Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

PCdoB e PPL se fundem para sobreviver à cláusula de barreira

Por Miguel do Rosário

27 de novembro de 2018 : 14h23

Nota à imprensa

A eleição de Jair Bolsonaro, da extrema direita, coloca em alto risco a democracia, a soberania
nacional e os direitos do povo brasileiro.

Face a essa realidade, impõe-se a união das mais amplas forças políticas, sociais, econômicas e
culturais para empreender a resistência e exercer a oposição, tendo como convergência a
defesa da democracia, da Constituição de 1988, dos direitos dos trabalhadores e dos
interesses nacionais.

Diante desse quadro e visando a cumprir suas responsabilidades com o Brasil e seu povo, o
Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Pátria Livre (PPL) iniciaram um elevado
diálogo, buscando uma solução política e jurídica para atender às exigências, na forma da lei,
de superação da cláusula de desempenho – e assim criar as condições para seguir cumprindo
um papel relevante na busca de soluções para o Brasil, particularmente nesse período de
resistência democrática em que ingressamos.

Desse diálogo frutífero, veio a convicção de que as duas legendas, em relação ao presidente
eleito e ao seu futuro governo, têm o entendimento comum, a visão tática confluente de que é
preciso agregar, sem hegemonismos ou imposições, um leque amplo de forças para
empreender a resistência, a oposição e a luta contra o retrocesso e o obscurantismo. As
conversações também ressaltaram as afinidades programáticas entre os dois partidos.

De comum acordo, as direções das duas legendas concluíram, então, que o caminho para
realizar os objetivos propostos é o da unidade, cujo encaminhamento prático, legal e imediato
é a incorporação do PPL ao PCdoB. Esse processo, assentado na legislação e nos estatutos das
duas legendas, se efetivará simultaneamente em suas instâncias de decisão e deliberação.
Para concretizar esse processo, acontecerá, no próximo dia 2 de dezembro, uma reunião
conjunta de instâncias máximas das duas legendas, na qual será comunicada a decisão
tomada. O evento ocorrerá às 10 horas no auditório do Sindicato dos Eletricitários, na cidade
de São Paulo, rua Thomaz Gonzaga, 50, Liberdade.

Luciana Santos
Presidenta do Partido Comunista do Brasil – PCdoB

Sérgio Rubens de Araújo Torres
Presidente do Partido Pátria Livre (PPL)

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mirtes

28 de novembro de 2018 às 12h17

Dois grandes partidos

Responder

    Mirtes

    28 de novembro de 2018 às 15h03

    São duas legendas de valor nesta luta sem fim pela causa democdemocrática.

    Responder

    Mirtes

    29 de novembro de 2018 às 19h19

    Ou melhor, duas grandes legendas

    Responder

Cerqueira

28 de novembro de 2018 às 08h48

Por várias vezes foi levantada a importancia dos partidos progressistas
em multiplicar os esforços em buscar e eleger bons candidatos para
o legislativo. Não foi por falta de aviso.

Responder

Paulo

27 de novembro de 2018 às 22h04

Na verdade não houve fusão, houve incorporação. Quando li o título da matéria, já previa algo do tipo, rs. Duvidei, de antemão, que a defecção do Partidão capitulasse gratuitamente ao inexpressivo PPL…

Responder

Eu Mesmo

27 de novembro de 2018 às 16h10

Acho engraçado pátria livre e comunismo juntos. Nada mais antagônico do que isso. Esse tal PPL faz bem em deixar de existir.

Responder

Deixe um comentário