A entrevista de Lula a Bob Fernandes

Uma análise do acordo entre Petrobras, DoJ e MPF

Por Miguel do Rosário

10 de março de 2019 : 15h51

Os dois documentos necessários para analisarmos, com o máximo de objetividade e imparcialidade possíveis, o acordo celebrado entre Petrobras, MPF e Departamento de Justiça do governo americano (DoJ) são esses:

1 – (Doc 1) Um documento em inglês, assinado a 26 de setembro de 2018, apenas uma semana antes do primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil do mesmo ano, entre a Petrobras e o DoJ. Link original do DoJ.

2 – (Doc 2) Um documento de 17 páginas, em português, contendo os termos do acordo entre Petrobras e Ministério Público Federal. Link original do MPF.

Lendo os dois documentos com frieza, e tentando pôr de lado a irritação de ver a Petrobras ser roubada duas vezes, a primeira pela corrupção em si, a segunda por “acordos judiciais” que usam valores puramente especulativos para tungar a estatal com multas bilionárias, podemos destacar algumas coisas.

    • O acordo firmado no Doc 1 serve como validador de que a Petrobras terminará de pagar o valor de 2,95 bilhões de dólares (R$ 11,41 bilhões) a uma ação coletiva privada, movida por acionistas da empresa nos EUA.
    • A estatal se compromete a pagar 853,2 milhões de dólares (R$ 3,3 bilhões) a autoridades do Brasil (80%) e EUA (20%), como multa. Dos 20% que irão para os EUA, o próprio departamento de justiça (DoJ), através de seu órgão especializado em fraudes (Fraude Section), receberá 10%, e o SEC (Securities and Exchange Commission), que é a Comissão de Valores Mobiliários americana, ficará com os outros 10%. Cada um desses 10% corresponde a 85,32 milhões de dólares, ou 330 milhões de reais. Ou seja, o acordo firmado com o Ministério Público significa que o governo americano tungará a Petrobras em R$ 660 milhões. Nada mal.
    • Já o acordo mostrado no Doc 2, que trata mais especificamente do fundo criado no Brasil, sob gestão do Ministério Público Federal, trata do que será feito com os US$ 682,56 milhões (R$ 2,6 bilhões), ou 80% do total da multa cobrada à Petrobrás.
    • Nesse documento, está explícito que 50%, ou R$ 1,3 bilhão será usado para “satisfação de eventuais condenações ou acordos com acionistas que investiram no mercado acionário brasileiro”.
    • Os outros 50% do mesmo acordo será usado para fins xaroposos sugeridos pelo MPF.
    • No anexo C do Doc 1, consta uma cláusula pela qual a Petrobras se compromete a entregar às autoridades americanas informações comerciais de caráter confidencial.
    • No Doc 2, o MPF tratou de incluir uma verdadeira ameaça aos interesses nacionais. Caso o acordo entre Petrobras e MPF não seja cumprido, 100% do valor acordado com o DoJ (R$ 3,3 bilhões) irá para o governo norte-americano. Isso é fake news. O acordo original entre Petrobras e Doj fala em “autoridades” brasileiras e não MPF.

  • O foro para dirimir qualquer dúvida sobre o acordo foi, naturalmente, a justiça federal de Curitiba, ou seja, o mesmo núcleo político interessado no acordo.
  • Os signatários, da parte do MPF, no acordo com a Petrobras, são a velha “panelinha” de Curitiba, alguns acusados de ligações com esquemas de extorsão dos réus. Na cabeça de todos, o companheiro Deltan Martinazzo Dallagnol.

Conclusões: tendo em vista que a maior parte (80%) dos recursos previstos no acordo firmado entre MPF, DoJ e Petrobras destina-se ao fundo a ser gerido pela “república de curitiba”, sendo que, deste total, metade será reservada para eventuais indenizações para “acionistas” privados da estatal, podemos atribuir a responsabilidade maior por mais esse golpe no petróleo brasileiro ao núcleo original da Lava Jato. Foi esse núcleo que promoveu uma “cooperação internacional” com autoridades norte-americanas que não respeitou nem os interesses estratégicos da sociedade brasileira, além de desrespeitar, sistematicamente, a soberania jurídica, política e econômica do país.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

29 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Olint

13 de março de 2019 às 04h38

Esse é o verdadeiro Cafezinho!

Responder

Gustavo

11 de março de 2019 às 19h34

Resumindo o autor: brasileiro pode roubar brasileiro, mas não pode dar aos yankees

Responder

    Maria Líbia

    12 de março de 2019 às 01h01

    E por que daria aos Yankee? Quando que os americanos, ao assaltar vários países no mundo inteiro, andou distribuindo o butim que conseguiram para os amigos? E nós nem amigos somos deles. Somos apenas colônia.

    Responder

    CezarR

    12 de março de 2019 às 10h05

    Mas é isso mesmo! É uma questão de nacionalidade. Nossa sujeira e nossas virtudes são nossas, nós devemos resolvê-las e não nos entregarmos de calças arreadas aos estrangeiros. Uma nação de verdade é assim!

    Responder

BRASILEIRO ABANDONADO NO BARCO A DERIVA

11 de março de 2019 às 16h13

Não vejo mais ninguém do STF…!!! Alguém poderia me dar uma dica da pauta deles para março e abril ? Vai ter ou não ?
E aquela votação sobre a homofobia vai ser retomada quando ?
O Tofolli já comprou os remédios para não se contorcer tanto na cadeira quando seus pares contrariam suas silenciosas ideias malévolas ? Fica tão evidente que dá para ler os seus pensamentos. Crápula, abre essa pauta!

Responder

Nostradamus ( bacia, banquinho, psiquiatras para esses crentes & porrete )

11 de março de 2019 às 15h38

Fora Bolsonaro, miliciano, fora da lei, alaranjado, mentiroso, fake, pornográfico, um verdadeiro peso na vida do nosso povo! Irresponsável como estes aí de cima na foto.
IMPEAACHHEMENT JÀ !!!
LULA LIVRE !!!

Responder

    leandro oliveira

    11 de março de 2019 às 20h38

    Enquanto isso os golpistas estão com a panela no c*

    Responder

Justiceiro

11 de março de 2019 às 14h56

Petistas, parem de reclamar que vocês não tem direito a nada. Esse dinheiro foi recuperado do roubo bilionário promovido pelo presidiário de Curitiba.

Responder

    ari couto

    11 de março de 2019 às 16h40

    Imbecil, pode falar um pouquinho mais sobre esse roubo bilionário? Sabe como é, onde, quando como? Mas sem repetir chavões da internet

    Responder

      Justiceiro

      11 de março de 2019 às 17h20

      Calma, Ari Couto, que eu não quero que você tenha um infarto. Quero que você sofra mais, morra aos pouco vendo seu líder estrebuchar na cadeia.

      12 bilhões recuperados pela força tarefa da Lava Jato e você chama isso de chavão? Só do seu deus foram bloqueados 11 milhões, mas isso e ninharia perto do que está escondido por ai. Mas a lei vai achar esse dinheiro.

      Responder

        Maria Líbia

        12 de março de 2019 às 00h48

        Nao vai achar nao. Eles são muito incompetentes pois nao acharam os milhões do Serra, do Alkmin, do dono do avião cheio de drogas, das malas cheias de dinheiro no apto. de vc sabe quem, do Queiroz, etc., etc . Viu como são incompetentes?

        Responder

    Nostra

    11 de março de 2019 às 18h34

    Impedimento no presidente do miliciano Justiceiro! E xixi na bunda deste impostor fora da lei.

    Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    11 de março de 2019 às 20h19

    VTNC seu FDP !!!

    Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    11 de março de 2019 às 20h19

    VTNC seu FDP !!!!

    Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    11 de março de 2019 às 21h38

    VTNC seu FDP…

    Responder

EU AVISEI

11 de março de 2019 às 09h50

Participação do setor industrial no produto interno bruto brasileiro é a menor desde 1947.

Diretor golpista da FIESP é exposto na Europa e fica histérico
https://www.youtube.com/watch?v=-fCr_yH6n4A

Responder

    Alencar

    11 de março de 2019 às 10h46

    Espero que o novo governo consiga reverter essa situacao de grave desindustrializacao da economia deixada pelos governos da ultima decada. O Brasil precisa se reconstruir.

    Responder

    Justiceiro

    11 de março de 2019 às 14h59

    E assim mesmo você ainda votou no kit, não foi?

    Bolsonaro vai ter muito trabalho pra recuperar o Brasil da desgraça que o PT promoveu.

    Até que Temer fez sua parte e já tirou o país da recessão, mas falta muito.

    Responder

Alcantara

11 de março de 2019 às 08h24

Colaboradores da CIA.
Canalhas! Canalhas! Canalhas!

Responder

Gerson

10 de março de 2019 às 21h48

Esses caras tem más intençoes e sempre tiveram. Essa suposta fundaçao do MPF é unica e exclusivamente para uma coisa: viabilizar a candidatura de Moro e de procuradores. Sem falar num otimo meio de lavar dinheiro.
Quem nao quer administrar 2,5 bilhoes.
Tão é levantando o dinheiro da futura campanha eleitoral deles proprios a cargos de presidente, governador, senador, deputado etc.
É asquerosa essa proposta do MPF. É abjeta.
Deixa eu ver se eu entendi. Uma Fundaçao com 2,5 bilhoes de dinheiro do povo e o povão sem medico, sem hospital, sem escola, sem professor, sem segurança, sem saneamento basico. Enquanto isso certas pessoas andando com carrao pago pelo Estado. Os caras nao sao ingenuos nao. Ingenuo é o povo que perdeu o emprego por causa deles.

Responder

Batista

10 de março de 2019 às 21h22

Tá tudo dominado!
Perderam o pouco de pudor e vergonha que restava-lhes e mais não precisa ser dito, precisa ser reagido.

Responder

Miguel

10 de março de 2019 às 20h15

Ânsia de vômito, náuseas, nojo, são os sentimentos mais leves que tenho ao ver estes senhores.

Responder

kalifa

10 de março de 2019 às 19h57

O que incomoda , além dos aspectos legais, claro, é a tentativa de encobrir e não dar a justa publicidade ao ato acordado. Essa postura , discreta, vai de encontro, choca-se à operação desde o momento em que consolida-se alicerçada justamente pela publicidade. Até filme dessa operação foi feito. Por que, então, após transcorrer dias em que juíza curitibana homologa o acordo é que o “povo” é informado? Por que o segredo?

Responder

Paulo

10 de março de 2019 às 19h37

Fazer acordo prevendo repasse de recursos ao Fisco americano é repugnante. À Securities and Exchange Commission, até acho razoável – pois ninguém lança ações num mercado de ações sem assumir responsabilidades pela gestão proba da empresa. O combinado não sai caro (já os valores eventualmente poderão ser questionados). Quanto ao Fundo do MP, acho ilegal, em princípio, pois a questão de eventuais ressarcimentos de acionistas, à semelhança do proposto no acordo com a Petrobrás nos EUA, deveria ser tratado pela Comissão de Valores Mobiliários local…

Responder

Zé Maconha

10 de março de 2019 às 18h31

Faltou dizer que isso é uma enorme ilegalidade.
Desde de quando o MP pode gerir recursos?
E nesse caso ele teria que fiscalizar a si mesmo?
Um absurdo completo do ponto de vista legal , além de lesar o país.

Responder

Sérgio Araújo

10 de março de 2019 às 18h15

O MPF conseguiu que essa multa (que não é um ressarcimento) ficasse no Brasil, por tanto se torna público obviamente.

Agora o PT querer questionar isso para desfarçar me parece ridículo, como sempre.

Responder

    Tacla Duran

    10 de março de 2019 às 19h24

    kkkk Agora a culpa é do PT dos lavajateiros lavarem 2,5 bi do dinheiro público em proveito própio. Como ele é mansinho com a quadrilha de Curitiba.

    Responder

      Sergio Araujo

      10 de março de 2019 às 19h58

      ??

      Responder

Marcelo

10 de março de 2019 às 17h22

Em outro país esses filhos da puta estariam presos, aqui vão distribuir mais de 1 bilhão para que eles mesmos recebam boladas por “seminários”, “palestras” e “consultorias” “anticorrupção”.

Responder

Deixe uma resposta