Genial/Quaest: Veja os números da corrida pelo governo da Bahia

Boulos: “desembargadores do TRF4 poderão chancelar ou interromper uma farsa judicial”

Por Miguel do Rosário

18 de janeiro de 2018 : 14h15

(Debate 2018 Sem Medo com Isa Pena, Marcelo Freixo, Driade Aguiar, Ale Youssef e Simone Nascimento. Agora na Casa do Baixo Augusta. Foto: Facebook do Guilherme Boulos / Mídia Ninja ?)

O lado certo da História

Por Guilherme Boulos, no jornal Zero Hora

No próximo dia 24 os desembargadores do TRF da 4ª Região poderão chancelar ou interromper uma farsa judicial. Mais que isso, estará em jogo uma importante encruzilhada para a democracia brasileira. O ex-presidente Lula foi condenado em primeira instância por Sergio Moro apenas com base em delações e powerpoints, sem nenhuma prova material. Uma decisão visivelmente política, vinda de um juiz que gargalhou em convescotes com tucanos e vazou ilegalmente à imprensa áudios envolvendo a presidenta da República.

Moro demonstrou em várias ocasiões não ter qualquer isenção para julgar Lula. No entanto, sua posição foi saudada de maneira bizarra por Carlos Thompson Flores, ninguém menos que presidente do TRF 4, que disse à imprensa: “não li a prova dos autos, mas o juiz Moro fez exame minucioso e irretocável da prova dos autos”. Ou seja, não li, mas gostei. Flores colocou-se como parte, sem sequer ter lido, jogando às favas qualquer isenção que possa ter no caso e colocando sob suspeita o julgamento na corte que preside.

Para completar, o Tribunal optou por atropelar todos os ritos e prazos para antecipar o julgamento e acelerar uma possível condenação. Mais uma prova de casuísmo e ativismo político de setores do Judiciário, subordinando o calendário do processo a um gritante objetivo eleitoral. E há ainda os que querem que o povo assista em silêncio: o prefeito Marchezan (PSDB) solicitou o exército para “garantir a ordem”. Ordem sem justiça é outro nome para ditadura.

Por todos esses motivos, é necessário denunciar o abuso e a arbitrariedade no julgamento de Lula. Isso não significa ser favorável a seu programa de governo. Nem tampouco deixar de ter críticas ao ex-presidente e suas opções políticas. Significa simplesmente se opor a uma condenação injusta e a que o Judiciário defina as eleições no tapetão. Quando a Justiça vira um partido político, seus aliados são inocentes e seus inimigos culpados, não importam as provas.

Assim, é dever de todos os que defendem a democracia tomarem posição contra este arbítrio, independente de diferenças políticas. Defender Lula na batalha do dia 24 é estar do lado certo da História.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Antonio Marin

19 de janeiro de 2018 às 19h51

No início até parecia que a atuação da Lava Jato seria imparcial e todos os corruptos seriam punidos de forma iqualitária, porém quando a poeira começou a baixar caiu a máscara dos pseudo justiceiros que na verdade tinham o único objetivo de tirar o PT das eleiços de 2018 e retomar o poder. Isso ficou evidente nos favorecimentos aos comprovadamente corruptos do PSDB como o senador cheirador de cocaína , Alkmin, do Serra , do Moreira Franco e porque não dizer do FHC que também foi citado nas delações, mas não quiseram investigar.
Este é o Brasil da vergonha, do STF fisiológico muito bem representado pelo Gilmar Mendes, do congresso corrupto, do presidente golpista . Dá uma vergonha danada ser brasileiro!

Responder

Benoit

18 de janeiro de 2018 às 20h20

Já estava claro que o julgamento na primeira instância não é válido por causa da parcialidade manifesta e aberta do juiz demonstrada em muitas ocasiões.

Um julgamento que passa para uma segunda instância é, do mesmo modo, um julgamento que envolve duas partes, a sentença de primeira instância e o reu. Os juizes de segunda instância têm que manter imparcialidade absoluta entre as duas posições.

Ora, se um juiz antes do julgamento, Carlos Thompson Flores, antes de ler a sentença de primeira instância diz que a sentença é irretocável, que julgamento vai haver? Nenhum. O caso já está decidido de antemão. Se o juiz sabe que a sentença é perfeita, então é um absurdo ele ler a sentença e ouvir os argumentos da outra parte. Para quê, se ele já sabe que a sentença é perfeita? Mas então nem precisa haver um julgamento de segunda instância. Ora, isso é um absurdo. O juiz não pode se pronunciar sobre o caso de qualquer maneira fora do julgamento no tribunal. A atitude do juiz Flores já invalidou o julgamento de segunda instância. O que há no momento é um grupo de juizes em segunda instância decidindo invalidamente acerca de uma sentença ilegal de prmeira instância. Nunca vi tanto absurdo assim.

Responder

Luiz Pareto

18 de janeiro de 2018 às 19h01

Responder

LUIZ TAVE

18 de janeiro de 2018 às 16h25

MORO QUEM MATOU DONA MARISA E O REITOR DA UNIVERSIDADE ? MORO QUEM QUER MATAR O MAIOR E MELHOR PRESIDENTE JA` EXISTENTE NO BRASIL ? MORO CANALHA DE QUEM E` O TRIPLEX ? MORO QUEM RECEBEU 5 MILH DE TACLA DURAN ? MORO QUEM e` DARIO MESSER ? MORO QUEM E` ZUCOLOTO ? MORO QUEM A ROSANGELA DOS 450 MILH DA APAE ? MIN CARMEN LUCIA , QUANDO ISSO SERA` INVESTIGADO ? NAO TIRE DA PAUTA DE NOVO MINISTRA ,

Responder

LUIZ TAVE

18 de janeiro de 2018 às 16h06

TOMPSOM, GEBRAM ,MORO E PROCURADORES DE CURITIBA , SAO OS MAIORES SABOTADORES E FARSISTAS JA`EXISTENTE NO BRASIL !!! CANALHAS , MENTIROSOS . OS EXUS DAS TREVAS QUE VIERAM PRA MATAR , ROUBAR E DESTRUIR A TERRA CHAMADA BRASIL PARA ENTREGAR O COLONIALISMO PARA OS E.U.A MIN CARMEN LUCIA ACORDA ESSES DESEMBARGADORES DE CURITIBA ESTAO AFRONTANDO O POVO BRASILEIRO ! AS CONSEQUENCIAS SERAO DE SUA RESPONSABILIDADE . DURANTE O IMPEACHMENT , A SENHORA DISSE; QUE AS INSTITUIÇOES ESTAVAM FUNCIONANDO E QUE TINHA QUE OUVIR A VOZ DAS RUAS , HOJE AS INTITUIÇOES DO JUDICIARIO FUNCIONAM DE FORMA BANDIDA MATANDO , ROUBANDO E DESTRUINDO E AS VOZES DAS RUAS COM CEDE DE JUSTIÇA QUERENDO ESCOLHER SEU PRESIDENTE ! O TRIPLEX E` A MAIOR SABOTAGEM DE SERGIO MORO COM O AVAL DA FALANGE DO TRF- 4 . QUE VERGONHA CARMEN LUCIA MIN DO CNJ . O POVO ESTA` FURIOSO ! GEBRAM , TOMPSOM E MORO MENTIRAM PRA CONDENAR . AGORA , INCORPORA O ESPIRITO COVARDE E DA MENTIRA PARA DIZER QUE ESTA` SENDO AMEAÇADO ! SEU CANALHA O POVO SOFRE AMEAÇA 24 HORAS POR VOCES PUTOS DE TOGA !!!

Responder

Nadja Franca

18 de janeiro de 2018 às 16h34

Governo reduz dinheiro para saúde para distribuir para parlamentares, reduz dinheiro para pesquisa, reduz dinheiro para mais médicos e para segurança, o que esperar deste governo acusado de organização criminosa? Que bom, um Brasil melhor para todos, e a mídia defendendo um governo ilegítimo, e tem que manter isso viu.

Responder

Deixe um comentário para Benoit

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil