Genial/Quaest: Veja os números da corrida pelo governo da Bahia

Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP

Onde estão os democratas?

Por Redação

24 de outubro de 2016 : 16h14

por Luiz Carlos Bresser-Pereira, em seu Facebook

Faço essa pergunta diante da perseguição judicial de que está sendo vítima o ex-presidente Lula. Uma perseguição que tem como protagonistas o juiz Sérgio Moro e os procuradores do Ministério Público Federal organizados sob a forma de “força tarefa”. Essa perseguição é evidente para quem quiser ver. Eu a vi no dia em que, por ordem de Moro, Lula foi conduzido coercitivamente para depor e, ao mesmo tempo, a Força Tarefa enviava um press release no qual afirmava que o ex-presidente era “o principal beneficiário” do escândalo da Petrobras, e apresentava como “evidência” o apartamento que Lula não comprou e sítio emprestado pelos amigos que foi imprudente em usar. Como seria possível ser ele o principal beneficiário de um imenso sistema de corrupção com “propinas” tão ridículas?

Há um mês Lula foi indiciado, ao mesmo tempo que o Procurador Deltan Dallagnol, em uma patética apresentação de slides, reiterava que Lula é “comandante máximo do esquema de corrupção” sem nada acrescentar às ridículas acusações.

Nesta semana Lula reagiu. Na última quinta-feira, a Folha publicou seu artigo, “Por que querem me condenar”. É o documento de um estadista, indignado e sereno.

Está na hora de os verdadeiros democratas – daqueles para quem a garantia dos direitos civis é mais importante do que seus interesses de classe ou seus interesses corporativos – juntarem-se aos protestos dos seus correligionários e dos seus advogados. Não sou do PT, entendo que esse partido cometeu um grande erro ao se envolver institucionalmente na corrupção, mas entendo que é inadmissível que membros do Estado, como são juízes e promotores, se deixem levar pelo moralismo e usem do poder do Estado contra membros do partido contra os quais não há qualquer evidência que tenham participado do esquema corrupto, como é o caso do ex-presidente Lula.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Isso Mesmo

24 de outubro de 2016 às 23h10

Os DEMOCRATAS estão apoiado o PSDB e o governo golpista. Enquanto aos defensores da democracia, continuam esperando a organização dos movimentos progressistas. Ou pelo menos que essa organização chegue até eles.

Responder

17Abril2016

24 de outubro de 2016 às 23h00

A justica-BR eh uma piada no mundo civilizado. Esse juiz camisa-preta uma caricatura grosseira dos juizes-justiceiros que assombraram a humanidade em seus tempos nais sombrios, de Savonarola a Freisler.

Responder

Marivane

24 de outubro de 2016 às 21h44

CADÊ ?

Responder

Torres

24 de outubro de 2016 às 19h13

Estou aqui, pedindo menos impunidade.
Principalmente para os poderosos.

Responder

Aliança Nacional Libertadora

24 de outubro de 2016 às 17h23

Para a melhor compreensão dos coxinhas Kataguiristas……a Força Tarefa pode ser chamada de Esquadrão Suicida.

Responder

Deixe um comentário para Marivane

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil