Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Oposição vai ao STF contra reforma da Previdência

Por Redação

25 de abril de 2019 : 23h15

Oposição entra com mandado de segurança para anular votação da reforma da previdência na CCJC

25/04/2019

Nesta quinta (25), PSOL, PC do B, PSB, PT e PDT impetraram um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal pedindo a anulação da votação realizada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, a CCJC. A decisão tomada na última terça-feira (23) foi favorável a constitucionalidade da reforma da previdência.

Para ler o mandado de segurança na íntegra, clique aqui.

No dia anterior à votação, PSOL, PT, PC do B e PDT entraram com um mandado de segurança contra o Ministério da Economia, a Casa Civil e seus chefes para que fossem divulgados dados e cálculos da reforma da previdência que haviam sido colocadas em sigilo.

Durante a CCJC, a oposição entrou com um requerimento de suspensão da tramitação em razão da renúncia da receita, que não havia sido divulgada. Como previsto pelo regimento, o requerimento contava com assinaturas de 1/5 dos membros da Casa, mas foi ignorada pelo presidente da Comissão, Felipe Francischini. A reação do presidente motivou o novo mandado de segurança.

Publicado no site do PSOL

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gustavo

26 de abril de 2019 às 13h42

O governo Bolsonaro é mestre em dar tiro no pé. Ocultar dados do estudo até parecia fazer sentido para evitar polemizar na CCJ, mas o efeito negativo de alguém esconder as coisas é muito pior (não por isso a PGR está cobrando explicações).

Agora essa manifestação da Oposição é puramente casuísta. Ela não está nem de longe interessada em saber o impacto fiscal ou qualquer outra coisa. A presidente do PT já deu declarações de que será contra e sequer tem contraproposta. A ilustre Maria do Rosário questionou porque tanta economia se nada vai pra educação (como se economia previdenciária que ainda não zera o déficit fosse suficiente).

A reforma da previdência nunca será justa, mas se não houver discussão séria teremos sempre reformas pela metade. Não é a toa que FHC teve suas alterações, Lula teve alterações, Dilma teve de lidar com isso, Temer teve que mexer e Bolsonaro vai ter que mexer e provavelmente graças a oposição, o próximo presidente terá de mexer.

A reforma proposta tem pontos bons e ruins (como todas suas antecessoras). Lula taxou inativos e fez mudanças e só conseguiu porque em algum momento de lucidez do congresso houve o apoio necessário. Seria louvável se essa oposição que está indo ao STF decidisse apresentar propostas alternativas e não simplesmente obstruir por obstruir. Aí sim seria grandeza e não puramente uma molecagem de que não tem maioria.

Uma última observação omitida no texto. O presidente da sessão não simplesmente ignorou como informa o texto. Existiam assinaturas que foram reconhecidas e apenas com as reconhecidas não foi possível atingir o quórum mínimo das assinaturas.

Caso o STF reconheça o pleito o que ganharemos com isso ? O retorno da proposta para a CCJ e sua posterior aprovação novamente (foram 48 x 18). Só perderemos tempo o que mostra o caráter puramente protelatório. Se a oposição realmente estivesse preocupada, apresentaria ideias e não recursos.

Responder

    Sérgio Araújo

    26 de abril de 2019 às 17h24

    O único interesse é fazer bagunça, atrasar, tumultuar, fazer baderna, duvido saibam o que está escrito no texto da reforma.

    São animais falantes.

    Responder

maria do carmo

26 de abril de 2019 às 10h28

Parabens a oposicao, reforma tem que ser mostrada ao povo brasileiro especialmente ao trabalhadores ponto por ponto com especialistas didatas, sigilo e criminoso leiam Eduardo Moreira ecoomista e ex banqueiro as 44 razoes para nao aceitarmos a reforma da previdencia e Maria Lucia Factorelli e varios outros especiliatas integros, senhores internautas facam comunicacao boca a boca, primeiramente esse governo fascista devem cobrar os grandes devedores da previdencia, itau, bradesco, swift, globo e todas a outras grandes empresas e bancoa devedores da previdencia nao da para relacionar pois seriam laudas e laudas, essa reforma nao pode ser aprovada, os empresarios acham os impostos altos, mas poderiam baixar, se esses mesmos grandes empresarios sonegadores pois todos sonegam inclusive tem contadores especialistas, parabens a oposicao derrubem essa reforma criminosa que quer ser aprovada nas sombras, por esse governo fascista e reajam tambem ao exterminio do ministerio do trabalho que o Getulio Vargas fez la atraz , contamos com os partidos decentes, quanto aos politicos deputados que votarem a favor da reforma nao serao reeleitos nunca mais, nao serao eleitos nem para sindicos de predio , leiam sobre a reforma da previdencia no Chile os velhos sem condicoes de sobreviver se suicidam, comecem a se informar anotando o nome dos deputados que por 40 milhoes aprovaram a reforma e so se informarem os que ja aprovaram e nao se esquecam de ver o partido e estado repassem pela internet e meios de comuicacao que tiverem, e sua sobrevivencia, e classe media acordem voces se acham elite mas nao passam de capacho da elite e nao demora muito estarao desempregados na rua da amargura, nao esquecam esse governo veio para retirar direitos e entregar o Brasil ao EEUU seremos escravos, Parabens a oposicao parabens deputados e politicos parai sso voces foram eleitos para defender os menos favorecidos que por trabalharem 8 horas e mais 2 a 4 horas conducao nao tem condicoes de poder se defender

Responder

    Petralha ruminante

    28 de abril de 2019 às 00h27

    Acho que vc comeu canabis em vez de capim, nao épossível que alguem fale tanta merda estando sobrio.

    Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?