Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

O programa da disciplina do golpe na UFF

Por Miguel do Rosário

19 de março de 2018 : 17h58

Acabamos de receber a versão final do programa da disciplina sobre o golpe 2016, que terá lugar na Universidade Federal Fluminense. É muito interessante!

Trecho:

PROGRAMA

EMENTA: A transição conservadora da ditadura militar ao Estado de Direito definido na Constituição de 1988: (des)continuidades. A ascensão de Lula à Presidência e seus governos. A crise internacional e seu impacto no Brasil. A eleição de Dilma Rousseff e seu primeiro mandato. As manifestações de 2013 e as eleições presidenciais de 2014. Dilma II e a crise política. A economia política de Lula a Temer. O combate à corrupção e a Operação Lava Jato. Por que houve um golpe em 2016? As incongruências do Estado de Direito: resiliências do autoritarismo e o Estado de exceção no Brasil atual. O comportamento da mídia na cobertura jornalística da política. O futuro da democracia no Brasil: impasses e perspectivas.

OBJETIVOS: O objetivo central da disciplina é refletir criticamente sobre a crise brasileira, identificando alguns elementos estruturais (de ordem política, econômica, social e cultural) nela presentes, assim como os atores e suas ações, os interesses, as alianças e os conflitos, a polarização política e os processos de tomada de decisões. Pretende-se observar e avaliar o impacto da onda conservadora e da emergência de uma nova direita no processo de desdemocratização em curso e no funcionamento das instituições jurídico-políticas. Discutir-se-á também a tese de que a queda do governo Dilma Rousseff foi resultado de um golpe de Estado de novo tipo e de que o governo Temer, por conseguinte, apresentaria um déficit crônico de legitimidade.

Baixe o programa completo, com nome de professores e bibliografia, aqui.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcelo

20 de março de 2018 às 13h47

Faltou informar sobre o lugar e sobre como fazer as inscrições. Não consigo achar informações a respeito.

Responder

    Marcela Miranda

    08 de abril de 2018 às 13h25

    As aulas ocorrem às sextas, semanalmente, das 14h as 17h, no ICHF (Instituto de Ciências Humanas e Filosofia). A disciplina é oferecida pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política Campus do Gragoatá, Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O, Sala 210, São Domingos, CEP: 24210-201 Niterói RJ, Brasil, Tel. 26292857 e-mail: pgcp@vm.uff.br. Para se inscrever ou obter maiores informações basta apenas enviar um e-mail solicitando tal. Essa semana teremos a 3ª aula.

    Responder

Francisco

20 de março de 2018 às 09h27

Porque não filmam as aulas e disponibilizam como curso livre ou de extensão na internet?

A Universidade é pública, o povo tem direito ao conhecimento e professores de ensino medio precisam de atualização constante.

De todo modo, parabéns pelo esforço e pela coragem!

Responder

André Rs T

19 de março de 2018 às 21h52

Gostaria de fazer um curso desse

Responder

Régis

19 de março de 2018 às 18h52

os golpistas terão de engolir. em breve serão obrigados a aceitar uma linha de pesquisa em ciências sociais e políticas especificamente focada no Golpe 2016.

Responder

    Júlio César

    21 de março de 2018 às 11h02

    Desde que essas pesquisas sejam feitas com dinheiro privado e não público(meu dinheiro),tudo bem.

    Responder

Deixe um comentário