Audiência pública no Senado sobre reforma da Previdência

Arrecadação federal cresce 1,28% em abril

Por Redação

23 de maio de 2019 : 16h48

Receita Federal arrecadou R$139 milhões em abril

No período acumulado de janeiro e abril de 2019, a arrecadação registrou o valor de R$ 524.3 milhões

por publicado: 23/05/2019 16h21 última modificação: 23/05/2019 16h42

A Arrecadação total das receitas federais atingiu, em abril de 2019, o valor de R$ 139.030 milhões, registrando alta real (IPCA) de 1,28% em relação a abril de 2018. No período acumulado de janeiro e abril de 2019, a arrecadação registrou o valor de R$ 524.371 milhões, com acréscimo pelo IPCA de 1,14% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Quanto às receitas administradas pela Receita, o valor arrecadado, em abril de 2019, foi de R$ 127.999 milhões, representando um decréscimo real (IPCA) de 0,34%, enquanto que no período acumulado de janeiro e abril de 2019, o valor chegou a R$ 499.165 milhões, representando um acréscimo real (IPCA) de 0,30%.

De acordo com o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros, auditor-fiscal Claudemir Malaquia, “ o resultado da arrecadação do mês de abril foi determinado pela conjugação de dois principais fatores. O primeiro são os indicadores macroeconômicos cuja trajetória aponta para um menor dinamismo da atividade econômica. O segundo principal fator está relacionado com as compensações tributárias. Ao se comparar os valores deste ano com o ano anterior, pode-se verificar uma elevação desta modalidade de pagamento dos débitos fiscais. Considerando-se o resultado do mês como um todo, a arrecadação do IRPJ e da CSLL contribuíram positivamente, efeito trazido do lucro das empresas em 2018.”

Acessar os relatórios do resultado da arrecadação.

Publicado no site do Ministério da Economia

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

23 de maio de 2019 às 19h28

Ué, mas não diziam que tudo estava ruindo e estávamos à beira da falência fiscal da União? Às vezes, desconfio de que esse clima de “terrorismo social” é, em parte, pelo menos, artificialmente criado para forçar a barra da aprovação da Reforma da Previdência. O interesse dos banqueiros em abiscoitar o dinheiro dos contribuintes é abissal…

Responder

    lucio

    23 de maio de 2019 às 20h00

    quem “diziam”? bolsomerda, a direita, os empresarios, os latifundiarios… nao só os banqueiros.

    Responder

Neo Colonia

23 de maio de 2019 às 17h48

Sonegômetro bate record 223 BILHÕES e 689 MILHÕES de reais, e ainda querem vender o patrimônio do povo, vender a previdência, retirar direitos dos trabalhadores. Até o final do ano deve passar dos 500 bilhões;

Responder

    Justiceiro

    23 de maio de 2019 às 20h22

    Tudo isso de sonegação? E por que o rato presidiário não cobrou isso quando estava no poder? Ah, já sei! Cobrou sim, mas por fora.

    Responder

Deixe uma resposta