Boulos em Recife

Notas internacionais (Ana Prestes) 31 de outubro

Por Ana Prestes

31 de outubro de 2018 : 14h05

– As opiniões de Paulo Guedes sobre o Mercosul repercutiram ao longo de toda a terça (30) no Brasil e no mundo. Em especial entre os países membros do bloco. O atual chanceler brasileiro, Aloysio Nunes, também se pronunciou sobre o tema com artigo no Estadão, defendendo que quem “ideologizou” o bloco foi o PT e que o Governo Temer recolocou o Mercosul no eixo certo.

– Em entrevista nesta manhã de quarta (31) à CBN, o general Augusto Heleno, provável futuro Ministro da Defesa do Governo JB disse que um dos grandes desafios da pasta será o combate ao narcotráfico na região de fronteiras e que o Brasil não vai promover ingerência sobre assuntos internos da Venezuela, apesar de “torcer” para que o país mude de rumo político.

– O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, deve comparecer à cerimônia de posse de JB como presidente da República em 1º de janeiro de 2019. Se ele vier, será a primeira visita de um chefe de governo israelense ao Brasil desde a criação do Estado de Israel, em 1948. Segundo a imprensa, a intenção de vir à posse foi comunicada pelo próprio Netanyahu a JB durante conversa telefônica na segunda-feira (29).

– A OTAN iniciou há poucos dias manobras militares (Triden Juncuture) que têm sido consideradas “as maiores desde o fim da Guerra Fria”. Foram mobilizados 50 mil soldados, 65 navios e 250 aviões de 31 países em uma área disputada com a Rússia no Ártico. Trata-se da recuperação de uma área de soberania da Noruega, segundo o secretário geral da OTAN, Jens Stoltenberg. A relação entre OTAN e Rússia está estremecida desde a incorporação da Criméia.

– Diante da ofensiva da OTAN, a Rússia declarou na terça (30) que vai testar esta semana mísseis em frente a Noruega, na mesma área em que a OTAN conduz as manobras militares denominadas Trident Juncture 2018. Fontes da diplomacia russa afirmaram que “apesar das tentativas um tanto desajeitadas dos representantes da OTAN e seus estados-membros de apresentar essa atividade militar como defensiva, está claro que essa demonstração de força é de natureza anti-russa”, segundo matéria da France Press.

– Continua a pressão sobre a Arábia Saudita para o esclarecimento do caso do desaparecimento e morte do jornalista Jamal Kashoggi no consulado saudita em Istambul, capital da Turquia. Cada vez mais aparecem elementos de que o assassinato pode ter sido motivado por questões referentes à guerra no Iêmen, instaurada pela Arábia Saudita desde 2015. Segundo o Washington Post, Khashoggi reunia provas sobre o uso de armas químicas pela Arábia Saudita nos ataques ao Iêmen.

– De acordo com entrevista concedida na terça (30), o presidente Trump quer abolir através de uma ordem executiva o direito à cidadania concedido a todos os que nascem nos EUA, para evitar que filhos de imigrantes ganhem cidadania. O anúncio foi feito em momento de efervescência política no país, às vésperas das eleições legislativas de 6 de novembro. A mudança pretendida por Trump exige, no entanto, mudança constitucional.

– Anielle Franco, irmã de Marielle Franco, participou nesta segunda (29) da Cúpula Mundial de Defensores dos Direitos Humanos em Paris e recebeu convite para se reunir com o presidente francês, Emmanuel Macron, no palácio do Eliseu.

– O encontro do qual Anielle participou ocorreu no Espaço Niemayer, na sede do Partido Comunista Francês. O prédio foi projetado por Niemayer nos anos 60 do século passado, em tempos de ditadura no Brasil. O encontro reuniu ativistas por direitos humanos de todo o mundo, 20 anos após a declaração das Nações Unidas sobre os defensores de direitos humanos, que discutiram qual o caminho para seguir nas próximas décadas, em um momento de ascensão de líderes autoritários em várias partes do mundo. A eleição de JB no Brasil foi um dos temas debatidos. Segundo a Anistia Internacional, em 2017 foram assassinados 312 defensores de direitos humanos em todo o mundo. Para 2018 é esperado um número ainda maior, especialmente em países como México, Colômbia, Brasil, Filipinas, Guatemala e Honduras.

– Chefe da CEPAL, Alicia Bárcena, alertou nesta segunda (29) em Conferência no México que há um abismo de renda se aprofundando em países centro-americanos, como Belize, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá. Cerca de 600 mil jovens buscam emprego nessa região, para aproximadamente 250 mil vagas existentes.

– Está programada para hoje, 31 de outubro, a votação na ONU contra o Bloqueio Econômico à Cuba. Ontem (30), o chanceler cubano Bruno Rodríguez disse que o governo dos EUA tem tentado criar maiores tensões e colocar obstáculos à votação.

– Há um comentário mundial de que pode estar chegando ao fim a era Merkel na Alemanha, que já dura 13 anos.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

31 de outubro de 2018 às 19h39

Essa suposta guinada de Bolsonaro em direção aos EUA é que me preocupa. Melhor seria ir toureando os americanos e os chineses sem fechar canais…JB, lembre-se de Getúlio e da CSN!

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com