Ato público pela valorização do serviço público

Por que Aécio, gaguejando e agitado, correu para defender Temer?

Por Bajonas Teixeira

28 de novembro de 2016 : 18h37

(Foto: Antonio Cruz)

Por Bajonas Teixeira, Colunista de política do Cafezinho

Quem assiste à declaração de Aécio Neves contra as supostas gravações de Temer, não pode deixar de refletir sobre a diferença entre os homens. Lula vem sendo perseguido ininterruptamente há mais de dois anos, as tempestades ao seu redor se armam e se precipitam sem cessar, e seu barco vai como uma caravela no meio do furacão, entre vagas ameaçadoras e raios explodindo à destra e à sinistra. No alto mar tenebroso das conspirações e do golpe, Lula se mantém firme no leme, apesar da idade, e, do alto do seu equilíbrio, transmite-nos uma digna serenidade.

Já com Aécio, a situação é bem diversa. O mineiro de Ipanema, neto herdeiro do seu avô,  que do mar só conhece  as dunas brancas e as areias escaldantes da Zona Sul do Rio, mostra um semblante desfigurado pelo pavor. Mal a mão visível das denuncias roçou de leve o seu calcanhar de Aquiles, ele parece ter desmoronado.

Aécio ostenta uma mudança impressionante apenas alguns meses depois do curto braço da lei (estamos no Brasil) ter se estendido timidamente em seu encalço. Pálido e visivelmente agitado, a voz desequilibrada oscilando entre o quase falsete e a gagueira ostensiva, a cabeleira precocemente salpicada de tufos grisalhos. Com toda a blindagem, apoio e discrição que a mídia dedica ao dublê de socialite e príncipe político, ao ponto de ser ungido candidato à presidência pelo PSDB, o nobre senador sofre os efeitos do pânico.

É difícil não se impressionar com a dicção prejudicada e a gagueira de Aécio. Ao ratear tentando pronunciar duas palavras, ele dá um show de língua travada – “na nó na nó na nossa república”. E tudo isso em ritmo acelerado, balançando o corpo com visível agitação.

A hipótese mais plausível é que a precipitação com que correu para condenar a gravação de Temer   – e isso já antes, inclusive, da confirmação da existência de uma gravação de Temer por Calero –, demonstra seu temor de que, logo à frente, precise muito de um compacto apoio dos partidos do governo. Em especial, do PMDB.

Faz algum tempo que as denúncias contra Aécio não são poucas nem triviais, como mostramos no artigo Inventário das denúncias contra Aécio e a cobertura da mídia. De lá para cá, Aécio vive brincando de esconde-esconde. Às vezes, passa semanas e semanas longe da mídia, não se sabe onde nem fazendo o quê. Depois reaparece ex abrupto.

A cada vez que dá as caras, alguém ou alguns não demoram a estampar manchetes que o desagradam e ele, como o fantasma turrão de Canterville, lança um muxoxo de desagrado e some atravessando a parede mais próxima.

As aparições do fantasma Neves são quase sempre para comentar alguma mazela dos outros, ou melhor, alguma ação da Lava Jato capaz de causar prejuízos a Lula ou ao PT. Ele é convocado pele mídia, e dá conta do serviço. Mais raramente, em exceções muito dignas de nota, como foi a comemoração ao final do segundo turno em outubro da “onda azul”, aparece para louvar as conquistas do PSDB.

Nessa alternância de ausência e presença, de muito mais ausências que presenças na verdade, não admira que Aécio tenha acabado por perder a dicção de outrora. Mas isso é questão de somenos.

O decisivo é que a defesa de Temer pela via do ataque, condenando as gravações antes de confirmar sua existência, só pode ter o sentido de angariar simpatias e apoios. Não tanto de Temer, uma vez que seu destino é incerto, e a distância entre o Jaburu e a Papuda não é assim tão grande. Mas da base de governo, que hoje é robusta e representa um vasto capital político para quem vier a precisar de um.

Apesar do sucesso do PSDB nas últimas eleições, Aécio não se sente seguro. Basta acompanhar a Folha de São Paulo para concluir que São Paulo não quer Aécio na próxima eleição presidencial. E isso significa que a grande mídia corporativa no país, não toda mas parte expressiva, continuará a dar machetes para as acusações contra ele. Por isso, sua busca frenética em ajudar para, muito em breve, ser ajudado.

Não deixa, contudo, de ser lamentável o espetáculo de um presidente de partido, candidato derrotado em uma eleição presidencial, condenar não o fato mas a gravação do fato. E de um fato que a grade mídia inteira – ou melhor, a grande mídia afinada com o PSDB de São Paulo que gostaria de ter um Alckmin candidato à presidência do país – condena como advocacia administrativa, como corrupção.

Seja como for, Aécio talvez esteja um tanto arrependido a essa hora. Possivelmente já se deu conta que, dependendo do desfecho da crise atual, que pode ser trágico para Temer, sua precipitação e sua gagueira não serão facilmente esquecidas. E serão usadas contra ele, numa clássica aplicação do ditado colonial que dizia que “a língua é o chicote do  rabo”.

Visite e curta a MÁQUINA CRÍTICA.

 

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Everaldo Leite Rangel

29 de novembro de 2016 às 17h58

ele ta com uma fisionomia acabada,arrasada,imagino o medo dele,a paranoia,coitado vendeu a alma ao diabo.

Responder

Henrique Dias

29 de novembro de 2016 às 11h32

Deve ser crise de abstinência! Ficou um dia sem usar o nazo.

Responder

RALFO B PENTEADO

29 de novembro de 2016 às 11h16

Cheirar, roubar, beber wisque de R$ 1.000,00 faz mal. Vejam com está o Ali Kimin que só rouba. O $$erra já nasceu vampiro, e temos o Nosferatemer que resiste. Renan se parar de mentir morre, idem jucá. Lavajato matatudo ? Sim, só democratizar.

Responder

Luís CPPrudente

29 de novembro de 2016 às 10h43

O senador Playboy do Leblon estava sob efeito daquele pó que ele retira do Helicoca com frequência. Daí o gaguejar de um canalha que sabe que foi pego no exame antidoping.

Responder

Luiz Carlos Gorniack

29 de novembro de 2016 às 10h35

A cabeça já não funciona mais. Provavelmente devido a ser alguém que sempre foi protegido e do dia para a noite se vê acuado e em desespero pelas inúmeras denúncias. Se não fosse blindado já teria infartado, pois não tem preparo físico e emocional para enfrentar seus adversários.

Responder

Marcelinho Air

29 de novembro de 2016 às 09h24

Realmente, a forca está te esperando traidor…

Responder

Marcelinho Air

29 de novembro de 2016 às 08h36

Fala nervosa e atrapalhada… sei, sei. Não é só medo, é pó!

Responder

Adir Tavares

29 de novembro de 2016 às 08h31

Pó pará, essa gagueira é sequela de abuso de farinha estragada!

Responder

Daniel Silva

29 de novembro de 2016 às 00h43

• • • • •

Aos 11′ do vídeo: Denúncia interessante… aÉBRIO Neves teve de ser
removido três vezes por overdose de cocaína… (Tudo documentado pelos
médicos da PM )

https://vimeo.com/192846360

Responder

Dinarte Bonetti

28 de novembro de 2016 às 23h52

Mais que ser preso, Aecio e Moro merecem ser enforcados em praça publica por ter destruido as empresas de engenharia brasileiras, num plano com Aecio e tucanos. Para desmoralizar Dilma com desemprego, ao invés de prender os diretores, como fizeram Siemens e Alston, Moro destruiu as grandes empreiteiras, colocando milhoes de trabalhadores no desespero do desemprego. Ao proibir avais, emprestimos e novas obras, alem de paralizar as em andamento, Moro cometeu o crime do século contra o Brasil. As multinacionais agradecem.

Responder

    Luís CPPrudente

    29 de novembro de 2016 às 10h45

    O juizeco da região agrícola de Curitiba pode fugir mesmo do Brasil para evitar a sua sina de Savonarola.

    Responder

Marcos Omag

28 de novembro de 2016 às 23h08

O desespero não é só de Aécio, mas de toda a cúpula de seu partido. O PSDB não quer a queda de Michel Temer pois não quer arcar com o ônus de ser linha-de-frente do serviço sujo de destruir a educação, saúde e previdência social públicas. Mesmo com a “maquina de ilusões” da Rede Globo tentando engabelar a população, não conseguiria emplacar um Presidente em 2018. Então, é ilusionismo do JN na telinha e borrachada da PM no lombo do povo nos estados nos quais governam para garantirem o golpe até 2018 para ter alguma chance de eleger o próximo Presidente.

Responder

Rachel

28 de novembro de 2016 às 23h04

Quando some ele deve estar cuidando de helicópteros….

Responder

    Luís CPPrudente

    29 de novembro de 2016 às 10h47

    De um certo modelo robinson chamado Helicoca.

    Responder

17Abril2016

28 de novembro de 2016 às 22h53

Os coxa-paneleros falavam que o Lula era cachaceiro. Mas se eh da elite-endinheirada ate entupir o bariz de farinha pode. Odio de classe deixou esses malucos totalmente zumbizados.

Responder

ZeDasKouves

28 de novembro de 2016 às 22h50

na ni na nó na ná na nu nainanó…
Eita sujeitinho besta sô!

Responder

marcelo jose

28 de novembro de 2016 às 22h34

Recentemente vi na internet um depoimento de um desafeto do Senador Aécio, na comissão de direitos humanos e minorias da Câmara dos Deputados . Ele é Marco Aurélio Carone,um jornalista de MG, fez várias acusações ao clã Neves, seríssimas, inclusive a de que ficou preso em 2014, tendo sido solto 5 dias após as eleições presidenciais, pois tinha vasto material investigativo contra o Senador e sua família. Outra situação apresentada por esse jornalista naquela ocasião foi a de que o então Governador Aécio de MG, durante o exercício do seu mandato, foi internado em hospitais de Minas por overdose de entorpecente, deixando claro que o então Governador era um viciado. Pergunto: Será que o Senador estava puro nessa entrevista?

Responder

    Rachel

    28 de novembro de 2016 às 23h06

    E a tal namorada em quem ele bateu?

    Responder

Ricardo Oliveira

28 de novembro de 2016 às 22h22

Deve estar com síndrome de abstinência.

Responder

jbmartins

28 de novembro de 2016 às 22h12

https://www.youtube.com/watch?v=2G0K7PwODXk conheça melhor aqui….

Responder

Ben Alvez

28 de novembro de 2016 às 20h38

Porque ele acha que chegou a vez dele…

Responder

Pedro Pedro

28 de novembro de 2016 às 20h01

Quer que, agora, para o “pirilampo”, gravar conversas de presidente da república é crime? Ora, ora e ora, logo ele que, “pirilampimpanamente” teceu loas ao desM?

Responder

Sangre di Coxa Conta Mina

28 de novembro de 2016 às 19h58

O jornalista Marco Aurélio Carone sofreu por ações de Aécio, Anastasia e tucanos do judiciário. Em comissão do Senado, comentou sobre três overdoses quando Governador e medicação matinal pro neto do avô representar seu papel político. Uma farmácia ambulante: http://jornalggn.com.br/noticia/absolvido-jornalista-mineiro-revela-acusacoes-contra-aecio-que-foram-censuradas Sua queda derruba gente grande, inclusive do Judiciário. Corre risco de morte súbita por queima de arquivo.

Responder

Luiz Baptista

28 de novembro de 2016 às 18h58

Esse sujeitinho é daqueles que a vovó limpava a bunda até os 18 anos de idade.
Pior que ser um vagabundo, completamente destituído de qualquer sentido nacionalista e de grandeza política é o fato de se achar uma referência (sei lá de que).
O que esse dejeto humano fez, faz e ainda fará contra MG e o Brasil vai ser motivo de estudo no futuro.
Como um sujeito tão desprezível chegou tão longe?
A inimputabilidade conferida a essa figura pela mídia e pelas instituições explicam e, um dia, pagarão por isso.

Responder

Jose X.

28 de novembro de 2016 às 18h41

essa é uma boa pergunta…pelo jeito parece que os golpistas estão se desentendendo…tem gente batendo no temer, e tem gente defendendo o temer…o o tal calero lá com certeza não agiu sozinho, e duvido que tenha sido por pruridos morais, afinal de contas TODO MUNDO conhece aquele pessoal do “governo” do traidor temer, ali não tem nenhuma freirinha

Responder

    Santos Damasceno

    28 de novembro de 2016 às 22h17

    Freirinha não mais corruptos tem

    Responder

Deixe uma resposta