Live do Cafezinho (18h:10m): Boulos, Tatto, Orlando ou França, qual o candidato mais viável para SP?

A perseguição aos professores defendida pelo Escola Sem Partido já ocorreu nos EUA, no Macarthismo

Por Luis Edmundo

15 de junho de 2017 : 08h25

Imagem: Socialista Morena

A perseguição a professores estimulada no Brasil pelo movimento Escola Sem Partido, com direito a patrulha surpresa de vereador sem noção, não é novidade desde, pelo menos, o Macarthismo americano. É o que mostra Cynara Menezes em seu blog, Socialista Morena, no texto em que, no título, lembra Como o macarthismo perseguiu professores (exatamente como quer o Escola Sem Partido).

Macarthismo foi o nome dado à histeria anticomunista promovida nos Estados Unidos, de 1947 a 1956, pelo senador Joseph McCarthy. Escritores, músicos, dramaturgos, cineastas, funcionários públicos, qualquer um podia ser classificado de “comunista” e ter sua carreira arruinada. Com os professores não foi diferente, e a perseguição a eles ainda foi oficializada em lei aprovada na Suprema Corte.

“Em março de 1952, a Suprema Corte norte-americana atestou a constitucionalidade da Lei Feinberg, aplicada no Estado de Nova York desde 1949. De acordo com a lei, as escolas públicas estavam proibidas de contratar professores ‘subversivos’ e poderia demitir todos os docentes que julgassem ‘comunistas'”, conta Cynara Menezes, no texto que pode ser lido na íntegra aqui.

 

Luis Edmundo

Luis Edmundo Araujo é jornalista e mora no Rio de Janeiro desde que nasceu, em 1972. Foi repórter do jornal O Fluminense, do Jornal do Brasil e das finadas revistas Incrível e Istoé Gente. No Jornal do Commercio, foi editor por 11 anos, até o fim do jornal, em maio de 2016.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Iraque Melo

16 de junho de 2017 às 03h26

O Brasil é uma COLÔNIA CAPITALISTA que DEU certo , e continua DANDO !!!

Responder

Carlos Roberto

16 de junho de 2017 às 02h46

Fernando h o vereador macartista ,defende a casa grande por acreditar fazer parte dela,ele não percebe que essa gente o usa como massa de manobra ,enquanto que os de sua raça continuam sendoexplorados ,por não conseguirem acesso a essa escola que ele percegue..

Responder

João Neto Bandeira Freitas

16 de junho de 2017 às 02h42

Aí prof: Nilton Cesar Alves, você já ouviu falar em imbecilidade maior que a da escola sem partido?.

Responder

Andre Bueno

16 de junho de 2017 às 00h34

Pois foi , isso mesmo…

Responder

Rogerio Vaz

15 de junho de 2017 às 17h32

Bom mesmo é ter um único ponto de vista : O da ideologia esquerdista! Então pooooode!PQ é progressista(Rsrsrsr)!! Vcs esquerdopatas MORTADELESCOS pseudo-intelectualoides são contraditórios HIPÓCRITAS e patéticos! ESCOLA DEVE SER LAICA E SEM PARTIDOS!! ESCOLA MOSTRA POSSIBILIDADES E CADA QUAL OPTA POR QUAL SEGUIR! DE OUTRA FORMA SERIA DOUTRINAÇÃO !!VCS SÃO RIDÍCULOS E QUEREM IMPOR UMA VERTENTE : A DE VOCÊS !!

Responder

Alberto Jorge Lula da Silva

15 de junho de 2017 às 16h24

47 milhões de estadunidenses passam fome todo dia….são vagabundos não é???

Responder

Sidney Simões

15 de junho de 2017 às 15h44

Entre outros, professores e estudantes, foram perseguidos pela ditadura.
Os EUA riam de nossa perseguição aos “comunistas”.
Destruímos nossas lideranças estudantos, onde se aprende a fazer política. Vide Obama, Clinton…
O escola sem partido é um prato amargo, requentado que só idiotas que não sabem história querem comer.
Pobre Brasil

Responder

Gustavo Horta

15 de junho de 2017 às 12h01

“TENTAM DISSIMULAR, TENTAM LUDIBRIAR, TENTAM, DE NOVO, MANIPULAR… E ESTÃO CONSEGUINDO, DE NOVO.”
> https://gustavohorta.wordpress.com/2017/06/15/tentam-dissimular-tentam-ludibriar-tentam-de-novo-manipular-e-estao-conseguindo-de-novo/

“… DISCURSO FALACIOSO E GOLPISTA QUE TENTA COLOCAR TODOS COMO FARINHA DO MESMO SACO,
MESMO COM TANTAS EVIDÊNCIAS DE QUE
TODOS POSSAM ATÉ SEREM FARINHAS,
MAS DE SACOS E QUALIDADES MUITO DIFERENTES.”

#AecioNaCadeia

Responder

Eder Ribeiro Queiroz

15 de junho de 2017 às 13h05

PARA TER ESCOLA SEM PARTIDO EU TENHO UMA PROPOSTA- DAR UM PISO DE 20 MIL REAIS AOS PROFESSORES.15º SALARIO E ABONO POR ALUNO DE 50 REAIS POR MES.- RECOLHAM OS LIVROS EXIXTENTES, ACABEM COM O PT E PRONTO! KKKKKKK-OPS MESMO ASSIM SERIA IMPOSSIVEL, NÃO SOMOS MERCENARIOS…

Responder

Deixe uma resposta