Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Wanderley Guilherme: que candidatos estariam dispostos a moralizar a Lava Jato?

Por Miguel do Rosário

29 de julho de 2018 : 17h18

No blog Segunda Opinião

LAVA JATO ELEITORAL

Por Wanderley Guilherme dos Santos
27 de julho de 2018

O momento sucessório expõe a vulnerabilidade do regime presidencialista às aventuras golpistas. A democracia requer o reconhecimento formal da vitória de um candidato pelo adversário derrotado. O formalismo não é apenas protocolar, mas indicador de que as instituições continuarão a funcionar com a plena cooperação (mesmo que na oposição) do lado perdedor. Talvez o maior número de crises com desenlace antidemocrático na América do Sul tenha por origem a recusa do derrotado a reconhecer a legitimidade do pleito. Não se trata de moléstia tropical, contudo. Entre outros não tão frequentes exemplos em países considerados estáveis, agora mesmo Donald Trump não se cansou de anunciar recusa prévia a outro resultado que não o de sua vitória. Possivelmente um blefe, e improvável que o estamento político norte-americano o acompanhasse se não o fosse. Mas os minutos entre o anúncio do vencedor e o reconhecimento público da derrota são os minutos em que a democracia fica em suspense; mesmo nos Estados Unidos.

Houve no Brasil minutos de alta tensão depois da vitória de Juscelino Kubitschek, com subsequentes e frustradas tentativas de invalidar o resultado por militares inconformados. Depois de mais de meio século, atravessamos a turbulência gerada pela bem sucedida trama de Aécio Neves, imediatamente transformada em sólido bloco político-midiático, desdobrada em impedimento da presidente Dilma Rousseff. No instante atual, não só a perspectiva da própria eleição desagrada a muitas figuras do atual condomínio como a condução do processo pré-eleitoral se faz por mal traçadas linhas, com cerceamento de políticos por razões altamente controversas e sussurros de que certos resultados seriam inaceitáveis. O momento de confusão de identidade envolvendo o Judiciário, especialmente as togas maculadas do Supremo Tribunal Federal, adiciona balbúrdia às suspeitas sobre a solidez das instituições.

Supondo ultrapassado sem estilhaços o desafio eleitoral, aí será a vez da prova dos nove da Lava Jato. Nenhum democrata aceita a hipótese de que as investigações sejam interrompidas. Ao contrário, ao longo de toda essa escavação espera-se o aparecimento de formas constitucionais de manter o Estado brasileiro, em todos os seus níveis, submetido a vigilância preventiva e reparadora de atentados à economia nacional. Por sua própria natureza, a demorada condução desse processo não pode permanecer em mãos de personagens claramente preconceituosos e seletivos, arbitrários e desafiadores dos cânones de normalidade da execução judiciária. Resultado e alimento da volubilidade e complacência do Supremo Tribunal Federal, o aparato envolvido nos absurdos cometidos por instâncias do judiciário, por agentes do Ministério Público e da Polícia Federal, há que haver imediatamente pós-eleição uma reformulação a jato do pessoal e das regras de conduta da investigação. Ou isso ou o novo presidente, por mais que privilegiado nas urnas, não governará com autoridade e autonomia.

Os partidos interessados deveriam mostrar ao eleitorado que o problema das eleições inclui avaliação sobre que candidatos teriam disposição e convicção democrática para colocar a Lava Jato a serviço do tesouro da nação, e não aos interesses de uma coalizão de conservadores.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rro

30 de julho de 2018 às 08h52

“nenhum democrata quer o fim da lava-jato”, ora, de onde essa informação? que fale por si mesmo.

quem fala essas bobagens é porque imagina que a lava-jato ainda tem muita força no imaginário popular, mas isso não tem nada a ver com defender a democracia -o “democrata” em questão só quer aparecer bem na fita.

a lava-jato é uma excrescência: como assim um Juiz é parte de uma operação criminal? como uma operação é baseada toda em delações (com suspeita de acordos vendidos) e que ignora ou esconde provas pode ser considerada séria?

a lava-jato tem que acabar, os processos criminais devem ser anulados e as provas e indícios devem ser encaminhados para uma investigação séria.

promotores, juízes e policiais federais envolvidos em irregularidades ou mesmo crimes devem ser investigados e punidos.

a lava-jato não deve só acabar, deve ser destruída. não haverá investigação contra a corrupção séria nesse país enquanto viger esse paradigma da lava-jato.

Responder

Cláudio

30 de julho de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (!??!!!????) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, 2008-2013, [consultado em 13-10-2016].). : Poema(s) acróstico(s) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos : Luiz Inácio LULA da Silva :

L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
U m homem simples, como as coisas boas da vida,
Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
N ascido do povo que muito o ama e admira,
Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
I magem perfeita do homem de si senhor,
O humano defensor de humana lira.

L uz de nossa gente, lutador incansável,
U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
L úcido e consciente do mais admirável
A mor pelo ser humano e verdadeiro.

D igno e sincero, fraterno e muito humano,
A migo do povo, honesto e sempre lhano.

S eja o meu/nosso canto para te louvar,
I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
V itória da melhor sorte no número treze,
A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
::
Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( PoeTa anarcoexistencialista )
.:.
L uz do povo brasileiro,
U m digno e fiel lutador,
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.
.:.
L ula livrou 36 milhões da pobreza,
U m feito memorável, sem precedentes,
L utando contra a mídia venal, teve a certeza
A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.
.:.
L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.
.:. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * | * * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * * | * * * * * * * * * * * * * ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ?????????????????????
:: ????????????????????? ::

Responder

sumer

29 de julho de 2018 às 23h09

INOCENTES.. OU FANFAROES….
SE O TEMMER A MANDO DO CUNHA GEDDEL ETC NAO CONSEGUIU ..
DIGO .. SO O PMDB JUNTO COM OS GRITINHOS DO PT . NAO CONSEGUIU NEM RELAR NA LAVA JATO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

NINGUEM MAIS CONSEGUE..
“MORALIZAR” A LAVA JATO O QUE SERIA ??
COLOCAR A LAVA JATO A SERVIÇO DO TESOURO ??

VA TE CATAR… COMO VIVO DIZENDO .. ESSE MORTANDELAS COMEM BOLSA FAMILIA E ARROTAM ” NOSSAS RIQUEZAS”, “TESOURO”… ” LEZA PATRIA” … KKK
LEZA PÁTRIA EO BOLSA FAMILIA QUE SO NO RI GRANDE DO NORTE GASTA SE 700 MILHOES TODO ANO..

CHEGA.
QUER ESMOLA.. MUDEM SE DO MEU PAIS.. VAO P VENEZUELA

PS.: A GASOLINA NA VENEZUELA ESTA SENDO RACIONADA (NAO TEM FUNCIONARIOS MAIS NAS REFIUNARIAS) E O PREÇO SUBIRA E MUITO.

Responder

    Alan Cepile

    29 de julho de 2018 às 23h34

    Algum problema com o teclado aí parceiro?

    Responder

    Francisco

    30 de julho de 2018 às 00h50

    ‘Sabichão bem informado’, fico com pena e ao mesmo tempo, vergonha, por ser hoje, esse panaca de estimação em que os adestradores o transformaram em face de só, não pensar.

    Responder

      ari

      30 de julho de 2018 às 11h38

      O retrato perfeito de nossa classe média tradicional.

      Responder

miudeza

29 de julho de 2018 às 21h43

Dói ver que nada de Soberania saia dos golpista só léza-patria, o Gigante Pais sendo devastado e tolos acreditando em mentiras de uma guerra midiatica orquestrada no Ocidente e apoiada nas falas do filosofo Juca com stf e tudo;e seque a suruba:#LULALIVREJÁ

Responder

    Brasileiro da Silva

    29 de julho de 2018 às 23h07

    Dói realmente; Desabrir que um ex-presidente, em que nós depositamos toda a confiança, é corrupto.

    Responder

zuleica jorgensen malta nascimento

29 de julho de 2018 às 20h21

Fico estarrecida de ver uma figura como Wanderley Guilherme não conseguir (ou não querer) perceber que não existe LAVA JATO. Que o que começou lá atrás nada mais é que um processo muito bem planejado (fora do país e com o auxilio do Judiciário, MP, PF e mídia) de desmonte do país de modo a facilitar a pilhagem de suas riquezas. E de que isso só seria possível com a neutralização da esquerda e, claro, de sua maior liderança.
Qualquer pessoa dotada de mais de dois neurônios vê que essa trágica operação não tem nada a ver com combate à corrupção.
Wanderley está viajando, simples assim.

Responder

    Brasileiro da Silva

    29 de julho de 2018 às 20h50

    Sim, casa companheira. Foi tudo articulado pela CIA, FBI, Maçonaria, Iluminates e a terrível fada dos Dentes, que, sem o corrupto preso saber, reformaram um triplex e um sitio para ele, além das empresas dos filhos.

    Responder

    Francisco

    30 de julho de 2018 às 01h13

    Nem está viajando, como o ‘estarrecida’ deveria estar entre aspas, pois Wanderley sabe muito bem ‘a que será que se destina’, não existirmos, mas o existir da ‘Lavajateira’, tanto para golpistas que a lançaram, quanto a que dela querem tirar proveito, cinicamente e hipocritamente.
    O que é pior, os golpistas condenarem Lula em processo insustentável, mero acessório datado, para impedi-lo de ser eleito pelo povo em 2018, pela terceira vez, Presidente do Brasil, e assim impedi-los de legalizarem o golpe ou os Ciristas fazerem desse mesmo caricato ‘processo anti-democrático’, meio para viabilizarem a chegada ao poder, mas necessitando fundamentalmente para isso, do apoio de quem querem impedido na disputa, exatamente por esse poder?

    Responder

Alan Cepile

29 de julho de 2018 às 19h35

E verdade seja dita, o ÚNICO a fazer isso até agora chama-se Ciro Gomes.

Responder

Brasileiro da Silva

29 de julho de 2018 às 19h00

Verdade. Devíamos formar uma junta internacional para julgar se o corrupto preso pode ser candidato. Só pessoas reconhecidamente democráticas. Sugiro: Nicolas Maduro, Kim Jong-un, Raul Castro e outros.

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil