Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Brasília - DF 09/10/2016. Presidente Michel Temer acompanhado dos Presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Renan Calheiros durante jantar com a base aliada no Palácio da Alvorada.Foto: Beto Barata/PR

Na surdina, governo libera ministros para votar à favor da PEC 241

Por Redação

10 de outubro de 2016 : 12h45

(Foto: Beto Barata/PR)

Temer exonera ministros para que possam votar PEC que limita gastos públicos

na Agência Brasil

As exonerações temporárias dos ministros Bruno Araújo, do Ministério das Cidades, e Fernando Coelho Filho, do Ministério de Minas e Energia, estão publicadas na edição de hoje (10) do Diário Oficial da União.

As exonerações assinadas pelo presidente Michel Temer vão permitir que os dois ministros retomem seus mandatos de deputados federais para participarem da sessão da Câmara marcada para esta segunda-feira, quando será votada a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 de 2016 que prevê um teto para os gastos públicos.

Confiante na aprovação da PEC, o governo espera contar com mais de 350 votos para garantir a proposta. A afirmação é do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, responsável pela articulação política do governo.

O ministro falou com a imprensa após jantar oferecido pelo presidente Michel Temer na noite desse domingo (9), no Palácio da Alvorada, a deputados que integram partidos da base aliada. Durante o jantar, o presidente pediu aos parlamentares apoio para a aprovação da proposta.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

nicolas

11 de outubro de 2016 às 01h57

ENTÃO SEU MIGUEL GOMES BARBOSA DO ROSÁRIO QUANDO O SENHOR VAI TOMAR VERGONHA NA CARA E PROIBIR A CENSURA AQUI NESTE SITE??

Responder

    migueldorosario

    11 de outubro de 2016 às 11h29

    Melhor tomar seu remédio, não acha ?

    Responder

      julia

      12 de outubro de 2016 às 00h07

      finalmente apareceu hein pensava que voce ia simplesmente excluir as minhas mensagens vou lhe dar os parabens por pelo menos voce ter a coragem de aparecer
      quanto ao remedio não entendi de que remedio esta falando

      Responder

nicolas

11 de outubro de 2016 às 01h57

VOCE AI DO CAFEZINHO QUE ME CENSUROU SAIBA QUE EU VOU INFERNIZAR SUA VIDA TODO DIA VOU VIM AQUI E POSTAR MENSAGENS-SE ME BLOQUEAREM A MINHA CONTA SIMPLESMENTE VOU CRIAR OUTRA SO VOU PARAR QUANDO VOCE TOMAR VERGONHA NA CARA E NÃO MAIS APAGAR MINHAS MENSAGENS

Responder

    migueldorosario

    11 de outubro de 2016 às 11h29

    Calma cara.

    Responder

      julia

      12 de outubro de 2016 às 00h07

      estou calmo

      Responder

nicolas

11 de outubro de 2016 às 01h57

CAIU A MASCARA DO CAFEZINHO FUI CENSURADO MAIS UMA VEZ POR ESTE SITE QUE APOIA O COMUNISMO-SO VER OS PARTIDOS QUE ELES APOIAM PT,PCODB,PSOL,PCB TODOS COMUNISTAS-SE DEPENDE-SE DESTE SITE O BRASIL SERIA A NOVA VENEZUELA DA AMERICA LATINA

Responder

    migueldorosario

    11 de outubro de 2016 às 11h30

    Por que vc da tanta importância assim ao Cafezinho ?

    Responder

      julia

      12 de outubro de 2016 às 00h10

      então seu miguel eu quero apenas puder comentar sem ser censurado isso é pedir muito?? ou sera que o senhor apoia a censura contra todos que pensam diferente das opiniões expostas aqui no site e vai continuar censurando os comentarios??

      Responder

      Jussara Domingues

      12 de outubro de 2016 às 22h05

      Miguel acho que Freud explica essa ligação de sujeito contigo!

      Responder

Fábio Brito

11 de outubro de 2016 às 00h45

OCUPE BRASÍLIA!!! CERCO AO PALÁCIO DO PLANALTO!!! CHEGOU A HORA DA AÇÃO!!!

NINGUÉM AGUENTA MAIS TANTA CONVERSA MOLE!!!

JÁ SABEMOS TUDO QUE PRECISAMOS, FALTA AGIR!!!

“NÃO TEMOS TEMPO DE TEMER A MORTE”!!!

Responda a enquete e sugira ações!
https://uploads.disquscdn.com/images/078e4d57524de45dd1566dd4a15e005f667438be9ed51405df588903b5635c66.jpg

Responder

Miguel F Gouveia

10 de outubro de 2016 às 15h53

CAPITALISMO RENTISTA À VISTA – JOGUEM AS BOIAS PORQUE O NAVIO VAI AFUNDAR
O que é Capitalismo? Eis uma boa definição:
“Capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição são de propriedade privada e com fins lucrativos. Decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo e os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas.
Na lógica do capitalismo está o aumento de rendimentos. Estes tanto podem ser concentrados como distribuídos, sem que isso nada tenha a ver com a essência do sistema. Concentração e distribuição dos rendimentos capitalistas dependem muito mais das condições particulares de cada sociedade.
O capitalismo só pode funcionar quando há meios tecnológicos e sociais para garantir o consumo e acumular capitais. Quando assim sucede, tem conservado e até aumenta a capacidade econômica de produzir riqueza.”
Não há nada de muito errado com o Capitalismo (o pessoal de Esquerda vai me matar). São regras básicas de um modelo econômico como qualquer outro. Sua chande de funcionar é tão boa como qualquer outro modelo econômico de regras diferentes, como o Socialismo e o Comunismo – são visões diferentes da geração e distribuição de riquezas.
Contudo, na Economia moderna, o Capitalismo pode ser visto de dois prismas:
Capitalismo Produtivo
É a união da indústria de Produção com a era da Informação. A indústria se estabeleceu como força econômica quando as empresas evoluíram de manufatureiras para mecanizadas. E quando a tecnologia de informação mudou o paradigma das mudanças sociais e causou a reestruturação do modo de produção capitalista, o Capitalismo Produtivo tomou a forma como conhecemos hoje, onde empresários e empreendedores comandam o desempenho da Economia produzindo produtos e prestando serviços para uma sociedade capacitada ao seu consumo – também chamada de Mercado. Teoricamente, é o Mercado que atua para gerar o equilíbrio entre o que precisa, e o quanto vai pagar por isso, e o que os meios privatizados de produção querem produzir, e cobrar pelo que produzem, para gerar lucro.
Capitalismo Financeiro
Também conhecido como Capitalismo Rentista, corresponde a um tipo de economia capitalista em que o grande comércio e a grande indústria, os meios de produção, são controlados pelo poderio econômico dos bancos comerciais e outras instituições financeiras. É o preferido do fracassado Neoliberalismo.
O problema do Capitalismo reside no prisma do Capitalismo Financeiro. Por que?
Esse tipo de Capitalismo não garante “o consumo e acúmulo de capitais” pelos meios sociais (pela sociedade). Uma vez que dinheiro faz dinheiro e o capitalista visa ao lucro numa Economia globalizada, este tipo de capitalismo tem levado várias economias a um cenário improdutivo. O comando da economia neste prisma é entregue ao fluxo do dinheiro, esteja onde ele estiver, sendo vulnerável a especulação financeira e a manipulação de ativos completamente desatrelados de seu real valor. Ciranda financeira é outro com bom nome para o Capitalismo Rentista, onde não há a necessidade de produzir nada para ganhar dinheiro e os mais ricos ficam mais ricos ainda, sem sair de casa.
O Capitalismo Rentista é por definição improdutivo – o que ofende diretamente a própria definição de Capitalismo. Dessa forma, não necessariamente gera emprego, pode gerar alta concentração de renda, precisa de taxa de juros bem elevada, atrai especulação e manipulação de desempenho econômico. É o capitalismo de um mercado financeiro fora de sintonia com a Economia que o valoriza. É um ambiente propício à fraude financeira, ao mascaramento de balanços das empresas, avaliação desregulada das empresas de rating, do lucro insano dos bancos e da manipulação da bolsa de valores e do mercado cambial. Foi o Capitalismo Rentista que levou os USA à crise de 2008.
A guerra que está sendo travada em nível mundial não é Capitalismo versus Socialismo versus Comunismo. A guerra em andamento, advinda do fracasso retumbante do Neoliberalismo, está sendo travada entre o capital produtivo, que funciona como líder da Economia em qualquer sistema econômico, e o capital rentista, que somente funciona como líder da Economia no capitalismo improdutivo.
Neste momento, o Brasil se comporta como um navio a deriva. Está sendo guiado a força para o Capitalismo Rentista. Oceanos de dinheiro estão sendo propositalmente desviados para bancos e instituições financeiras, as vezes até travestidos de empresas, através da transferência de meios de produção ultra rentáveis (por exemplo: o pré-sal da Petrobras é estimado em 10 trilhões de dolares) e cortes questionáveis em atividades fim (!) de qualquer governo (por exemplo: a PEC 241 e seus cortes e congelamentos por décadas na Educação e na Saúde).
Tomemos a Petrobras como exemplo. Quem está comprando o que está sendo vendido pela Petrobras?
– America Corporacion, da bilionária família argentina Eurnekian, de origem Armênia, que reforçará sua posição na Bolsa de Valores de NY (NYEx).
– A holding japonesa Mitsui & Co. Ltd., fundada em 1947, que atua em Exploração de Minério, Máquinas Pesadas e Construção, Química de Materiais, Energia, Alimentação e Saúde e Inovação Tecnológica, com forte atuação na Bolsa de Valores do Japão.
– Lírio Albino Parisotto, um dos bilionários mais ricos do Brasil e do mundo em 31/07/16, segundo a revista Forbes, com uma fortuna superior a US$2 bilhões. Atua fortemente no mercado financeiro e é considerado um megainvestidor da Bolsa de Valores, tendo um fundo de investimentos superior a R$1 bilhão na corretora Geração Futuro, recentemente adquirida pela Brasil Plural.
– Pampa Energía: US$ 897 milhões – a Pampa Energia, a maior empresa de energia elétrica da Argentina, pertence a Marcos Marcelo Mindlin, também fundador do grupo de Private Equity chamado Grupo EMES (antigo Grupo Dolphin), com forte atuação na Bolsa da Argentina.
– Southern Cross Group: US$ 464 milhões – o Southern Cross Group é um Private Equity Fund que investe em ativos com potencial de lucro. Sua especialização é buyouts – compra e venda de empresas.
– Statoil Brasil Óleo e Gás: US$ 2,5 bilhões (analistas estimam que o valor real de mercado supera US$20 bilhões) – Statoil é a empresa estatal da Noruega que atua na exploração, extração, refinamento, produção de distribuição de derivados de petróleo.
Com exceção da estatal Statoil, a Petrobras da Noruega, cuja intenção ainda não está muito clara, todos os compradores são fortes participantes do Capitalismo Rentista. O negócio dessa gente é dinheiro – não é petróleo, não é gerar emprego, não é distribuição de renda, não é reduzir juros, etc.
Ao continuar navegando nesse rumo, o Brasil vai encontrar o seu iceberg no afundamento da sua Economia e no aumento da desigualdade social. As consequências disso apontam para um naufrágio anunciado da nação que irá atingir a sociedade como um todo. Haja boia…

Responder

Galthana Troper

10 de outubro de 2016 às 14h31

Lembro que a Mandioca fez a mesma coisa nas votações do impeachment.

Responder

17Abril2016

10 de outubro de 2016 às 14h17

E aih coxinha-panelero? Foi convidado pro jantar? Toma babaca. Esse eh o preco do seu analfabetismo politico.

Responder

Miguel F Gouveia

10 de outubro de 2016 às 14h14

CAPITALISMO RENTISTA À VISTA – JOGUEM AS BOIAS PORQUE O NAVIO VAI AFUNDAR

“Capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição são de propriedade privada e com fins lucrativos. Decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo e os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas.

Na lógica do capitalismo está o aumento de rendimentos. Estes tanto podem ser concentrados como distribuídos, sem que isso nada tenha a ver com a essência do sistema. Concentração e distribuição dos rendimentos capitalistas dependem muito mais das condições particulares de cada sociedade.

O capitalismo só pode funcionar quando há meios tecnológicos e sociais para garantir o consumo e acumular capitais. Quando assim sucede, tem conservado e até aumenta a capacidade econômica de produzir riqueza.”

Não há nada de muito errado com o Capitalismo. São regras básicas de um modelo econômico como qualquer outro. Sua chande de funcionar é tão boa como qualquer outro modelo econômico de regras diferentes, como o Socialismo e o Comunismo. É simplesmente um modo de compartilhar a Economia entre todos.

Contudo, na Economia moderna, o Capitalismo pode ser visto de dois prismas:

Capitalismo Produtivo
É a união da indústria de Produção com a era da Informação. A indústria se estabeleceu como força econômica quando as empresas evoluíram de manufatureiras para mecanizadas. E quando a tecnologia de informação mudou o paradigma das mudanças sociais e causou a reestruturação do modo de produção capitalista, o Capitalismo Produtivo tomou a forma como conhecemos hoje, onde empresários e empreendedores comandam o desempenho da Economia produzindo produtos e prestando serviços para uma sociedade capacitada ao seu consumo.

Capitalismo Financeiro
Também conhecido como Capitalismo Rentista, corresponde a um tipo de economia capitalista em que o grande comércio e a grande indústria são controlados pelo poderio econômico dos bancos comerciais e outras instituições financeiras. É o preferido do fracassado Neoliberalismo.

O problema do Capitalismo reside no prisma do Capitalismo Financeiro. Por que?

Esse tipo de Capitalismo não garante “o consumo e acúmulo de capitais” pelos meios sociais. Uma vez que dinheiro faz dinheiro e o capitalista visa ao lucro numa Economia globalizada, este tipo de capitalismo tem levado várias economias a um cenário improdutivo, de desemprego, de concentração de renda e alta taxa de juros, onde a necessidade de produção e prestação de serviços é quase que dispensável para o sucesso de seus líderes. O comando da economia neste prisma é entregue ao fluxo do dinheiro, esteja onde ele estiver, sendo vulnerável a especulação financeira e a manipulação de ativos completamente desatrelados de seu real valor. Ciranda financeira é outro com bom nome para o Capitalismo Rentista, onde não há a necessidade de produzir nada para ganhar dinheiro e os mais ricos ficam mais ricos ainda sem sair de casa.

É o capitalismo de um mercado financeiro fora de sintonia com a Economia que o valoriza. É um ambiente propício à fraude financeira, ao mascaramento de balanços das empresas, avaliação desregulada das empresas de rating, do lucro insano dos bancos e da manipulação da bolsa de valores e do mercado cambial. Foi o Capitalismo Rentista que levou os USA à crise de 2008.

O Capitalismo Rentista é por definição improdutivo – o que ofende diretamente a própria definição de Capitalismo. Dessa forma, não necessariamente gera emprego, pode gerar alta concentração de renda, precisa de taxa de juros bem elevada, atrai especulação e manipulação de desempenho econômico.

A guerra que está sendo travada em nível mundial não é Capitalismo versus Socialismo versus Comunismo. A guerra em andamento, advinda do fracasso do neoliberalismo, está sendo travada entre o capital produtivo, que funciona em qualquer sistema econômico, e o capital rentista, que somente funciona no capitalismo improdutivo.

Neste momento, o Brasil se comporta como um navio a deriva ao estar sendo guiado para o Capitalismo Rentista. Oceanos de dinheiro estão sendo propositalmente desviados para bancos e instituições financeiras, as vezes até travestidos de empresas, através da transferência de meios de produção ultra rentáveis (por exemplo: o pré-sal da Petrobras é estimado em 30 trilhões de reais) e cortes questionáveis em atividades fim de qualquer governo (por exemplo: a PEC 241 e seus cortes e congelamentos por décadas na Educação e na Saúde).

Ao continuar navegando nesse rumo, o Brasil vai encontrar o seu iceberg no afundamento da Economia e no aumento da desigualdade social. A consequência disso é um naufrágio anunciado da nação. Haja boia…

Responder

Deixe um comentário para Fábio Brito

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil