Cafezinho 2 minutos: Posse de Bolsonaro e alegações finais contra Lula

09/12/2008-Plataforma P-51. foto: Felipe Dana

Chega de conversa fiada. Dizer que a Petrobrás passa por dificuldades financeiras é uma grande mentira

Por Redação

09 de janeiro de 2017 : 10h52

Por Cláudio da Costa Oliveira, colunista do Cafezinho

Após reunião com a Federação Única do Trabalhadores (FUP), realizada na última quinta-feira (05/01) a Petrobrás explicou: “Embora a convergência final não tenha sido alcançada na reunião, a decisão da FUP de apresentar uma proposta é bem-vinda pela Petrobras, porque mostra o início de uma aproximação entre as demandas dos trabalhadores e a situação financeira atual da empresa”.

Em muitas oportunidades a empresa tem utilizado o argumento de estar passando por uma situação financeira difícil para pressionar os trabalhadores. É preciso que os representantes dos petroleiros seja a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) ou a Federação Única dos Petroleiros (FUP) solicitem que a empresa esclareça bem onde estão estas dificuldades, porque as Demonstrações Financeiras publicadas pela empresa mostram uma realidade completamente diferente.

Qualquer analista, por mais primário que seja, quando olha o balanço de uma empresa a primeira coisa que vê é a liquidez, pois ele tem bem à sua frente a Ativo Corrente e o Passivo Corrente. Dividindo o Ativo Corrente pelo Passivo Corrente nós temos a chamada Liquidez Corrente. A Liquidez Corrente mostra a capacidade da empresa em cumprir com seus compromissos financeiros no curto prazo (1 a 2 anos ).

Nas Demonstrações Financeiras do 3º trimestre de 2016 a Petrobras mostra um Ativo Corrente de R$ 144,75 bilhões e um Passivo Corrente de R$ 82,33 bilhões. Portanto, a empresa tem uma Liquidez Corrente de 1,76 (144,75/82,33). Significa dizer que para cada R$ 1,00 que tem para pagar no curto prazo a empresa dispõe de R$ 1,76. Uma situação financeira muito confortável.

A Petrobras registrava uma dívida bruta de R$ 398 bilhões no final de setembro de 2016, sendo que já em 2015 a receita da companhia foi superior a R$ 400 bilhões. Ou seja, a dívida da Petrobras é inferior à sua receita anual. Empresas em fase de investimento tem dívidas muitas vezes 2 vezes superior à receita anual, sem nenhum problema. A dívida da Vale é 25% superior à sua receita anual e ninguém diz que ela está muito endividada.

Por outro lado, se nós incluirmos no patrimônio da Petrobras as reservas do pré-sal (o que não é feito), que a ANP diz que já tem comprovado 50 bilhões de barris, a alavancagem (dívida dividida pelo patrimônio) fica baixíssima, mostrando a grande capacidade de captação de recursos que a Petrobras tem. Não é à toa que o Banco de Desenvolvimento da China abriu um crédito de US$ 10 bilhões para a companhia, pedindo como garantia apenas a promessa de fornecimento futuro de petróleo. Com as reservas que a Petrobras descobriu, não existe problema para obtenção de recursos.

Além do exposto acima, no final de setembro de 2016 a Petrobras tinha em caixa R$ 73 bilhões. Ou seja, a empresa tem só em caixa 18% (73/398) de sua dívida bruta total. Até setembro de 2016 o Ebitda Ajustado (geração de caixa) foi de R$ 63 bilhões, 11% superior a igual período de 2015. Só no 3º trimestre de 2016 o fluxo de caixa livre foi de R$ 16,4 bilhões. De janeiro a setembro o fluxo de caixa livre foi 3,6 vezes superior a igual período de 2015.

Chega, vou parar por aqui e perguntar: onde está o problema financeiro da Petrobras? A empresa tem de responder esta pergunta, esclarecer seus funcionários ou mudar o discurso e procurar outros argumentos.

Convenhamos que isto parece uma brincadeira de mal gosto, com a Petrobras fingindo que tem problemas financeiros, os sindicatos fingindo que acreditam e os petroleiros assistindo sem entender nada. É fantástico.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

waltet pastori

10 de fevereiro de 2017 às 17h25

Seria tao facil arrumar a petrobras era so os golpistas aprovarem uma medida provisoria que pretrobras nao teria mas indicacao politica

Responder

Rodrigo Disse

11 de janeiro de 2017 às 19h30

Se as partes que querem vender da Petrobrás não dessem lucro ninguém compraria!
Sou funcionário da empresa e sei que a Petrobrás só tem dado lucro, os golpistas que querem vender a empresa a preço de banana, pois assim consegue pedir uma verba de corrupção…

Responder

Luis Otávio Leal da Silva

09 de janeiro de 2017 às 22h28

Trabalho para a Petrobras e sei: Estão nos ludibriando. Lá só tem vendidos, prostitutas sem coragem e cristão com o cú na mão. O ministério público deve agir rápido se não!!!!

Responder

SEVERINO DUARTE

09 de janeiro de 2017 às 21h06

Se ela está tão bem, mesmo antes das medidas de austeridade adotadas, pq as aços caíram de 40 para 4?
Diz um ditado comum no meio de oil&gas que a segunda melhor empresa em rentabilidade é a petroleira mal gerida.
Os sinais de que a Petrobras tinha investimentos ruins, retorno inferior ao prometido, gastava mais do que tinha capacidade, gerida para interesses particulares foram que levaram ao descrédito dos investidores e queda histórica do seu valor de mercado.
A intervenção abusiva do estado só traz corrupção e gastos desnecessários.

Responder

Claudio Silva

09 de janeiro de 2017 às 21h06

Num país golpista com imprensa golpista, com raras exceções, só podia dar nisso… e o pior são os dirigentes da FUP e FNP de “birrinha” como sempre vendendo os trabalhadores…

Responder

Franquelino Gomes Pinheiro

09 de janeiro de 2017 às 22h35

O povo vive em dificuldades não a Petrobrás isso é conversa de políticos corruptos !

Responder

Frodo Bagunceiro

09 de janeiro de 2017 às 20h20

Só o Fabio Guimarães Lobo, o Jean Pierre Neto, a Gabriela Ginglass e mais alguns acreditam que a Petrobras esta quebrada.

Responder

Jarlus Mendes

09 de janeiro de 2017 às 19h45

Quem passa por dificuldades sou eu que não mijo petróleo.

Responder

Claudemir Gazzoni

09 de janeiro de 2017 às 18h23

a empresa vai tão mal que todo mundo quer comprar

Responder

Ana Bandeira

09 de janeiro de 2017 às 18h19

Acredite se quiser…

Responder

Wanderson Sant Ana Leite

09 de janeiro de 2017 às 16h29

Mas isso tb não vai de encontro a esse discursinho hipócrita da esquerda de que a Lava Jato está destruindo a Petrobrás????

Responder

Hannibal de Sousa

09 de janeiro de 2017 às 14h55

Foram os mesmos que disseram para vender Petr4 a 5,00 reais. A classe média vendeu. As ações dispararam para 15,00 reais. :)

Responder

    Patricia

    11 de janeiro de 2017 às 21h52

    Lembro muito bem disse, as ações da empresa a menos de 5 reais e os investidores, os entendidos do assunto, falando pra não comprar que a empresa tava quebrada.. Quem não ouviu aquela bobagem se deu bem, as ações triplicaram de valor.

    Responder

Fabiana Ubinha Almeida

09 de janeiro de 2017 às 14h11

Tem que ser muito trouxa para acreditar qu empresa petroleira tem dificuldade financeira.

Responder

    Alberto

    24 de janeiro de 2017 às 01h11

    São 500 bilhões de dívidas. Uma máquina lotada de cargos comissionados. A empresa de petróleo que mais tem funcionário por metro quadrado.
    Se você acha pouca a dívida, passe sua poupança para eles.

    Responder

Robercil R. Parreira

09 de janeiro de 2017 às 14h09

Soberania e Segurança Nacional São Relevantes. Sua Violação Configura Alta Traição, Punível Na Forma da Lei 7170/83 e DL 314/67 à Luz da CF/88, CP e CPP.

Responder

Carlos Teixeira

09 de janeiro de 2017 às 11h48

A farsa do golpista Pedro Parente tem que acabar: Inventa-se uma crise para privatizar a Petrobrás.

Responder

Maria Thereza Gonçalves de Freitas

09 de janeiro de 2017 às 11h46

deixar o tal parente entrar na empresa, sem nenhuma resistência só podia dar nisso. não vai sobrar nem maçaneta.

Responder

Deixe uma resposta