro”, disse.

Um dos procuradores perguntou:

“E nesse relacionamento, esse contrato com a Petrobras, considerando o contexto da Lava-Jato, o senhor teve ciência ou participou de algum ato ilícito?”

Eike respondeu:

“A estrutura nunca… Olha, de novo, a gente entrou nessa operação com a área, o espaço, acho que tem o contrato né, que rege, qual é o contrato que existe com a Mendes Junior?”

O representante do Ministério Público Federal foi mais direto:

“Mas só voltando objetivamente, a pergunta que eu fiz ao senhor: o senhor tem conhecimento ou teve participação em algum ato ilícito ligado a esse contrato?”

Resposta do empresário:

“Absolutamente não.”

O procurador insistiu:

“Certo. O senhor teve algum relacionamento… ”

Eike:

“Até porque não faz parte da cultura nossa, por favor, eu não…”.

O representante do MPF continuou, mas Eike ressaltou que não participara de nada ilegal e ressaltou que, por estar envolvido na exploração de petróleo, não tinha boa relação com a Petrobras e que estava de fora do “clube”, uma suposta citação a esquemas irregulares de empreiteiras na estatal:

“MPF: Perguntamos isso, senhor Eike, porque vendo a lava-jato, isso aconteceu diversas de outras vezes. Então nunca foi solicitado ao senhor, digamos, comissionamento para a Petrobras?

DEPOENTE: Olha, eu era como um jogo fora do baralho. É só vocês verem o que aconteceu. Por que que o Eike Batista não está na Lava-Jato? Não está envolvido com Petrobras? Por que? Eu com os empreiteiros, eu era um bicho que as pessoas nem sabiam me interpretar. O que eles faziam era o seguinte: vamos sugerir para a Petrobras construir um novo porto. Essa era a cultura. Um cartel e o Eike Batista que trazia empresas estrangeiras e capital próprio, não encaixava. Esse clube… eu não fazia parte desse clube. E sempre fui expulso do clube.”

Depois, o procurador perguntou se ele conhecia operadores financeiras denunciados na Lava Jato. Eike negou conhecer, entre outros, Alberto Youssef, Mario Goes e Milton Pascowitch. O empresário disse que chegou a ser procurado por Fernando Soares, o Fernando Baiano, mas disse que a conversa não estava relacionada à Petrobras.

No depoimento, Eike diz que Mantega pediu os R$ 5 milhões para pagamento de despesas de campanha:

“Então numa dessas visitas aconteceu precisamente no dia 1º de novembro de 2012, no Gabinete do Ministro MANTEGA, houve um pedido para que eu contribuísse para campanha, para é (…), despesas, porque a campanha já tinha passado, despesas para campanha.”

Os procuradores também quiseram saber se o dinheiro iria para o PT e se Mantega fizera alguma ameaça caso a contribuição, que acabaria sendo paga à publicitária Mônica Moura, não fosse entregue.

O empresário negou qualquer ameaça, mas deu a entender que, por conta do volume de seus investimentos, não iria contrariar o ministro:

“MPF: Me permita que… um outro questionamento, senhor Eike. Isso tinha por objetivo de certa forma repassar valores para o Partido dos Trabalhadores?

DEPOENTE: Claro. No fundo, no fundo sim. O Ministro de Estado me pediu, que que você faz? Eu tenho 40 bilhões investidos no país, como é que você faz?

MPF: Ele fez algum tipo de ameaça ao senhor? Fez assim, olha, se não acontecer isso, vai acontecer aquilo?

DEPOENTE: Não, não. Não. Isso nunca existiu. Até porque o capital era meu. Não tinha o que me dar.”

Na conversa com os procuradores, Eike entregou uma lista de contribuições de campanhas a partidos políticos, revelou que também fez doações para outros partidos, entre eles, o PSDB:

“Depoente: Eu devo ter. Então, como eu fazia, eu fazia muito no espírito – está aqui, eu tenho aqui – assim democrático, como meus projetos eram muito grandes, estavam em todos os Estados, se nos, quer dizer, achamos que temos uma democracia, eu participei de praticamente em 2006 com o mesmo volume de recursos R$ 1 milhão para o PT, PSDB, é (…) tudo isso daqui a gente pode deixar aqui né.”

Citou também doação para o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) – seu nome foi transcrito como “Cristovom”:

“Pelo menos, olha, eu acho quem agradeceu foi quem eu não conheço, o CRISTOVOM BUARQUE, esse é educado, o resto não dava para as presidências de partido, comitê de partido, e (…).”

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Samu Zlsp

23 de setembro de 2016 às 18h17

Isso tudo é para fins eleitoreiros.

Responder

nelodecarvalho

23 de setembro de 2016 às 13h29

Um juiz que mente, engana todo mundo, para julgar e condenar pessoas inocentes. Esse é o resultado de uma justiça corrupta.

O que intriga é o seguinte: se todos podem ser suspeito de serem corruptos, por que um Juiz como Sergio Moro não pode ser suspeito. Até porque contra ele há provas e evidências diretas que podiam caracterizar o mesmo como corrupto.

Responder

    Roberto Pimenta

    19 de outubro de 2016 às 08h40

    Porque o Judiciário todo é corrupto; porque o juiz de Curitiba é testa-de-ferro de potências estrangeiras; porque a inveja dele, por um torneiro mecânico ser o maior líder popular que esse país já teve, se transformou em ódio pelo PT, e a missão sa sua vida é destruir o partido. Poderia enumerar outros “porquês”, mas acho que já deu para mostrar o suficiente da mente doentia desse juiz mentiroso e carrasco.

    Responder

Juarez Oliveira

23 de setembro de 2016 às 11h46

Alguém sabe me esclarecer 2 ?

A Price Waterhouse & Coopers, há mais de três décadas faz auditoria na Petrobras, com um contrato milionário, tendo acesso ilimitado dentro da empresa.

Como não identificou nenhuma distorção em todo este tempo? Não seria co-responsável? Como a presidência da República, bem menos íntima de processos contábeis, pode ser responsabilizada diretamente pelos abusos?

Responder

Juarez Oliveira

23 de setembro de 2016 às 11h32

Alguém sabe me esclarecer 1 ?

Quando a população terá acesso às gravações, na íntegra, as delações premiadas?
Cairá a máscara de muitos. Pena que será tarde.

Responder

Claudio

23 de setembro de 2016 às 10h24

Nós somos os escravos deles.

Essa é a única lei que eles servem.
“Liber Oz:

“A Lei do Forte: Essa é a nossa lei e a alegria do mundo.” (AL 2.21)
“Faze o que queres, há de ser o tudo da Lei.” (AL 1.40)
“Não tens direito fora fazer o que queres. Faz isto, e ninguém dirá não.” (AL 1.42-3)
“Todo homem e toda mulher é uma estrela.” (AL 1.3)

NÃO HÁ DEUS ALÉM DO HOMEM

1- O homem tem o direito de viver pela sua própria lei
de viver da maneira que ele quiser;
de trabalhar como ele quiser;
de brincar como ele quiser;
de descansar como ele quiser;
de morrer quando e como ele quiser.

2- O homem tem o direito de comer o que ele quiser
de beber o que ele quiser;
de se abrigar onde quiser;
de se mover como queira na face da Terra.

3- O homem tem o direito de pensar o que ele quiser
de falar o que ele quiser;
de escrever o que ele quiser;
de desenhar, pintar, esculpir, gravar, moldar, construir como ele quiser;
de vestir-se como quiser.

4- O homem tem o direito de amar como ele quiser

“Pegai vosso quinhão e vontade de amor como vós quiserdes, quando, onde e com quem quiserdes.” (AL 1.51)

5- O homem tem o direito de matar aqueles que possam frustrar esses direitos

“Os escravos sevirão.” (AL 2.58)
“Amor é a lei, amor sob vontade.” (AL 1.57)”

Faz parte do jogo.

Se vires em algum país opressão do pobre, e violência do direito e da justiça, não te admires de tal procedimento; pois quem está altamente colocado tem superior que o vigia; e há mais altos do que eles. Eclesiastes 5:8

Responder

Luiz Baptista

23 de setembro de 2016 às 08h36

O judiciário, mais caro, mais corrupto, MAIS PARCIAL E MAIS INEFICIENTE do planeta, a ponto de questionarmos sua utilidade.
O contribuinte pagar compulsoriamente à uma justiça desse tipo, sabendo de antemão que seu destino, sendo pobre, é a fogueira atiçada por esses torquemadas de toga – é dose.

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de setembro de 2016 às 08h28

Defesa do presidente Lula para a campanha mundial Stand With Lula
https://www.youtube.com/watch?v=1hITwMZzPcY

Responder

Messias Franca de Macedo

23 de setembro de 2016 às 07h59

Ainda sobre a má-fé dos monstros fascistas, por óbvio, mentirosos contumazes &$ irrecuperáveis

… E OS MONSTROS TÍTERES DAS EMISSORAS DE RÁDIO ESTÃO SE DELEITANDO NAS VIGARICES ELEITORAIS!

Aqui em Feira de Santana, logo após a monstruosidade perpetrada pela ‘PORCA-tarefa’, um sujeito que se imagina o Robert(o) Marín(ho) do Sertão fez um comentário vomitando mais ou menos as seguintes merdas:
“Depois da prisão do Guido Mantega, cada vez mais se fecha o cerco ao PT! E também é preocupante para o Partido devido à proximidade com o horário eleitoral! Mas, é assim mesmo:
todo dia com a sua agonia!
Mas vale a pena:
é o esforço para se passar o Brasil a limpo!”

O sujeito é um dos todos ‘jabazeiros’ da medíocre e sabuja “imprensa” da cidade!
Apoiador do grupo do ‘prefeitim’ que pretende reeleger-se para ficar 20 anos no poder até 2020!
E depois por mais décadas e décadas de mediocridades administrativas, nepotismo, clientelismo, fisiologismo, e fiquemos por aqui, “vocês sabem do que se trata”.
O ‘prefeitim’ do DEMo; o candidato a ‘vice-prefeitim’, do PMDBosta – e aliadíssimo ao ‘porco falante CORRUPTO Geddel’ da ‘dupla’ nazigolpsita ‘TEMer-CU(nha)’!

A nossa selva da barbárie da contemporânea pré-Idade Média da IMUNDA Casa Grande delinquente &$ festiva!

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

As emissoras de rádio dos monstrinhos de Feira de Santana, Bahia:

Rádio Sociedade AM 970 e Princesa FM 96.9!
E o(a) leitor(a) quando pensa que a desgraça é pouca, tem mais:
As duas INFAMES E PERNICIOSAS emissoras de rádio são – apenas e tão somente – duas das muitas organizações (sic) que compõem a tal ‘Rede [de Frades (!)] Capuchinhos de Comunicação’!
Rede de emissoras de rádio que se diz, pasme de novo, “católica”!
Só se for “católica” da igrejadoCU(nha).com!

São alguns exemplos do que foi feito com as Concessões Públicas de radiodifusão neste país em frangalhos!

EM TEMPOS NAZIGOLPISTAS:
para que mesmo a ‘Lei dos Meios’?

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

… Ah se no Brasil existisse Ministério das Comunicações!
E a Lei de Segurança Nacional estivesse em vigor!

Responder

Deixe uma resposta