O depoimento de Lula à juíza Gabriela Hardt

Minha análise do debate na RedeTV!

Por Miguel do Rosário

18 de agosto de 2018 : 13h34

Naturalmente, é apenas a minha opinião. Cada cabeça é uma sentença e sabe-se lá o que achou cada um dos milhões de brasileiros que assistiram, ontem, ao debate dos presidenciáveis na RedeTV!

Alguns números do debate: o vídeo no Facebook da RedeTV teve, até o momento em que escrevo, 11 da manhã do dia 18 de agosto, 2,8 milhões de visualizações.

O vídeo no youtube da emissora, por sua vez, está com 1,04 milhão de visualizações.

Na TV aberta, a audiência bateu índices máximos de 4,4 pontos em São Paulo, 5,3 pontos no Rio e 5,1 pontos em Porto Alegre. A RedeTV! costuma ter apenas 1 ponto de audiência neste horário. O debate atingiu o 3º lugar de audiência no Rio e Porto Alegre, e 4º lugar em São Paulo. Não é grande coisa, mas também não é nada.

Até hoje não compreendo porque a sociedade brasileira não exige que os debates entre presidenciáveis sejam realizados em horário nobre, às 20:30, para que todos os brasileiros possam se informar melhor sobre os candidatos ao cargo político máximo do país.

É inacreditável que, vivendo a mais dramática crise política da nossa história, a opinião pública não exija que as concessões públicas de TV tenham um mínimo de compromisso com o processo democrático.

Se a audiência tende a ser excelente, a única justificativa para que as emissoras empurrem os debates para horários inóspitos é o seu medo de que a população tenha um contato mais direto, sem a mediação da própria mídia, com seus representantes políticos. É a mesma mentalidade que se recusa a investir em grandes projetos de educação para o povo!

Vamos à análise do debate.

Lula, o ausente

Os dirigentes do partido, sempre que se deparam com uma notícia positiva, costumam repetir que isso é a prova de que sua “estratégia está correta”. No entanto, não usam o mesmo protocolo para analisar seus revezes, que são atribuídos inteiramente à malignidade satânica e desumana de seus adversários.

A ausência de um representante do PT no debate de ontem (assim com em todos os debates e sabatinas que já ocorreram e ainda vão ocorrer), que pudesse defender o ex-presidente e o legado dos governos petistas, além de oferecer propostas para o futuro, inflige obviamente significativo dano político ao partido. Depois de tudo que sofremos com Dilma, que se recusava a criar uma estratégia de contra-informação que protegesse o governo e todo o campo progressista dos ataques diários da mídia, o PT repete a mesma postura misteriosa e incomunicável, apostando todas as suas fichas na construção de uma imagem sebastianista do presidente Lula, o “único que pode salvar o Brasil”.

O PT sabe que um debate sem a sua participação lhe traz prejuízos, por isso tomou a iniciativa, no último encontro de presidenciáveis, de fazer um “debate paralelo”, o que me pareceu uma atitude um tanto infantil, e até mesmo antidemocrática, na medida em que pressionou parte de sua militância a não assistir o que outros presidenciáveis tinham a dizer.

Mesmo que o debate paralelo do PT tenha obtido bons índices de audiência, é óbvio que não agregou nada politicamente ao partido. Ao contrário, irritou os simpatizantes de outras candidaturas, especialmente aquelas com as quais há pontos de contato, como as de Marina, Boulos, Ciro. Ao contrário do PT, que tem o segundo maior tempo de TV, esses candidatos terão muito pouco tempo de horário eleitoral, e portanto precisam desesperadamente que o máximo de pessoas assista aos debates, para conseguir transmitir suas ideias a uma parcela maior da população.

Claro, Haddad poderia participar dos debates. Só que Haddad não é o candidato a presidente e as regras eleitorais não obrigam os canais de TV a substituir os candidatos por seus vices.

O preço da ausência do PT neste debate em particular foi bastante alto, porque tanto o partido quanto Lula foram atacados por todos os candidatos.

Bolsonaro, Alvaro Dias e Geraldo Alckmin foram os que atacaram mais diretamente o PT. O primeiro, explorando esse antipetismo irracional, nem se dá ao trabalho de explicar muito seus ataques. Ele se contenta em xingar. Em determinado momento, chamou Lula de “bandido”. Alvaro Dias, que resolveu apostar tudo na ideia de ser o “candidato da Lava Jato”, também criticou pesadamente o ex-presidente. Alckmin culpou o PT por todas as mazelas econômicas vividas pelo país.

Guilherme Boulos, do PSOL, fez críticas indiretas aos governos Lula-Dilma, ao afirmar, entre outras coisas parecidas, que seu partido nunca fez alianças com legendas duvidosas.

Ciro mencionou umas duas vezes, de maneira crítica, as políticas econômicas do governo Dilma.

Marina Silva

A candidata da Rede possivelmente foi a grande vencedora do debate, ou pelo menos protagonizou o momento que está sendo mais badalado nas redes. Astuta, Marina percebeu que Bolsonaro deixara um rabo solto numa de suas respostas anteriores sobre a questão da mulher, e, assim que teve a oportunidade, aproveitou a chance para ir para cima do capitão. O final de sua fala surpreendeu muita gente, especialmente o campo progressista: “numa democracia, o Estado é laico”. Eu arriscaria dizer que, após esse debate, Marina encontrou um nicho político interessante, e que os analistas que vinham lhe considerando “carta fora do baralho” talvez estejam reconsiderando suas posições. Um segundo turno entre um candidato da direita versus Marina não é mais tão impossível.

Guilherme Boulos

Boulos foi bem, como sempre.

O problema de Boulos é que ele não encontrou o seu nicho político: sua defesa solidária, justa, necessária, do ex-presidente Lula, e a própria guinada do PT à esquerda (um tanto forçado pelas circunstâncias, é verdade) acabou gerando um duplo impacto negativo no PSOL: a defesa de Lula afugentou o eleitor de esquerda mas antipetisa e pró-Lava Jato, que a candidatura de Luciana Genro ainda possuía; a transformação de Lula numa espécie de mito heroico da esquerda, por sua vez, atraiu os votos radicais que antes iam para o PSOL no primeiro turno.

Geraldo Alckmin

Coube ao picolé de chuchu, o candidato dos mercados e da Globo, fazer a crítica mais perigosa ao PT: a de que as mazelas econômicas de hoje se devem aos erros cometidos no período Lula-Dilma. A campanha do tucano será um longo editorial de Miriam Leitão: defesa das reformas de Temer e pau no PT. Com 44% do tempo de TV, essas bandeiras podem não ser suficientes, em função da falta de carisma do candidato, para levá-lo ao segundo turno, mas jogarão ainda mais veneno e ódio no debate político. O problema de Geraldo é a profunda sensação de sonolência e tédio que sua figura exala. Seu ponto mais fraco, explorado por Ciro várias vezes, é sua proximidade com o governo de Michel Temer, que inclusive sinalizou, há alguns dias, que o seu candidato é Geraldo Alckmin, porque ele tem apoio dos mesmos partidos que formam a base de seu governo, e é o que mais defende suas reformas.

Ciro Gomes

O candidato do PDT deu continuidade, neste segundo debate em tv aberta, à estratégia de neutralizar a imagem de personalidade irascível, bélica, brigona. É a versão Ciro paz e amor, que gasta parte importante do escasso tempo de que dispõe para fazer cumprimentos cavalheirescos a seus oponentes.

Sua ideia, suponho, é arrancar votos do eleitorado indeciso, cansado da polarização e do clima de guerra de vida e morte que tem marcado o debate político dos últimos anos. Repetiu a estratégia com Alckmin, Marina e Bolsonaro. E arrancou manifestações simpáticas dos três. Depois de ouvir as palavras amistosas de Ciro, Alckmin entrou no “ringue” com um sorriso relaxado, e depois ainda retribuiu o pedetista, escolhendo-o para um outro tête-a-tête. Ciro fez elogios quase entusiásticos a Marina, arrancando-lhe sorrisos e olhares encabulados. Com Bolsonaro, a estratégia foi enfatizar o fato de que ambos tinham sido colegas na Câmara dos Deputados, e fazer o confronto de maneira “respeitosa”; ao final, Bolsonaro, impulsivamente, lhe estendeu a mão.

Cabo Daciolo

Daciolo é um personagem muito interessante nesses debates, fazendo o papel milenar do “bobo da corte”, quebrando o tédio e frieza de um ambiente dominado pelo mais frio cálculo político. É impossível não sentir carinho pelo candidato, mesmo com os absurdos que ele fala, misturando política e religião da maneira mais grotesca.

Meirelles

Um zero. Está lá para cumprir tabela, e permitir que o PMDB embolse os milhões do fundo partidário.

Álvaro Dias

Tem apostado tudo no antipetismo e na defesa da Lava Jato.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

137 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Afrânio

20 de agosto de 2018 às 10h58

Depois não digam que não foram avisados

Em debate da Rede TV!, Bolsonaro diz que quer “militarizar escolas de educação infantil”

Candidato à presidência pelo PSL se autoproclamou um homem “honesto e patriota” e diz que as escolas só ensinam “ideologia de gênero”
Por Redação

Jair Bolsonaro (PSL) disse logo na abertura do debate da Rede TV!, realizado na noite desta sexta-feira (17), que, se eleito, vai promover a “militarização das escolas de ensino infantil, porque “só se ensina ideologia de gênero hoje em dia. Vamos manter os diretores de origem militar”.

Disse, ainda que é um homem “honesto e patriota para afastar de vez o fantasma do comunismo”. Também criticou o PT e o PSDB quando respondeu sobre o alto índice de desemprego no país.

https://www.revistaforum.com.br/em-debate-da-rede-tv-bolsonaro-diz-que-quer-militarizar-escolas-de-educacao-infantil/

Cuidado! Ninguém acreditava no que Hitler dizia e deu no que deu.

Discurso de Hitler (Triunfo da Vontade) legendado em português. Hitler fala para um país em processo de militarização.

Em apenas 6 meses depois de sua nomeação a Chanceler, a Alemanha se encontrava totalmente nazificada. A cinegrafista que o acompanhou em grande pare de suas apresentações se chamava Leni Riefenstahl. Foi dela o título “Triunfo da Vontade”.

Assistam: https://youtu.be/TVGKAggf-dY

Outro vídeo que dá uma ideia da atmosfera na Alemanha durante a ascensão do nazismo:

https://youtu.be/Xy4cEee0TEY

OBS: Hitler tornou-se Chanceler da Alemanha em janeiro de 1933

Responder

Wilhelm Reich

20 de agosto de 2018 às 01h14

Parabéns pela análise.
Vi exatamente igual à você.
Destaque para Marina, que saiu do lugar comum, hipócrita e fez Bolsonaro escorregar.
Fascistas não agem racionalmente, somente com base em seus instintos. As vezes são bons, mas escolhem mal. A razão tem um papel específico.
O Brasil é um país complexo, e isso se evidencia pelos candidatos. Intelectuais como Ciro, corajoso como Boulos, simplório como Daciolo, hipócrita como Bolsonaro, Botoxizado como Dias, etc.
Retrato perfeito do Brasil atual.

Responder

Francisco

20 de agosto de 2018 às 00h01

Enquanto Miguel e cafezeiros discutem n’o Cafezinho os “candidatos com debates” no debate, “o candidato sem debates”, sequestrado e confinado em Curitiba, segundo as pesquisas estaduais efetuadas pelo Ibope, na semana, embora não divulgadas pela mídia no tocante a eleição para presidente, apenas para governador, mas agora acessíveis no site do Instituto, apresentam Lula com 41% da preferência, vencendo praticamente em todos os estados.
Se com o “Supremo e tudo”, estava ficando insustentável a farsa da justiça lavajateira, agora então, com o arraso nas pesquisas escancarando o veredicto do povo, mais a “cacetada jurídica” da ONU, o tsunami barbudo aproxima-se do outubro vermelho, com os fascistas desesperados gritando, “Mato ou Morro”, isto é, querem saber da mídia adestradora, se correm pro mato ou se correm pro morro, caso o tsunami barbudo venha.
Tá ficando divertida a coisa com as novidades e se já não bastassem, no próximo dia 22, tem mais sinais que o tsunami vem chegando, anunciados ao som de Alceu Valença:
“Tu vens, tu vens / Eu já escuto os teus sinais”.

Responder

    Baruch

    20 de agosto de 2018 às 01h07

    Sequestrado? O vitimismo criado pelo PT não tem limites… Lula se entregou, após um showzinho no sindicato, com toda a possibilidade de fazer o que qualquer perseguido político faz: pedir asilo. Ninguém invadiu a casa dele as 5 da manhã como fizeram com os centenas de milhares que estão nos CDPs brasileiros, estes que nem julgamento tem.

    Responder

      Alan Cepile

      20 de agosto de 2018 às 10h13

      Desculpe, invadiu sim, condução coercitiva é uma invasão de privacidade, principalmente quando é política com o Lula não tendo sido chamado nenhuma vez, contrariando o princípio legal da própria condução coercitiva.

      Não voto no Lula, voto no Ciro, mas a verdade deve prevalecer sempre.

      Mentira é coisa da direita que não tem argumento e precisa inventar moda.

      Responder

    André Romero

    20 de agosto de 2018 às 14h53

    No campo progressista, ninguém discute que Lula foi sim vítima de uma arbitrariedade dessa Justiça comprometida que temos, a moderna caixa de ressonância dos interesses do andar de cima, que destronou os tradicionais veículos de comunicação (apesar de ainda se servirem deles).
    O problema é exatamente esse, que muita gente boa já chegou a essa conclusão: enquanto o PT continuar a querer ditar uma moda (que nunca aplicou na sua prática de governo, lembre-se), essa Justiça e as Lava-jatos da vida jamais deixarão o palco. Não quero virar refém disso, compadre.

    Responder

antipaneleiro

19 de agosto de 2018 às 22h47

Parabenizo o blogueiro pela análise do debate, ao qual eu não não assisti, pois não sou entusiasta da série B. Quem se importa com ideias de candidatos com menos de 3% de intenção de voto? Boulos, Ciro, Marina, etc., todos podem ter ideias espetaculares, mas não tem possibilidades de concretizarem-nas. Partidários de Ciro votaram a favor do golpe e ele diz que quer garantir a soberania nacional? Marina é fanática lava-jatista e quer combater o fascismo? Não adianta, estes debates podem ser divertidos, mas nada acrescentam à redemocratização do Brasil, pois passam longe da questão central da eleição! Fazer de conta que Lula não existe (como no primeiro debate) ou começar a bater no ausente (como aparentemente ocorreu neste segundo debate, já que M. Leitão assim o exigiu dos “candifestoches”) não resolve nada. É brincar de democracia em plena ditadura. Querem transformar esta eleição num Campeonato Espanhol sem Barcelona!

Responder

Cláudio

19 de agosto de 2018 às 21h21

Pobre Miguel, como lamento sua guinada rumo à direita… Sabe aquela expressão coloquial “diz-me com quem andas e eu te direi quem és”?… Pois é: No Brasil, especialmente no Brasil atual, tal expressão que indica que é possível saber as qualidades de uma pessoa pela(s) companhia(s) que ela mantém, essa expressão serve muito bem para você e O Cafezinho: basta ver alguns dos muitos comentários direitistas elogiosos a ambos que estão a encher/inchar o blog para saber quem está com você nessa nova empreitada e deplorar quem és agora. Tristes tempos.

Responder

    André Romero

    19 de agosto de 2018 às 22h36

    Ser de esquerda para você é ser teleguiado e dizer “amém” ao PT? Deixe de ser pretensioso, rapaz. Sem ofensa, vá estudar história. O PT mostrou como é de “esquerda” em 13 anos de Poder.

    Responder

      CezarR

      19 de agosto de 2018 às 23h12

      Foi o Miguel que recomendou à Dilma o Levy, não sabia? Rsrs!

      Responder

        Baruch

        20 de agosto de 2018 às 01h09

        O Miguel também ligou para o Lula e disse: “Recomenda o Meirelles para a Dilma.”

        Responder

        JOÃO BATISTA

        20 de agosto de 2018 às 01h10

        Levy, Geddel, Padilha, Henrique Eduardo, Moreira Franco,
        Jucá (grande líder de Dilma no senado!), Fábio Cleto (indicado de Eduardo Cunha na Caixa), Kassab, Edison Lobão, Ciro Nogueira (presidente do pp), Barbalho, Leonardo Picciani (líder de Dilma na Câmara).
        Além do grande companheiro petista, Michel Temer!
        Se o mortadela quiser, repito aqui o nome de todos os petistas que já viram o sol nascer quadrado, enquanto comiam por conta do contribuinte, nas cadeias do país.
        Delúbio, Silvinho land rover, Vaccarezza, Ze Dirceu, Palocci, João Paulo Cunha, Delcídio e mais um monte de gente Boa, de fazer inveja a Ali Babá.

        Responder

          Alan Cepile

          20 de agosto de 2018 às 16h41

          João Batista, seu comentário é o típico comentário que petista não responde…

          Responder

        André Romero

        20 de agosto de 2018 às 10h23

        Rss, pois é… CezarR, serei sincero: eu até entendo esses acéfalos pois já fui um deles.

        Responder

    Alan Cepile

    20 de agosto de 2018 às 10h16

    Miguel guinando à direita?!?!!?!?!?!?!!?!?!?!?!!?

    Pelo amor de Deus…

    É por essa ignorância no discernimento político que, por exemplo, figuras nefastas como bolsonaro tem 20% do eleitorado…

    OREMOS!

    Responder

Reginaldo Gomes

19 de agosto de 2018 às 21h06

Cabo daciolo?
Esse é um ungido pelo canhoto.
Deus me livre.

Responder

Carcará

19 de agosto de 2018 às 20h56

Olha aí… tá chegando… a horinha de apertar… 13 ! Lula presidente!

Responder

Zé dos Bagos

19 de agosto de 2018 às 20h53

Não tem arrego! Vai ser na pressão ! Uma avalanche de votos! Ninguém mais segura, é Lula contra o golpe! Podem se debater, podem espernear mas, o Lula vai ganhar! Lula Livre! Lula livre ! Lula livre !

Responder

Zuleica Nascimento

19 de agosto de 2018 às 20h46

Inacreditável a análise do Miguel!! Ele perdeu toda a noção do que é íntegro em política e o que legítimo para alguém que disputa a presidência.
Ignorar que o Lula e o que fazem com ele é a grande questão desta eleição é de uma falta de visão amazônica.
Queria apenas que ele, Miguel, me respondesse a algumas questões:
1) Por que o candidato Ciro Gomes nada disse quando Bolsonaro deu um ataque ao ver uma bancada vazia com o nome de Lula?
2) Por que concordou com a retirada da bancada, dando força ao Bolsonaro?
3) Por que passou o debate inteiro alisando o ego de Bolsonaro a quem chamou de “colega de Congresso”?
4) Por que nada disse quando Marina desancou Bolsonaro pelo que ele fala e faz contra as mulheres?
5) Por que não comentou o fato de Bolsonaro ter dito para a Maria do Rosário no congresso: …não te estupro porque você não merece… e perguntado sobre a razão disse… porque ela é feia?
Eu teria dezenas de coisas a dizer do debate, a despeito de ter achado aquele teatro muito deprimente, mas quero apenas ressaltar para os ciristas que, uma eventual eleição do Bolsonaro NÃO TERÁ SIDO CULPA DO PT.
Quanto ao candidato Lula, a Comissão de Direitos Humanos da ONU está aí mesmo para dizer o que precisa ser feito.

Responder

    André Romero

    25 de agosto de 2018 às 10h14

    Inacreditável é a pequenez da sua visão política, filha. Mais incrível ainda é ver você defende-la dando mais importância para cortesia entre debatedores do que os 13 anos e 4 mandatos consecutivos do PT, onde esse fez qualquer governo, menos de esquerda.
    Você, como todos os petistas teleguiados, insistem na inacreditável tese do ‘Direito Divino do PT’ de representar as esquerdas. Apesar de manter um público fiel, o fato é que o partido não representa mais há muito para uma outra boa parcela muito maior.
    A candidatura Ciro já estava posta e anunciada desde o ano passado. O PT entrou esse ano totalmente sem candidato, pois como qualquer pessoa com um mínimo de neurônios sabia que não iriam deixar Lula se candidatar.
    Essa de Ciro desistir e compor como satélite da órbita petista pela oitava vez consecutiva só existe na cabeça dos fanáticos.
    Muita gente sabe disso e vem alertando há meses: se Bolsonaro se eleger será sim por obra e graça do PT, que apostou no divisionismo, tal qual fez na sua vida inteira. Não foi por falta de aviso.

    Responder

Ruy Acquaviva

19 de agosto de 2018 às 20h41

Não assisti o debate e não conheço ninguém que assistiu. Nem as pessoas de esquerda, nem os coxinhas, nem os indecisos. Alguém deve ter visto, mas ninguém que eu conheça.
Na verdade eu concordo com a opinião do Nassif. Esses debates não representam mais nada, se é que algum dia representaram.
Detalhe, das pessoas para quem eu perguntei, a maioria nem sabia que teve um debate.

Responder

Curió ( De megafone )

19 de agosto de 2018 às 17h35

Berrar no pé do teu ouvido brasileirinho sasilva Lula 2018 !!!

Responder

Stalingrado Lula da Silva

19 de agosto de 2018 às 16h14

Há uma semana Ciro Jeirissati deu uma entrevista a revista CartaCapital e afirmou que a candidatura de Lula Magno é um estelionato eleitoral. Agora com a aprovação da candidatura de Lula pela ONU, o Professor de Direito, Ciro Gomes Jeirissati ficou sem argumentos.
É Lula Magno na cabeça e Haddad eleito.
Como no Mahabarata, épico indiano, temos a luta do bem contra o mal. Lula é Krishna, condutor de Haddad, nosso Arjuna.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

Nostradamus ( Consultores político-psicológicos )

19 de agosto de 2018 às 14h14

Sem dúvida alguma é Lula e não tem mais conversa fiada. Não adianta querem conter a avalanche, sai de baixo para não soterrar… É Lula !!!

Responder

Thiago Melo Teixeira

19 de agosto de 2018 às 13h24

Rede TV caiu no meu conceito, se tornou uma espécie de Nova Globo. Magno Malta fazendo campanha no intervalo foi grotesco e anti-democrático, poderia ter ouvido outro senador para contrapor.

Responder

Stalingrado Lula da Silva

19 de agosto de 2018 às 12h31

É Lula e não se fala mais nisso.
Fica uma sugestão para Ciro Jeirissati, crie seu partido político, seu programa político e fique nele até o fim. Mostre coerência.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

    André Romero

    19 de agosto de 2018 às 18h54

    Quem tem de demonstrar coerência é o PT e seus teletubbies, que se coadunam com a nata da imundície política de Direita, governam com ela, corrompem e se deixa corromper com ela, governam para os bancos e os interesses privados, que criticam as práticas, a corrupção e as alianças dos outros mas fecha os olhos para seus próprios crimes. Repito o que já te falei em outro post: depois ainda vem teleguiado como você dar lição de moral aos não-alinhados ao seu partido. Abraços.

    Responder

    Alan Cepile

    19 de agosto de 2018 às 19h19

    O programa do Ciro está sendo copiado por todos.

    Responder

      André Romero

      19 de agosto de 2018 às 19h43

      Alan, é o programa que o PT nunca aplicou nos seus 13 anos de Poder, quando se associou a tudo o que não presta. E agora vem falar de governo de esquerda.

      Responder

        Virgilio

        20 de agosto de 2018 às 06h33

        André porque aqui vc só faz atacar o PT. Vc acha é que hora, que é o momento, de o campo mais progressista se atacar? Seus ataques, sinceramente, são absolutamente incoerentes para quem apoia o Ciro que até a rasteira dada pelo centrão, também cortejava a mesma base (infeliz que temos) de partidos com quem Lula governou… Seus ataques ao PT, ao governo Lula e Dilma, são equivalentes àqueles feitos pelo campo da direita. Um pouco de coerência é necessária!

        Responder

          Alan Cepile

          20 de agosto de 2018 às 10h20

          Ciro foi procurado pelo centrão.

          Vamos comentar com sinceridade, por favor.

          Responder

          André Romero

          20 de agosto de 2018 às 15h05

          Virgílio, já pensei como você. Me perdoe, mas não consigo pensar mais. Ataco o PT apenas desnudando suas contradições, como resposta a todas as práticas desse partido que, para mim, traiu a minha confiança e continua traindo. Acho que se o PT quer insistir em dividir a todos nós, tudo bem. Mas não conte com o meu apoio nem meu voto. Na boa, acho que chegou a hora dele se mostrar para a sociedade como ele é. E colher o resultado de suas artimanhas sem contar com o apoio pragmático e salvador dos outros, que acabam por votar nele por falta de opção e apagando seus enormes erros. Isso é a minha opinião construída por anos de desilusão, meu camarada. Você pode não concordar, mas é assim que eu penso, abraço.

          Responder

NeoTupi

19 de agosto de 2018 às 12h03

Miguel, o que está muito ruim em suas análises é sua incapacidade de ver e apontar os erros do Ciro Gomes. Faz tempo que não vejo citar um erro sequer.
Nem vou citar a ausência de menção à Lula (se fosse mais inteligente poderia dizer: gostaria de fazer essa pergunta ao presidente Lula que impedido de estar aqui por ser vítima de uma injustiça reconhecida até pela ONU, como não posso vou perguntar a fulano…), porque isso pode ser escolha dele (errada a meu ver) de se posicionar para o eleitorado anti-lulista. Pelo mesmo motivo não vou citar o ataque gratuíto a Dilma.
Mas cito o excesso de cortesia dele com outros candidatos que não agrada o eleitor cansado das brigas políticas, pois apenas repete o surrado padrão de “V.Exas.” para cá e para lá tanto vista no parlamento, e que leva o eleitor a não se sentir representado.
Ciro no debate parecia um candidato sob efeito de “prozac”, enxergando com excesso de bom humor, anestesiado, um país em chamas que está queimando o povo. Isso não é bom para um eleitorado indignado e agoniado com a crise. E só gentilezas e suposto preparo não é suficiente para passar capacidade de liderança. Nas eleições de 1982 Brizola voltou buscando atenuar a imagem de radical mas não titubeou em demarcar as diferenças de Sandra Cavalcanti, Miro Teixeira e Moreira Franco, batendo firme nos dois. Lula paz e amor em 2002 também fez o mesmo. Falta isso a Ciro, a ponto dele gastar o tempo sem conseguir concluir o que iria responder de fato. Note que Boulos também faz o estilo “paz e amor” na forma mas no conteúdo não deixa de demarcar terreno muito claramente oposto aos demais.
Ciro está ficando com a imagem de político igual aos outros quando foge de confrontar, não no grito, mas na diferença de conteúdo com clareza.
Quem conseguiu um gol de placa junto a um público indignado foi Daciolo em seu melhor momento e mais lúcido. Ele emplacou um ótimo argumento (repetido na entrevista após o debate): apontando para a bancada de candidatos, disse que todos ali tinham mais de 30 anos na política e toda a eleição vinham prometendo a mesma coisa que prometem agora. Se não resolveram até hoje não resolverão nos próximos 4 anos. Vá lá que o argumento dele não se aplica a quem esteve na oposição, mas isso não é relevante na mensagem passada, o relevante é que ele desconstruiu numa tacada só Alckmin, Álvaro Dias, Bolsonaro, Marina Silva (a quem acusou de ser do grupo do PSDB porque apoiou Aécio Neves no segundo turno passado), e resvalou até no Ciro Gomes que também tem 38 anos de política. Fez o discurso da renovação e que Brizola fazia ao chamar os “filhotes da ditadura”. Daciolo pode não atrair votos para si, pois é doido demais para o eleitor minimamente racional, mas tira votos dos candidatos tradicionais e atrai para novos candidatos que consigam ser mais confiáveis. De quebra Daciolo pode repetir o Enéas que chegou a ter 4% dos votos de protesto em 1994, chegando na frente de Quércia e Brizola.

Responder

Justiceiro

19 de agosto de 2018 às 11h49

É…e a tal liminar do comitê da ONU já foi pro vinagre. A Organização das Nações Unidas já disse que esse comitê não tem delegação pra determinar nada.

Acho que esse comitêzinho é mais ou menos uma Câmara de Vereadores dos cafundós do Judas querendo alterar a constituição.

Meu caro Miguel. Duvide-o-dó que você acreditou nisso, nesse papelucho do tal comitê que nem oficialmente pertence à ONU.

Responder

Ricardo

19 de agosto de 2018 às 10h40

Aguardando o comentario de Miguel sobre a decisão liminar da ONU sobre Lula…to te achando muito quieto ou é impressão minha. Não deveria deixar sua campnha pelo Ciro Gomes afetar a independência e democracia deste blog bem como do próprio Miguel do Rosário

Responder

Carcará

19 de agosto de 2018 às 08h47

Por essas e por muitas outras que está dando na cabeça Lula 2018 !!! Já no quinto dia candidatíssimo! Reserva técnica para não errar Haddad & Manuela ! Transferência maciça de votos em três dias !

Responder

    ari

    19 de agosto de 2018 às 10h37

    Marcos Coimbra fala em horas
    No dia 16, numa fila em Senhor do Bonfim, norte baiano, trés coisas me impressionaram:
    a) Lula é quase unanimidade (isto eu já sabia)
    b) A consciência de todos que participaram do debate na rua sobre a necessidade de votar no Haddad caso o Lula não seja candidato
    c) A necessidade de eleger congressistas do PT

    Responder

      Justiceiro

      19 de agosto de 2018 às 13h44

      Marcos Coimbra? Já não chega sua doença em acreditar em Lula e agora ainda acredita em Coimbra???

      Cara. Marcos Coimbra é (muito bem) pago pelo PT. Ele não está nem aí para a desmoralização do seu instituto de pesquisa, o Vox Populi. Ninguém nunca acreditou nessa porcaria mesmo, então ele se vendeu pro Lula e PT. TODAS as pesquisas que esse “instituto” fizer só dá o que o PT e Lula quiserem.

      Coitado de vocês.

      Responder

      JOÃO BATISTA

      19 de agosto de 2018 às 16h05

      Letra C é fundamental!
      É no congresso que se dará a virada no jogo com os golpistas.

      Responder

Palhaço Goiabada

19 de agosto de 2018 às 07h59

MAIS OUTRA DE BOLSONARO “TERNURINHA”

Bolsonaro mandou Marina ler “livro” da Bíblia onde a mulher deve ser submissa e calada
SAB, 18/08/2018 – 12:08
ATUALIZADO EM 18/08/2018 – 12:20
“Temos aqui uma evangélica que defende o plebiscito do aborto e da maconha, e agora quer defender mulher”, disse Bolsonaro

Jornal GGN – No debate entre presidenciáveis na RedeTV!, Jair Bolsonaro disse para Marina Silva ler o “livro de Paulo” que, como observou a jornalista Verónica Goyzueta no Twitter, contém um dos versículos mais machistas da Bíblia, ao sugerir que à mulher cabe, na Igreja, ficar calada e ser submissa.

A “recomendação” ocorreu após Marina protagonizar um dos momentos mais tensos do programa, expondo o machismo de Bolsonaro e dizendo que o candidato quer ganhar discussões “no grito” e na base da “violência”.

“Nós somos mães, nós educamos os nossos filhos. A coisa que uma mãe mais quer é ver um filho sendo educado para ser um cidadão de bem. E você fica ensinando para os nossos jovens que têm de resolver as coisas na base do grito, Bolsonaro. Você é um deputado, você é pai de família. Você um dia desses pegou a mãozinha de uma criança e ensinou como é que se faz para atirar”, disparou Marina.

Responder

Edson Junior

19 de agosto de 2018 às 07h08

Carinho pelo Daciolo? Marina vencedora, apenas pelo confronto com Bolsonaro no finalzinho do debate? E sobre o PT, mais coerente seria defender o direito do ex-presidente Lula de participar do pleito, de participar dos debates e poder levar sua mensagem ao povo brasileiro, assim como entende o Conselho da ONU em recente determinação ao judiciário brasileiro. Esse deveria ser o tom em relação ao PT. Sob nenhum pretexto pode-se ignorar o processo de perseguição, de caçada implacável ao ex-presidente Lula. Se os partidos de esquerda não conseguiram unificar uma candidatura, que cada sigla lance o seu candidato, sem querer destruir a dos outros. O verdadeiro adversário está do outro lado da calçada dando risadas. Não nos machuquemos.

Responder

Patrice L

19 de agosto de 2018 às 02h28

O Ciro de Tróia * vem vindo numa toada de personalismo tão desesperado e grosseiro que até ao cordial Fernando Brito ele choca.

Tijolaço sobre Ciro no debate:
“Ciro Gomes, lamentavelmente, mostrou ter um comportamento ético tão burro quanto deplorável. Suas três invocações gratuitas e agressivas contra Dilma Rousseff o levaram ao nível de Dias e Marina, mesmo tendo condições intelectuais visivelmente maiores que as deles.

Mais grave fazer isso, portanto, porque não se bate em quem não pode se defender.

Escrevam o que digo: Ciro não irá além dos 3% no final destas eleições. Não porque não merecesse mais, mas porque infelizmente escolheu ser um Cristovam Buarque 2 ponto zero.

Um pouco melhor, porque seus diagnósticos são, basicamente, corretos, mas ele escolheu parecer “bonzinho” e “educado” nos debates à custa de agredir aqueles que foram seus companheiros ao longo de mais de dez anos.”

* ver https://www.conversaafiada.com.br/brasil/joaquim-xavier-ciro-de-troia

Responder

    André Romero

    19 de agosto de 2018 às 18h35

    Patrice, você evoca um panfleto digital e pau-mandado do PT da Internet (tal qual o DCM e o 247), para embasar sua crítica sem sentido e sem fundamento à Ciro. Sabe quem usa esse tipo de tática? O Globo, que chama apenas os alinhados à ideologia do jornal para reforçar seus próprios postulados. Respeito, mas não considero nem de longe a opinião do jornalista desse site como referência contra Ciro.
    Te desafio aqui: onde Ciro falou alguma mentira sobre Dilma e seu governo? Por favor, nos ilumine. Além de incorrer nas mesmas táticas viciadas dos adversários que criticam (incluindo aí todas as práticas abjetas de exercício de Poder e a corrupção), os petistas hoje combatem o cara ou qualquer um que ouse perturbar seus estratagemas e seu projeto de Poder.
    Ao contrário do que a máquina da propaganda petista prega aos seus Teletubbies, Ciro merece o respeito das esquerdas não-alinhadas ao petismo por mostrar discernimento, senso crítico e honestidade intelectual ao revelar onde discorda e onde concorda com o PT e seus governos. Afinal, se fosse para fazer a mesma coisa, ele sequer conseguiria se vender como candidato: bastaria apenas alinhar-se à maquina petista pela oitava vez consecutiva.
    A atitude de Ciro contrasta com a dos petistas, que só apoiam nanicos úteis (Boulos, Manuela, satélites do petismo) e combatem e neutralizam qualquer um que possa lhe fazer sombra ou atrapalhar seus esquemas eleitorais. Para o PT e seus Teletubbies, esses só tem serventia para dizer ‘amém’ para seus planos, ainda que totalmente furados, como os atuais.
    Nos vemos no 2o turno, aqui mesmo.

    Responder

luis castro

19 de agosto de 2018 às 00h29

Esses debates e nada são a mesma coisa, não vão tirar um voto de Lula e do PT. A mídia golpista que usa os seus telejornais de grande audiência, como o Jornal Nacional, para atacar, ou melhor, para dizimar Lula e o PT até agora nada conseguiram as pesquisas estão aí para comprovar esse fato. Quando mais batem mais Lula se consolida na liderança do pleito. Quanto ao Ciro já morreu nesta eleição e não sabe.

Responder

    luiz-sc

    19 de agosto de 2018 às 00h45

    Bolsonaro, o grande perdedor:
    “Thomas de Toledo

    O maior derrotado no debate da RedeTV foi Bolsonaro. Quando Reinaldo Azevedo colocou-o cara a cara com Ciro para debater economia, seu desempenho foi vexatório. Bolsonaro mostrou-se um analfabeto econômico que não sabe sequer o que é política monetária, cambial, industrial.

    O mesmo vazio de conhecimento apareceu quando disse que o problema da educação no Brasil é a tal “ideologia de gênero”. Conseguiu, com isso, apanhar de Meirelles e Alckmin no tema da mulher no mercado de trabalho, mas foi a nocaute com Marina, que falou o que estava engasgado na boca de tantas mães que não suportam ver seus filhos sendo estimulados pelo discurso de ódio, violência e misoginia do ex-capitão. Citou as machistas cartas de Paulo para procurar uma justificativa bíblica pra sua aversão a mulheres. Nem na Parada Gay existe um homem que odeia tanto mulher e se afixione hiperbolicamente na figura do “macho” como faz Bolsonaro. Ele, aliás, provou que sua “macheza” se resume ao grito, ao mostrar ausência de autoconfiança com gestos corporais de insegurança: no centro, ao lado dos adversários, tremia e fazia expressões de nervosismo. Anotava tudo que ia falar, desviava o olhar pra ler e, no final, as câmeras ainda pegaram sua cola na mão, onde escreveu: “pesquisa, armas, Lula”. Por fim, sua falta de ligação com a realidade ficou patente quando encerrou referindo-se ao “fantasma do comunismo”, como se ainda estivéssemos no século passado.

    À medida que a campanha avança, Bolsonaro tende a mostrar que seu discurso é vazio e o quanto está despreparado para qualquer cargo público. Sua humilhação ao vivo foi uma vitória do bom senso sobre a ignorância e o ódio.”

    Responder

Alan Cepile

18 de agosto de 2018 às 23h45

Esses debates não vão dar em nada, pois seus formatos são feitos pra isso, pra manter o eleitor odiando política, manter o povo desinteressado, e, desta forma, muito sabidamente, beneficiar quem não tem muito o que dizer, a direita.

Responder

Wilton Santos

18 de agosto de 2018 às 20h34

Duvido que a maioria das pessoas que começaram a assistir ao debate chegaram até a metade. O formato é enfadonho e confuso. Os números de audiência não revelam até que ponto as pessoas assistiram até o final. Só quem teve paciência para assistir até o fim foram os eleitores engajados e que já tem candidatos definidos.

Isso sem falar que o candidato com cerca de 40% das intenções de votos não estar presente desestimula a audiência. O resultado desse debate foi nulo, o único candidato que venceu foi o Lula que não se submeteu a essa baixaria.

Responder

    Brasileiro da Silva

    18 de agosto de 2018 às 21h06

    Lula não pode participar. Estava “preso” em outro compromisso.

    Responder

      Zé dos Bagos

      19 de agosto de 2018 às 08h15

      Por que não te calas ?

      Responder

    CezarR

    18 de agosto de 2018 às 21h24

    Vá tomar banho de soda petista. Quem tem candidato na disputa se interessou. Os indecisos também. O PT já matou a esquerda e agora quer cometer suicídio.

    Responder

      Nostradamus ( Consultores político-psicológicos )

      19 de agosto de 2018 às 08h55

      O PT vai levar no primeiro turno. Não tente contestar com asneiras. Está escrito nas estrelas. Já vimos no espelho d´agua da bacia do Nostra. Mas você é livre para fazer o que quiser sob sua responsabilidade.

      Responder

        CezarR

        19 de agosto de 2018 às 17h52

        Que estejas certo Nostradamus, que estejas certo….

        Responder

Caco Bisol

18 de agosto de 2018 às 20h32

Pra mim, debate sem Lula é nada. Não existe. Ao vencedor as batatas, se é q houve batatas e vencedor (bocejo)

Responder

    joel do nascimento cortes

    18 de agosto de 2018 às 21h26

    Caco Bisol, boa noite! Hoje eles exclui o lula, no dia 7 (sete) de setembro nós os excluimos, TODOS!!

    Responder

      JOÃO BATISTA

      19 de agosto de 2018 às 00h58

      Você vai desfilar dia 7 de Setembro?

      Responder

        Zé dos Bagos

        19 de agosto de 2018 às 08h14

        Por que não te calas ?

        Responder

Antonio Passos

18 de agosto de 2018 às 20h19

Parei no amontoado de bobagens que você disse sobre o PT. A expressão “sebastianismo” é de uma leviandade e desonestidade intelectual espantosas, venha da boca de quem vier. Que pena Miguel, enquanto o Fernando Brito se mantém coerente e lúcido, você mudou muito. Parafraseando aquele jornalista português: “nunca vi o Cafezinho tão frio e sem gosto”.

Responder

    Jorge Juca

    18 de agosto de 2018 às 20h31

    Pois eu acho que ele está arrebentando. Convenhamos, não é fácil encontrar informação confiável no Brasil, principalmente em época de eleições: a mídia tradicional cartelizada, na mão da elite plutocrática brasileira; a informação na internet concentrada nas mãos de grupos de interesse, como por exemplo esses blogs petistas que apresentam informação tão inverossímil quanto a mídia tradicional… Quando escolho algum veículo de informação pra tentar me manter razoavelmente por dentro no meio do caos político brasileiro, sempre penso na seguinte pergunta: este veículo tem compromisso com a verdade maior do que com interesses pessoais ou de grupos? No caso do Miguel, a resposta é um sonoro SIM. Então escolhi o Cafezinho como uma fonte diária de informação sobre a política brasileira, e até gasto tempo de vez em quando escrevendo alguma asneira aqui nos comentários.

    Parabéns, Miguel do Rosário. A verdade vem antes dos interesses para você. Estamos em minoria, mas longe de extintos, na internet brasileira.

    Responder

    Caco Bisol

    18 de agosto de 2018 às 20h50

    Sou do tempo do Óleo do Diabo. Lia e gostava. Mas estou decepcionado com a estreiteza de espírito, a parcialidade. O CAF estava na mesma toada e deu uma maneirada, resolveu não brigar com os fatos. O Ciro sabe muito bem onde colocar seus 3%. Vai correr atrás do centrão/direitão, agora que o Alckmin está sendo rifado.

    Responder

    André Romero

    19 de agosto de 2018 às 20h03

    Para você, meu caro, “isento” são os sites pau-mandados, panfletários, verdadeiras extensões digitais do PT. Isso aqui é Blog, onde Miguel do Rosário tem todo o direito de refletir sua opinião sobre esse estado de coisas. Nesses, a ordem é bater em Ciro em toda e qualquer notícia – uma vez mais reproduzindo as mesmíssimas táticas de O Globo e dos demais veículos de comunicação que só criticam por propaganda.
    Você prefere elogiar um jornalista que, sem ofensa, usa um termo extraído de Brizola como título de seu Blog, enquanto só escreve aquilo que for o interesse do PT (que traiu o gaúcho), contra um jornalista dono do Cafezinho que, apesar de manifestar sua simpatia por Ciro, publica sem isenção notícias favoráveis ao PT.
    É gente como você que num 2o turno, na hipótese de Haddad lá chegar, virá puxando o saco de Ciro nos comentários, fazendo elogios tímidos, torcendo para que Ciro dê seu apoio e se alinhe pela oitava vez consecutiva na órbita petista, como um mero satélite. Na cabecinha teleguiada dos petistas, para isso ele serve.

    Responder

Arthur

18 de agosto de 2018 às 20h16

Eu estava apostando no segundo turno:
“Neoliberalismo fascista” VS “Neoliberalismo”
Mas ontem mostrou que também pode dar:
“Neoliberalismo fascista” VS “Neoliberalismo Verde”

Responder

    Baruch

    18 de agosto de 2018 às 23h33

    Se o PT estivesse teríamos “neoliberalismo vermelho” acrescentado ao debate.

    Responder

    Alan

    18 de agosto de 2018 às 23h35

    Neoliberalismo é sempre fascista. Não importa a cor.

    Responder

Francisco

18 de agosto de 2018 às 19h47

Miguel, adotar Ciro Gomes e entrar de cabeça em sua campanha é da democracia e exige respeito, por mais incompreensível que tenha sido o cavalo de pau dado.
Porém, respeito esse que não se aplica quando ao analisar o debate, no mesmo dia em que a ONU manifesta-se favorável a candidatura Lula, evita abordar que seu candidato, Ciro, de braços dados com Bolsonauro, Alckmin, Alvaro Dias, Meirelles, Marina e cabo Daciolo, tendo por exceção Boulos, votou favorável a que o púlpito de Lula fosse retirado do cenário do debate, e não vazio lá permanecesse, como pretendia a TV patrocinadora, caso o TSE não permitisse sua participação, como acabou anormalmente ocorrendo para não comprometer a operação “jurídica-midiática” visando não permitir que Lula seja candidato, mesmo sendo naquele momento.
Lamentável!!!
PS: Quanto a torcida de que o PT e Lula perdem, ao serem proibidos de participarem da campanha, quarta-feira, terá a resposta e espero que não não reaja com post espirocado como esse, tentando prosseguir dando nós em pingos d’água.

Responder

Maria Tereza

18 de agosto de 2018 às 18h51

Discordo da sua análise, Miguel, e o tempo dirá: quem assiste a debates, são pessoas que gostam da política, como eu por exemplo, como você etc. Gente como nós não muda de opinião fácil. Eu voto no Lula, você no Ciro, entende? O povão não tá nem aí pros debates. Pergunta pra sua vizinha se ela assistiu o debate. Vai dar PT, escreve.

Responder

Luis Campinas

18 de agosto de 2018 às 18h43

Quando se analisa estratégia, o fundamental é saber se hoje, o PT está mais ou menos próximo dos seus objetivos. E claro é que está. Hoje, mais do que ontem, aponta se Lula disputar só um turno. Se Lula não disputar, segundo com o candidato do PT x Bolsonaro. Agora, existe uma possibilidade de o PT levar em primeiro mesmo que Lula não dispute. Lembremos que dois questões importantes pesam: o início do horário eleitoral e a imagem de Haddad e Manu, algo diferente que pesa muito no que o Miguel gosta de falar a semiótica. Quanto ao Miguel, assim que passarmos a eleição ele volta a atuar com seus belos e importantes textos.

Responder

Marcos Videira

18 de agosto de 2018 às 18h32

Estão todos PROIBIDOS de fazer qualquer crítica às decisões políticas do PT.
Os dirigentes do PT NUNCA erram e, portanto, não é justo serem criticados.
Quem tiver a ousadia de apontar uma falha, mesmo que pequena, será imediatamente taxado de Traidor, quinta coluna a serviço dos golpistas.
Cumpra-se.

Responder

    Julian

    18 de agosto de 2018 às 20h13

    Primeiro a gente acaba com o golpe, depois a gente critica o PT a vontade.
    Mas com soberania nas mãos, sem entreguismo, sem golpismo.
    A propósito, quais suas críticas com relação ao PT?

    Responder

      Baruch

      19 de agosto de 2018 às 17h55

      A lista é imensa:
      EC40: PT retirou da constituição a limitação de 12% de juros ao ano, se você paga 300% de juros no cheque especial agradeça ao Lula.
      DRU: todos os anos o PT aprovou DRUs com o objetivo de retirar dinheiro da saúde e educação e entregar ao sistema financeiro.
      FMI: Sem qualquer razão estratégica Lula pagou o FMI e emprestou dinheiro ao mesmo, fez isso pagando o dobro de juros.
      Auditoria da dívida: PT impediu repetidamente a sociedade civil acessar e auditar a dívida pública.

      Posso ficar o dia todo falando das m*s do PT

      Responder

Justiceiro

18 de agosto de 2018 às 18h03

Hahahahahahaha.
Miguel, quando li a parte que você fala do PT já imaginei você apanhando muito, antes mesmo de ler os comentários.

Não tem jeito, Miguel. Os petistas não são cidadãos, são membro de uma seita (como disse Palocci). eles não se preocupam com o Brasil, se preocupam e idolatram Lula.
Lula não bota fé em seu poste, se botasse, já teria saído de cena e deixado Addad entrar. Imagine quando Addad for efetivado candidato o que vai apanhar dos outros. Vai ser chamado de poste e vai ter que aceitar, bater no peito e dizer: sou poste, sim.

Responder

    Zuleica Nascimento

    19 de agosto de 2018 às 21h28

    Nessa altura do campeonato não dá para levar a sério alguém que chama o Haddad de Addad.

    Responder

      Baruch

      20 de agosto de 2018 às 01h15

      A falta de argumentos faz criticar o cidadão que não sabe que há um H na letra do nome de uma criatura insignificante que nunca fez um bem para a nação, só nos prejudicou com a lei das PPPs

      Responder

Cavalar

18 de agosto de 2018 às 17h47

Não conseguiram desconstruir Jair Bolsonaro. O tempo vai passando e o capita continua firme com seus 23, 24% de intenção de votos.
Ciro é o mais preparado; Marina continua sendo um jabuti em cima de um poste ; Alkmin começa a melhorar sua performance; Álvaro Dias ridículo neste papel de defender a Lava Jato….

Responder

    hocuspocus

    18 de agosto de 2018 às 18h03

    Meu caro ,”desconstruir” o estuprador bolsoasno ( queda nas intenções de voto) é realmente uma tarefa impossível ,é como querer ensinar um jumento a realizar operações matemáticas.Qualquer analogia com os eleitores do fascista é mera concidência.

    Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h23

Vamos lá gente, publiquem meu comentário…!

Responder

Curió

18 de agosto de 2018 às 17h22

Lula candidatíssimo !!!!!!!!!!!!!!! Lula 2018 !

Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h19

Deveriam publicar o primeiro… vamos…

Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h18

Parece que vocês só tem vida a partir de malhar o PT.

Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h17

Miguel deixa de tocar o pau no PT.

Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h16

Vida a partir do PT. Publica o comentário.

Responder

Carcará

18 de agosto de 2018 às 17h14

Mas publica!…

Responder

Zé dos Bagos

18 de agosto de 2018 às 17h08

É lula 2018 !!!

Responder

Alexandre Neres

18 de agosto de 2018 às 17h05

Não há qualquer ponto de contato entre a candidatura Lula e Marina Silva. Não vislumbro como qualquer candidato pretensamente de esquerda faça um elogio entusiástico a tal figura soturna. Em relação a uma segundo turno com Marina Silva versus um candidato da direita, ora Marina Silva é uma candidata da direita, só não vê quem não quer ou é cego sem pretensões de enxergar nas entrelinhas. Até hoje aguardo um pronunciamento da madre superiora de Xapuri sobre a tragédia de Mariana. Sem mais.

Responder

lene

18 de agosto de 2018 às 16h58

#LulaLivre #LulaPresidente

Responder

Stalingrado Lula da Silva

18 de agosto de 2018 às 16h55

#HaddadNoGovernoLulaNoPoder
O resto é piada. Inclusive o ‘imparcial’ dono do blog.
Ciro Jeirissati, ex-Arena e ex-PSDB, mantém a mesma atitude de sempre. O PT é o inimigo a ser batido.
#HaddadNoGovernoLulaNoPoder

Responder

Luis Campinas

18 de agosto de 2018 às 16h37

Calma, qiando entrarmos no segundo turno o.Miguel começará a retornar ao seu brilhantismo. Essa é daquelas coisas que se apostam e alguns vão até o fim. Paciência gente porque Miguel é muito bom. Tô pra dz que não ir a debates é o que de melhor pode acontecer ao PT somado a prisão de Lula. Já está dado que o segundo turno será entre o PT x o fascista mor. Coisa de Marina ir pra segundo turno só e não é viagem maior do que colocá-la a esquerda. Aliás, ng nem Ciro acha ela no campo da esquerda Miguel. O único risco hj para que voltemos ao Planalto e algo mais forte que impeça o PT da disputa. Só isso!

Responder

Xilder

18 de agosto de 2018 às 16h02

Muito engraçado o jornalista gastar mais metade do texto para criticar o PT que estava ausente. Agora fala da ausência de Haddad, mas no fundo queria é que o PT desde o lugar ao Ciro. Ciro esse que tem compromisso apenas consigo mesmo.

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 16h06

    É diferente. Ciro recusou o convite do pt.

    Responder

      Justiceiro

      18 de agosto de 2018 às 16h38

      Lula humilhou Ciro. Queria que Ciro fosse seu vice. No caso de Lula ficar (como vai ficar) impugnado, Addad seria o cabeça de chapa e Ciro continuaria como vice. Um tapa na cara do ex da Patrícia Pilar.

      Se Ciro fosse ser o vice de Lula mesmo, ele ia aceitar na hora, mas ser vice de Addad é muita humilhação.

      Responder

        André Romero

        19 de agosto de 2018 às 20h08

        Justiceiro, e depois essa gente ainda vai pedir o nosso apoio e o nosso voto de confiança neles. respeito quem pensa diferente, mas para mim, já deu.

        Responder

      JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

      18 de agosto de 2018 às 17h00

      Qual a posição do ciro mesmo?
      Será que passa pro segundo turno?
      Quem tem mais a perder ciro ou pt?
      Deixa eu falar uma coisa,o lula é um sabio
      quando fala que o ciro quando fala prejudica
      ele mesmo,e se não calar de agora em diante
      vai acabar morrendo pela bôca,vai acabar apoiando
      o partido do aecio

      Responder

        Virgilio

        18 de agosto de 2018 às 17h46

        Miguel, como lamento deixar de gostar das suas análises políticas que segui durante tanto tempo.
        Não se trata apenas de na sua análise o mais importante ser criticar o PT! Pior, usar os argumentos calhordas dos ataques da direita contra o PT sem fazer qualquer crítica.. na realidade aproveitar tais ataques para reforçar a própria crítica à ausência de Lula, como se isto fosse algo que os golpistas não tem qualquer responsabilidade. Mas o que me chamou mais atenção é a sua benevolência com seu candidato, o Ciro. Se me limitasse à sua análise não saberia o que fiquei sabendo ao ler o Fernando Brito:
        http://www.tijolaco.com.br/blog/a-mao-da-mediocridade/
        “Ciro Gomes, lamentavelmente, mostrou ter um comportamento ético tão burro quanto deplorável. Suas três invocações gratuitas e agressivas contra Dilma Rousseff o levaram ao nível de Dias e Marina, mesmo tendo condições intelectuais visivelmente maiores que as deles.”

        Responder

          CezarR

          18 de agosto de 2018 às 21h11

          Fernando Brito, lamentavelmente tem se mostrado um clérigo da igreja de São Lula, um homem que escreve magistralmente, mas rendeu-se ao mistícismo. Admirava-o demais, achava-o um brizolisa, mas converteu-se em mais um petista.

          Responder

            André Romero

            19 de agosto de 2018 às 20h22

            Se converteu ou sempre foi? Na minha opinião, é mais um a serviço do PT e não acredito que isso seja apenas por amor à escrita.
            Essa é a pergunta que me faço desses caras ou sites “progressistas”, desde que fui expulso do DCM sem qualquer explicação ou justificativa, por críticas exatamente como as que eu faço aqui, usando de ironia porém sem ofender ninguém.

            Responder

              Virgilio

              20 de agosto de 2018 às 06h41

              Afinal, Ciro usou o debate para atacar três vezes a Dilma ou não? É verdade? Esse é o alvo certo para ser atacado num debate com a maciça participação da direita e da extrema direita? É este o candidato para o qual o PT teria a obrigação de passar todo o seu legado de votos?Tanto você quanto o César destilam aqui um ódio ao PT que me surpreende em quem frequenta este site. Sou leitor do Cafezinho desde os tempos em que recebia os boletins mimeografados do Miguel. Respeito-o enormemente. E, até o momento, apesar de sua escolha eleitoral, ele não destila esse ódio ao PT, ao governo Lula que percebo na sua participação aqui. Qual é mesmo o seu campo?

              Responder

                Miguel do Rosário

                20 de agosto de 2018 às 06h59

                Criticar não é atacar. Num debate, posicionar-se em relação aos últimos governos é essencial para esclarecer a população. E as críticas são corretas. São as mesmas críticas que eu vejo os próprios petistas fazerem o tempo inteiro, mas que não podem fazer numa campanha por serem do mesmo partido. Governar o país por tanto tempo e depois não querer críticas não é sensato.

                Responder

                André Romero

                20 de agosto de 2018 às 18h50

                Virgílio, meu amigo, o Miguel falou o que eu ia dizer. Infelizmente, queiramos ou não, só restou a Ciro disputar os mesmos votos dos progressitas, depois da encurralada e da rasteira que o PT lhe aplicou, ao fazer uma anti-aliança com o PSB apenas para prejudicá-lo. Incrível os petistas não reconhecerem isso.
                O cara nada mais faz do que se apresentar como uma alternativa ao petismo, o que faz ele muito bem, ao meu ver. E ao contrário da propaganda petista que você assume como verdade, o que chamam de ‘ódio’ é qualquer manifestação do cara de discordância ao partido e de suas práticas. E isso não é só restrito ao Ciro, sejamos honestos: a vida inteira o PT agiu assim, desde Brizola.
                Por coerência, seria bom o amigo lembrar aqui dos inúmeros ataques dos petistas como aquela infame declaração da desastrada da Gleisi, que atacou Ciro, dizendo que aliança com ele ‘nem que a vaca tussa’.

                Responder

          JESSE OLIVEIRA GUIMARAES

          19 de agosto de 2018 às 00h36

          O Brito por ter sido Brizolista já me mereceu mais fé. Hoje não. O PT deixou de ser um partido político, para ser uma religião. Eu li o artigo em que ele e todos o petistas meteram o pau no Ciro. Lula nunca foi um esquerdista. Meirelles que o diga,

          Responder

        JOÃO BATISTA

        18 de agosto de 2018 às 18h42

        Ciro tem propostas e as apresenta para a decisão da sociedade.
        Ciro não está em busca de emprego. Ao contrário, Ciro quer gerar emprego e renda através das ações de seu governo, a maioria delas você toma conhecimento em http://www.portalcirogomes.com.br .

        Responder

William M.C

18 de agosto de 2018 às 15h35

Boulos pagando de otário nesta foto.

Responder

José Raimundo Caetano de Andrade

18 de agosto de 2018 às 15h28

Sobre o debate : Os candidatos não acham que nós eleitores somos todos idiotas : eles tem CERTEZA !!

Responder

Nostradamus ( Consultores políticos & osicólogos )

18 de agosto de 2018 às 15h26

Brasil! De mal a pior! Incluindo mídia, jornalistas, comentadores… Cada um pior do que o outro. Mais parece assombração, praga, cruza de filhote de credo em cruz com cruz credo! Debate ? Ou hospício ?

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h28

    E você é o alienista!

    Responder

      Nostradamus

      18 de agosto de 2018 às 17h05

      Por que não te calas ?

      Responder

        JOÃO BATISTA

        18 de agosto de 2018 às 18h46

        Porque este é um espaço democrático, nosferatu.

        Responder

      Carcará

      18 de agosto de 2018 às 17h14

      Miguel… deixa o PT em paz rapaz. Vocês só tem vida a partir de sentar o pau no PT ? Qual é pô ? Tu tens plena consciência do que fazes !!! Publica pois não estou xingando. Estou falando a verdade !!!

      Responder

Celia Maria

18 de agosto de 2018 às 15h19

Ah, Miguel.. Será que ainda tens salvação? Bola nas costas vem de onde menos esperamos. Mas é a vida. Até o final das eleições, paro de te ler. Me dói ver você, logo você, contra o PT. Saudações PTistas!

Responder

    Jandui Tupinambás

    18 de agosto de 2018 às 20h09

    Célia,

    também estou começando a desistir desse cidadão. Acho que ele é bipolar. Me recuso a enxergar coisa pior nele. Não tenho estrutura pra isto.

    Responder

      JOÃO BATISTA

      18 de agosto de 2018 às 20h19

      Tchau, querida!

      Responder

Miguel Graziottin

18 de agosto de 2018 às 15h03

Como é que é??!
Um candidato da direita contra Marina?
Está tirando o teu leitor para trouxa?
Marina É DIREITA!
Vamos respeitar a inteligência do leitor
Troque de lado se acha que deve
Mas não pense que só tem ingênuo lendo aqui

Responder

JOÃO BATISTA

18 de agosto de 2018 às 14h59

O site petista brasil247, mancheteou após o debate da band que a conversa mole entre confrades, alcunhada de debate paralelo, havia sido estrondoso sucesso. Estranho não terem repetido o feito durante o debate da redetv. Choque de realidade? Adeus às ilusões? Ou caíram na real?
Os debates na TV são muito úteis para que a cidadania (que fica acordada até uma da madrugada), em sua sabedoria, perceba as características de quem se candidata. E a internet está aí pra socorrer quem dorme cedo.
Ontem, não foi diferente.
Comecemos pelo candidato que lidera as pesquisas, Bolsonaro. Para quem o apoia, é melhor já ir se acostumando, pois trata-se de um ignorante, um tosco, um obtuso. A cena do mito com cola na mão é o fino da delinquência infantilóide num bípede com mais de 60 anos! A não-resposta ao questionamento do coxinha reinaldo azevedo, sobre contas públicas, deixou patente (!) a estupidez do troglodita. O passa-moleque que lhe impôs Marina deve ter aguçado seu sentimento machista, pois seu olhar em direção a ela era de quem, se pudesse, a agrediria ali mesmo. Marina, altiva, conteve-se para não apontar o dedo em riste para o tirano de aldeia.
E Boulos surfou na onda de Marina, cumprimentando-a e colando em Bolsonaro a condição de milionário, pois o meganha declarou ao tse possuir bens de valor acima de um milhão de reais. Portanto, é milionário. Além de empregador-fantasma com o dinheiro público. Boulos também colou um adesivo na testa (imensa!) de meirelles com a expressão “sem-vergonha”, após o decrépito tê-lo comparado a desocupado e apoiador de sem-teto.
Álvaro dias, a múmia, liga nada a lugar nenhum, com sua fala cansativa e reacionária tentando pregar o futuro após ter apoiado com entusiasmo a conversão do brasil ao atraso e aos escombros atuais. É tão fraco que os demais sequer deram-se ao trabalho de pespegar-lhe a pecha de coxinha golpista.
E o geraldo? Ah, o geraldo… Ou, como naquele humorístico, geraaaaaaaldo… Sua fala monotônica, seu aspecto careta, seu nariz de pinóquio, seus argumentos falseados e aquele tom afirmativo do típico canastrão, de fazer alberto roberto cobrar royalties. Nem a caipirada de sampaulo o suporta mais. Posa de santo… e é santo! Mas na planilha da odebrecht. Um autêntico e legítimo cara-de-pau! Ou de chuchu, já murcho é verdade. E ainda tem os pés marcando dez pras duas. Fico imaginando a reação do coroinha geraldo após dar um tapinha num baseado, como haddad disse que fez.
Ciro mostrou-se um cavalheiro. Gentilezas para com o chuchu, elogios a Marina, help a jair sobre o tempo restante e o posicionamento da câmera, sorrisos com Boulos, tudo em busca do resgate da imagem que seus medíocres adversários ao longo do tempo, na falta de propostas e de caráter, apoiados pela mídia venal, tentaram lhe impingir de destemperado. Inteligentemente, Ciro usa os debates para manchetes, cujos temas apresentará na campanha e no horario eleitoral, pois sabe que o tempo e o formato não permitem mais que isso. Evoluiu da band para a redetv, embora tenha estourado o tempo na apresentação. Ciro tem muito a dizer, enquanto os demais têm mais a esconder. Seus mais de 38 anos de vida pública sem máculas, aliados à capacitação e à graduação, fazem de Ciro o melhor, o mais preparado para a presidência, com um plano Nacional de desenvolvimento capaz de colocar o país na direção correta, deixando no passado a disputa entre coxinhas e mortadelas que tanto mal já causou ao Brasil.
Daciolo, Deus nos abençoe!

Responder

    NeoTupi

    19 de agosto de 2018 às 14h11

    Se o objetivo de Ciro é usar o debate para produzir manchetes, neste debate da RedeTV, qual foi a manchete que Ciro produziu?

    Responder

      JOÃO BATISTA

      19 de agosto de 2018 às 16h42

      Retirar o nome de 63 milhões do spc/serasa;
      2 milhões de empregos do primeiro ano de governo;
      Retomar as obras paradas de infraestrutura;
      Retomar os campos do pré-sal;
      Ampliar a utilização das refinarias do Brasil evitando importação;
      Internalizar produção de fertilizantes, defensivos, medicamentos veterinários e implementos para agronegócio e agricultura familiar;
      Internalizar produção de medicamentos e equipamentos no complexo da saúde;
      Internalizar produção de equipamentos do complexo da defesa;
      Internalizar produção de equipamentos para indústria do petróleo;
      Refazer a reforma trabalhista;
      Revogar a pec 95 (teto de gastos);
      Revigorar a indústria brasileira, que caiu de 30% para 11% do pib;
      Reduzir os juros para consumidores a partir da redução da dívida pública, que hoje representa dispêndio de 51% do ogu;
      Tratar segurança pública investindo em inteligência;
      Além de outras ideias, propostas e compromissos.
      Acesse http://www.cirogomes.com.br .
      Tá tudo lá, mortadela.

      Responder

      André Romero

      19 de agosto de 2018 às 18h39

      NeoTupi, nesse formato bitolado de debate, feito exclusivamente para enganar trouxa e desinformar, como fala com propriedade o nobre Nassif, com cada candidato com 45s para dizer algo que preste, a única coisa possível e digna de registro é um episódio grotesco como esse entre Marina e Bolsonaro.

      Responder

alcides

18 de agosto de 2018 às 14h51

Cara na boa.. Para de Se imparcial, Marina não foi aplaudida e pronto, que ideia é essa de falar algo que não aconteceu, quem está com duvida reveja o Debate..

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h06

    Marina aplicou um passa-moleque no meganha. Como o mito é do rio, ele levou um calça-arriada. E Boulos deu-lhe um peteleco ao expor que o sumango é um milionário, já que declarou possuir mais de um milhão de reais em bens. E a cola na mão? Kkkkkkk

    Responder

    CezarR

    18 de agosto de 2018 às 16h11

    Meu caro, eu não gosto da Marina, mas ela foi aplaudida sim. Gostaria eu que o Ciro tivesse tido o mesmo desempenho, mas o destaque desse debate foi a Marina, infelizmente.

    Responder

      alcides

      18 de agosto de 2018 às 18h54

      Em qual momento ela foi aplaudia ?…Vc assistiu o debate ? .. teve duas vezes que a plateia se manifestou. Certo ? … Diga então qual o momento exato que marina foi aplaudida ? .. Foi depois que ela falou, foi antes da fala dela, foi depois da fala de bolsonaro, foi antes da fala de bolsonaro..

      Não estou dizendo que Bolsonaro ganhou ou que Marina ganhou, até mesmo porque achei o Debate muito fraco.

      O que eu acho absurdo, é eles na cara dura pregar algo que não aconteceu.. Para facilitar a internet ta aí é só visualizar, simples assim.
      https://www.youtube.com/watch?v=sZox2B5PPCY ( 1:59:24 ) Reveja essa parte do Debate..

      Responder

        CezarR

        18 de agosto de 2018 às 21h02

        Sim meu caro, vi o debate do início ao fim. Marina foi aplaudida no momento que o vídeo é cortado, mas achomque na versão integral, será bem audível. Outro momento de aplausos, infelizmente foi nas considerações finais do Bolsonaro.

        Responder

        CezarR

        18 de agosto de 2018 às 21h07

        Pois é, revi. Agora fiquei na dúvida se os aplausos foram pra ela ou para o Bolsonaro.

        Responder

    alcides

    18 de agosto de 2018 às 19h01

    Como não conseguir de forma alguma editar o comentário, vou responder mesmo ..
    correção Parcial e não imparcial.. na verdade seria muito bom se os jornais fosse imparciais.. talvez assim Aécio já estaria na cadeia..

    Responder

    alcides

    18 de agosto de 2018 às 19h04

    Digo parcial e não imparcial… Bem que o site poderia deixar a opção de editar comentário…

    Responder

Rodrigo

18 de agosto de 2018 às 14h47

Miguel gastou 9 parágrafos pra criticar o PT e 8 parágrafos para fazer análise de 8 candidatos,

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h12

    Mortadelas adoram apontar seus dedos imundos para todo mundo, mas não toleram a opinião alheia. Os integrantes dessa seita são democratas estilo idi amin, fidel, hitler, stalin, mao, kadafi, e outros.

    Responder

Luis Philippe Santoro

18 de agosto de 2018 às 14h47

Esses jornalistas esquerdopátas são lamentáveis, dizer que fulano chamou o molusco de BANDIDO e ficar todo DODÓI ! ! ! É BANDIDO, é LADRÃO é um CRÁPULA que rouba até os presentes dados a outros presidentes, que roubou até 7 pavões do palácio, encontrados no sitio de Atibaia, que roubou a saúde do brasileiro pobre com os BILHÕES desperdiçados com Africa, Cuba, Venezuela, etc, etc, etc, lula é um REBOTALHO, uma escória sem caráter, um ser desprezível que culpa até a esposa morta ! ! Que Deus tenha piedade da alma desse desgraçado ….

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h15

    Bolsominion manifestoche, volta pro reduto, santa!

    Responder

    JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

    18 de agosto de 2018 às 17h02

    verdade só faltam as provas.

    Responder

    Zuleica Nascimento

    19 de agosto de 2018 às 21h44

    Que pavões?
    Nunca ouvi falar nisso…

    Responder

Machado

18 de agosto de 2018 às 14h41

O que este retardado esta fazendo com uma biblia na mão ?
Esse pais pirou de vez.

Responder

T. Max

18 de agosto de 2018 às 14h39

O debate foi um show de hipocrisia promovido e patrocinado pelo mercado fascista.
As propostas fascistas , neoliberais , manterão o pais no rumo de uma guerra civil.
Esse meliantes, marginais, que postulam cargo de presidente da república, com proposta de destruição e venda do patrimônio nacional e o empobrecimento da nação queimarão no fogo do inferno. Gloria a Deus!

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h18

    Volta pra caverna, glutão!

    Responder

Ari

18 de agosto de 2018 às 13h47

Análise ou Crítica ao PT?

Responder

    JOÃO BATISTA

    18 de agosto de 2018 às 15h26

    O ilustre escriba foi comedido, respeitoso, quanto à seita.
    Poderia ter relembrado palocci, ze dirceu, andre vargas, vacarezza, joao paulo cunha, delcidio, silvinho land rover, delúbio e tantos outros.

    Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com