Live com Miguel do Rosário (convidado especial: Luiz Moreira)

Aécio Neves e sua multiplicação de patrimônio

Por Redação

11 de janeiro de 2017 : 11h33

Por Maria Fernanda Arruda, colunista de política do Cafezinho

Montezuma é um município mineiro no norte de Minas Gerais com um dos mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). Deputados, governadores e senadores mineiros poderiam desenvolver boas políticas públicas para elevar o desenvolvimento local, tais como incentivar as pequenas propriedades rurais familiares.

No entanto o município é palco de uma triste história do patrimonialismo de oligarquias políticas do Brasil.

Terras rurais em Montezuma que foram registradas pelo estado de Minas como devolutas acabaram indo parar no patrimônio pessoal do senador Aécio Neves (PSDB) após uma disputa judicial por usucapião da empresa agropecuária de seu pai.

O fim desta história aparece com o patrimônio do senador engordando na declaração de bens feita nas eleições de 2014 em relação à de 2010. O segundo maior item de sua variação patrimonial (herança) foi no valor de R$ 666.660,00 referente a cotas da empresa Perfil Agropecuária e Florestal Ltda.

Porém, quando voltamos ao dia 2 maio de 2000, nota-se que iniciou-se uma disputa para apropriação de terras públicas, típica do coronelismo patrimonialista praticado nos rincões do Brasil arcaico.

A Perfil Agropecuária e Florestal Ltda. pertencia a Aécio Ferreira da Cunha, pai do senador tucano. A empresa entrou com processo de usucapião para registrar a propriedade de vastos 950 hectares de terras em Montezuma, em 02/05/2000.

Já soa injusto a lei permitir que uma empresa de um ex-deputado, que morava desde a década de 1960 no Rio de Janeiro, ser tratada como se fosse de camponeses posseiros que adquirem o direito ao usucapião por trabalharem e viverem na terra. O juizado da comarca de Rio Pardo de Minas julgou a favor da empresa em 2001.

Na hora da empresa registrar a fazenda no Cartório de Registro de Imóveis competente, a área já estava registrada em nome do Estado de Minas Gerais, como terras devolutas, em cumprimento a outra ordem judicial anterior da Apelação Cível nº 86.106/4.

A partir daí houve longa disputa judicial, com o estado de Minas recorrendo para ter as terras de volta.

Desembargadores mineiros votaram a favor da família de Aécio.

É preciso lembrar que em 2000 o atual senador era deputado federal pela quarta vez e deveria representar os interesses públicos dos cidadãos de Minas, e não seu próprio interesse privado. De 2003 a 2010 foi governador de Minas. Presenciamos a inusitada situação política de, na prática, o interesse do “herdeiro” brigar na justiça com o do “governador”.

O interesse patrimonial privado do herdeiro falou mais alto do que o interesse público da população que o cargo de governador deveria representar.

Uma gleba de 950 hectares de terras devolutas poderia ser a redenção de famílias camponesas pobres de Montezuma, através da geração de renda pela produção da agricultura familiar, em vez de apenas somar um pouco mais ao já elevado patrimônio da oligarquia política dos Neves da Cunha.

Este caso explica muito das raízes da desigualdade passada de geração para geração e da concentração das riquezas no Brasil nas mãos de poucos. Muitas destas riquezas vindas de um processo de apropriação de patrimônio público por mãos privadas, justamente pelas mãos de quem deveria defender o interesse e o patrimônio público.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

48 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Osmario Ferreira da Silva

28 de julho de 2017 às 00h09

Amigos é urgente a necessidade dos brasileiros aprenderem a votar, por exemplo, quando vamos votar para alguém é de suma importância que conheçamos o patrimônio do candidato pois no final de sua gestão terá que apresentar novamente para saber se este patrimônio esta coerente com a renda, por outro lado também precisamos é de patriotas no poder, pois quem é empresário dificilmente sera favorável a leis trabalhistas que vão beneficiar os trabalhadores assim como os grandes latifundiários não serão favoráveis a reforma agrária. Tudo na vida e uma questão de lógica.

Responder

Milcourts Alves Ribeiro

18 de maio de 2017 às 18h01

O povo brasileiro precisa voltar a ser Nacionalista, lutar por uma reforma agrária e homens como Aécio Deixar de ter o poder que tem, e a mídia nacional ser mais brasileira, hoje 18 de maio, Temer diz que não renuncia, o povo o tira do poder é melhor.

Responder

LUIZ TAVE

26 de janeiro de 2017 às 22h49

Q LUIZ CARLOS P OLIVEIRA , O DESEMBARGADOR DO AECIO DIZ QUE O NARIZ DE FORNALHA PODE TUDO !

Responder

LUIZ TAVE

26 de janeiro de 2017 às 22h44

O NOME DO HELICOPTERO DO ZEPRRRELA SE CHAMA LOTERIA !

Responder

LUIZ TAVE

26 de janeiro de 2017 às 22h41

GOLPISTA , QUADRILHEIRO , NARIZ DE FORNALHA ! O MORO CARA DE PAU, DIZ QUE NUNCA RECEBEU NADA DESSE CRAPULA ! TALVEZ GOSTE DAS MESMAS COISAS QUE O MINERINHO GOSTA !

Responder

Pefro

12 de janeiro de 2017 às 10h28

Ele, cidadão, brigava na justiça contra ele mesmo, governador e vice-versa. Pode, uma coisa dessa?

Responder

Antonio De Padua Clemente

12 de janeiro de 2017 às 07h41

Ele deve ter ganho várias vezes na loteria.

Responder

Maria Zoraya

12 de janeiro de 2017 às 01h47

Tem certas coisas que da muito dinheiro…

Responder

Antonio Carvalho

11 de janeiro de 2017 às 23h42

Bandido. Corrupto. Assassino e plaboy. Faz parte da burguesia exploradora.

Responder

    Leon

    12 de janeiro de 2017 às 08h57

    É lixo desse que pretende ser presidente da republica, se isso acontecer estaremos mais perdidos do que agora. Lula 2018 rumo a vitória, e volta do brilho da estrela, tenho fé em deus que acontecerá.

    Responder

apolinario jose pereira

11 de janeiro de 2017 às 23h21

O problema eh que esse fascista e nazista senadorzinho perdedor e boneco da imprensa fascista do brasil sob o comando da globo e cia, manda na justiça e ministerio publico do brasil, todo um concluio para destruir o povo mais pobre do brasil, Cadei Neles! Fechar o poder judiciario fascista, ministerio publico nazista , senador e camara federal, as revistas, época, veja, isto é, jornal o folha e estadao de são paulo, o globo, tv band, rede globo, sbr, redetv, recordtv, Fiesp e mandar todos pra Cadeia que é o lugar desses Canalhas.

Responder

Vera L. Cunha

11 de janeiro de 2017 às 23h34

Esse é o famoso malandro agulha !

Responder

Roberto Bueno

11 de janeiro de 2017 às 22h49

Saporratapurunao

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

11 de janeiro de 2017 às 20h45

HENRIQUE, leia de novo o texto. Parece que você não entendeu nada
Usucapião é para quem mora na terra e não para empresas. Aff…

Responder

Alair

11 de janeiro de 2017 às 20h15

Ele construiu um bom aeroporto em Motezuma só para ele descer, com verba do Governo de Minas. O povo diz que lá nunca desceu outra aeronave a não ser a dele. xdxdxdxxdxdxdxxdxdxdxxd

Responder

Alair

11 de janeiro de 2017 às 20h13

Ele construiu um bom aeroporto em Motezuma só para ele descer, com verba do Governo de Minas. O povo diz que lá nunca desceu outra aeronave a não ser a dele.

Responder

Alair

11 de janeiro de 2017 às 20h11

Ele construiu um bom aeroporto em Motezuma só para ele descer, com verba do Governo de Minas.

Responder

Ana Clara Alves

11 de janeiro de 2017 às 20h07

Porque quem pensa é ela, simples assim, o mano é o rostinho bonito dos comrciais de margarina.

Responder

Ivanise

11 de janeiro de 2017 às 17h13

Tristeza e pesar! Não somos mais habitantes da terra que estamos. Nem sabemos o que fomos. Parece que morreu a vergonha !

Responder

gilberto

11 de janeiro de 2017 às 16h59

Patrimônio valorizado sobremaneira com a construção do famigerado aeroporto em Montezuma, coincidentemente próximo às terras da família de Aécio, a exemplo daquele de Cunha.

Responder

GERALDO ROLIM/ FURQUIM MG

11 de janeiro de 2017 às 16h01

O coronel narizinho de ouro
acabou com o estado de MG
construiu aeroporto para o titio
Aecim mais citado na lava jato que Machado de Assis em vestibular.

Responder

AMARILDO DE JESUS VALLE

11 de janeiro de 2017 às 16h00

SE O BRASIL FOSSE UM PAÍS SÉRIO AÉCIO JÁ ESTARIA APODRECENDO NA CADEIA FAZ TEMPO , ESSE É O TAL DO TROMBADÃO , ROUBA E PÕES A CULPA NOS OUTROS .

Responder

Rodrigues Freire

11 de janeiro de 2017 às 17h43

É difícil de se comentar perfil não está bom.

Responder

Laercio Medeiros Epaminondas

11 de janeiro de 2017 às 16h53

Responder

Oswaldoa Almeida

11 de janeiro de 2017 às 16h39

Esse indivíduo não me representa. Golpista, derrotado nas urnas.
Até no seu próprio estado
Minas Gerais. Propineiro
CADÊ O CASO FURNAS E TANTOS OUTROS CASOS DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO O QUERIDINHO DA MÍDIA GOLPISTA. PORQUÊ O AÉCIO NEVES É BLINDADO DA MÍDIA DO JUDICIÁRIO.
PRIMEIRAMENTE
FORA TEMER/PSDB.

Responder

Henrique

11 de janeiro de 2017 às 14h10

Penso que se o Senador ou parente seu requereu seu direito na justiça, está dentro da legalidade.

Responder

    FABIO LUIZ GOUVEA

    11 de janeiro de 2017 às 14h43

    Como é que é? O cara usa subterfúgios da Lei, pie no seu/nosso rabo e você acha que tá na legalidade?
    Isso é contagioso?

    Responder

    Sérgio

    11 de janeiro de 2017 às 14h48

    E cara penso que se foi dado a vc o direito de falar da nossa justiça como justa…. Ou vc e do “clube” ou vc se faz de muito besta…..

    Responder

    Lucius de Oliveira

    11 de janeiro de 2017 às 15h11

    Não é bem assim. Estamos numa República e cada ente político que a compõe têm seu patrimônio, que é público, ou seja, pertence a todos. Os Poderes da República, esta que é uma ficção jurídica, são exercidos por prepostos que devem colimar valores republicanos, mas as vezes são falíveis, quando não, venais. Se uma Unidade da Federação tem terras que pertencem aos seus cidadãos, como pode ser acertada a decisão de um juiz que a transfere para alguém, uma única pessoa, que a pediu judicialmente? Quando você concorda com algo assim, uma decisão que prejudica a você mesmo (afinal é seu patrimônio também), só porque tem uma “aparência” de legalidade, isso é o que chamamos de domínio ideológico, consequência da perda das bases conceituais sobre as quais construímos e vivemos nossa REPÚBLICA FEDERATIVA. Não se deixe enganar, a acumulação de riqueza em famílias oligarcas no mundo inteiro se opera através dessas mansas manobras de convencimento e aparente “legalidade”.

    Responder

    José Carlos

    11 de janeiro de 2017 às 19h48

    Como diz aquele ditado caro Henrique: “Pensando morreu um burro” …

    Responder

Marly Juçara Justino Fais

11 de janeiro de 2017 às 15h59

PESSOAL : NÃO IMPORTA QUE VOCÊ SEJA: EMPADINHA, COXINHA, ESCONDIDINHO, TROUXINHA ,PÃO COM MORTADELA, QUIBE, CIGARRETE, PASTEL, RISSOLE OU BARQUETE.BASTA DE FICARMOS FAZENDO GUERRINHAS QUE NADA ACRESCENTA APENAS NOS DIMINUI. DEPOIS DO ” GOLPE ” A NOSSA ESTA DIVIDIDA, NÓS NÃO PODEMOS ACEITAR ISTO CALADOS (AS). O MOMENTO AGORA É DE UNIRMOS TODOS NUM ÚNICO OBJETIVO, PORQUE SOMOS TODOS (AS) BRASILEIROS(AS) E VIVEMOS NUMA MESMA NAÇÃO, E ELA NÃO FOI DESMEMBRADA.AO INVÉS DE DIVIDIRMOS NÓS TEMOS QUE SOMARMOS.OS ÚNICOS QUE NÃO SERÃO BEM VINDOS NESTE PROTESTO SÃO ESTES : ” MBL-MOVIMENTO BRASIL LIBERAL E O MOVIMENTO ” VEM PRA RUA “, PORQUE EU ME NEGO A ME MISTURAR COM UMA FACÇÃO CRIMINOSA, FINANCIADA POR CORRUPTOS,EMPRESAS ,ESTADOS UNIDOS COM O INTUITO DE LESAR A PRÓPRIA PÁTRIA.#BASTADEINJUSTIÇAEIMPUNIDADE #NEMUMDIREITOAMENOS #VOLTADEMOCRACIA #FORADITADURA #ABAIXOAREDEGLOBOEASMIDIASMANIPULADORAS #MOROMPFESTFDESMORALIZADOS #BANDIDOSTOGADOS #JUIZESESFORADALEI #JUSTIÇABRASILEIRAVERGONHANACIONALEINTERNACIONAL #FORATEMEREASUAFACÇÃOCRMINOSA #VOLTAPRESIDENTADILMA #LULAPRESIDENTEEM2018 #SOCORROPEGALADRÃOESTÃOSAQUEANDOANOSSANAÇÃO

Responder

Walter Drummond

11 de janeiro de 2017 às 13h57

Esse cara é só mais um dos milhares de usurpadores do povo brasileiro, é uma vergonha!!
Só para ilustrar a foto do Aecin do Pó, ele está doidão desde o dia anterior, é só olhar os olhos e o semblante do nóia.

Responder

    Daniel

    11 de janeiro de 2017 às 20h00

    Sim a foto comprova pelos olhos que ele estava doidao. Incrivel a turma por tras deste sociopata golpista. Bateu em mulher, Juka Kfouri comprova. Tem contas em paraisos fiscais e e’ o queridinho da Globo e do Moro.

    Responder

Anônimo

11 de janeiro de 2017 às 13h55

Estes vagabundo politíco só Vaz leis a favor deles, nois eleitores que somos para eles, só quando chega às eleições, vamos acordar povo,eles dependem de nois para si elege

Responder

Norma L Mmdiniz

11 de janeiro de 2017 às 15h38

Essa é a grande figura pública de Minas tão grande como nosso judiciário.Pergunta que todo mineiro deveria fazer. Onde foi parar nosso nosso nióbio

Responder

Eleonora Mascolo

11 de janeiro de 2017 às 15h36

Ele é um Senador dá república das bananas,mas nós é que pagamos seu salário, é deprimente sua aparência.

Responder

    Gloria Ferreira

    11 de janeiro de 2017 às 20h02

    Senador mineiro de Ipanema. Ou senador de Ipanema mineiro? Me ajudam aí. Kkk

    Responder

Mario Côrtes

11 de janeiro de 2017 às 13h35

Belo exemplo da meritocracia da oligarquia.

Responder

Julio Brentani

11 de janeiro de 2017 às 15h26

Meritocracia elevada a infinita potencia

Responder

Sueli Lima Lima

11 de janeiro de 2017 às 15h25

ladrão. corrupto

Responder

Eleonora Mascolo

11 de janeiro de 2017 às 15h23

Olha a aparência deste representante do povo ! Estamos bem arranjados.

Responder

João Alves

11 de janeiro de 2017 às 15h20

Trabalhando com honestidade ,a final tdos do P S D B sao sérios e trabalhadores

Responder

Joao de Barros Guimaraes Filho

11 de janeiro de 2017 às 13h19

Deveria haver alguma lei que proibisse esses políticos de passarem anos a fim em cargos federais, estaduais, municipais, ocupar cargos, …etc, afinal politica não é profissão.

Responder

Aroldo Muniz

11 de janeiro de 2017 às 15h18

Ótimo texto !!

Responder

Lili Brown

11 de janeiro de 2017 às 15h17

Brasileiros, nossa uniao por um pais democratico, livre e justo. DIRETAS JA!!

Responder

João Batista

11 de janeiro de 2017 às 12h52

No entanto, de tudo que ele possui, o que ele levará consigo quando for levado pelo capeta?

Responder

    SR

    11 de janeiro de 2017 às 13h24

    Cristão é muito mané mesmo. Se conforma com a exploração e a injustiça pq tem fé na compensação e punição pós-vida.

    Responder

Fabiano França/PE

11 de janeiro de 2017 às 12h10

Inacreditável. São os senhores de engenho do livro casa grande e senzala de Gilberto Freire.

Responder

Deixe uma resposta