Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

25 governadores se reúnem com Bolsonaro

Por Redação

09 de maio de 2019 : 10h06

Governadores defendem novo pacto federativo em reunião com Maia, Alcolumbre e Bolsonaro

Entre as demandas dos governadores estão a regulamentação da Lei Kandir; a prorrogação do Fundeb e o repasse a estados e municípios dos recursos obtidos com a cessão onerosa dos campos de petróleo

Governadores defenderam nesta quarta-feira (08) um novo pacto federativo para garantir maior estabilidade financeira aos estados, em reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia; o presidente do Senado, Davi Alcolumbre; e o presidente da República, Jair Bolsonaro. Participaram do encontro 25 governadores e vice-governadores e cerca de 20 líderes partidários ou de blocos do Congresso, além do ministro da Casa-Civil, Ônix Lorenzoni.

Em documento divulgado para imprensa, os governadores pedem a revisão da Lei Kandir, que compensa financeiramente os estados pelas perdas de arrecadação com o ICMS; a prorrogação do Fundeb, que se encerra em 2020, cujos recursos financiam a rede pública de ensino nos estados e nos municípios; a garantia de repasses aos entes federados dos recursos obtidos com a cessão onerosa dos campos de petróleo; o aumento em 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM); a aprovação da securitização, que permite ao poder público a venda de créditos a receber; e a implementação do chamado Plano Mansueto, de equilíbrio fiscal dos estados.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), afirmou que a reunião com os demais chefes dos executivos estaduais não teve respostas concretas por parte do governo federal. Segundo Bezerra, diversas pautas importantes para os estados não foram atendidas pelo Planalto.

“É mais uma reunião do fórum dos governadores da qual saímos sem uma resposta concreta. Daqui a uma semana, é que o governo vai se posicionar sobre a maioria dessas iniciativas, que dependem da aprovação do Legislativo”, disse a governadora.

Previdência

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), reconhece que a análise da reforma da Previdência impede a apreciação pelo Congresso de projetos que tenham impacto nas finanças da União, mas defende que outras propostas entrem na pauta, como a securitização e a cessão onerosa.

A governadora Fátima Bezerra entrega ao ministro Onyx Lorenzoni e aos presidentes do Senado e da Câmara reivindicações dos governadores

“Acho muito difícil aquilo que afeta caixa do Tesouro avançar, até porque não tem nenhum sinal do Governo Federal. Tenho plena convicção que uma reforma da Previdência sairá, fazendo as mudanças que achamos interessante”, afirmou Casagrande.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), defendeu a aprovação da reforma da Previdência como condição para que as demandas dos governadores e prefeitos sejam atendidas pelo governo federal.

“Não se trata de chantagem do governo federal colocar a reforma da Previdência como condicionante. Se não houver a reforma da Previdência, o que é consumido do orçamento federal com o déficit do sistema Previdenciário vai eliminando a possibilidade de investimentos em outras áreas”, ponderou.

Na última segunda-feira (6), em visita ao Piauí, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia defendeu que estados e municípios sejam mantidos na reforma da Previdência (PEC 6/19). Para Rodrigo Maia, não adianta resolver o problema do sistema previdenciário federal e os estados continuarem com problemas fiscais e dificuldades de pagamento de aposentadorias, pensões e salários de servidores.

Comissões Instaladas

Atendendo à pauta dos governadores e prefeitos, Rodrigo Maia marcou para esta quarta-feira a instalação de duas comissões especiais para analisar propostas de emenda à Constituição (PECs). Uma delas é relacionada ao FPM e outra ao Fundeb.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Geórgia Moraes
Publicado na Agência Câmara Notícias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Leon

09 de maio de 2019 às 21h45

Deve custar uma fortuna fazer 25 governadores irem a “brazilia”, a capital da sub-colônia. Se o pais não estivesse em crise , e os estados não estivessem falidos até vai. Mas na situação atual me parece um absurdo; Ainda não sabemos se todos os governadores foram de voo comercial ou de jatinho do estado. Ainda tem gastos com comitivas, diárias, hotéis, etc;
A sub-colônia esta em crise. Os estados da sub-colônia estão falidos; As familias em processo acelerado de empobrecimento e miséria.

Responder

    Henrique

    10 de maio de 2019 às 00h10

    Chamem Lula, Dilma e Mantega de volta que a prosperidade retorna .

    Responder

Zé Maconha

09 de maio de 2019 às 18h57

Sobre o Moro ter perdido o COAF e tendo frustrada sua tentativa de barrar a investigação de Flávio Bolsonaro , nada.
Sobre os protestos contra os cortes nas universidades , nada.
Em vez disso notícias banais sobre o governo , como essa , e de novo a Tabata e seu blá blá blá
A quem serve Miguel do Rosário?
Reflitam.

Responder

    Alan C

    09 de maio de 2019 às 22h42

    1) Teve vídeo ao vivo dos protestos contra os cortes nas universidades;
    2) Tem uma matéria sobre a questão do COAF neste momento.

    O petismo/lulismo birrento e infantil é cego, surdo e mudo pra qualquer coisa que não diga amen a São Lula da Silva.

    Responder

Amigo da Onça

09 de maio de 2019 às 15h41

A Bezerrada do MDB já dominou o Bolsonazi e agora a vaca magra vai ficar só na pele e no osso. Qualquer pequena caminhada fica toda desconjuntada. Eu nem falo nada para as feras… Vão morrer
de fome na briga de foice. Eita cachorrada! Nova política miliciana desde Lacerda!

Responder

LUPE

09 de maio de 2019 às 12h19

Caros leitores

Claro que é altamente meritoso
qualquer esforço para salvar o Brasil
da destruição em curso.

Mas, o Anjo Exterminador ,
na minha opinião ,

vai ouvir por um ouvido
e deixar sair pelo outro.

Porque a que tudo
tudo
tudo
tudo indica
é que ele tem uma Missão,
já comprometida e aceita (a que preço, não se sabe………….):

DESTRUIR O BRASIL.

(Que é do interesse dos nossos inimigos.
Destruir o Brasil
significa povo massacrado, ignorante,
desesperado,
com altíssimas taxas de desemprego.

Povo pouco capaz
de reagir aos saques e pilhagens
escabrosos
das riquezas do Brasil.

Que a Grande Mídia esconde,
não informa,
não comenta.

Não faz Lava Jato….).

Por quê???????

Responder

Carcará

09 de maio de 2019 às 11h48

zzzzzzzzzzzzziiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii baixa que ai vem bamba cambada de pactuantes com o demônio do norte! Logo logo não vão ter mais queijinho na mesa com cafezinho quente e pão manteiga… não vão entregar… as tropas do exército não vão poder desbloquear… baixa… fdp… aí vem bomba…zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzziiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiBUM BUM !!! Chama o Meireles!

Responder

Brasuca uma aldeia de debilóides

09 de maio de 2019 às 11h31

Tv tabajara blog blog blog direto de Brasília. Só o mais que faz. Alisa Bozo. Só no sarro!

Responder

Admar

09 de maio de 2019 às 11h28

Somos Retardados!!!

Responder

Renan

09 de maio de 2019 às 11h04

Estudantes se reúnem em defesa da educação;

https://pbs.twimg.com/media/D6F_3NeW4AARgS2.jpg
https://pbs.twimg.com/media/D6Fpy5SW4AEnKkO.jpg

A mídia golpista boicota os estudantes.

Responder

    Alan C

    09 de maio de 2019 às 11h08

    O PIG não mostra pq isso, em tese, favorece a esquerda, e nesse caso eles preferem o país afundando com a bozolândia.

    Responder

      Admar

      09 de maio de 2019 às 11h26

      Esse PIG é a nossa Desgraça!!!

      Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?