Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Líder do Bloco de Esquerda, hoje no governo de Portugal, denuncia golpe no Brasil e declara apoio a Lula!

Por Miguel do Rosário

15 de janeiro de 2018 : 16h11

Por Bruno Falci, de Lisboa, especial para o Cafezinho

[Mais vídeos ao final do post]

“O julgamento do presidente Lula é uma ignomínia sem nome, uma sentença sem caso, é uma punição sem infração, um atentado aos direitos humanos. Mas é muito mais do que isso, é um míssil contra a democracia e o Bloco de Esquerda solidariza-se integralmente com toda a cidadania brasileira que quer ver Lula livre das garras do judiciário, que quer ver Lula devolvido para a democracia, porque Lula devolvido à democracia é o povo que não empresta o seu direito político, é o povo que decide o seu direito político. Nós estaremos em todos os momentos, em todas as circunstâncias, solidários com Lula da Silva”.

Com esta declaração, Luís Fazenda, membro da Comissão Política e da Comissão Internacional do Bloco de Esquerda (BE), expressou o apoio e solidariedade do terceiro maior partido português ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva em entrevista concedida em 30 de dezembro último. O dirigente menciona também a posição do BE em relação à política de inclusão social do Partido dos Trabalhadores e ao golpe jurídico e parlamentar de 2016 contra a presidenta Dilma Rousseff.

Fazenda recebeu-nos na sede nacional do partido na Rua da Palma, em Lisboa. Aos 60 anos, esse político e professor, que foi deputado durante dezesseis anos e vice-presidente da Assembleia da República, descreve a fundação e a trajetória do Bloco de Esquerda, que atualmente compõe, ao lado do Partido Comunista Português (PCP), uma aliança parlamentar com o governo do Partido Socialista (PS).

Fundado em 1999, o BE é a junção de três forças políticas – a União Democrática Popular, o Partido Socialista Revolucionário e a Política XXI. Sendo um partido de tendências, posteriormente foram incluídos outros movimentos como ambientalistas, sindicalistas, mulheres e LGBT, com o objetivo de criar um partido plural. Nas eleições de 2015, o BE obteve a maior votação de sua história, tornando-se a terceira força política do país.

Luís Fazenda descreve essa experiência original de enfrentamento ao neoliberalismo no continente europeu aponta uma saída às políticas de austeridade da Troika, composta pelo FMI, Banco Central Europeu e Comissão Europeia. Essa aliança teve início após as eleições legislativas de 2015. A coligação de direita, Portugal à Frente, composta pelo Partido Social Democrata e pelo Partido Popular, foi vitoriosa. Embora obtivesse 46,5 por cento da Assembleia da Republica, ou seja, 107 deputados, não conseguiu formar uma maioria parlamentar para eleger o primeiro-ministro.

Sendo assim, o PS, segundo colocado (com 37,4% de votos e com 86 deputados), teve a oportunidade de formar um governo de esquerda através da aliança com o BE, (com 8,3% e com 19 deputados), e a Coligação Democrática Unitária, composta pelo PCP e Partido Ecologista também denominado de Os Verdes (com 7,4% e com 17 deputados). Neste cenário, a esquerda conseguiu construir uma maioria parlamentar com o objetivo de impedir os projetos de austeridade, privatizações e sucateamento do Estado. Em novembro de 2015 Antonio Costa (PS), assume o cargo de primeiro-ministro com 53,1% da Assembleia, com 122 deputados, cabendo 107 deputados à oposição de direita.

Esse fenômeno de unidade das esquerdas em Portugal chama a atenção e deveria ser seguido com o objetivo de enfrentar o neoliberalismo em outros países como o Brasil. Luís Fazenda esclarece essa conjuntura e esse quadro histórico em sua entrevista e descreve o surgimento da coligação governista, que foi pejorativamente denominada de “Geringonça” pela direita. Posteriormente, devido ao sucesso do governo, o termo passou a ter uma conotação positiva e hoje é de domínio público em Portugal. Na União Europeia, está sendo vista como prova de que pode existir uma política alternativa e uma nova via para as esquerdas em geral. Por exemplo, o Syriza, da Grécia, não conseguiu enfrentar a austeridade da União Europeia, o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) se negou a fazer uma aliança parlamentar com o Podemos e o Partido Socialista francês não se interessou em fazer uma coligação com a France Insoumise.

***

Fazenda revela que os europeus já entendem perfeitamente o que está acontecendo no Brasil: um golpe de Estado, dado por setores sociais reacionários, com apoio do judiciário, para implementar políticas neoliberais.



PS Cafezinho:

Daqui a pouco divulgaremos, neste mesmo post, um terceiro vídeo de Luíz Fazenda, contando a história do Bloco de Esquerda, que hoje compõe o governo português junto aos socialistas.

Pronto, aí está:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Cláudio

16 de janeiro de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando:

“A Frente Brasil Popular está organizando um grande encontro de solidariedade ao presidente Lula nos dias 23 e 24 de janeiro em Porto Alegre. Lá reuniremos movimentos sociais e populares, juristas, intelectuais, artistas, partidos de esquerda, e nomes internacionais em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato. Para garantir as condições de infraestrutura e receber as Caravanas que virão de diferentes locais do Brasil, estamos realizando uma vakinha virtual.”… Caso seja de sua livre e espontânea vontade e disponibilidade financeira, acesse o “link” https://www.vakinha.com.br/vaquinha/em-defesa-da-democracia-e-de-lula-ser-candidato-fbp-rs [ou acesse o “site” Vakinha e, lá, na busca interna, procure por EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DE LULA SER CANDIDATO FBP/RS, de Misiara Oliveira,] e saiba como contribuir [o valor mínimo de contribuição é igual a 20 reais], “vamos todos às ruas em defesa da democracia!”, diz a frente.

.:.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *

Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !

* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

John Jahnes

16 de janeiro de 2018 às 01h16

VEJAM QUE COISA INTERESSANTE;
Enquanto a Igreja Católica defende LULA e o povo brasileiro, as Igrejas que se dizem Cristãs, Evangélicas, vão defender o governo dos corruptos aliados do Temer que estão dilapidando tudo no país e retirando todos direitos conquistados pelo povo brasileiro.

MICHEL TEMER QUER APOIO DE PASTORES PARA APROVAÇÃO DEFINITIVA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
https://noticias.gospelmais.com.br/temer-apoio-pastores-aprovacao-reforma-da-previdencia-90225.html
SANTO PADRE CHAMA DE “PATOS IDIOTAS” MANIFESTANTES PRÓ-SÉRGIO MORO
https://www.esmaelmorais.com.br/2018/01/santo-padre-chama-de-patos-idiotas-manifestantes-pro-sergio-moro/

Responder

José Claudio dos Santos

15 de janeiro de 2018 às 23h36

Além do apoio ao Lula, a entrevista com o líder do Bloco de Esquerda de Portugal, é uma luz no fim do túnel neste período “Temeroso” que estamos vivendo no Brasil e no mundo de maneira geral. Vale a pena ler, assistir, ouvir e refletir sobre essa “Geringonça”. Espero que a esquerda brasileira (e mundial), tenha um verdadeiro choque revolucionário com esta entrevista. Parabéns ao “O Cafezinho”, é uma contribuição ímpar para todos nós.

Responder

Maria Fernanda Silva Montes

16 de janeiro de 2018 às 00h39

Obrigada senhor pelo seu apoio ao Lula e a todos nós brasileiros.

Responder

Nelson Ficanha

15 de janeiro de 2018 às 21h11

Chorem coxinhas

Responder

Ana Maria

15 de janeiro de 2018 às 20h16

Sobre as manifestações em Maringá: essa turma do verde amarelo é o maior engodo que o Brasil já viu, uma mentalidade de patos idiotas e não patriotas, uma mentalidade de fazer esquifo, pois são subservientes à corrupção, movidos simplesmente por ódio, intolerantes, parciais e preconceituosos. No fundo, de mentalidade doentia e privados de alma racional.
Se quisessem contribuir com a democracia teriam se manifestado exigindo que o poder judiciário tratasse à todos sem parcialidade (por exemplo, onde está a mulher de Cunha sob responsabilidade do juiz Moro?). E quando foi que vimos esse grupo se manifestando contra as malas de Aécio, Temer, apartamento cheio de dinheiro de Gedel?
Então a mentalidade dessa turma é um grande mal, pois fecham os olhos para crimes gritantes, tanto maiores que uma simples reforma de um triplex sem provas concretas.
Lembrando ainda que essa turma apoiou o Golpe e é conivente com o que existe de pior na política, pois desde o golpe se instalou no governo a grande bandidagem, sustentada por pífios Congressistas, que além de se protegerem com a imunidade, continuam desviando recursos, pagos com nossos impostos, para interesses particulares, de grandes corporações e do capital internacional. (L. A. Montagna)

Responder

Altair M Ribas

15 de janeiro de 2018 às 20h09

É triste para a esquerda saber que perdeu um grande país como o Brasil! Que tinham o dinheiro dos pobres brasileiros para fazerem a festa no mundo todo! Acabou!

Responder

    Ana Maria

    15 de janeiro de 2018 às 20h15

    Professores da UnB dizem que Moro é partidário e darão aula sobre sentença [18/01 ás 19 horas]
    “Este processo tem natureza eminentemente político-partidária”, diz Marcelo Neves; “Vamos esclarecer o público de Brasília sobre os absurdos que estão sendo cometidos contra a maior liderança política do País, sem qualquer fundamento jurídico”

    Responder

    José Luis Bottini

    15 de janeiro de 2018 às 21h31

    seu altair, o bem-bão das “facilidades” com o estado é que voltou pra vcs “do bem”

    Responder

    Altair M Ribas

    15 de janeiro de 2018 às 23h06

    Não voltou não .Temer é um apêndice de Dilma e do PT. Não queiram nos dar essa herança maldita!

    Responder

    Andre Massao Noce

    16 de janeiro de 2018 às 06h20

    Altair M Ribas KKKKKKKKK… vou te lembrar, pato amarelo… “somos milhões de Cunha”… todos os patos amarelos apoiando o Cunha corrupto e seus asseclas de 364 deputados federais corruptos… e os empresários corruptos e sonegadores de impostos no circo do dia 17 de abril de 2016… morri de rir da sua idiotice…

    Responder

    Altair M Ribas

    16 de janeiro de 2018 às 11h54

    Vejam o que falam ! Idiotas são os que a exemplo do Maduro tentam escravizar seus próprios irmãos!

    Responder

    Altair M Ribas

    16 de janeiro de 2018 às 12h03

    Cunha é cria de vcs!

    Responder

Josafá Batista Vitor

15 de janeiro de 2018 às 19h41

Golpe contra um Presidente, que não é nem candidato nada. Que ignorância desse português..
Defendem com unhas e dentes um bandido.

Responder

Náustria de Albuquerque

15 de janeiro de 2018 às 17h32

Oxalá as esquerdas no Brasil amadureçam e sigam o exemplo de Portugal com a união do Bloco de Esquerda!

Responder

    José Claudio dos Santos

    15 de janeiro de 2018 às 23h37

    Pensei a mesma coisa Náustria.

    Responder

Antonio Gonçalves

15 de janeiro de 2018 às 19h07

kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Itamar Rodrigues

15 de janeiro de 2018 às 19h05

A eleição sem Lula é outro golpe legalizado.

Responder

    Itamar Rodrigues

    15 de janeiro de 2018 às 19h08

    A eleição sem Lula é atentado a democracia, um atentado a nação brasileira.

    Responder

Nórci Coelho

15 de janeiro de 2018 às 18h46

Ignaros na área..

Responder

MariLu Dias

15 de janeiro de 2018 às 18h31

#StandWithLula o Brasil precisa acordar e defender Lula e tudo que ele significa. #LulaValeALua

Responder

João Pavão

15 de janeiro de 2018 às 18h14

Bolsonaro presidente.

Responder

Deixe uma resposta para Nórci Coelho