Ciro Gomes ao vivo na Band

Defesa de Lula registra, em cartório, oferta de Tacla Duran para oferecer provas contra Lava Jato

Por Miguel do Rosário

15 de dezembro de 2017 : 19h29

No Jornal GGN

Tacla Duran aceita ser testemunha de defesa de Lula

SEX, 15/12/2017 – 19:02
ATUALIZADO EM 15/12/2017 – 19:07

Jornal GGN – O advogado Rodrigo Tacla Duran disse à defesa de Lula que está disposto a ser testemunha em processo no qual o ex-presidente é acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht. A afirmação foi feita no último dia 12, durante uma videoconferência com os advogados do petista. A conversa foi gravada e registrada em cartório. Depois, anexada em um pedido para que a Justiça em segunda instância obrigue Sergio Moro a aceitar o depoimento de Duran.

Além de se dispôr a testemunhas, Duran prometeu entregar à defesa de Lula cópias das provas que produziu a respeito de possível fraude no sistema Drousys e no Meinl Bank. Ele já havia denunciado que o Drousys foi manipulado durante a Lava Jato e, agora, afirma possuir uma perícia recém concluída e sequer apresentada à CPMI da JBS, sobre as obstruções que teriam ocorrido no Meinl Bank para esconder rastros de pagamentos.

Moro já negou a convocação do ex-advogado da Odebrecht como testemunhas 3 vezes, desde que seu amigo pessoal, Carlos Zucolotto, foi acusado de cobrar propina de Duran para melhorar um acordo de delação com os procuradores da Lava Jato.


O juiz argumentou que não possui o endereço de Duran, que ouvir testemunha no exterior é dispendioso e desnecessário; que o advogado é foragido e não tem credibilidade e que tampouco teria condições de colaborar com o processo contra Lula.

Convidado pela defesa de Lula, Duran disse que pode ser ouvido por “videoconferência ou por uma carta rogatória, aqui à Espanha, sem problema algum. (…) Ajudo dentro do que sei, com compromisso de dizer a verdade.”

Ele também afirmou que possui evidências de que documentos extraídos de sistemas controlados pela Odebrecht foram fraudados apenas para corroborar as delações premiadas acertadas com os procuradores.

O pedido ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região foi protocolado nesta sexta (15).

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zé Marchese

16 de dezembro de 2017 às 09h27

digamos que tem gente se cagando…

Responder

dalls kleber

16 de dezembro de 2017 às 06h41

Desde logo, cumpre observar que, em meio à divisão de tarefas que se estabeleceu
no estratagema criminoso em comento, cabia a RODRIGO TACLA DURAN especificamente o
papel de promover a lavagem do dinheiro sujo, proveito e produtos dos delitos perpetrados
em detrimento da Estatal, tendo sido, inclusive, denunciado perante esse Juízo em outras
oportunidades pela prática de atos dessa natureza (Autos nº 5019961-43.2017.4.04.7000).
Assim, após repassados valores pelas empreiteiras a RODRIGO TACLA DURAN,
incumbia-lhe, mediante o pagamento e/ou a retenção de percentual do valor movimentado,
possibilitar que valores em espécie fossem fornecidos aos representantes de importantes
grupos empresariais, dentre os quais os Grupos UTC, ODEBRECHT e MENDES JUNIOR, em
território brasileiro, e/ou disponibilizar montantes em contas situadas no exterior cujos
beneficiários finais eram, em regra, agentes públicos ou políticos.
Destarte, verifica-se que, em geral, dois modi operandi restaram utilizados por
RODRIGO TACLA DURAN em sua atuação. De um lado, foram firmados diversos contratos
fictícios entre as empresas titularizadas pelo denunciado, dentre elas a TACLA DURAN
SOCIEDADE DE ADVOGADOS, e as empreiteiras contratadas pela PETROBRAS, os quais deram
lastro à emissão de títulos de cobrança e à realização de pagamentos, possibilitando, então,
que RODRIGO TACLA DURAN, em contrapartida, procedesse, a depender do caso, à entrega
de dinheiro em espécie no Brasil aos representantes da empreiteira, via “caixa 2”, ou à
disponibilização de valores a agentes públicos e políticos tanto no Brasil quanto no exterior.
Em grande medida, desvelou-se que RODRIGO TACLA DURAN se destacou na
atuação, enquanto operador financeiro, em favor do Grupo ODEBRECHT. Nesse sentido, esse
operador financeiro era responsável, mediante a utilização de contas por ele titularizadas e
administradas, mantidas em instituições bancárias sediadas no exterior, por intermediar o
repasse de valores provenientes de contas ligadas ao Grupo ODEBRECHT para outras contas
pertencentes a doleiros, os quais, então, eram disponibilizados aos executivos e representantes
do grupo empresarial, em moeda nacional, ou entregues aos próprios beneficiários finais, Brasil ou no exterior, atuando, assim, em conjunto com o Setor de Operações Estruturadas da
empreiteira.

Responder

oscarito

16 de dezembro de 2017 às 05h38

PERDEU PRABOY

Tacla Durán, o ‘vampeta’ da Odebrecht, operou mais de US$ 300 milhões em propinas
Brasil 15.12.17 20:46
  
Na denúncia das obras do Pipe Hack do Comperj, obtida por O Antagonista, o MPF anexa diversos emails de Rodrigo Tacla Durán, identificado no sistema Drousys da Odebrecht como “Vampeta, Vamp e Vampe”.

Numa dessas mensagens, Durán faz um desabafo e admite ter operado pagamentos de mais de US$ 300 milhões em propinas para o Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht.

“Operei com vocês + de USD$ 300.000.000,00 e acredito que eu nunca trouxe problemas ou aborrecimento de qualquer natureza a vocês.”

Responder

    oscarito

    16 de dezembro de 2017 às 05h40

    REGISTRA ESSES EMAIL JUNTOS ???

    HAUHAUHAUAUAUAUAUAUHAHAAUHA

    O PT NAO CANSA DE PASSAR VERGONHA ALEM DE SEREM TODOS BANDIDOS… !!

    AHHHH E ESSE TAL DE ZANINI TA CA BATATA ASSANDO …

    ELE ERA SOCIO DA ADRIANA ANCELOMO NUM ROLO COM ORLANDO DINIZ QUE FOI AASTADO ONTEM PELA JUSTIÇA DE SUAS FUNÇOES…

    ZANIN NA CADEIA !!!

    Responder

Olinda Miranda

16 de dezembro de 2017 às 02h33

Responder

Rose Maua

16 de dezembro de 2017 às 02h27

Nao vao deixar.ele que se cuide.

Responder

Rose Santos

16 de dezembro de 2017 às 00h51

Não foram ainda no papa pedir ajuda

Responder

Joelma Santos Queiroz

16 de dezembro de 2017 às 00h28

Quero ver o tal juiz aceitar

Responder

Mar

15 de dezembro de 2017 às 21h45

O juízeco de Curitiba se lenhou com essa! Agora o mundo todo vai saber quem é ele.

Responder

Maria Elizabeth Braga

15 de dezembro de 2017 às 23h00

Uhuuuuu

Responder

Silvana Garcia

15 de dezembro de 2017 às 22h49

Com estes bandidos, todo cuidado é pouco.

Responder

jose carlos vieira filho

15 de dezembro de 2017 às 19h57

Convite de Roberto Requião:
https://www.conversaafiada.com.br/politica/requiao-democratas-do-mundo-uni-vos-em-porto-alegre

“o bailan todos o no baila nadie”

Responder

Jose Antonio Trevizam

15 de dezembro de 2017 às 21h34

COM ESSE MPF PERIGOSO,ESSE TACLA CORRE RISCO DE VIDA

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com