Debate entre presidenciáveis na RedeTV! 22 horas

Haddad: “Estaremos junto com Ciro no 2º turno e no governo”

Por Miguel do Rosário

07 de agosto de 2018 : 17h26

Na Jovem Pan

‘Estaremos juntos com Ciro no 2º turno e no governo’, diz Haddad
Por Jovem Pan 07/08/2018 09h52

Ex-ministro da Educação Fernando Haddad participa do ato do PT em que se anunciou a candidatura de Lula apesar de sua prisão e provável inabilitação política, neste sábado (4)

O vice na chapa do ex-presidente Lula e provável candidato de fato do PT à Presidência, Fernando Haddad, deu um afago em Ciro Gomes (PDT) nesta segunda-feira (6).

O PT e o PDT firmaram um pacto de não agressão. Ciro Gomes deve usar os discursos e debates para contestar o tucano Geraldo Alckmin e o governo de Michel Temer.

Ao ser questionado sobre o não fechamento de aliança entre as duas siglas à esquerda no primeiro turno, Haddad disse:

“Tenho certeza de que, embora nós não tenhamos conseguido compor uma única chapa (com Ciro) que representasse o campo progressista contra as candidaturas sobretudo do Meirelles e do Alckmin, que representam a continuidade do governo Temer, nós vamos estar juntos no segundo turno e no governo, porque nós temos o objetivo comum de derrotar esse projeto que está desconstruindo o país”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo.

A frase foi dada por Haddad a jornalistas em Curitiba após visita ao ex-presidente Lula na prisão. Lula está inelegível de acordo com a Lei da Ficha Limpa após ter sido condenado em duas instâncias no caso tríplex da Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O ex-ministro de Lula também minimizou a força de Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas em que o ex-presidente petista não aparece.

Bolsonaro defende vice general e alerta que, se eleito, “vai ter um montão de ministro militar” – Jovem Pan Online
Segundo dia de audiência pública sobre o aborto é marcado por acusações contra o STF – Jovem Pan Online
“Não consigo visualizar o projeto Bolsonaro. Não sei qual é. Mas tenho certeza de qual é o projeto das candidaturas do MDB e do PSDB, que estão alinhados no governo Temer”, declarou.

“Bolsonaro dialoga mais com um sentimento do que propriamente com um sonho, do que com um desejo de transformação social”, disse Haddad. “Vamos ter que lidar com esse sentimento de forma respeitosa, são cidadãos que estão angustiados em busca de uma solução que eles não conseguem compreender muito bem, vamos dialogar com esse público também”, acrescentou.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

30 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Darcy Brasil Rodrigues da Silva

08 de agosto de 2018 às 09h27

Não desejo- e ninguém poderia desejar, em nome dos interesses maiores dos trabalhadores e do povo – que a direita vença essas eleições. Entendo que, apesar do estreitamento da coligação desenhada e imposta quase à força pelo PT, Haddad está entre os dois candidatos mais credenciados a chegar ao 2° turno. São Paulo é imprestável como modelo eleitoral representativo do Brasil. As eleições municipais de 2016 também não servem para estimar as eleições gerais de 2018, naquelas eleições municipais, o PMDB eo PSDB foram vitoriosos, valendo-se do clima político produzido pelo processo de desgaste do PT coordenados pela mídia e pelos militantes da direita do Poder Judiciário e da PF. De lá para cá, a realidade política se transformou profundamente e, em um cenário idêntico ao atual, os dois partidos golpistas não teriam obtido a vitória eleitoral que conheceram em 2016. A única tendência presente nas eleições municipais de 2016 (e que, para mim, tende se a se acentuar) é a de anulação do voto, face ao profundo desencanto reinante com os políticos e com a política de um modo geral, caldo de cultura que explica, por sua vez, a emergência de um novo fator relevante, dado pela candidatura competitiva de um fascista. A meu ver, portanto, a disputa no 2° turno tende a ser entre um candidato da direita ou da extrema direita e Haddad. Esse último terá, com certeza, a força eleitoral do Nordeste. A presença de Dilma em MG, se for corretamente explorada pela campanha do PT, resgatando a imagem simbólica do Golpe, que teve em Aécio e seu ventríloquo, Anastasia, dois dos principais operadores, tende a encaminhar a reeleição de Pimentel, apesar de sua atual posição nas pesquisas, o que representará grande soma de votos mineiros para Haddad, pelas nesmas razões (para o bem desse confronto que converterá Dilma em peça fundamental para o desempenho do PT em MG, o afastamento dos golpistas do PMDB mineiro da coligação liderada por Pimentel foi providencial). Haddad tem, portanto, uma base potencial de votos apreciável para chegar ao 2°turno. É nesse estágio, entretanto, que reside o risco da derrota. Relaciona-se com o 2° turno, e não principalmente com o1°, as preocupações dos que entendiam que um nome fora do PT, como o de Ciro Gomes,teria muito mais chances de derrotar um candidato da direita, isto porque a grande rejeição ao PT que se instalou entre a classe média continua presente, podendo representar a derrota de Haddad. Por outro lado, Ciro Gomes , com o apoio de uma Frente Ampla que tivesse como objetivo principal derrotar as forças golpistas e o seu programa neoliberal, resgatando o ambiente democrático, que alguns apelidam de “Estado Democrático de Direito”, venceria com facilidade essa eleição.

Responder

claus casto

08 de agosto de 2018 às 08h26

A aposta está feita. O petismo, não é caso de ilusão, tem seus motivos para não apoiar Ciro Gomes. Sobretudo no que tange a uma suposta inconfiabilidade que nutre pelo político cearense de Pindamonhangaba (mas, de fato, cearense).
A outra ilusão que não adianta alimentar é a de que Lula será candidato. Não será. O candidato é Haddad, a aposta é na transferência de votos, que, caso concretizada, bagunçará o cenário hoje conhecido de intenções de votos.
Que consiga ir ao segundo turno. Fernando Haddad, não resta dúvida, tem estofo para ser presidente. Votarei nele. O projeto de esquerda, com Haddad, está muitíssimo bem representado.

Responder

    CézarR

    08 de agosto de 2018 às 09h08

    Hadadd é um bom quadro, talvez muito a frente do seu tempo para que o Brasil precisa hoje, mas sem dúvida, se for ao segundo turno, votarei nele. Só fico com a impressão que o PT sabe que não ganha, de outra forma, não estaria prometendo medidas de regulação da mídia e quetais. Candidato viável não faz esse tipo de promessa no Brasil, só os franco atiradores fazem.

    Responder

Sandor vida

08 de agosto de 2018 às 00h21

Vão morrer abraçados assistindo o Bozo e Chuchu disputando segundo turno. Esquerda rachou.

Responder

Dario

07 de agosto de 2018 às 23h55

Já vimos essa confiança do Haddad também em 2016 né???
E aí deu no que???
Um grande fiasco eleitoral

Responder

Jochann Daniel

07 de agosto de 2018 às 22h29

De repente,
se 40.000.000
de brasileiros
virem este vídeo
a Verdade
se descortinará.
O povo vai ver
como foi feito
de idiota
pelos nossos inimigos,
através da Mídia
inimiga.
Pressionará
para que
Lula seja solto,
e não se precise de Haddad,
nem de Ciro….
Quem sabe???
Repassando
VEJA O VÍDEO.
Clique em
https://www.youtube.com/watch?v=I2TEtQgpgD0&t=2s
Mantenha a calma……

Responder

Alan Cepile

07 de agosto de 2018 às 22h11

Acabei de ler uma matéria e estou completamente enojado com a ingratidão do PT à nobre senadora Vanessa Graziotin que tanto defendeu quem deveria se defender e não fez, dilma….

https://www.viomundo.com.br/denuncias/pt-psb-no-amazonas-veta-candidatura-de-vanessa-grazziotin-ao-senado-e-da-legenda-para-vereador-defensor-de-bolsonaro.html

E eu achava que o partido mais sujo era o PSDB ou PMDB, me enganei…

Responder

    NeoTupi

    08 de agosto de 2018 às 00h49

    Essa notícia é antiga (do dia 6) e não reflete os acontecimentos posteriores. Nas palavras da própria Vanessa em discurso dela no senado hoje (dia 7), ela diz que a questão regional está sendo resolvida (Em outras notícias Gleisi desautorizou o PT do Amazonas a lançar candidato ao senado e disse que o PT apoia Vanessa). E Vanessa saúda a coligação nacional PT-PCdoB.

    https://www.youtube.com/watch?v=UXPplHTVQX0

    Faça como a Vanessa, o Haddad, a Manuela, a Gleisi que elogiam Ciro como futuro aliado no segundo turno e ataca os verdadeiros inimigos que é Alckmin e Bolsonoro, como fez Haddad na coletiva e na entrevista que deu hoje.

    Aliás, graças a Deus o centrão lançou a candidatura de Collor ao governo de Alagoas para dar palanque a Alckmin. Vai desgastar o lado de lá.

    Responder

      Alan Cepile

      08 de agosto de 2018 às 12h13

      Mas era notícia verdadeira e que (aparentemente) voltaram atrás pq pegou muito mal e revela, mais uma vez, a natureza ingrata do PT, a natureza do escorpião que Ciro tanto fala e se revelou 2x em uma semana.

      PT elogia Ciro?? Mesmo que isso fosse verdade não significa absolutamente nada depois do que aconteceu.

      O que Haddad disse ele não combinou com Ciro.

      Responder

Paulo

07 de agosto de 2018 às 22h09

Sempre votei no Lula / PT para presidente , mas se o Lula não for candidato votarei no Ciro. A cúpula do PT foi egoístas , deveria trabalhar pela unidade da esquerda e não enfracê-la. Acho que na ausência de Lula a chapa ideal seria Ciro /HADDAD. A cúpula do PT está brincando com fogo . Se a direita ganhar a eleição, o que não é impossível, a culpa é da burocracia de alguns petistas. A direita da organizada.

Responder

Jorge Juca

07 de agosto de 2018 às 21h56

Vou fazer um exercício de Futurologia. A eleição de 2018 ficará conhecida pela história como “A Grande Merda Que Lula Fez”. Lula destruiu as candidaturas viáveis de esquerda, abrindo caminho para a eleição de Jair Bolsonaro. Em março do 2019, o presidente eleito Bolsonaro caiu após denúncias de corrupção, assumindo o vice, General Loucão, quer dizer, Mourão, que decretou a suspensão das eleições por tempo indefinido, nomeou interventores para supervisionar a qualidade dos veículos de informação (todos os blogs petistas foram fechados em menos de duas horas), etc e tal. Lula ficou o resto da vida apodrecendo na cadeia. Aliás, com o retorno dos militares ao poder a coisa ficou ruim pra Lula, ele foi até torturado na prisão.

“A Grande Merda Que Lula Fez”.

Responder

JOÃO BATISTA

07 de agosto de 2018 às 21h31

Entendo que Ciro, ao não compor a chapa petista, demonstrou que seu afastamento é definitivo.
Haddad eleito, é natural sua candidatura à reeleição, pois Lula estará inelegível por tempo superior ao do mandato atualmente em disputa, se mantida sua condenação ou mesmo se ainda não transitado em julgado, pois a pressa do judiciário terá acabado com o impedimento da candidatura. Nessa hipótese, Ciro atuaria formando base e núcleos visando 2022.
Haddad não eleito, Ciro terá ainda mais razões para afirmar seu projeto.
Ciro terá oportunidade nos 45 dias da campanha, principalmente nos debates, assim como no horário político obrigatório no rádio e na TV, de apresentar suas ideias, propostas e compromissos. Mostrar suas realizações como gestor público e também privado, pois sua trajetória confere a ele uma rara e exitosa experiência no executivo e no legislativo, é também como acadêmico, com atuação no exterior.
E Ciro não está morto, haverá disputa pelas duas vagas no segundo turno.
Manuela hoje afirmou que será ela a retirar Temer do Jaburu. Fernando Henrique posou para fotos na cadeira do prefeito de São Paulo, para a qual era candidato. Terminada a eleição, apurados os votos, Jânio Quadros, eleito, posou para a imprensa com um spray com que desinfetava a cadeira em que fhc se sentara.
Os emergentes estão salientes, respeitemos seu entusiasmo e sua alegria momentânea sabendo que a soberba é má conselheira.
O PDT, caso Ciro não esteja no segundo turno, deve apoiar o candidato progressista que lá estiver, através de seu presidente, Carlos Lupi.
Ciro 2018!!!

Responder

Alan Cepile

07 de agosto de 2018 às 21h21

O PT continua vivendo num mundo paralelo… O partido deixou de ter o PSB só pra evitar que ele fosse com o PDT e agora esse papo furado de estaremos juntos no 2º turno???????

O PT enlouqueceu!!!!!!!!

Responder

    João Pessoa

    07 de agosto de 2018 às 22h25

    Pois é. E o PT tá desgastado. Vai dar Bozo e Chuchu no segundo turno.
    Pena.

    Responder

A. Sculder

07 de agosto de 2018 às 20h53

Falando sério agora. Ótima entrevista do Haddad. Como de praxe. Eu acredito que sendo a campanha feita de forma bem sensata, humildemente, mas decidida, o PT pode vencer no 1º turno. Claro que Bolsonaro é um problema, mas ele se desfará nos debates por absoluta incapacidade de dizer o que pensa.

Responder

A. Sculder

07 de agosto de 2018 às 20h14

Coitado do Haddad. Totalmente equivocado. Que conversa mole de 2º turno. Não vai ter 2º turno pro PT, meu caro.
O PT vai levar é no 1º turno mesmo, camarada. Vamos para a vitória com Lula, Manuela e Haddad e trazer o país de volta para a luz.

Responder

    João Pessoa

    07 de agosto de 2018 às 22h26

    kkkkkkkkkkkkkkk
    Você vive em um mundo paralelo…
    É bem provável que o PT esteja fora do segundo turno

    Responder

    Marcelo

    07 de agosto de 2018 às 23h08

    kkkkkk
    Se o Lula não venceu o picolé de chuchu no primeiro turno, o Haddad (intelectual e distante da base) é quem vai? Ainda mais na forte onda anti-petista?

    Responder

Oblivion

07 de agosto de 2018 às 20h02

Considero o Haddad um dos melhores políticos que apareceram mais recentemente. Porém acho que ele mesmo reconhece que o melhor mesmo seria a chapa Ciro e Haddad. Espero que esse vicio nessa hegemonia pir parte do pt não culmibe com a eleição dessa direita neoluberal vassala.

Responder

Jochann Daniel

07 de agosto de 2018 às 19h30

Não deixe …
Se 40.000.000
de brasileiros
virem este vídeo
a Verdade
se descortinará,
o povo vai ver
como foi feito
de idiota
pelos nossos inimigos.
Pressionará
para que
Lula seja solto,
E o Brasil
voltará a ser
o Brasil de Lula
e do PT,
o melhor governo
que o Brasil já teve,
estatisticamente falando.
Repassando
VEJA O VÍDEO.
Clique em
https://www.youtube.com/watch?v=I2TEtQgpgD0&t=2s
Mantenha a calma……

Responder

Erismar

07 de agosto de 2018 às 18h57

Estou com Lula, Haddad e Manu…
Mas é hora de entender quem é de fato o inimigo e embora tenha feito meus desabafos nos últimos dias temos que reconhecer que o PDT tem potencial de ser um grande parceiro no segundo turno, quer seja apoiando ou liderando. O inimigo é outro!
O Ciro é um cara extremamente fiel quando define seu lado. Extremamente irritante quando do lado oposto. Espero que ele encontre a justa posição entre a sua personalidade arrojada e o tratado de não agressão.
E quando ele fraquejar e vier com os arroubos de valentia. Respiremos fundo: é o Ciro é da sua natureza!

Responder

André Romero

07 de agosto de 2018 às 18h53

Depois da Operação “Search & Destroy” agora vem a “Operação Panos Quentes”. Quão oportuno.
Falta só combinar com o eleitorado para que o PT chegue ao 2o turno. Incluindo aí uma parte dos eleitores de esquerda, comovidos pelas recentes manobras da “Realpolitik” do PT.

Responder

ari

07 de agosto de 2018 às 18h42

Em questão de minutos ou algumas horas, poderemos ler os coices do Ciro em resposta a Haddad

Responder

    JOÃO BATISTA

    07 de agosto de 2018 às 20h58

    Como você reside num estábulo, é natural que se manifeste nesses termos.

    Responder

      Ari

      07 de agosto de 2018 às 23h06

      Comentário bem ao nível do mestre em nome de quem deu o coice

      Responder

Ronaldo

07 de agosto de 2018 às 18h41

Embora a midia tente acabar com o partido dos trabalhadores,creio que nesse momento ele apresenta renovações que o PSDB e o PMDB não tem … são os mesmos no poder desde sempre, não acredito que o povo estejam tão cegos.

Responder

Darcy Brasil Rodrigues da Silva

07 de agosto de 2018 às 18h39

Esses assopros depois das batidas não tem nenhuma serventia. É óbvio que se Haddad conseguir chegar ao segundo turno, todos os democratas e progressistas estarão moralmente obrigados a apoiá-lo. É igualmente evidente que devemos, nesse momento, nos concentrar em nossos inimigos, no combate ao protofascismo de Geraldo Alckmin e ao fascismo aberto, de Bolssonaro . Não é hora da esquerda ficar batendo boca na globosfera.Já estamos muito mais divididos do que unidos. Porém, os métodos desapegados dos princípios que o PT se valeu para impor os seus interesses eleitoreiros às demais agremiações do campo democrático e popular não serão esquecidos, e um bloco de esquerda formado pelos não petistas terá que ser organizado, logo após a realização das eleições, com ou sem a vitória de Haddad. Não há como combater o exclusivismo de berço do Partido dos Trabalhadores. As pautas do PT não podem continuar prevalecendo sobre as de outras organizações. Veja-se, por exemplo, o expressivo processo de desindustrialização brasileiro que ganhou fôlego durante os governos petistas, em lugar de ser combatido como desejava o PCdoB , o PDT ,os socialistas sinceros do PSB, e uma minoria que ainda se abriga no PMDB, como o senador Roberto Requião.

Responder

    André Romero

    07 de agosto de 2018 às 19h15

    Amigo Darcy, perdoe-me, mas fale por você. Eu não me sinto nem um pouco obrigado a votar em um falso partido de esquerda, populista, que eu há tempos não faço a mínima fé. Meu voto é Ciro. Num segundo turno sem ele, no máximo uma Marina, apenas para evitar um Alckmin ou Bolsonaro. Se for Haddad ou qualquer um do PT contra um desses dois, anularei meu voto, ponto final. Que o PT seja responsabilizado pelo resultado final.

    Responder

Jochann Daniel

07 de agosto de 2018 às 18h32

Se 40.000.000
de brasileiros
virem este vídeo
a Verdade
se descortinará,
o povo vai ver
como foi feito
de idiota
pelos nossos inimigos.
Pressionará
para que
Lula seja solto,
E o Brasil
voltará a ser
o Brasil de Lula
e do PT,
o melhor governo
que o Brasil já teve,
estatisticamente falando.
Repassando
VEJA O VÍDEO.
Clique em
https://www.youtube.com/watch?v=I2TEtQgpgD0&t=2s
Mantenha a calma……

Responder

devanir marchioli

07 de agosto de 2018 às 18h13

Acho difícil depois das manobras do PT, enfim vamos esperar os fatos acontecerem, mas o mais provável neste momento é que nenhum dos dois vão estar no segundo Turno….. Enfim são suposições, vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias para ver se essa estratégia foi realmente a melhor

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com