Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

O caso Eduardo Guimarães: meganhas pró-Lava Jato ameaçam oficialmente imprensa alternativa

Por Miguel do Rosário

08 de março de 2017 : 12h14

(Blogueiro Eduardo Guimarães, foto de Ricardo Stuckert)

Agora é oficial.

Depois de Gilmar Mendes e Globo acenarem, ontem, com o “adiamento” das eleições de 2018, o regime de exceção imposto pelo consórcio do “acordo nacional” (estou tentando reduzir o uso da palavra golpe) se volta agora, diretamente, contra a liberdade de expressão.

A intimação a Eduardo Guimarães é ridícula. Intimar com base em matéria da Veja?

Eduardo Guimarães é um blogueiro passional, e como precisamos disso numa sociedade tão incrivelmente apática como a nossa!

Mas é a pessoa mais pacífica que eu já conheci, incapaz de machucar um inseto, quanto mais “ameaçar” o justiceiro da Globo, o queridinho de todos os violentos, golpistas, fanáticos de extrema-direita, adoradores da ditadura, adeptos da tortura e eleitores do Bolsonaro!

A Polícia Federal poderia ser uma instituição respeitável, sobretudo após ter sido valorizada pelo governo Lula, mas prefere assumir a imagem de antro de “meganhas”, submissos à narrativa da Globo, cúmplices do golpe, e obedientes a um processo que destruiu, a um só tempo, a democracia e a economia brasileiras – e tudo em nome de um combate à corrupção cujo único resultado foi levar ao poder a nata da nata da corrupção e do entreguismo.

O Cafezinho é solidário, claro!, ao blogueiro Eduardo Guimarães. E entende que esse tipo de agressão, gratuita, arbitrária, injusta, apenas reforça a importância da imprensa alternativa nesses tempos sombrios que vivemos.

Força, Edu!

***

PF intima Blogueiro por “ameaçar” Sergio Moro

Por Eduardo Guimarães, no blog da Cidadania

No fim de fevereiro, cerca de uma semana antes do Carnaval, o blogueiro paulistano Eduardo Guimarães recebeu uma intimação da Polícia Federal em sua residência para que compareça perante um delegado para “prestar esclarecimentos no interesse da Justiça”.

Advogado do intimado buscou informações na Polícia Federal e descobriu que ele está sendo acusado de “ameaçar” o juiz Sergio Moro.

O blogueiro Eduardo Guimarães nega ter feito qualquer tipo de ameaça ao juiz federal em questão. E cita dois episódios ocorridos em 2015 em que fez críticas ao juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, mas nenhum deles continha ameaça.

Em 4 de maio de 2015 – exato 1 ano e 10 meses atrás –, Eduardo Guimarães representou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Sergio Moro por ter prendido uma cidadã por engano. A representação foi arquivada.

Para ler a representação, clique aqui.

Em 22 de junho de 2015, cerca de um mês e meio depois, um blogueiro da revista Veja chamado Felipe Moura Brasil acusou o blogueiro Eduardo Guimarães de ter “especulado sobre a vida do juiz Sergio Moro em tom de ameaça”.

O blogueiro Felipe Moura Brasil se refere a uma série de mensagens colocadas pelo blogueiro Eduardo Guimarães no Twitter para promover o artigo Direita prefere destruir o país a aceitar justiça social, publicado em 21 de junho no Blog da Cidadania, um dia antes da “denúncia” do blogueiro da revista Veja.

O blogueiro Eduardo Guimarães postou uma série de tuítes promovendo seu artigo. Em todos esses tuítes colocou o link para esse artigo supracitado. Um desses tuítes foi destacado pelo blogueiro da Veja e divulgado como sendo “ameaça” ao juiz federal.

Confira, abaixo, a sequência de tuítes

O blogueiro Eduardo Guimarães afirma que nenhuma dessas mensagens contém qualquer tipo de ameaça ao juiz Sergio Moro e que tem certeza de que conseguirá demonstrar isso às autoridades com grande facilidade, por razões que entende óbvias.

*

PS: o depoimento do blogueiro Eduardo Guimarães à PF está marcado para daqui a várias semanas. O intimado avisa que só irá dar novas informações sobre após o depoimento. O blogueiro também informa que tem 57 anos e durante essas quase seis décadas de vida nunca, jamais foi acusado de qualquer tipo de ilegalidade nem na Justiça e muito menos na polícia.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

39 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jair Alexandre Gonçalves

16 de março de 2017 às 08h52

Considerando que o Moro não deve ser burro a ponto de não saber interpretar um texto do Twitter, só pode ser má-fé do magistrado. No caso do Felipe Moura Brasil, tenho dúvidas.

Responder

MAurição Lima

16 de março de 2017 às 06h55

Toda força ao companheiro Eduguim!

Responder

Ecy De Carvalho Costa

10 de março de 2017 às 09h50

Temos que aceitar tudo calados, ninguém pode discordar dos deuses. Nossa é lamentável se ver o Brasil retroceder tanto e tão rápido. Estamos andando pra trás

Responder

marco

09 de março de 2017 às 22h07

Acho que a matéria,esta sendo censurada.

Responder

marco

09 de março de 2017 às 22h06

Tem tais ações,o único objetivo de INTIMIDAÇÕES.Não passam disso.Contudo ,meus respeitos ao sr.Eduardo Guimarães.E minha solidariedade.Um brasileiro.Uma observação,na hora de publicar comentários,parece que a matéria,esta sendo censurada.

Responder

marco

09 de março de 2017 às 22h05

Tem tais ações,o único objetivo de INTIMIDAÇÕES.Não passam disso.Contudo ,meus respeitos ao sr.Eduardo Guimarães.E minha solidariedade.Um brasileiro.

Responder

marco

09 de março de 2017 às 22h05

Tem tais ações,o único objetivo de INTIMIDAÇÕES.Não passam disso.Contudo ,meus respeitos ao sr.Eduardo Guimarães.E minha solidariedade.Um brasileiro.

Responder

André Monteiro

09 de março de 2017 às 20h27

Acho que é (só pode ser) quando ele diz que “vai custar caro”, “custar sua vida”, só pode. Mas nessas ele se refere ao trabalhador e não ao Moro. Pelo menos não vejo outra coisa a não ser isso. O Brasil tá doido doido!!!

Responder

João Silva

09 de março de 2017 às 15h25

Aparentemente a PF usou um erro de concordância para criminalizar o Eduardo.
Num twite acima ele escreveu que “os delírios de um psicopata investido de poder discricionário como Moro vão custar seu emprego, sua vida”.
Ora, o emprego do juiz é vitalício, ele é “indemitível”.
É ao emprego do trabalhador e seu “nível de vida” a que o blogueiro refere.
E quão acertado ele foi.

Responder

João Silva

09 de março de 2017 às 15h24

Aparentemente a PF usou um erro de concordância para criminalizar o Eduardo.
Num twite acima ele escreveu que “os delírios de um psicopata investido de poder discricionário como Moro vão custar seu emprego, sua vida”.
Ora, o emprego do juiz é vitalício, ele é “indemitível”.
É ao emprego do trabalhador e seu “nível de vida” a que o blogueiro refere.
E quão acertado ele foi.

Responder

Joao Barros Guimaraes Filho

09 de março de 2017 às 16h45

Tô começando a achar que até os militares eram mais democráticos

Responder

    André Monteiro

    09 de março de 2017 às 20h24

    Também.

    Responder

Marcelo

09 de março de 2017 às 11h44

Cada dia que passa fica mais claro que naquela ocasião, o gigante acordou mesmo, mas estava bêbado e acabou se cagando todo!!!

Responder

Luzeneide Fernandes

09 de março de 2017 às 14h42

FORA TEMER e LEVE SUA QUADRILHA JUNTO e leve o MORO também

Responder

melina pugnaloni

09 de março de 2017 às 11h37

que tal noticiar a manifestação programada para 15/03/2017? Vamos lutar contra a reforma se nem a mídia alternativa noticia os movimentos populares que estão sendo programados e que estão acontecendo. As manifestações a favor do golpe deram certo porque a Globo manipulou e convocou a população para irem às ruas dar o tiro no pé. Então, precisamos convocar a população para lutar pelo que é justo! No caso, pelo fim do golpe e contra essa reforma da previdência! A gente luta pelo que é certo e justo e a mídia alternativa precisa ajudar a informar as pessoas que estão sendo programados esses eventos contra as temerosidades do #foratemer.

tem eventos no facebook!

também é bom noticiar a marcha para curitiba do dia 03/05. A FRD, FBP estão organizando um evento que inicia dia 01/05 e vai até 03/05.

Precisamos mobilizar as pessoas a virem apoiar a luta pela Democracia! A luta pela retomada de poder pelo povo! Pelo fim do governo golpista! Contra a reforma da previdência, contra a reforma do ensino médio. Contra a PEC 55. Contra a nova lei da terceirização.

Lula é o catalizador. Gostem ou não. A perseguição a Lula pelo moro indigna as pessoas. Esse depoimento é nossa melhor chance de fazer uma revolução democrática! A mídia alternativa precisa noticiar os eventos para que as pessoas que estão letárgicas comecem a ver o que está acontecendo. Para incentiva-los a sair de casa e lutar pelos seus direitos e interesses!

Vocês fazem muito, mas é preciso fazer mais. Muito mais. Informar o cidadão mais simples. Os que não entendem as manchetes e chamadas de notícias sarcásticas ou irônicas.

as pessoas mais simples, maioria da população e do eleitorado precisa entender o que está acontecendo. A classe média não golpista já estende tudo e sabe de tudo. precisam ser incentivados a sairem do sofá. Mas, a classe mais pobre precisa ser informada de forma clara objetiva e incisiva!

Responder

Julio

09 de março de 2017 às 11h35

No Brasil, bandidos prestam concurso público

Responder

jose carlos

09 de março de 2017 às 11h00

A PF assume o papel que assumiu na ditadura militar, ou seja, o papel de censurar, vigiar cada passo do cidadão…interessante se notar que tudo daquele período está voltando:
Falsos laudos medicos…..a Republica do Galeao hoje te nome de Lava Jato…midia sabuja defendendo o regime marcado pela liberdade de abusar roubar e controlar Instituições…
É a pinguela para o infermo
Todo o nosso apoio ao Edu

Responder

Gnagano

09 de março de 2017 às 10h24

“…vão custar seu emprego, sua vida” isso soa como ameaça sim!

Responder

    Miguel do Rosário

    16 de março de 2017 às 11h45

    “seu emprego e sua vida” se refere aos brasileiros, vítimas da crise econômica. Não a Moro.

    Responder

Manoel Jacob dos Santos

09 de março de 2017 às 09h24

Realmente vivemos um regime de exceção, é polícia agindo como na ditadura, é juiz descumprindo a lei, rasguemos a constituição, afinal uma constituição de papel, como dissera Fernando Lassale, para nada serve.

Responder

Carlos Borba

09 de março de 2017 às 09h12

Coitadinho do blogueiro. Vive destilando ódio e ameaças, incitando desrespeito e violência aos que pensam diferente dele e quando é questionado pela PF se faz de vítima. Que aprenda assim que o pouco reconhecimento que alcançou traz consigo responsabilidade.

Responder

Rafaelli Patrícia

09 de março de 2017 às 02h08

Viva a ditadura militar e sua tirania.

Responder

Jose carlos lima

08 de março de 2017 às 22h38

Na ditadura militar a PF fazia isso que está fazendo no momento, aliás, outras coisas daquela época que voltou:
a república do galeão, hoje responde pelo nome de lava jato….
eleição que era prevista para o ano seguinte, foi suspensa, e a Globo e Gilmar querem suspender a de 2018
gente morrendo de porrada e médico dando atestado falso com outra causa mortis
perseguição politica…etc…aliás, só muda a cor do uniforme: em 64 eles usavam verde oliva…agora usam preto…

Responder

Trazibulo Meireles (Zibinho)

08 de março de 2017 às 22h32

O STFossa aceitou toda essa canalhice que instalou no Brasil com o apoio da sempre golpista Globo.

Responder

Ermelinda Santos

08 de março de 2017 às 20h09

Não tem provas mas tem convicção. Muito medo disso. Força Eduardo, estamos juntos.

Responder

Anônimo

08 de março de 2017 às 19h37

que vergonha para o nosso pais . onde fomos parar.

Responder

Jorge Biazoto da Costa

08 de março de 2017 às 22h14

Cada instante, o Gilmar e sua gang PMDB e PSDB, juntos com a latrina do supremo, instituem o crime jurídico no Brasil, contra o povo e a ordem.

Responder

Thiago Silva

08 de março de 2017 às 20h44

Cada dia que passa o judiciário me envergonha mais! !

Responder

WG

08 de março de 2017 às 17h02

Nossa solidariedade a Eduardo Guimarães. Mas é bom não ter ilusão, a última trincheira, no momento, de resistência ao Totalitarismo vigente, é a imprensa alternativa. Nesse processo totalitário em andamento, a justiça não é mais cega, ela escolhe seus alvos.

Responder

Des

08 de março de 2017 às 15h39

Em vez de levar provas, devia levar o Pasquale de testemunha.

Responder

Neri santo damo

08 de março de 2017 às 15h38

Será que seria quando ele diz que custaria seu emprego, sua vida? Nesse caso ele não está se referindo ao juiz e sim a nós mortais assalariados. Porque nas demais postagens não se vê nada mais que indignações.

Responder

Anônimo

08 de março de 2017 às 15h35

Será que seria quando ele diz que custaria seu emprego, sua vida? Nesse caso ele não está se referindo ao juiz e sim a nós mortais assalariados. Porque nas demais postagens não se vê nada mais que indignações.

Responder

jose carlos lima

08 de março de 2017 às 13h55

Os mesmos ingredientes do golpe de 64…
Lava Jato = republica do galeao piorada
Jk = Lula, motivo da suspensao das eleicoes de 1965…e 2018

PF = hoje desempenha o mesmo papel de censura…repressao

Responder

jose carlos lima

08 de março de 2017 às 13h46

A PF está desempenhando o mesmo papel repressor que desempenhou na ditadura militar…alias o script é o mesmo: republica do galeao virou lava jato….suspensao de eleicao pra evitar vitoriavde Jk que hoje eh Lula…carmem lucia fara papel de castelo branco…

vai mao hein Brasil

Responder

Ricardo Torres

08 de março de 2017 às 13h31

Que absurdo!

Responder

Ricardo Torres

08 de março de 2017 às 13h30

Que absurdo!!!

Responder

Joana

08 de março de 2017 às 13h23

Meganhas!

Responder

Ana

08 de março de 2017 às 13h08

Que coisa!

Responder

Roberto

08 de março de 2017 às 13h08

Que violência!

Responder

Deixe um comentário