Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Brasília - DF, 02/09/2016. Presidenta Dilma Rousseff durante entrevista para agências internacionais no Palácio da Alvorada. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Dilma ao Financial Times: Uma mulher exercendo autoridade é considerada dura, enquanto um homem é chamado de forte

Por Redação

08 de dezembro de 2016 : 12h26

Eleita como uma das “Mulheres do Ano” pelo jornal Financial Times, Dilma concede entrevista. “O processo de corrupção é feito nas sombras, e os corruptos fazem de tudo para que permaneça assim”.  

O fracasso retumbante do governo Temer fez investidores e imprensa internacional constatarem que o Brasil cometeu um erro trágico ao permitir o golpe contra Dilma Rousseff.

O jornal britânico Financial Times, que promove uma eleição com as “Mulheres do Ano”, inclusive, selecionou Dilma como candidata, e fez uma entrevista longa com a ex-presidente. Ao lado dela estão personalidades como Theresa May, primeira-ministra da Inglaterra; Maria Grazia Chiuri, primeira mulher a comandar a presidência da Dior; Park Geun-hye, presidente da Coreia do Sul, Hilary Clinton e outras.

Em Porto Alegre, Dilma falou sobre o golpe, o governo ilegítimo e as dificuldades enfrentadas na crise econômica brasileira. Para ela, “durante uma recessão, praticar política de austeridade é como suicídio”.

A entrevista reafirma que Dilma, ao contrário de muitos políticos brasileiros, não é uma pessoa corrupta, e também relembra que contra a ex presidente não há acusações na justiça. A publicação enfatiza que, apesar do processo de impeachment, muitos políticos que são réus  na justiça continuam no governo.

A iniciativa do Financial Times expõe o jornalismo “chapa branca” exercido no Brasil. Até hoje a imprensa nacional esteve ocupada em bajular o presidente golpista, e ainda não teve a coragem e a virtude democrática para conversar com a ex presidente sobre o impeachment.

A entrevista, abaixo, está em inglês. Se algum internauta se interessar em enviar uma tradução, pode fazê-lo para redacaocafezinho@gmail.com

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

miudeza

08 de dezembro de 2016 às 17h04

minha guerrilheira vélha è fóda!!!

Responder

miudeza

08 de dezembro de 2016 às 17h02

à globósta não vai falar nada??

Responder

maria

08 de dezembro de 2016 às 15h29

o que me deixa indignada, é o golpe dos maiores corruptos, descarados, desavergonhados, e os Tres poderes todos envolvido com o único objetivo é exterminar o PT, porque as corrupções que o PT cometeu os partidos que estão ali, estão corrompendo há séculos, e escolheram só os partidários do PT….é um crime o que estão fazendo com meu país…..daqui alguns dias prenderão quem se filiar ao partido….é a ditadura as Elites contra o povo trabalhador, e divulgada incansávelmente e espetacularizada pelas midias Cleptocratas e blindadas

Responder

Éder

08 de dezembro de 2016 às 13h48

Continuando: Voltaremos quando o povo (que está agora TOTALMENTE apático) se der conta da real natureza do golpe – tirar os Direitos dos mais pobres! – e se rebelar contra o Estado (três poderes), visto que do legislativo ao judiciário estão todos patrocinando o golpe, mas obviamente mantendo seus próprios interesses.

Responder

Éder

08 de dezembro de 2016 às 13h46

A “Esquerda” – partidos com orientação voltada ao povo – perdeu por três motivos: (1) Não fez as mudanças da forma profunda como elas precisariam ser feitas; (2) fez péssimas indicações para cargos do executivo, ministros do supremo, PGR, etc; e (3) falhou na comunicação com o povo.

Responder

Antonio Passos

08 de dezembro de 2016 às 13h26

“O fracasso do governo Temer……” é uma frase de piada. Não existe governo Temer, existe um bando de golpistas entregando o Brasil aos EUA. Quanto à Dilma, é outra piada maior ainda dizer que ela “exerceu autoridade”. Desculpem mas kkkkkkk. A única presidente da história, creio eu, que foi grampeada pelas instituições e não fez NADA. Para os coxinhas a gente esfrega na cara essa reportagem, mas cá entre nós vamos ser honestos, Dilma foi a presidente mais FROUXA da história. Entregou nossa democracia de bandeja com a ajuda do inefável Zé.

Responder

    Sérgio Silveira

    08 de dezembro de 2016 às 16h13

    Voce se esquece do que ela fez na ONU perante TODOS os Chefes de Estado do mundo???
    Acusou Obama para o Mundo!!!
    Nunca antes na história do mundo um presidente americano tinha sido humilhado desta forma!!
    E Obama arquitetou a derrubada de Dilma…
    Ela foi muito CORAJOSA apesar do republicanismo que só funciona em países com povo civilizado. Não é o nosso caso….

    Responder

Deixe um comentário