Live de Haddad e Pimenta

Divulgação

A nova delação de Palocci contra Lula

Por Redação

19 de janeiro de 2019 : 13h12

Começamos com a defesa do ex-presidente.

No site de Lula

Sobre histórias de Palocci e motoristas plantadas hoje contra Lula

18 de janeiro de 2019

A Lava Jato tem quase 200 delatores beneficiados por reduções de pena. Para todos perguntaram do ex-presidente Lula. Nenhum apresentou prova nenhuma contra o ex-presidente ou disse ter entregue dinheiro para ele. Antônio Palocci, preso, tentou fechar um acordo com o Ministério Público inventando histórias sobre Lula. Até o Ministério Público da Lava Jato rejeitou o acordo por falta de provas e chamou de “fim da picada”.

Mas o TRF-4 decidiu validar as falas sem provas de Palocci, que saiu da prisão e foi para a casa, com boa parte de seu patrimônio mantido em troca de mentiras sem provas contra o ex-presidente. O que sobra são historinhas para gerar manchetes caluniosas.

Todos os sigilos fiscais de Lula e sua família foram quebrados sem terem sido encontrados valores irregulares.
Há outros motoristas e outros sigilos que deveriam ser analisados pelo Ministério Público, que após anos, segue sem conseguir prova nenhuma contra Lula, condenado por “atos indeterminados”. Curiosa a divulgação dessa delação sem provas justo hoje quando outro motorista ocupa o noticiário.

Assessoria de Imprensa do ex-presidente Lula

***

Agora, a “acusação”, ou seja, a reportagem publicada ontem, em texto e vídeo, no Jornal Nacional.

No Jornal Nacional

Dilma deu corda para aprofundar investigações e implicar Lula, diz Palocci

Em delação, ex-ministro dos governos petistas disse que Lula pediu a ele cerca de nove vezes dinheiro em espécie com valores, em média, de R$ 50 mil.

Para assistir ao vídeo da reportagem, clique na imagem.

18/01/2019 22h32

Num novo depoimento, o ex-ministro de governos petistas Antonio Palocci delatou diversos pagamentos em dinheiro vivo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como propina pela construção da usina de Belo Monte.

A Polícia Federal anexou o depoimento a um dos inquéritos da Lava Jato. O TRF-4 homologou esta delação de Antonio Palocci em 2018.

No depoimento, o ex-ministro relata conversas com Marcelo e Emilio Odebrecht e que cerca de R$ 15 milhões foram destinados a Lula em razão da participação da empresa em Belo Monte.

Palocci conta que, a pedido de Paulo Okamoto, Marcelo Odebrecht pagou R$ 4 milhões por meio de doações ao instituto e que Marcelo teria dito que os valores seriam devidos pela obra de Belo Monte.

Palocci afirmou ainda que Lula pediu a ele – aproximadamente nove vezes – dinheiro em espécie, e que os valores, em média, chegavam a R$ 50 mil. Lula pedia que Palocci não informasse sobre os pedidos a ninguém; que em determinada oportunidade levou R$ 50 mil em espécies a Lula no terminal da Aeronáutica em Brasília, durante a campanha de 2010, dentro de uma caixa de celular na frente do motorista Cláudio Gouveia.

Palocci disse ainda que, em São Paulo, recorda-se de outro episódio de quando levou dinheiro em espécie a Lula dentro de caixa de uísque até o aeroporto de Congonhas; e que recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega, testemunhadas pelo motorista Carlos Pocente.

Os dois motoristas prestaram depoimento à PF e confirmaram fatos narrados pelo ex-ministro.

Em um depoimento complementar, Palocci disse que “durante o crescimento da Operação Lava Jato, Dilma deu corda para o aprofundamento das investigações, uma vez que isso sufocaria e implicaria Lula”. Palocci cita uma suposta ruptura entre Lula e Dilma.

Segundo Palocci, Lula era “um ex-presidente dominante, que queria controlar o governo de sua indicada e preparar sua volta à Presidência, sendo que isso exigia um controle do financiamento lícito e ilícito do Instituto Lula e do PT, ao passo que a presidente Dilma lutava pela renovação do seu próprio mandato”.

Palocci contou ainda que, certa vez, Dilma disse que se pode fazer o diabo quando é a hora da eleição.

Palocci disse que conversou com Lula sobre o triplex em Guarujá durante a Lava Jato e perguntou ao ex-presidente: “Por que você não pega o dinheiro de uma palestra e paga o seu triplex”? E Lula respondeu: “Um apartamento na praia não cabe em minha biografia”.

O ex-ministro também detalhou as negociações de pagamento de propina com o delator Otávio Azevedo, da Andrade Gutierrez, que acabou participando da construção de Belo Monte. De acordo com Palocci, o dinheiro foi dividido entre o MDB e o PT.

O que dizem os citados

A defesa de Lula afirmou que Antonio Palocci produziu mais uma narrativa mentirosa e mirabolante contra o ex-presidente em troca do que chamou de benefícios negociados clandestinamente com agentes do estado para produzir resultados políticos contra Lula.

Também declarou que é manifestamente ilegal o vazamento desse depoimento prestado à Polícia Federal. Segundo a defesa, essa situação deve merecer pronta iniciativa do diretor-geral do órgão e do ministro da Justiça e Segurança Pública para investigação e punição dos envolvidos.

A defesa disse ainda que Lula não recebeu qualquer valor de Palocci e que o ex-presidente não é o proprietário do triplex do Guarujá.

A defesa de Antonio Palocci e dos motoristas Cláudio Gouveia e Carlos Alberto Pocente afirmou que eles continuarão colaborando com a Justiça e que os motoristas são só testemunhas do caso.

A defesa de Otávio Azevedo afirmou que não teve acesso ao depoimento; que o cliente já prestou todos os esclarecimentos necessários; e que o inquérito sobre Belo Monte comprova a veracidade das alegações.

A Andrade Gutierrez afirmou que apoia toda iniciativa de combate à corrupção; que busca esclarecer fatos ocorridos no passado; e que segue colaborando com as investigações em curso dentro do acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal.

A defesa de Paulo Okamoto negou qualquer recebimento de valor de Antonio Palocci; disse que as delações da Odebrecht nunca afirmaram tal fato; e que o cliente já foi julgado e absolvido na Lava Jato.

O Instituto lula afirmou que Palocci inventou histórias sem provas para sair da prisão e que as doações ao instituto saíram da conta da Odebrecht, declaradas dentro da lei e sem contrapartidas.

A Odebrecht afirmou que está disposta a colaborar de forma eficaz com as autoridades em busca do pleno esclarecimento dos fatos narrados pela empresa e seus ex-executivos; e que segue comprometida com uma atuação ética, íntegra e transparente.

O MDB declarou que lamenta que Palocci cite indevidamente o nome de terceiros para se livrar das acusações.

A assessoria de imprensa de Dilma Rousseff afirmou que, mais uma vez, Antonio Palocci mente em delação premiada; que ele não tem provas que comprometam a idoneidade e a honra da ex-presidente; que é fantasiosa a versão de que ela teria dado corda para a Lava Jato implicar Lula; e que isso não passa de uma tentativa vazia de intrigá-la com o ex-presidente.

O Partido dos Trabalhadores tem afirmado que todas as doações foram legais e aprovadas pela Justiça.

O JN não conseguiu contato com as defesas de Emilio e Marcelo Odebrecht.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

29 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

ari

20 de janeiro de 2019 às 12h49

É o país em que vivemos. Há mais de uma ano, desafio nas redes alguém a apresentar uma prova contra o Lula, o PT, Dirceu ou Vaccari. Já fui xingado “n” vezes, recebi respostas como “está nos autos” (não está) mas prova que é bom nada. Um mínimo de conhecimento de luta de classes dá para perceber do que se trata. De mais a mais, Lula vem recebendo apoio de pessoas do nível do Papa Francisco, Mujica, Chomsky, juristas da estatura de um Ferrajoli e dezenas de outros, para não falar de brasileiros, como se essas pessoas andassem pelo mundo apoiando corruptos. Lula está preso? Mandela, Luther King, Gandhi, Tiradentes, os Irmãos Naves, Dreyfuss, para falar apenas dos mais conhecidos, também estiveram presos. Infelizmente a imbecilidade tomou conta de parte do país, particularmente da classe média que não se cansa de ser bucha de canhão das classes dominantes.

Responder

    Roque

    20 de janeiro de 2019 às 20h58

    Pronto já fez o seu trabalho sujo de hoje. Agora pare de lamber as bolas do calango bebum condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, e vá arrumar algo de útil para fazer. Estas viúvas do condenado estão eufóricas, kkkk.

    Responder

Tânia Mara Silva De Lima

20 de janeiro de 2019 às 09h45

Dinheiro em caixa de telefone e de bebida, E visão de raio X dos motoristas convenientemente seus. CHAPEUZINHO VERMELHO É MAIS VEROSSÍMIL.

Responder

    Renato

    21 de janeiro de 2019 às 07h38

    Bem, você queria que Palocci entregasse o dinheiro vivo a Lula na frente dos motoristas ? Dinheiro de corrupção é entregue assim ? Agora me responda, se eram inocentes caixinhas de Wisky e celulares , por que não mandar um boy ou um mototaxista ? Um ministro da fazenda da república ficar fazendo papel de boy pela cidade, só num governo honesto e esquerdista . Você é mais que assume o peido se Lula peidar !,

    Responder

Ioiô de Iaiá

20 de janeiro de 2019 às 06h18

Provas, cadê as provas?
Na Idade Média era assim. Bastava acusar alguém de bruxaria e era o fim para o acusado. Alguns idiotas aqui (quintas colunas ou fascistas de pijama) devem gostar de ver acusações sem provas. Se fosse contra eles, não pensariam do mesmo jeito.

Responder

    Renato

    20 de janeiro de 2019 às 09h22

    Gente como você é tipo de pessoa que se estiver com Lula num elevador, o ex-presidente peidar, você logo dirá que quem peidou foi o cara da esquina e que o fez só para incriminar o ex-presidente .

    Responder

Paulo

19 de janeiro de 2019 às 22h17

É tudo verdade, na minha opinião. Mas Palocci terá que provar, ao menos alguma coisa…

Responder

    Renato

    20 de janeiro de 2019 às 09h24

    É engraçado que um ministro da fazenda fique se deslocando pela cidade para , volta e meia, entregar caixas de uísque a Lula . Só num governo de esquerda, de base socialista e sem apego a coisas materiais e a liturgias de cargos, isso acontece !

    Responder

Rui Neto

19 de janeiro de 2019 às 21h29

Pultocci e suas putarias.
Prova mesmo cadê.
E o mais engraçado de tudo é que o Pultocci não fez nada, quem fez tudo foi o Lula.
Pultocci é médico, Lula torneiro mecanico. Quem tem mais condições de fraudar o sistema financeiro ? Quem tem mais conhecimento lula ou pultoccI ?
É muito estranha os feitos e malfeitos do TRF4. São atitudes que causam muita estranheza.

Responder

Justiceiro

19 de janeiro de 2019 às 19h47

Palocci tosquiou Lula de vez.

Querem uma prova? Basta vez se entrou os 4 milhões depositados pela Odebrecht na conta do Instituto Lula. Confirmado o depósito, acabou o mimimi.

Ou vão dizer que a grana foi doada por que Marcelo Odebrecht tem o coração bom e admira o trabalho que o Instituto Lula faz…faz o que mesmo?

Responder

    Carlos Eduardo

    19 de janeiro de 2019 às 21h21

    Fácil, pede desculpas, neste governo não é assim?

    Responder

      Renato

      20 de janeiro de 2019 às 09h45

      Se Lula nunca pediu desculpas pelo caixa 2 ( “Todas as doações foram realizadas estritamente dentro dos parâmetros legais e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral” . Lembra-se desse mantra petista ?) , pediria desculpas o ex-presidente pelos bilhões roubados ? Lula não é tão humilde assim !

      Responder

        Carlos Eduardo

        20 de janeiro de 2019 às 16h26

        Não entendi a relação entre o seu comentário e o assunto em questão.

        Responder

Alan Cepile

19 de janeiro de 2019 às 16h43

Essa Farsa Jato é uma PIADA!

Responder

    Renato

    20 de janeiro de 2019 às 09h28

    Pergunte aos presidiários Lula, Sérgio Cabral, Eduardo Cunha, Geddel Vieria, Zé Dirceu, Marcelo Odebrecht , Delúbio Soares, entre outros, ” a lava jato é uma piada ?”. Só a lobotomizada militância petista acha que é !

    Responder

      Alan Cepile

      20 de janeiro de 2019 às 16h39

      Uau! Vejo que vc pensa que sabe muito sobre mim, muito prazer, meu nome é Alan e NÃO SOU petista, lamento….

      Agora deixemos de bobagens e vamos ao assunto que interessa. Cunha e Cabral eu não sei, mas os outros é certeza que concordarão comigo.
      Só golpistas natos podem concordar em usar delação como prova, me diga um precedente no mundo onde isso acontece, por favor.
      Me diga em qual país democrático um presidente seria grampeado e o responsável não seria preso por, no mínimo, colocar a segurança e a soberania nacional em risco.
      Cite um precedente onde um juíz de primeira instância faz condução coercitiva com um ex-presidente, sem ter feito 3 avisos prévios antes da condução como manda a lei, e tendo avisado a emissora de tv reconhecidamente contra este ex-presidente para que estivesse lá antes da chegada da PF para mostrar tudo ao vivo, influenciando a opinião pública.
      Cite exemplos neste planeta de onde acontece operações da PF – que deveriam correr em sigilo – onde a mesma emissora de tv sempre chega antes até dá própria PF, inclusive sendo uma reclamação das demais emissoras.
      E pra terminar, explique pq esse Moro não aceitou o depoimento do Rodrigo Tacla Duran….
      Digo e repito: ESSA FARSA JATO É UMA PIADA!!

      Responder

        Alan Cepile

        20 de janeiro de 2019 às 16h43

        CORRIGINDO: grampeou a presidenta em exercício e um ex-presidente na mesma ligação sem nenhuma base legal, um crime duplo!

        Responder

          Juisticeiro

          20 de janeiro de 2019 às 17h59

          Doutor Sérgio Moro grampeou um investigado da justiça. Se ex-presidente não o difere de qualquer cidadão. Se a estocadora de vento ligou para ele, a conversa foi ouvida.

          E o papel que o Bessias ia levar para Lula? “Só usa se for necessário”. Isto é: só usa se a PF for te prender.

          Os dois tramaram um crime.

          Responder

            Alan Cepile

            20 de janeiro de 2019 às 18h18

            Doutor é quem tem doutorado, esse verme aí no máximo colou na provinha da OAB, se tanto…

            Ah, então quer dizer que pra grampear o presidente, aliás, qualquer pessoa, não precisa de autorização da justiça???? O brazil é a selva?? rsrsrs

            Os ois tramaram um crime?? Qual foi?? Aquele que o MP acusou de uma coisa e o juiz cafona condenou por outra??? Sentença inédita no direito mundial…..

            Responder

              Roque

              20 de janeiro de 2019 às 21h02

              kkkkk, pq vc não assume a defesa do calango bebum??? Tá sabendo mais do que o zanin testa lisa. Petista safado, larga de ser vaca de presépio, e pare de defender bandidos condenados.

              Responder

          Renato

          20 de janeiro de 2019 às 23h59

          Deixe de ser burro, Alan Cepile. A presidenta , aquela idiota que Lula conseguiu colocar na presidência, não estava sendo grampeada. Lula, ex-presidente e sem foro especial, era quem estava no grampo.
          São impressionante seu nível de seu desconhecimento e sua baixa capacidade de raciocínio .

          Responder

        Renato

        20 de janeiro de 2019 às 23h49

        Petista, você pode não ser , mas lobotomizado ………com certeza . Ainda esse mimimi de Tacla Duran ? É só isso que você tem contra Moro ?

        Responder

        Renato

        20 de janeiro de 2019 às 23h52

        Petista, você pode não ser , mas lobotomizado ………com certeza . Ainda esse mimimi de Tacla Duran ? É só isso que você tem contra Moro ?
        “sem ter feito 3 avisos prévios antes da condução como manda a lei”. Cite o número da lei e o artigo que diz que o indivíduo tem que ser , por três vezes , avisado previamente. Ah esses lobotomizados !

        Responder

Zé da Paia

19 de janeiro de 2019 às 15h13

Olha, é só mais uma estória sem prova. Beira ao ridículo essa sanha do TRF4 em condenar o Lula. O tempo e a História ( verdadeira e com H maiusculo) vão mostrar a verdade.
No fundo no fundo Sergio Moro não passa de um zé da paia, um grande picareta.
Chega a ser infantil, pueril, inventar uma delação que envolve motorista contra o Lula justamente agora que Bolsonaro está encalacrado com seu motorista laranja da família sambando e rindo no hospital mais top do brasil.
Fantasia que vai bombar no carnaval desse ano será a do QueIroz.
Bolsonaros roubando nas barbas do Moro e ele fica quietinho quietinho. Não ouviu, viu e nem sabe de nada.
Vejam coxinhas quem é seu herói.

Responder

    Renato

    20 de janeiro de 2019 às 10h19

    O tempo e a História já estão mostrando a verdade. Lula , prestes a sofrer mais uma condenação, continua preso, babaca. Os mineiros meteram o pé na bunda de Dilma e os brasileiros na bunda do poste Haddad. Está aí a verdadeira história

    Responder

      Alan Cepile

      20 de janeiro de 2019 às 16h46

      A condenação do Lula pelo farsante serginho moro é uma aberração do direito penal única no planeta Terra.

      Lula foi acusado de uma coisa e condenado por outra coisa que em nada tinha a ver com a acusação.

      Se for capaz, prove que isso não é verdade…

      Responder

        Renato

        21 de janeiro de 2019 às 07h48

        Mimimi – Lula foi condenado por Sérgio Moro e também pelo TRF4, não se esqueça. Foi acusado e condenado por ter recebido , com benfeitorias , um imóvel de valor bem maior ao que tinha adquirido e por isso está, babaca , está preso.

        Responder

        marco

        21 de janeiro de 2019 às 11h06

        Delatar sem provas só no Brasil da ” Farsa a Jato “.
        No “fiofó ” dos outros é refresco.

        Responder

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com