Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil O Procurador da República, coordenador da Força Tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, durante Comissão Geral da Câmara dos Deputados para debater o projeto de lei que estabelece medidas contra a corrupção

Dallagnol foi intimidado pelo legislativo. Imagine quando apanhar da polícia

Por Tadeu Porto

30 de novembro de 2016 : 22h18

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Por Tadeu Porto*, colunista do Cafezinho

Eu te entendo Daltan, na boa.

Eu também fui atingido diretamente pelos parlamentares brasileiros. Não só pelo Golpe de Estado que jogou fora meu voto de 2014, mas também por que sonhei em ver dezenas de plataformas da Petrobrás produzindo o Pré-Sal e, graças a esses deputados, acabei acordando num pesadelo patrocinado pela Shell.

E olha, sinto muito lhe avisar mas se o senhor está achando ruim assim se prepare pois pode piorar. Acredite em mim, tenho certa experiência no assunto: se quer mesmo combater os verdadeiros poderosos no país (fala a verdade, tava fácil demais prendendo só gente do PT, não é?) a lei do papel é só o começo. Existe, ainda, a lei do cassetete, do gás de pimenta, das bombas de efeito moral e das balas de borracha que entram em campo toda vez que tentamos combater o status quo.

A CUT foi ao planalto combater o PL 4330 (da terceirização) e o pau cantou, como se diz lá em Minas. O Senador José Serra esteve em Macaé para palestrar sobre o PLS 131 (da entrega do Pré-Sal) e apanhamos da polícia na primeira brecha que abriu. Assim foi, ainda, nas nossas visitas na câmara onde tivemos petroleiros preso e nas ruas contra as perda de direitos e a favor da democracia: Porrada, porrada e mais porrada, sob os olhos do seu MP que estava mais preocupado com o pedalinhos dos netos do Lula do que com em proteger o direito básico e legal da livre manifestação.

Esse país de exceção, sinto muito lhe informar, foi criado pela política fascista na qual o senhor surfou como se fosse o Gabriel Medina. É legal utilizar a opinião pública alienada para fazer slides vazios e midiáticos que sequer condizem com a denúncia que seu órgão é responsável por fazer, não é? Pois foi essa mesma massa de manobra manipulada que deu força e moral para 400 achacadores tirarem uma Presidenta da República, inventando um crime de responsabilidade somente para aplicarem um projeto derrotado nas urnas.

Oras, doutor, alguém que alimenta corvos não pode esperar ser cercado por borboletas fofinhas. Portanto, se o senhor estiver mesmo do lado quem quer enfrentar a desigualdade (uma luta bem mais difícil do que combater a corrupção), se prepare, pois o peso da lei é só o começo.

Tadeu Porto é diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Johne Wayne Oliveira

02 de dezembro de 2016 às 07h38

Belo texto!

Responder

Ronaldo Oliveira

01 de dezembro de 2016 às 12h58

CONCORDO PLENAMENTE!! Daí lembro que o PT passou 13 anos alimentando seus corvos. E não por falta de avisos. Respondia a qualquer crítica (pela esquerda) ao governo falando ser um governo de coalizão. Quando movimentos ousavam avançar, vinha sempre o discurso contraditório de ser “nosso governo”.

Responder

Marcvs Antonivs

01 de dezembro de 2016 às 11h22

Aí está, pra quem quiser ver. Saiu finalmente a notícia no Diário Oficial do PSDB: http://m.folha.uol.com.br/colunas/marina-dias/2016/12/1837307-psdb-cogita-fim-de-governo-temer-e-eventual-eleicao-de-fhc.shtml

Responder

Carlos Tod

01 de dezembro de 2016 às 11h16

Doutor deltan, o senhor vai ter que arrumar emprego porque se renunciar ao cargo, não tem mais minha casa minha vida pro senhor comprar casa baratinha e vender no mercado imobiliário, entendeu?

Responder

Ocomentarista Tcomment

01 de dezembro de 2016 às 09h45

É Durignoll, era tão fácil bater em petista com síndrome “republicana”!! Agora o buraco é mais embaixo!! Agora é com profissionais!!

Responder

Ocomentarista Tcomment

01 de dezembro de 2016 às 09h43

Na mosca Sr. Tadeu!!!

Responder

Ben Alvez

01 de dezembro de 2016 às 09h17

Vá embora do Brasil.

Os brasileiros agradecem.

Responder

Ben Alvez

01 de dezembro de 2016 às 09h16

Se borra todo…

Responder

Esmeraldo Cabreira

01 de dezembro de 2016 às 07h40

TODOS SOMOS IGUAIS PERANTE A LEI….. PELO FIM DAS APOSENTADORIAS AOS JUÍZES E PROMOTORES CORRUPTOS E FASCISTAS……
PARABÉNS SERGIO MORO E PASTOR DALLAGNOL…… AGORA A SEITA NAZI-JUDICIÁRIA VAI FICAR BEM CONTENTE COM AS INICIATIVAS COGNICIONAIS DOS SENHORES!
” A RAPOSA TANTO VAI AO NINHO, QUE UM DIA PERDE O FOCINHO!” ………KKKKKKKKK!
Esmeraldo Cabreira Mestre e Doutor UFRGS.

Responder

17Abril2016

01 de dezembro de 2016 às 06h30

Quem diria que o MP se voltaria contra a Republica, corroendo-a em beneficio da casa grande.

Responder

Igor Gonçalves De Macedo

01 de dezembro de 2016 às 04h20

Pra mim é bastante óbvio: inventaram essa briguinha e essa “ameaça” ridícula de “renunciar” ao estado semi-deus da Farsa Tarefa para sepultar essa Lava Rato antes que chegue a alguém verdadeiramente corrupto. Possíveis óbices são o ego mastodôntico da casta justiciária-moralista e a “leverage” (carta na manga) que um grupo de bandidos quer ter sobre o outro.

Responder

js

01 de dezembro de 2016 às 02h03

… ele q não junte suas trouxas e venha para Miami. Qq dia desses q o Temer se sentir intimidado, o escritório deles vai ser o primeiro a tomar o cacete. Sem cerimonias.

Responder

Simone de Beauvoir

01 de dezembro de 2016 às 01h27

Brilhante, Tadeu. Você me representa.

Responder

Luiz Augusto Gonçalves Barroso

01 de dezembro de 2016 às 00h59

Alguém avise a esse sujeito que, pelo art. 42 do Código de Processo Penal ele não pode desistir da ação penal.
Mas pode pedir demissão e se dedicar à sua nova atividade de especulação imobiliária com moradias populares.

Responder

    Julio Soares

    01 de dezembro de 2016 às 16h16

    Boa bem lembrado. Dez pra você????

    Responder

Pedro Silva

01 de dezembro de 2016 às 00h01

Tadeu voce é um grande “FELA” * do bem …putz que texto maravilhoso….

*feladaputa

Responder

Hilario Muylaert

30 de novembro de 2016 às 23h25

Belo texto Tadeu Porto.
Diagnostica bem o que é um coxinha pretensioso e politicamente analfabeto.

Responder

marco

30 de novembro de 2016 às 23h05

Sr.Procurador.A única coisa que a LAVA A JATO TEVE,como objetivo,e com sucesso,foi O GOLPE DE ESTADO ,que se perpetrou no Brasil,em 2016.O resto,foi JOGO DE CENA.

Responder

Gilberto Alves

30 de novembro de 2016 às 23h00

Esse veadinho se fodeu…..renuncia seu bosta, para a lava Lula seu procurador de merda….faça algo de bom por voce e pelo Brasil seu pateta Powerpointeado….

Responder

Deixe uma resposta