03.04 Coletiva do Ministro da Saúde

Luciana Genro, a líder da esquerda pró-Lava Jato

Por Miguel do Rosário

06 de abril de 2017 : 18h16

(Foto: Flickr da Luciana Genro)

Confesso a vocês que hoje estou cansado.

Por isso peço a vocês que me ajudem a responder a essa moça. Este é um tema importante. O grande trunfo da Lava Jato, assim como foi a Ação Penal 470, é a sua demagogia. Marx explica isso em seu 18 de Brumário de Luis Bonaparte. O capital finge um movimento contra a burguesia, para ampliar o seu domínio.

A demagogia é vender à população que o sistema judicial está prendendo, “pela primeira vez”, empresários e políticos, e ao mesmo tempo aumentar brutalmente a repressão policial, remover históricas garantias constitucionais, além de promover alianças com a mídia que produzem uma publicidade opressiva obviamente ilegal e antidemocrática.

A Lava Jato é o núcleo da direita brasileira. Não é a tôa que todos aqueles que defendiam “intervenção militar”, agora trocaram o slogan pela defesa da Lava Jato. Todos os fanáticos do Bolsonaro são também fanáticos por Sergio Moro.

Luciana Genro não está entendendo?

Luciana Genro é limitada intelectualmente ou ingênua?

Qual o resultado da Lava Jato?

Genro alega que “enfraqueceu o sistema político corrupto e burguês”.

Como assim enfraqueceu?

A Lava Jato levou o “sistema político corrupto e burguês” ao comando do Planalto, Petrobrás, BNDES, Caixa, Banco do Brasil!

A Lava Jato permitiu (e apoiou!) que o “sistema político corrupto e burguês” indicasse Alexandre de Morais para o STF, onde permanecerá por vinte anos, chancelando justamente o “sistema político corrupto e burguês”…

A Lava Jato permitirá que o “sistema político corrupto e burguês” aparelhe o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Luciana Genro se apega à prisão dos caciques do PMDB no Rio, sem lembrar que o almirante Othon Pinheiro, nosso maior cientista nuclear, também foi preso, condenado a 43 anos, e sem provas, como sempre. E prenderam o almirante no momento em que ele desenvolvia outra de suas fórmulas revolucionárias.

Genro esquece de mencionar que a Lava Jato destruiu muito mais as finanças do Rio do que as estrepolias de Cabral. Foi a Lava Jato que destruiu a indústria naval do Rio, que paralisou as obras das refinarias, e agora levou ao comando da Petrobrás o presidente mais entreguista que a estatal jamais sonhou ter.

Antes da Lava Jato, a roubalheira era escondida, secreta, envergonhada, feita por funcionários menores. Com Parente no comando da Petrobrás, toda a roubalheira apurada pela Lava Jato ao longo de vários anos agora acontece, em escala muito maior, em apenas uma semana!

Será que Luciana Genro acha que a prisão de Sergio Cabral, carta fora do baralho há muito tempo, vale a entrega da Petrobrás?

Será que ela realmente não percebe o jogo pesado por trás da Lava Jato, com todos esses “acordos de cooperação internacional” com o Departamento de Justiça dos EUA?

Ela não tem nada a falar sobre a partidarização do sistema de justiça brasileiro?

A esquerda brasileira precisa se unir, mas para isso ela precisa resolver essas questões!

***

No site da Luciana Genro
Carta à direção do PSOL por uma pré-candidatura presidencial urgente

Por Luciana Genro
06 DE ABRIL DE 2017 12h38

Contra Temer e contra o PSDB, o PSOL precisa afirmar que luta e se postula nas ruas, defendendo a greve geral, mas também nas urnas.

Mas não é apenas contra a burguesia tradicional que o PSOL deve se armar. A burocracia corrupta que aceitou ser agente dos interesses burgueses também é inimiga das necessidades do povo. A liderança de Lula não representa a esquerda – e isso deve ser dito em alto e bom som. Eu estava, assim como minha corrente, preocupada com o risco de o PSOL não lutar também contra essa falsa alternativa. Por isso os camaradas da Direção do MES lançaram uma carta. Como fundadores, era nossa obrigação alertar o partido sobre os riscos de não definir uma candidatura própria. Caso contrário pareceria, como já precipitadamente acusavam alguns, que o PSOL aceitaria fazer o jogo do lulismo. Mas não. O PSOL nasceu contra a traição da cúpula do PT. O fato de o governo Temer ser ilegítimo e de ser o pior governo da história da corrupta democracia brasileira não isenta a liderança de Lula desta responsabilidade. Assim, cabe ao PSOL se apresentar para a disputa em todos os terrenos e também na disputa presidencial.

Com este objetivo, sugerimos o nome de Marcelo Freixo. Explicamos porque Freixo deveria assumir esta responsabilidade. Basicamente é o nome mais forte do PSOL, poderia atrair muita juventude e até setores petistas cansados das práticas de sua cúpula, setores intelectuais e artistas, em especial do Rio de Janeiro, que lhe apoiaram na campanha da Prefeitura.

Nos tranquilizamos que a Executiva Nacional votou por unanimidade, no último final de semana, como resposta à discussão suscitada por nosso texto, que o partido terá candidato próprio. A necessidade de ter um candidato e de que todas as lideranças públicas do partido assumam esta responsabilidade nos levou também a apresentar meu nome, caso Freixo recusasse a proposta, como já havia manifestado.

Posso disputar qualquer cargo eleitoral, mas me dispus a assumir novamente a batalha presidencial, mesmo com a lei Cunha e as grandes limitações que ela impõe. Apesar disso, confio que ganharíamos força. Tenho disposição de sobra para enfrentar os políticos burgueses. Disposição de sobra para reivindicar a primavera feminista. Diante da recusa reiterada de Freixo, meus camaradas do MES colocaram a necessidade de lutar pelo meu nome. Mas sei que meu nome não é consenso.

No partido tivemos uma importante corrente de opinião que se recusou a defender eleições gerais como alternativa ao impeachment e se limitou a ter como política o Fica Dilma. Uma parte destes setores partidários, neste caso menos expressiva, se recusou a defender eleições diretas mesmo depois de consumado o afastamento de Dilma, só aceitando esta bandeira depois que o PT a adotou. Sou consciente também que uma parcela importante de dirigentes do partido mais atacaram a Lava Jato do que a defenderam. Como regra, diziam que ela só atacava o PT. Eu defendi muito mais a Lava Jato do que apontei seus limites e problemas, mesmo sabendo que eles existem e que são parte dos problemas globais do nosso sistema penal. Junto com minha corrente, sempre defendi que a Lava Jato estava cumprindo um papel positivo ao enfraquecer um sistema político corrupto e burguês. As prisões da cúpula do PMDB do Rio falam por si só – o que a cara de Aécio na Veja mostra também. Apesar disso, este é um tema que o PSOL não tem resolvido. Não há consenso e minha posição não é a de todos. Ao contrário, creio que o partido perdeu uma imensa chance ao não defender de maneira resoluta esta causa justa apoiada pelo povo.

Diante das divergências é preciso escolher. Creio que o mais urgente é ter um nome do PSOL que faça o partido presente na disputa com a burguesia e o lulismo, para isso sugeri que o MES busque uma solução de compromisso. Como sei que Marcelo Freixo e outras lideranças querem Chico Alencar como candidato, sou da opinião de que este nome pode indicar um caminho de unidade. Somos sinceros em dizer que para nós o nome ideal é o de Marcelo Freixo, por sua representatividade social. Mas em política nem sempre o ideal é possível. E o mais grave é não ter candidatura já. Isso mataria o PSOL.

Além disso, é preciso ser dito: respeitamos muito o nosso Deputado Chico Alencar. Ele tem uma posição sobre a Lava Jato muito próxima da minha. Tem uma trajetória de respeitabilidade, a qual tem como principal marca o compromisso ético e a recusa à lógica dominante da política de toma lá, dá cá. Por isso, foi escolhido diversas vezes como um dos melhores deputados federais. Teve papel muito importante contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos maiores corruptos do país, e nesta luta fortaleceu o PSOL. E sempre esteve entre os mais votados do partido no Rio.

Por isso, com suas ideias corretas sobre questões fundamentais, entre elas o apoio à Lava Jato, ele pode fazer do PSOL um polo de luta e reconstrução da esquerda. O importante é que comece já. Então, para evitar que essa decisão só seja tomada após uma longa disputa congressual é muito melhor já se cerrar fileiras com o nome de Chico Alencar.

Neste sentido, com a concordância do Secretariado Nacional do MES, retiro o meu nome da discussão para presidência da República e apoio o nome do companheiro Chico como candidato de consenso, a ser apresentado publicamente de forma imediata para que possamos dialogar com as forças políticas que estão dispostas a construir uma frente de esquerda contra a burguesia e o lulismo.

Saudações, Luciana Genro

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

185 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Roberto

23 de maio de 2017 às 23h08

“A liderança de Lula não representa a esquerda”

É verdade, Lula é ambidestro e representa o Brasil.

Responder

Aurelio Laborda

10 de abril de 2017 às 23h42

Sou filiado ao PSOL, embora não tenha vida partidária. Acho que existe na esquerda uma preocupação excessiva com eleições. Dentro de nosso esquema político-eleitoral, a influência do poder econômico continuará dominando. As esquerdas precisam, primeiramente, organizar uma mobilização intensa de suas militâncias para atuar junto à população, num trabalho educativo, a la Paulo Freire, que promova a emancipação humana das massas, de maneira a formar não apenas ativistas mas praxistas, com consciência de cidadania e de classe. As transformações da nossa sociedade que os trabalhadores precisam não virão pela via eleitoral. Só venceremos efetivamente eleições quando elas deixarem de ser a prioridade. Temos que construir uma contra-hegemonia forte, de baixo para cima. Façamos o mutirão da educação política!

Responder

    Hocus Pocus

    11 de abril de 2017 às 19h09

    Papo de esquerdista latino-americano,longe ,bem longe de suposto destinatário de sua mensagem,o trabalhador,o pobre.Um cúmulo de besteiras que incluso chega a negar os evidentes avanços conseguidos pelos “burgueses”petistas.
    Estes sim,com intenções de mudança no Início,foram engolidos pela burguesia,porque esqueceram que a revolução é um movimento PERMANENTE.
    Psol,Chico alencar,luciana genro,esquerda ? vamos falar sério,por favor !!

    Responder

valzinha

10 de abril de 2017 às 18h38

Quem é Luciana Genro? mais uma Marina Silva da Vida que aparece em época de pré campanha presidencial?
Onde ela estava quando todos protestavam contra o golpe. O que ela fez para impedir a retirada dos direitos trabalhistas

A vá Luciana monte uma dupla sertaneja com a Marina. O mal de vocês é recalque porque jamais significaram o que Lula e Dilma significaram neste país.

Possa de comunista socialista moderna come no mc donalds e usa apple. Toscona.
Como esta sujeita é capaz de apoiar esta lava-jato imunda?
Tá fazendo acordo para ter apoio de quem querida?
Lava jato afundou o país junto com todo PMDB, quem apoia lava jato fabricada pelo PMDB ta fazendo conchavo.
Aguardem e esperem se ela não vai descolar um apoio. Sorte que nem ela e nem Marina se elegem para presidência Jamais. Menina do acre também?

Responder

Carlos Roberto Casaes

09 de abril de 2017 às 16h25

Apesar de ser filiado ao PSOL tenho percebido que este partido tem se transformado em uma verdadeira fogueira das vaidades. Luciana, com esse seu discurso, só comprova isso. Percebe-se claramente que ela tem um enorme receio que seu partido possa a vir a se unir ao PT e ao PCdoB em torno de uma chapa única com Lula encabeçando, mesmo que seu partido já tenha decidido que lançara candidato próprio. (Mas na política tudo se transforma rapidamente)
Percebe-se que ela já tem conhecimento que seu nome já não é mais uma unanimidade dentro de seu partido em uma disputa presidencial como foi nas ultimas eleições, portanto seu discurso que mais parece uma aceitação da realidade nada mais é que um “forçação de barra” e/ou vitimismo.
E nesse seu pensamento que o PT se aliou a escória do PMDB, ela se esqueceu de um simples detalhe: Infelizmente, na política brasileira, se você que ter governabilidade, tem que dormir com inimigo e de “conchinha” de preferência.
Será que ela acha que se um dia o PSOL alcançar a presidência do país eles não terão que fazer “acordos” políticos?
Para que isso não aconteça, já que não querem alianças, terão que fazer a maioria no Congresso Nacional, mas como????

Responder

Eliza

09 de abril de 2017 às 08h26

Dividir a Esquerda e uma perfeita estratégia para manter a Direita vendendo o Brasil e destruído todas as conquistas sociais dos últimos sessenta anis, a grande maioria delas implementadas pelos Governos do PT.
O Mundo inteiro reconhece e reverenciareverência LULA. Isso incomoda aos invejosos.

Responder

Maria Francelina de Sousa

08 de abril de 2017 às 08h05

Ela é mais uma vitima de seus próprios complexos, Freud sem dúvida deverá compreende-la.

Responder

Osvaldo Ferreira

08 de abril de 2017 às 05h16

Luciana Genro é sem noção e burra. Provavelmente não consegue fazer análise aprofundada de nada.

Responder

Hamilton Fernando Pessôa Farias

08 de abril de 2017 às 01h10

É uma pena ler as palavras da Luciana! Ela mostra uma grande capacidade de se expor nas vitrines da ocasião. Na sua ânsia de comandar revela uma sede enorme pelo poder… Com seu discurso de ocasião tentou surfar na onda do Golpe/Impeachment como linha de frente dos acusadores de ocasião… para depois se apresentar como liderança feminina contra os Golpistas, sendo vaiada em plena esquina democrática pelas mulheres que não trocaram de lado… Fico triste com isso pois a vaidade costuma cegar, em especial aqueles políticos que se acreditam insubstituíveis… Na maior parte das vezes eles não passam de especialistas nos jogos da intriga… Mas fui criado desconfiado mesmo por isso não me surpreende este comportamento mimado, aliás me faz lembrar um certo prefeito que estamos enfrentando… Prefiro pessoa humilde disposta a assumir o risco humano das suas dúvidas, não suporto a esperteza planejada, acostumada a jogar xadrez com seus apoios na vaidosa busca do poder …Que pena!

Responder

Fernandes

07 de abril de 2017 às 22h56

Coxa esquerda

Responder

Zuleide Montanholli

08 de abril de 2017 às 01h30

Lulu Genro quer ser pop.

Responder

Sandra Avila

07 de abril de 2017 às 23h30

Esta aí uma infiltrada

Responder

eu

07 de abril de 2017 às 15h16

Essa Luciana é muito fraquinha…

Responder

Armando Bombardelli

07 de abril de 2017 às 16h35

Luciana Genro representa no máximo uma elite da esquerda light.

Responder

Antonio Augusto Tejo

07 de abril de 2017 às 15h35


Ninguém do PSOL quer seletividade nas investigações, tampouco é fã do Tucano Togado ou não repudia o aparelhamento do judiciário para que corruptos sejam inocentados.
Agora achar que a lava jato é a grande responsável pela nossa derrocada econômica e não os muitos milhões que foram desviados para caixa 2 e favorecimento de políticos de todos os partidos tradicionais, é demais da conta.
Nenhuma linha desta matéria admite ou menciona que o PT se amalgamou com a direita, integrando o nefasto balcão de negócios escusos com os barões da burguesia empresarial privada em troca da manutenção do poder e de enriquecimento pessoal em alguns casos, levando as nossas grandes empresas à falência e ao descredito em níveis internacionais.
Ah, tenha dó, Negrogovs!

Responder

    Miguel do Rosário

    07 de abril de 2017 às 13h44

    As grandes empresas foram à falência por causa da Lava Jato. O “balcão de negócios” obviamente levou-as a ampliar seus negócios no Brasil e no mundo. Não confunda as coisas. O PT fez acordo com a centro direita para governar. Isso é a política. O erro não foi esse. Vários corruptos já tinham sido demitidos, a Petrobrás tem vários sistemas internos de controle, e quem investiu no combate à corrupção foram os govs do PT. A Lava Jato nunca foi combate à corrupção e sim combate à economia brasileira, e subsídio ao golpe, cumprindo uma agenda estritamente vinculada à oposição e ao impeachment.

    E que merda é essa de “negrogovs”?

    Responder

Mandarim

07 de abril de 2017 às 12h14

Luciana Genro e burra.
So isso.

Responder

Marcia Toledo Do Amaral

07 de abril de 2017 às 15h07

Acorda Dona Luciana.

Responder

SGuimaraes

07 de abril de 2017 às 11h49

Tal pai tal filha.

Responder

SGuimaraes

07 de abril de 2017 às 11h48

Heloisa Helena = Mariana Silva = Marta Suplicy = Luciana Genro, o que elas tem em comum, odio do PT, tudo porque o Lula escolheu a DILMA.

Responder

    ari

    07 de abril de 2017 às 12h35

    Eu sempre as achei parecidas com aquela mulher que foi (ou acha que foi) traída pelo marido e não consegue superar

    Responder

Ricardo Godinho

07 de abril de 2017 às 11h47

É o Serra de saias… no fundo, só pensa em ser presidente.
Uma mulamba dessas na presidência em três dias leva o país a um golpe de estado, dado pelos militares. A orelhuda esquece que nossos coronéis, majores, capitães e tenentes foram todos doutrinados por, no mínimo, sete longos anos, nas escolas e academias militares (quando não desde criancinhas…) a serem direitistas empedernidos. Ela acha que vai sentar no Planalto, danar a mandar projetos de lei e medidas provisórias radicais para o Congresso e a ‘burguesia corrupta’ vai ficar quietinha?
Ela pensa que vai mandar fechar a Globo e a ANATEL e a PF vão sair correndo pra cumprir a ‘ordi’? Ou ela acha que a famiglia não vai descer o cacete, figurativa e literalmente, nela?
Eleição não é processo revolucionário, e sem este, não se toma o Poder de um Estado burguês. E sem tomar o poder real, como é que dona Luciana pensa em derrotar a ‘burguesia corrupta’?
Esse radicalismo de esquerdeiro, que não quer transformar nada, quer só marcar território e garantir uns milhares de votos suficientes pra fazer um deputado federal aqui e ali, essa miséria moral de boa parte da ‘esquerda’ (porque pra mim isso é burguês com problemas de consciência…) o que sempre acaba gerando é mais castigo nas costas da classe trabalhadora. É disso que precisamos?

Responder

SGuimaraes

07 de abril de 2017 às 11h42

Então é isso, prefere ser contra o Lulismo e beijar a mão de aecio never… Será que você não sabe que o PSBD/PMDB/PFL_DEM são totalmente formados por achacadores.

Responder

Walter Pastori da Fonseca

07 de abril de 2017 às 11h39

Luciana Genro por favor vai catar coquinho.

Responder

roberto quintas

07 de abril de 2017 às 11h39

muita calma nessa hora, companheiro. nós que estamos nessa via da mão esquerda temos múltiplas opiniões. Luciana Genro tem o ponto de vista dela, embora seja equivocado. o que ela vê e percebe é apenas o “expurgo”, o que, por si mesmo, nos remete a ações questionáveis.

Responder

Emerson

07 de abril de 2017 às 11h17

É melhor o PSOL lançar candidato, assim, o PT não tem compromisso com eles, já que LULA vai levar no primeiro turno. Eles tem ideias muito radicais, e o problema da esquerda são os exageros. Eles são exagerados. Se um dia ganhassem a eleição, eles brigariam entre si e governariam 6 meses. Olha só, ser contra o Lulismo…isso é ser contra a única oportunidade do Brasil voltar a democracia, Lula errou? Claro, ninguém é perfeito. Errou quando colocou Dilma, ela é honesta, mas não tem tato político. É menos política do que Dória, que diz que não é político. Por isso caiu, frase dita por Ciro Gomes. Pra governar, tem que negociar com a direita, como fez Lula, com PMDB. Infelizmente precisamos deles (PMDB), pois eles tem voto, e voto tem que ser respeitado, ainda que seja dos outros. Pra governar precisamos do congresso. Por isso Lula ta ganhando apoio do Renan. E precisa dele, do Collor, só não precisa do PSOL.

Responder

Baptista Gariglio Filho

07 de abril de 2017 às 11h17

Companheiros, cada vez mais fico impressionado com os textos de Lênin. Em 1920 ele já previa o aparecimento de Luciana Genro e do PSOL, quando escreveu “Esquerdismo, Doença Infantil do Comunismo”. Ave Lênin, grande profeta!

Responder

Lílian Galvão

07 de abril de 2017 às 14h13

Liane Galvão

Responder

Carlos Cardoso da Silva Filho

07 de abril de 2017 às 10h58

Defino Luciana Genro com uma palavra: Hipócrita.

Responder

Ana Salvador

07 de abril de 2017 às 10h41

Essa mulher não é nem burra e muito menos ingenua ela é mesmo uma oportunista. Essa pseudo-esquerda brasileira garantirá por muito tempo a direita no poder.

Responder

Valéria Lamin

07 de abril de 2017 às 13h36

Sem credibilidade

Responder

Carlos Lima

07 de abril de 2017 às 10h21

Já tentei várias vezes não comentar essa moça, mas sempre o faço da seguinte forma, ela é só um ZERO À ESQUERDA e OPORTUNISTA de plantão. Só isso simples assim.

Responder

Ruy Mauricio de Lima e Silva Neto

07 de abril de 2017 às 10h15

Contra a burguesia e o lulismo? Péra aí, botar tudo no mesmo saco, Luciana? Tudo bem,Lula cometeu erros, alguns bastante graves. Já começou com a “Carta aos Brasileiros” (mais exatamente, aos brasileiros que trabalhavam no Bank of Boston). Pra tranquilizar “o mercado”. A porra do mercado, que é a palavra mágica, brandida pela Grobo e seus asseclas, para abrir qualquer porta neste país, a começar pela do estupro da Constituição. Sim, o homem deu várias mancadas. “Inventou” Michel Temer na linha sucessória, convidou o magnífico Meirelles, estupidez só comparável à da Dilma ter convidado Joaquim Levy. De fato, Luciana, o PT se desviou seriamente de seus princípios e de sua história.Mas realizaram também muita coisa boa em favor de nosso povo. Não vou ficar repetindo aqui coisas que você sabe de sobejo e até em muito maior detalhe do que eu, que não sou político, simples mortal.Então temos que respeitar o homem, que ainda pode vir a ser um puta aliado em jornadas futuras quando os atuais abutres forem abatidos e uma nova Lei de Comunicação vier a ser promulgada num novo contexto político.Entre outras coisas.Agora, o PT também, decididamente, precisa se mancar e se renovar. Vamos ver o Lindbergh. Gosto dele. E muitíssimo obrigado a sumidades, como Rui Falcão, Aloísio Mercadante, Zé da Justiça, Jorge Viana e outros denodados “socialistas”,pela “atual conjuntura”, como diria o saudoso Sergio Porto quando queria se referir à Gorilada de 64, dita “Revolução”.

Responder

fernandooedson

07 de abril de 2017 às 10h13

“Cavalo de Troia”

Responder

Sérgio Roberto

07 de abril de 2017 às 10h03

Essa moça é uma PORRA-LOUQUÍSSIMA !

Responder

George Vidipo

07 de abril de 2017 às 09h45

A estratégia do PSOL , e Luciana, é enfraquecer o PT. A esquerda, ou centro-esquerda, com a Lava Jato foi enfraquecida. Assim o PSOL assumiria esse espaço, para e uma futuro fazer a revolução socialista. O PSOL não teve nenhum membro indicado pela justiça/PF, logo pode defender a moralidade e ética.
Essa estratégia deu certo, cresceu na última eleição, principalmente no Rio de Janeiro, disputou o segundo turno e elegeu uma grande bancada de vereadores. Possivelmente terá uma grande bancada no Congresso Nacional. Logo ela tem que seguir esse caminho de critica o PT, a Venezuela, os opositores do Lava Jato, etc.
Se Lula vencer a eleição, o PSOL será uma oposição que se aliará com a direita e o PIG em nome da moralidade.
Os dias tenebrosos serão longos.

Responder

    Des

    07 de abril de 2017 às 09h56

    Não cresceu 1/50 da perda de cargos eletivos do PT, essa conversão das perdas do PT está sendo desviada pelo PSDB e PMDB. Auxiliar a matar a inimizade mais fraca, ao mesmo tempo fortalecendo o inimigo capital imensuravelmente mais forte. É uma tática de guerra oriental do mestre Idi Ota.

    Responder

    Riquinho

    07 de abril de 2017 às 13h40

    Lembrando que a candidatura do Freixo ano passado conseguiu bem menos votos do que em 2012.
    Chegou ao segundo turno somente pelo filho do Bolsonaro que dividiu os votos da ´direita´.

    Responder

Mauro

07 de abril de 2017 às 09h42

Eu imaginava que o psol era o partido da esquerda coxinha frustrada, agora tenho certeza.

Responder

mello

07 de abril de 2017 às 09h38

A moça desde há muito integra a turma doentia, exacerbada, udenista/lacerdista do pçol. Em nada contribui para a unidade das forças progressistas. Ao contrário, atrai dsconfianças , desaprovação , e dúvidas, muitas dúvidas quanto aos propósitos de sua corrente, o que contamina o Partido. Desnecessário ressaltar o quanto o comportamento autista dopçol tem prejudicado a sua trajetória e, de quebra, o mínimo de entendimento entre as agremiações progressistas. Lamentável

Responder

Jossimar

07 de abril de 2017 às 09h25

Estou altamente decepcionado com esta figura chamada Luciana genro.
Não sei, mas está parecendo uma certa dificuldade cognitiva em compreender o que está acontecendo.
A lava rato NUNCA quis combater a corrupção. Veja que os maiores corruptos do país, todos eles delatados na cara do juizeco jamais foram incomodados pela lava rato. O que fazem é uma encenaçãozinha para parecer que são imparciais já sabendo que aquilo não dará em nada. Alguém acredita que o Aécio será investigado para valer? O Alckmin? O Serra? O Temer?
A obsessão deles é o Lula, apenas o Lula.
Porque?
Porque o Lula é a última esperança do pobre, do trabalhador, daquele que acreditava que o futuro poderia ser melhor. Tudo o que os escravocratas da elite brasileira não querem que o pobre almeje de jeito nenhum.
Acreditam que destruindo o Lula, o povo se abaterá e se submeterá a qualquer desgraça que seja lançada contra ele.
Parece que os romanos também acreditavam nisso quando mataram um obscuro judeu rebelde.

Responder

Rildo Ferreira

07 de abril de 2017 às 09h25

Honestamente?

Eu acho que ela nos presta um grande serviço.

Ao menos agora sabemos difinitivamente que o destino do psol será o mesmo do pstu, ainda que exista entre seus quadros Freixo, Chico beija-mão e o professor Tarciso e que seu papel no processo político é ajudar a direita a se radicalizar no poder.

Quem acreditar que abrace a confusa ideologia do psol.

Responder

    George Vidipo

    07 de abril de 2017 às 09h47

    Concordo, o PSOl está se tornando um vergonha…

    Responder

Alexandre

07 de abril de 2017 às 09h16

Acho que há vários problemas sérios no campo progressista, e pode-se verificar muitos deles nos comentários deste post. O primeiro e principal é a falta de autocrítica. O PT foi o mais importante partido deste país e trouxe avanços sociais inegáveis em seus anos de governo. Mas lambuzou-se na corrupção e em alianças espúrias com o que há de pior no cenário político, além de ter sido omisso em inúmeras frentes. Por exemplo, no combate à Globo e ao PIG. Não reconhecer as terríveis práticas do PT, nem que o grupo que se assenhorou do partido desvirtuou suas qualidades originais é grave e impede que avancemos.

O segundo é a eterna incapacidade de unir-se em torno de pautas comuns e de nomes de consenso.

O terceiro é o fogo amigo. Não precisamos do PIG e da fascistada nos difamando, nós mesmos cuidamos de nos desqualificar e de facilitar o trabalho deles.

Por fim, somos incapazes de fortalecer os mecanismos de efetiva participação popular, e acabamos nos focando em partidos ou nomes que reiteradamente repetem as mesmas práticas viciadas da política tradicional.

Quanto à Luciana Genro… Defender a lava-jato é atitude indefensável. Alimentar-se do ódio ao PT é vergonhoso. Mas isso não pode ser entendido como uma proibição a que sejam tecidas críticas duras ao partido. O pulo do gato é elaborar e tornar públicas críticas pontuais ao PT, sem endossar o festival de cretinices proferidas diuturnamente contra esta agremiação.

Responder

Pizolotto Nando

07 de abril de 2017 às 12h10

è por essas e outras que estes partidos não crescem e a esquerda brasileira fica sempre patinando, e acaba por fazer alianças com a direita no final, e esquerda é muita burra, em vez de tentarem um consenso entre eles , ficam se digladiando e a direita vai comendo pelas beiradas, se unam e coloquem um governo de esquerda, se é ruim com Lula, muito pior sem o Lula.

Responder

Joel PiGuim

07 de abril de 2017 às 09h02

O PT é um empecilho na cruzada do PSol pelo poder na esquerda. Pra Luciana Genro, a qqr custo.

Responder

Lamartine Oscar Veiga

07 de abril de 2017 às 08h52

Olha com todo o respeito para com essa moçoila: ela já bateu na tampa!

Moça se retira que seu cérebro está abatumado de ódio contra o Partido dos Trabalhadores, você vive de ódio e dos seus caprichos esdrúxulos caprichos aliás!

Vai fazer uma revisão dos conceitos que te movem — quem sabe um dia voltas um pouco mais realista e menos fantasiosamente hipócrita!

Responder

Jeova Nina Rocha

07 de abril de 2017 às 08h48

Tenho um pecado que está doendo muito: no inicio, admirava Luciana (PSOL) e a sua participação nos debates, u’a mulher que enfrentava os seus adversários com coragem e firmeza. No decorrer do tempo, foi tomando posições chocantes contra o PT, mais diretamente contra Lula. E as suas posições foram se abrindo, e agora tem tomado posturas muito infelizes, posições muito chocantes, extremamente reacionárias, totalmente favorável ao que existe de pior no momento. Com sinceridade, parece que você, Luciana, está fazendo a jogada do aécio, do gilmar, do temer, do bolsonaro, e um posicionamento muito forte pró-Globo. Será que ela está se aproximando do bolsonaro, e concorda com esse indivíduo por tudo de aberração que falou aos judeus lá do Rio (aquela mesma gente que sofreu no período nazista)?! Luciana, não posso acreditar que você esteja falando tantas aberrações! O seu perfil não é nada disso… Percebe-se que você tem u’a boa formação acadêmica mas não pode carregar esse rancor tão felino que logo, logo, estará trazendo algumas consequências indesejáveis a você.
Luciana, parece-me que você não está raciocinando para falar o que está falando! Uma sugestão: como você é uma pessoa bem qualificada, você deveria parar e repensar as suas posições políticas, não falar qualquer coisa sem raciocinar porque você estará favorecendo o processo que você condena. Reveja a posição sensata de seus companheiros…! Torci pelo candidato do Rio, mas infelizmente ele perdeu, mas manteve uma postura digna (respeitou a escolha dos eleitores, colocou-se numa posição de respeito ao vencedor, apesar de ser o que é, ou seja, uma posição de que ele seja bem sucedido na gestão, sem nenhum sinal de rancor. Quer dizer, respeitou a opção dos eleitores ).
Luciana, com respeito pediria a você com muito respeito que saia do “foco” por um pequeno período e reveja a sua posição política. Você deveria ter u’a posição serena com os aliados, assim estará agindo contra toda a situação crítica que estamos passando.

Responder

Cardes Monção Amâncio

07 de abril de 2017 às 08h25

Luciana Genro = Marina Silva

Responder

    Carrapa-VK

    07 de abril de 2017 às 09h21

    Roberto Freire + Heloisa Helena + Plinio + Marina Silva + Luciana Genro = Não dá um.

    Responder

Ricardo

07 de abril de 2017 às 08h19

Ela é tão jovial e combativa, não? Eternamente disputando um D.C.E. desde os anos 80…

Responder

José Luiz R dos Santos

07 de abril de 2017 às 08h15

Se fosse de esquerda mesmo teria renunciado a vida das benesses proporcionado pelo pai e teria ido à luta em favor do povo é do país como fez Dilma Cana Rousseff. Está aí é como toda burguesinha detesta trabalho e trabalhador. Como o PSOL não conseguiu um instrumento melhor que o PT resolveu fazer o “serviço sujo” que a direita não tem moral: bater no PT. Tanto que perde mais o tempo “infinitamente” batendo no PT.

Responder

baltazar pedrosa

07 de abril de 2017 às 08h09

Luciana,será o Gabeira de amanhã,possui as mesma dificuldades de compreender as lutas que se travam,entre a periferia e o centro das metropolis ,mas também pudera, nunca passou dificuldade alguma,sempre teve do bom e do melhor,nunca teve dificuldade de acesso a algum lugar,se não estudou foi por que não quiz,quando questionada em casa pelo futuro,se estava se preparando,como não tinha nenhuma resposta para os seus pais,saiu de casa e aproveitou o momento e se filiou ao PT,que era moda na década 80,neste momento, ela resolveu dois problemas de uma vez só, ganhou notoriedade em outras palavras holofotes,e daí em diante ela criou um personagem,como sendo mulher defensora de tudo,logo se percebeu,que menina de Tarso Genro,sofria da mesma patologia de Cristovam Buarque,oportunismo.

Responder

    Joel PiGuim

    07 de abril de 2017 às 09h04

    É o Gabeira de amanhã, se tiver sorte. Acho que Luciana está mais pra Bobinho Freire.

    Responder

Ruth

07 de abril de 2017 às 07h55

Gente que festival de besteirol, essa moça é tão ridícula, ingênua, tem nada de esquerda, só lixo ela , marina, eloisa helena, roberto freire, marcelo freixo, porra que gente idiota, canalha contra o povo.

Responder

Izabel Miquelotti

07 de abril de 2017 às 10h44

Mais uma que só aparece em épocas de eleição! Seria concorrente pra Marina! De encrenqueiros o Brasil é bem servido!

Responder

Rosa Maria de Figueiredo Murad

07 de abril de 2017 às 07h30

Apoiando a perseguição política ao bel prazer dessa Justiça partidarizada !!! Quero ver, na hora que sobrar para ela…..

Responder

    Neide

    08 de abril de 2017 às 22h20

    Sobrar pra ela? Porque?
    Ele é o dos instrumentos melhores da direita e no fundo sabe disso.
    De bobinha essa FDP exibicionista, não tem nada.

    Responder

Fradique Nepomuceno

07 de abril de 2017 às 10h18

Coméquepódi

Responder

Leandro

07 de abril de 2017 às 07h14

O PSOL já se pré-candidata. Pronto, uma divisão da esquerda. Nada de novo. Mas chega né – ou vocês vão querer dividir em vários pedaços o que sobrou da esquerda, e ESPERAR eleger alguém em 2018, ao contrário do que tudo indica????

Responder

Hilário Sousa

07 de abril de 2017 às 06h51

As vezes eu não entendo a mídia, ou a mídia não entende a realidade. Não é só a Luciana que tem esse problema de dizer coisas contrárias ao real. Quer vê? Marta Suplicy, Marina, todas essas pessoas, dizem coisas pelo ódio, porque quando estavam no poder, não puderam ser aceita onde queriam e, aí, destilam seus venenos, com toda magoa e ira. Não é simples?

Responder

Júlio Gomes

07 de abril de 2017 às 06h26

Essa é a Lucianta Genro, a mesma de sempre

Responder

Cláudio

07 de abril de 2017 às 04h37

Eu muito que tento contemporizar em relação aa Luciana Genro e suas posições políticas, achando que pelo menos existe sinceridade nela(s) mas cada vez mais se aprofunda ou uma “ingenuidade” política preocupante para quem lida em um suposto progressismo ou há mais causas secretas entre ela e o seu combativo antilulismo. Porque a coisa toda parece estar aí : tudo contra o lulismo, até fechar os olhos para os maiores absurdos. Não é possível tanta e tamanha ingenuidade. Mas triste (deprimente) mesmo é ter que chamar essa pesso(nh)a (que me desculpem os/as peçonhent@s) chamá-la de esquerdista… sem rancor (porque este não é racional e, por isso, não aceitável) mas também sem contemporização alienante.

Responder

Helena Souza

07 de abril de 2017 às 03h59

O PSOL é tambem parte responsável pelo esfacelamento da esquerda. Se aliava à direita contra o PT na época do mensalão. Não é confiável.

Responder

Maia Oswaldo Vavá

07 de abril de 2017 às 03h08

Vai fazer companhia à Maria Bonita das Alagoas e à Canguru do Acre.

Responder

Evanildo Cardoso

07 de abril de 2017 às 02h42

Não quer entender. Tá indo na contramão se apoiando na lava jato ao invés de encarar o problema mais seriamente.

Responder

luis castro

06 de abril de 2017 às 23h40

Não é de hoje que essa moça faz o jogo da direita, a exemplo de seu companheiro de partido, Chico Alencar, aquele que adora beijar a mão de tucano, os dois vivem dando entrevistas a Rede Golpe e frequentam festas de blogueiros mercenários da Globo. Agora defender a Lava Jato é defender os métodos nazistas do juiz de exceção Moro-Globo. Hoje eles do PSOL fazem o jogo da direita que os usa para consolidar o golpe, mas deixa eles chegarem ao poder, vão provar do próprio abuso que hoje eles defendem.

Responder

    Henrique Nunes

    07 de abril de 2017 às 00h03

    Falou e disse, acrescentaia que a própria criação do psol é ambígua, serviu apenas para desagregar a esquerda, parte indo para a Marina, parte criando o Juntos de 2013…

    Responder

    brasileira

    07 de abril de 2017 às 08h03

    Simbolicamente Luciana Genro também beija a mão dos tucanos, é só uma pobre coitada desprovida de atributos intelectuais, ou é uma espertalhona que quer se dar bem na vida?

    Responder

Selma Campos

06 de abril de 2017 às 23h37

A soberba de seus cursos superiores(digamos q seja só isso) escraviza e os cegam. A ponto de não perceberem que foram(a maioria) criados graças ao PT e, agora, p decolarem, tentam abocanhar os anti-petistas. Ou seja, nunca saíram da mesma órbita: PT.

Responder

Rachel

06 de abril de 2017 às 23h32

Nem em vou me dar ao trabalho de ler a nota da Luciana Genro na íntegra, hoje deve ter batido um cansaço geral….. É mais do mesmo, enquanto a direita caminha unida a esquerda se divide. acho que o que há é muita ego trip e sede de poder. Simples assim, mas o simples é mesmo o mais difícil de ver. E para encobrir verdades simples e nada palatáveis se armam discursos e discursos. Tá certo que o Lula não é a ”esquerda” brasileira’, só não sabe quem não quer, quem não leu a ”Carta aos Brasileiros” ? A Luciana leu. Então acusar o Lula de traição para mim é canalhice. Ela podia sair do PT, mas se fosse realmente íntegra falaria claramente porque. Traição não foi não. quem quer que se interesse por política sabe que ele é um conciliador. O PSOL vai fazer o que fez aqui em Fpolis na municipais, não aceitou compor uma frente de esquerda e todo mundo deu com os burros n’água. Ou eles acham que por que elegeram um vereador a mais foi uma grande vitória? O prefeito é um desastre. E com uma frente teríamos eleito mais vereadores. E quanto ao apoio dela à lava jato me parece mais do mesmo novamente: acho que ela pensa em detonar o PT pensando em ocupar espaço, ou seja briga por poder como discurso ”somos melhores que ”. Porque burra a esse ponto de achar que a lava jato é coisa boa para o país ela não pode ser. Não sei se ajudei, li alguns comentários e … deixa prá lá…

Responder

    Henrique Nunes

    07 de abril de 2017 às 00h11

    Ainda bem que não estou tão cansado e li seu comentário também…
    Saiba, ela lançou Chico Beija a Mao, Alencar? para presidente!
    Psol um ácido ajudaria, que vergonha para a história de Tarso Genro… Vendida e/ou traidora e/ou lunática?

    Responder

José Luiz R dos Santos

06 de abril de 2017 às 23h31

É uma esquerdopata. Como a direita não tem moral para bater no PT, elegeram o PSOL para fazer “o serviço sujo”, como já haviam feito nos governos Lula e Filma. É esta forma de fazer política que deixou o partido sem rumo

Responder

Márcia Neves

07 de abril de 2017 às 02h27

Faz o papel direitinho. Deveria ser vice da Marina Zonza.

Responder

Gustavo Ferreira Correia

07 de abril de 2017 às 02h24

Há pouca ou quase nenhuma diferença em várias questões entre o PSOL Lulu e a extrema direita brasileira!

Responder

Jota Santos

06 de abril de 2017 às 22h54

Kkkkk o cara que beija a mão do Aécio. Zuera demais esse “Psolal”

Responder

Deise Cristina Braga Ferreira

07 de abril de 2017 às 01h54

Análises de conjuntura equivocadas levam a óbitos precoces, é só ver o exemplo Aecio. Podem até perambular entre os vivos, mas como zumbis, pq já estão mortos c farofa. Luciana é a próxima como Heloísa Helena, Marina… q só tem expressão ( se é q tem ) em seus feudos

Responder

Roberto Neiva

07 de abril de 2017 às 01h47

Miguel do Rosário…..?……..Rosario ?……….kkkkkkkk

Responder

sandra

06 de abril de 2017 às 22h29

triste essa burguesinha que nunca foi trabalhador sempre viveu do dinheiro do estado, publico, da pior forma possivel comopolitiqueira. triste denegrir um homem como lula, um trabalhador, que pegou no pesado e viveu a vida do povo pobre e sofrido. sindicalista,lutou contra ditadura, na pior epoca. uama vida que nao merece esse desmerecimento dessa coisa., que nunca pegou no pesado,nao sabe o que é a vida de um trabalhador, nao sabe o que é desejar um tenis e nunca ter, desejar comer carne todo dia e nunca ter salario que chegue, o que é trabalhar 6 dias por semana e ainda ter que colocar os filhos pra trabalhar. se ainda vivesse como politica ajudando ao povo a ter uma vida melhor, de vdd, e nao com alucinaçoes teoricas que nao enche barriga e, sim, o povo quer conforto,como todo sindicalista sabe. destratar lula, como joao doria,é muito triste, é doloroso,pq vem da esquerda, deveria ser jogada no lixo, porque é pro lixo da historia que ela ira. quando falarem da luciana genro falarao dfe uma vadia que viveu a vida toda de impostos publicos sem retorno nenhumn ao povo, que quer barriga cheia enao burguesadas, lula ao contrario estara no panteao de herois da classe operaria

Responder

Jonathan Gonçalves

07 de abril de 2017 às 01h28

Já me arrependi de ter votado nela em 2014…

Responder

    Ana Paula R.

    06 de abril de 2017 às 23h34

    Somos dois. Nunca imaginei que fosse tão rancorosa a ponto de defender o golpe.

    Responder

sandra

06 de abril de 2017 às 22h17

o perigo de uma esquerda financiada por um megaespeculador, que lucra horrores com a desgraça humana enquanto financia a vida burguesa de uns esquerdistas

Responder

Roberto

06 de abril de 2017 às 22h06

Ela teve a quem puxar. Seu pai, Tarso Genro, é mais um tucano filiado ao PT. Pai tucano, filha tucana.

Responder

Francisco Alves

07 de abril de 2017 às 00h55

A esquerda também tem gente burra..
Achávamos q eram só os coxinhas..
O Psol nasceu da traição de alguns petistas entre os quais o Lula.
..Ela n representa nem sequer o Psol. Boa noite. Ou prosac, talvez valium ou algum mais forte

Responder

João Só

06 de abril de 2017 às 21h53

“Lava-jato estava cumprindo um papel de enfraquecer o sistema político corrupto e burguês”.
Em que país essa senhora vive?
Operação essencialmente seletiva, através do conluio com a velha mídia destruiu eleitoralmente o PT e as esquerdas depois de ter derrubado Dilma.
E colocou no poder a velha guarda corrupta do pmdb, que deu a Petrobras para tucanos venderem a preço de banana, Pré-sal junto.

Responder

Maria Bordin

06 de abril de 2017 às 21h49

Ela é apenas uma burguesinha da classe média brincando de fazer política. Pelo visto não aprendeu muita coisa e continua depois de adulta a disputar com a mãe o amor do pai. Isso é coisa de divã. Boa noite!

Responder

tita lage

06 de abril de 2017 às 21h48

tadinda da “lú”! é recalque porque jamais chegará a dilma vana rousseff. nem a tasso ela chegará. é uma bundinha perfumada. não passará!

Responder

Clayton Socolovithc

07 de abril de 2017 às 00h45

Deixa ver se eu entendi: em nome de proteger o Brasil da burguesia devemos fechar os olhos prá tudo de errado que foi feito??? Em nome dessa proteção devemos esquecer a quantidade incrível de burradas do PT e seu comandante maior Lula???

Responder

    Gerson Pompeu

    07 de abril de 2017 às 03h02

    Mais um babaca covarde usando perfil falso para dizer idiotices.

    Responder

    Clayton Socolovithc

    07 de abril de 2017 às 09h46

    O perfil não é falso, não preciso desse tipo de subterfúgio. Quanto ao que eu disse, idiotices por que? Xingar é fácil, argumente!

    Responder

      rubens

      07 de abril de 2017 às 10h51

      caro Clayton, creio que criticas a forma cmo o PT se conduziu no governo são necessárias sim, mas avaliar que a Lava Jato está enfraquecendo o sistema político burguês e portanto prestando um grande serviço as causas populares?!

      Responder

Marival Leal

07 de abril de 2017 às 00h45

O QUE ??? TANTO ELA COMO O PAI DOIS LADROES!!!!

Responder

Regina Maria Zolet

07 de abril de 2017 às 00h43

Miguel Zolet

Responder

Antonio Carlos da Silva

06 de abril de 2017 às 21h41

Quanta arrogância, quanta pretensão. Eu pra cá, eu pra lá, eu isso, eu aquilo. Isso sim é enfraquecer, mais ainda, a esquerda neste momento difícil que atravessamos.
Fora a Lava Jato, Fora Luciana Genro. Fora Temer.
Chico Alencar entre outros, militam no “campo progressista”, daí ser de esquerda, me parece ser exagero.
O momento é de unidade. Baixem a “bolinha minúscula”.

Responder

tita lage

06 de abril de 2017 às 21h35

cafonice da “lu” pensar assim; talvez seja trauma de infância vermelha. mas tem chance de ser convidada pelo savonarola pra ser sua vice-presidente. bom , mas aí ela tem que vestir terninho preto e prender os cabelos em coque. assim quem sabe a “rô” convida ela pro chá das 5.

Responder

Nandão Alves de Castro

07 de abril de 2017 às 00h23

Decepcionante para dizer o mínimo!!

Responder

Gabrieli Do Carmo

07 de abril de 2017 às 00h21

E enquanto a esquerda se fragmenta em mil partes e se enfraquece a direita se une, se fortalece. É uma lástima.

Responder

Jose carlos lima

06 de abril de 2017 às 21h17

Lula denuncia uso de email falso pela Lava Jato http://jornalggn.com.br/noticia/lula-tenta-desvendar-autor-de-e-mail-falso-usado-pela-lava-jato

Tudo indica tratar-se de prova plantada pela Lava Jato ou de algum bate-pau a serviço da República de Curitiba.,,…este email do Yahoo que,sabemos, é um provedor tão vulnerável quanto o gmail, pode ter sido enviado por zilhões de remetentes sediados no Brasil ou no exterior, tais como o próprio provedor Yahoo, hackares/crackers, espiões, robôs, arapongas com alta especialização em informática…não nos esqueçamos de que a PF mudou inclusive a senha do provedor, adulterando a máquina que deveria, antes de tudo, passar por uma perícia independente, mas fazer o que se nem mesmo os brinquedos do neto de Dona de Dona Marisa foram devolvidos por esses politiqueiros penais:

Dos cuidados que se deve ter no uso de emails em processos judiciais e investigações:

“(…)as mensagens devem ser periciadas para atestarem suas características de prova jurídica. Em princípio a perícia deve validar:

O arquivo da mensagem em si, verificando origem, destino, data, hora e conteúdo;
A cadeia de custódia da mensagem, validando a não contaminação do valor jurídico da prova, verificando especialmente autorizações e garantia de integridade das informações custodiadas.
A cadeia de custódia é especialmente relevante para os casos de informações em meio digital, dada a facilidade de alteração dos conteúdos sem rastros aferíveis.

Somente será possível equacionar a validade da mensagem se, além do acesso ao arquivo da mensagem que foi impressa, for seguida a sequência de atos que levaram à aquisição da informação. Desde a coleta na máquina, no servidor ou no provedor até a posse do arquivo pela parte.

Quando se trata de mensagem originada diretamente de provedores de aplicação na Internet (webmail), a exemplo do Gmail do Google ou Hotmail da Microsoft e dos nacionais Terra ou UOL, conseguidas por meio de quebras judiciais de sigilo telemático, tem-se que cada mensagem pode estar dentro de um conjunto de mensagens.

Os conjuntos de mensagens podem ser enviados pelo próprio provedor de aplicação responsável pelo domínio do e-mail, colhendo a caixa de e-mails por completo. Os provedores de aplicação de e-mails na Internet são acostumados a este procedimento, nos EUA a Microsoft até cobra para fornecer estes dados aos investigadores, conforme indicado nos vazamentos da NSA efetuados pelo ex-agente Snowden.

O conjunto pode também ser adquirido em uma busca e apreensão no servidor alvo ou pode ser providenciado pela própria parte interessada.

Em todos estes procedimentos para que cada conjunto adquira a segurança necessária visando sua utilidade como prova jurídica é necessário que seja garantido que o que foi colhido corresponda exatamente ao que está disponível para o juízo e as partes(..)”

http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima/e-mails-exigem-cuidados-especificos-para-que-sirvam-como-prova

Responder

Wana Maria Rocha

07 de abril de 2017 às 00h00

Perfeito!
Sugiro que Luciana leia o artigo de Roberto Ponciano, link abaixo:

https://www.ocafezinho.com/2016/03/21/moro-eichman-e-a-banalidade-do-mal/

Responder

    Celso

    06 de abril de 2017 às 21h38

    Ela não lê, apenas reproduz…

    Responder

Carlos de oliveira

06 de abril de 2017 às 20h53

Parabéns Luciana. É preciso deixar claro que ao menos uma parte da esquerda não compactua com a esculhambação do pt.

Responder

    Heitor

    07 de abril de 2017 às 09h27

    Não compactuar com a esculhambação do PT é apoiar o estado de exceção?
    É ser conivente com o PSDB?

    Responder

Kacerine Queiroz

06 de abril de 2017 às 23h53

Ela não é inocente e nem ingênua ou intelectualmente fraca. Quer colocar fogo na questão e no ódio contra o pt para tentar ocupar o espaço dele. Este partido de beija mãos é, a meu ver, tão ruim quanto qualquer um, mas esquizofrênico em suas decisões. Apoiaram o golpe depois voltaram a trás, é um partido de traições e a procura de vácuo porque não tem os seus filiados.

Responder

Paulo Cezar De Almeida

06 de abril de 2017 às 23h50

Essa moça parece que fuma demais!

Responder

Iurutaí Bernasconi Nunes Avenia Puertas

06 de abril de 2017 às 20h49

O problema fundamental desse pessoal da “esquerda limpinha” é a falta de contato com o povo, do qual nunca fizeram parte; acrescente-se a isso a falta de visão histórica e o desejo de ser sempre atual e “bem visto” e conseguimos criar um verdadeiro paradoxo: a esquerda não-popular e a-histórica. Quer dizer, só fazem parte da esquerda porque eles dizem que fazem parte. Ora, a uma”””” esquerda””” sem povo e sem História o que resta? Valer-se dos referentes da direita para explicar a realidade e a si mesmos: acreditam no conto do populismo e a partir daí constroem toda uma narrativa que os justifica e as críticas que fazem aos que não são eles. Junte-se a isso uma boa dose de oportunismo o mais descarado e pronto: realizam a única coisa que demonstraram até hoje ser capazes de fazer: colocar azeitona na empada da direita, para ver se lhes sobra alguma migalha ou, quem sabe, a honra suprema de beijar a mão do príncipe

Responder

Ninguém

06 de abril de 2017 às 20h44

1) Ela não é “a líder da esquerda”.
2) Ela é líder de uma corrente (“minoritária, mas barulhenta” – nas palavras de um amigo psolista) do PSOL.
3) O PSOL continuará sendo um partido de baixíssima representação e pouquíssima efetividade enquanto não se livrar do MES (a corrente barulhenta de universitários pequeno-burgueses).
4) A liderança do PSOL não tem capacidade para se impor ao resto do partido. Em outras palavras, lá, cada corrente faz o que bem entende. Ou seja, anarquia pura.
5) Quanto à Luciana Genro, é só mais uma oportunista, calhorda, golpista.

Responder

    Silvia Oliveira

    07 de abril de 2017 às 13h01

    Gostei do 4. É o que nos resta. Anarquia.

    Responder

Alberto Nasiasene

06 de abril de 2017 às 20h37

Luciana Genro não é ingênua (atua de má fé mesmo), mas que ela é limitada intelectualmente, é. Está seguindo o mesmo caminho da Heloísa Helena. Acabará migrando do atual PSOL para o REDE, fazendo vistas grossas de novas companhias ligadas ao banco Itaú, como HH.

Ela irá defender a Lava Jato, de modo oportunista, até ser uma de suas vítimas (do mesmo modo que o PSDB). O interesse pessoal dela está acima da coerência ideológica dela e do próprio interesse do partido ao qual ela integra. O Jean Willys é mais coerente do que ela (e mais corajoso).

É delirante pensar que se pode governar ipsis litteris com todo um quadro burocrático vindo das fileiras do PSOL. O que vão fazer com a Constituição de 1988? O que farão com os profissionais concursados? Todos serão demitidos ou irão para o paredão de fuzilamentos? O governo que ela defende será possível antes ou depois de uma Revolução sangrenta? Ela precisa explicitar estes elementos, já que foi uma das candidatas a presidente em 2014. Ou será que, no fundo, ela está escondendo que será candidata a líder revolucionária que irá revolucionar, de forma violenta, pela luta armada, toda a nossa sociedade, começando tudo da estaca zero pós revolucionária? Neste caso, será mesmo possível que, depois da Revolução, os líderes revolucionários e a classe trabalhadora, como num passe de mágica, sejam convertidos em uma nova humanidade (neste caso, nem Che Guevara e Fidel defendiam tais absurdos)?

Mas quem garante que uma sociedade dirigida pelo PSOL será melhor do que o quadro que temos hoje? A Lava Jato? Cruzes…

Ela quer é ganhar espaço interno, porque sabe que os está perdendo para os políticos eleitos pelo estado do Rio de Janeiro, por exemplo, mais sofisticados intelectualmente e mais influentes (e com base eleitoral maior do que a dela).

Responder

    andré

    06 de abril de 2017 às 22h05

    isso!

    Responder

LaIli

06 de abril de 2017 às 20h35

Peidei de tanto rir da doidice aqui.

Quero vender essa droga que da esse barato no cafezinho. Vou ficar mais rico que o lularapio

Responder

    Doroteo Vila

    06 de abril de 2017 às 21h03

    Mude sua dieta ideológica, quem sabe resolva seu problema flatular

    Responder

    Doroteo Vila

    06 de abril de 2017 às 21h07

    E se quiser liberar seu gás tóxico cerebral, o faça lá na página do MBL

    Responder

    Doroteo Vila

    06 de abril de 2017 às 21h09

    E se quiser liberar seus gases tóxicos cerebrais, o faça na página do MBL

    Responder

enganado

06 de abril de 2017 às 20h30

LUCIANA!!!! Só uma coisa, porque resto do Vc diz e pensa sai na urina. Se o AÓPIO tivesse xingado minha cara metade de Leviana, no mínimo ela cuspiria na cara dele e partiria para porrada, pois NINGUÉM tem que aturar recalque deste vagabundo por problema na FAMIGLIA dele. E mais, se fosse seu Pai/Marido/Companheiro/Namorado com certeza __EU enforcaria esse covarde___, fosse onde fosse. NUNCA duvide do _enganado_; então a partir daí faça e diga o que quiser porque pra mim Vc correu do pau. Por galho dentro para a DIREITA nem morto!!! Boa sorte em seus argumentos, mas covardia NUNCA!!!!!!

Responder

Eliana Borges

06 de abril de 2017 às 23h28

Josue Coelho não deixe de ver a carta da Luciana Genro no final.

Responder

José Das Couves

06 de abril de 2017 às 23h24

A Luciana anda viajando de uns tempos pra cá. Mas até aí dizer “não ao Psol” como ta fazendo uma galera? Que isso, gente? O Psol tem prestado inestimáveis serviços. Tem inúmeras correntes que divergem, inclusive, da Genro. Gente que se colocou contra o golpe. Bancadas que sempre se posicionam em favor da população, mesmo quando o PT votou matérias constrangedoras… sou petista de voto, voto no Psol para algumas posições. Estou muito feliz com meu candidato aqui no Estado, Gianazzi, por exemplo.

Responder

Mateus Estevão Orban

06 de abril de 2017 às 23h24

Luciana Genro é o que chamo de esquerda util, famosa massa de manobra

Responder

Silvia Leni Auras de Lima

06 de abril de 2017 às 23h12

A esquerda dividida, a direita unida.

Responder

Edson

06 de abril de 2017 às 20h08

A Luciana Genro tinha tudo pra se tornar um ícone da Esquerda !!!!
Mas, quando o GOLPE surgiu no horizonte ssurpreendentemente, aquele discurso valente e coerente MUDOU !!!
VIROU a Direita e embarcou no GOLPE !!!!
defende a FARSA a Jato, cegamente !!!!
SÓ FALTA AGORA ir às manifestações COXINHAS e dar um abraço na BLABLARINA !!!!!!
Luciana Genro e a BLABLARINA são duas piadas

Responder

vitorf

06 de abril de 2017 às 20h08

Conheci Luciana genrro nos anos 90 fazendo campanha para vereadora. Achei ela limitada e passando os anos raivosa , agora deu nisso!

Responder

robertoAP

06 de abril de 2017 às 20h07

Ela sempre foi doida varrida. Nem o pai Tarso Genro conseguiu algum dia manter um diálogo de 5 minutos com ela.
É bipolar e disléxica , com a gravante de também ser limitada intelectual,cultural e moralmente.

Responder

José Liborio Arraes

06 de abril de 2017 às 23h06

Louca

Responder

Alvaro

06 de abril de 2017 às 20h01

Rapaz a imaginação do ocafezinho é algo surreal. Qualquer um que se insurja contra o que ele pensa passa a ser louco ou de golpista.

Responder

    Luís Ribeiro

    06 de abril de 2017 às 21h07

    Ô sabichão, então explica aí como alguém pode ser de esquerda e apoiar a lava-jato. É disso que se trata, se não conseguiu entender o texto.

    Responder

Dario Lenza

06 de abril de 2017 às 22h59

Responder

Gustavo Figueiredo

06 de abril de 2017 às 22h57

organizar a indignação kkkkk

Responder

Argemiro Assis Filho

06 de abril de 2017 às 22h50

Responder

Francisco

06 de abril de 2017 às 19h48

O problema de Luciana Genro é a arrogância. Arrogância de pequeno-burguês.

Só ela pensa? Só ela pensa certo?

Quem tem de pensar certo é a classe trabalhadora! Eu, ela, o autor desse blog, ou somos, ou nos tornamos, pequenos burgueses.

Pequeno-burgueses bem intencionados e tal mas… pequenos burgueses.

Por acaso ALGUÉM imagina que Lula seja o Messias?

Ou, pior ainda, que ELA seja o Messias?

Putz, todos sabemos ou deveríamos saber, desde Stálin, que não existe essa de dono da verdade em processo histórico.

Existe uma correnteza fluvial caótica que segue “mais ou menos” um rumo.

Para não se perder completamente, busca-se uma referencia. Pois bem: é isso que Lula é. Lula é uma referencia, e só!

Idem o PT.

Idem os partidos (TODOS os partidos) de esquerda: uma mera referencia.

A classe trabalhadora, os variados agentes históricos, atuam num cálculo permanente de custo beneficio…

…O tempo todo!

Nesse cálculo, Lula e o PT nós SERVEM, vírgula, AGORA, ponto.

Ou alguém tem dúvidas das insuficiências do PT? Alguém é abestado? É mané? Desconhece a História?

No momento histórico certo, esperasse, a classe trabalhadora vai enxergar a insuficiência do PT e a suficiência de outra força (quem sabe o PSOL?). E pronto! Estará o PT superado pela História e por nós. Tranquilo e certo como a hora da morte.

E o que cabe ao PSOL fazer? Se preparar para esse momento, que pode não vir nessa encarnação…

Que tal governar um estado, por exemplo, sem “trair a classe trabalhadora”?

Sem gerar uma “burocracia corrupta”?

Precisaremos de uma força política com essa capacidade, no futuro (falo sério, sem muita ironia)…

Hoje, eu tenho que gerenciar meu ódio por um ex-oficial do Exército Brasileiro e Deputado eleito com todas as prerrogativas legais que vai num clube da elite judaica, diz que minha mãe, negra, não serve nem para ser fodid@ e é aplaudido.

E não vi nota oficial de NENHUM, repito, NENHUM partido de de FDP esquerdista, comunista ou trabalhista. NADA!!!

Luciana: se você está irritada com o Brasil atual, princesa – imagina eu.

Responder

    ari

    06 de abril de 2017 às 20h50

    “E não vi nota oficial de NENHUM, repito, NENHUM partido de de FDP esquerdista, comunista ou trabalhista. NADA!!”
    Seu texto está um pouco confuso. Se a frase acima refere-se ao Bolsonaro, é bom saber que um grupo de deputados do PT, liderados por Erika Kokay, entrou com um pedido de investigação junto à PGR e, salvo erro meu, a deputada Benedita ontem fez um pronunciamento a respeito.
    Paralelamente tem sido intensa a condenação desse cidadão na internet. Sugiro a leitura do excepcional artigo em http://www.diariodocentrodomundo.com.br/existe-algum-membro-do-ministerio-publico-com-coragem-e-carater-para-processar-bolsonaro/
    Um abraço

    Responder

    Silvia Oliveira

    07 de abril de 2017 às 13h06

    Putz. Que comentário bom.
    Meu candidato é Jean Wyllys, novas caras e coragem.

    Responder

Samuel MacDowell

06 de abril de 2017 às 22h38

falando nela, por onde nada e o que faz? tá que nem a marina

Responder

Sergio Ribeiro

06 de abril de 2017 às 22h37

Esse documento é do PSOL, endossado pela Luciana.

” Não, não vai ter golpe. O que pode ter é o impeachment. “

Responder

Rodolfo Alexandre

06 de abril de 2017 às 22h34

“A liderança de Lula não representa a esquerda – e isso deve ser dito em alto e bom som”, diz Luciana Genro. Pode ser que ela esteja certa, pode ser que esteja errada. Não sei. O que sei é que o Pinho Sol tampouco representa a esquerda, pois nunca teve base popular e desde sua fundação é um mero mero conglomerado de jovens e intelectuais de classe média-alta que nunca precisaram trabalhar duro para sobreviver – e isso deve ser dito em alto e bom som.

Responder

Jose Dos Reis Rocha

06 de abril de 2017 às 22h33

Não ao PSOL.

Responder

Cleusa Elena Nascimento

06 de abril de 2017 às 22h32

Responder

Rogério Borges

06 de abril de 2017 às 22h27

Tá ficando difícil escutar e ler certas coisa vindo de políticos (sic) ditos de esquerda e progressistas. Às vezes começo a achar que a Globo é sensacional em termos de coerência e linha de atuação. É cada uma que não só cansa, mas trás saudades de Brizola, por exemplo. O que ele faria no primeiro logo após assumir a presidência, caso fosse eleito?

Responder

Ademir Cardoso

06 de abril de 2017 às 22h26

Opa! Vou com ela entonses

Responder

Rafael Baroni De Barros

06 de abril de 2017 às 22h25

Idiota útil

Responder

Adrianinha Didi

06 de abril de 2017 às 22h24

E pensar que um dia eu votei nela! Nunca mais!

Responder

João Cláudio Fontes

06 de abril de 2017 às 22h24

O Bolsonaro falando merda de um lado e ela do outro . Ou será que , no fundo , estão do mesmo lado …? Contra o Brasil ! Cambada de fdp !

Responder

Sonia Mendonça

06 de abril de 2017 às 22h22

Análise do blog e a carta da Luciana explicam porque digo Não ao Psol.

Responder

Anônimo

06 de abril de 2017 às 19h20

“A Lênin” do século 21?

Responder

Sonia Mendonça

06 de abril de 2017 às 22h20

Ótima análise do Cafezinho.Concordo com a mesma.

Responder

Mazinho Moraes

06 de abril de 2017 às 22h18

talvez da doença de marina e outras, ela se contaminou!! rs rs

Responder

Thai Ribeiro

06 de abril de 2017 às 22h13

PSOL, Luciana Genro e jw são três merdas.

Responder

Andrea Prates

06 de abril de 2017 às 22h12

A Luciana Genro tá parecendo o aecio. Acha que se derrubarem o Lula, ela assume…

Responder

João Batista

06 de abril de 2017 às 22h08

Perder tempo com Luciana Genro, é bobagem. Ela pertence a esquerda infantil e birrenta. Nunca chegará a lugar nenhum. E, se chegar terá que mudar rapidamente.

Responder

Otavio

06 de abril de 2017 às 19h07

O Chico Alencar é aquele deputado de ex-querda que vai aos convescotes do Noblat e beija a mão do Aécio Neves?
Taí, a Lucianinha é coerente. E um ótimo candidato prá eles.

Responder

SOLON NUNES

06 de abril de 2017 às 19h05

TENHO QUASE CERTEZA QUE ELA ESQUECEU DE TOMAR OS REMÉDIOS DELA,NÃO É POSSÍVEL QUE ESSA SENHORA ESTEJA NORMAL…

Responder

    Solang

    06 de abril de 2017 às 19h14

    Exatamente.

    Responder

Ana Ribeiro

06 de abril de 2017 às 22h04

Essa e a Marina podem dar as mãos. Juntas em cima do muro!

Responder

Robson Alcântara Paiva

06 de abril de 2017 às 22h00

Kkkkkkkkkk

Responder

Julio Cesar Abreu

06 de abril de 2017 às 21h59

Lulu genro é o Roberto freire dessa geração

Responder

Pedro Gomes

06 de abril de 2017 às 21h57

Nossa que alívio essa mulher não querer se candidatar mais pelo PSOL!!! Ufa! Agora, o texto do Blog está correto com exceção de que Sérgio Cabral fez apenas estripulias… Não ele não fez apenas estripulias, ele saqueou o Rio de Janeiro.

Responder

    ari

    06 de abril de 2017 às 20h52

    Desculpe, Pedro, mas acho ue vc não entendeu o que o autor quiz dizer.
    Abraço

    Responder

Deboista Opressor

06 de abril de 2017 às 21h54

Triste ver uma pessoa se prestar a esse papel de lavadora das privadas da Direita…

Responder

Alan Souza

06 de abril de 2017 às 18h53

Nem limitada e nem ingênua. Ela aplaude qualquer coisa que atinja o PT, nem que seja uma ditadura fascista ou nazista. Num 2° turno entre Lula e Bolsonaro, ela vota no Bolsonaro.

Responder

Antonio Bragiato

06 de abril de 2017 às 18h52

Luciana é a própria ” esquerda que a direita gosta!” Aliás, a cada dia tenho mais dúvidas sobre essa senhora e seu verdadeiro caráter. Me lembra aqueles moralistas sem moral, que com a violência verbal de suas pregações morais, tentam esconder sua podridão

Responder

Ronel Flores

06 de abril de 2017 às 21h48

Grande coisa.

Responder

Jorge Borges Júnior

06 de abril de 2017 às 21h45

A Maluca dos gatos. by Bruno Maia

Responder

Anônimo

06 de abril de 2017 às 18h43

Tadinha dessa ai….É RECALQUE puro….já que ingênua ela não é….

Responder

Sheila Nunes

06 de abril de 2017 às 21h42

Que lástima. …. deveria se respeitar mais não expondo suas …

Responder

Tiago Carneiro

06 de abril de 2017 às 21h41

Luciana genro esquerda? Não…

Responder

Anônimo

06 de abril de 2017 às 18h41

Essa não é ESQUERDA,até porque ESQUERDA não quer dizer absolutamente,nada.Senão iludir meia dúzia de incautos e uma legião de PEQUENOS BURGUESES,cujo único interesse na vida,além de invejar o próximo,é PUXAR SACOS DOS RICOS.O Puxar Saco,é como o CAPITAL,que finge atacar,para ampliar seus domínio.Mas a referida senhora,um dos símbolos do PEQUENO BURGUÊS nativo,não é outra coisa,do que os outros todos,que acham que ESQUERDA,quer dizer algo,além dos limites do sofisma que representa.Ora,ser algo,em política,é escolher entre ser a favos da sociedade de classes com hegemonia burguesa,ou ser SOCIALISTA,e revolucionário,para acabar pelas ARMAS,a DITADURA BURGUESA.Coisa que a ESQUERDA NÃO PROPÕE.Então,a senhora em questão,desempenha a tarefa,de tentar dissimular sua covardia,se auto denominando SOCIALISTA,ESQUERDISTA,E TUDO QUE TERMINA EM ISTA,que não assusta e é permitida pela ditadura burguesa.

Responder

André Pais

06 de abril de 2017 às 21h37

Desgraça, come cocô essa maldita.

Responder

Luiz Henrique Coelho Garcia

06 de abril de 2017 às 21h35

No fundo, no fundo, é a mesma coisa a fadinha da floresta e a hippie missangueira.

Responder

Heitor

06 de abril de 2017 às 18h35

Quanto ao almirante Othon, gostaria de saber o que passa pela cabeça dos militares que são realmente nacionalistas e não apenas contra o PT por pura “ideologia”.

Ah, o artigo é sobre a Luciana Genro, né?

Essa moça tem problemas.

Responder

Sergio Renato

06 de abril de 2017 às 21h32

Grande resposta !

Responder

Roberto Moore

06 de abril de 2017 às 21h30

É de dar pena no que virou a Luciana…Não tem jeito ainda bem que descobrimos antes das eleições. .. Vá com Deus Luciana

Responder

Luiz Hespanha

06 de abril de 2017 às 18h30

Mais que ser a “esquerda que a direita adora”, temos certas lideranças que evitam se olhar no espelho e a questão não é física, é político-existencial mesmo: medo de rachar consigo mesmo.

Responder

Paulo Prado Queiroz Filho

06 de abril de 2017 às 21h29

Típico da Rainha da Esquerda que a Direita adora.

Responder

João Inácio de Macedo

06 de abril de 2017 às 21h28

Esquerda tosca!!!

Responder

Arthur Caria

06 de abril de 2017 às 21h24

Tem tudo pra ser uma Gabeira ou Freire no futuro

Responder

Joel Araujo

06 de abril de 2017 às 21h24

Luciana Genro: a Marina dos pampas!

Responder

Jorge França

06 de abril de 2017 às 21h23

Tá sumida o que está esperando o Brasil espera que vc solte a voz ou será que está esperando ficar próximo das eleições para vir com discurso demagogo depois que a vaca for para o brejo.

Responder

Carlos Alberto F. Lpoes

06 de abril de 2017 às 21h23

Francisco Gentile

Responder

Deixe uma resposta