Audiência pública no Senado sobre reforma da Previdência

Foto: Ian Cheibub/Folhapress

COAF com Moro ou Guedes, mesquinharia para dividir a esquerda

Por Redação

23 de maio de 2019 : 18h33

O debate sobre quem votou na questão do COAF me parece inteiramente sensacionalista e pueril.

Não faz absolutamente nenhuma diferença, do ponto-de-vista político, qual a pasta controlará o COAF.

Moro e Guedes são igualmente canalhas. E quem mantém o controle de tudo ainda é Jair Bolsonaro e os militares, que mandam na “inteligência” do governo.

Isso sem falar, de maneira genérica, nos altos estamentos burocráticos, que foram essenciais para o golpe, e que estão encastelados tanto no Ministério da Justiça quanto na Economia, no TCU, nos MPs e nos tribunais superiores.

Aliás, o judiciário tem acesso ao COAF quando quiser, visto que cabe a ele quebrar o sigilo de qualquer operação bancária ou fiscal.

Se a COAF ficasse com Moro, haveria a vantagem de que poderíamos acusá-lo em caso de vazamento, o que o enfraqueceria.

Do ponto-de-vista da ordem econômica, porém, suponho que seja melhor ficar com Guedes, que me parece um pouco mais responsável. Mas também não tenho nenhuma certeza disso…

Entretanto, criar guerrinha dentro da esquerda por causa de uma questão no fundo meramente burocrática, me parece equivocado e mesquinho.

PCdoB e PT votaram todos em favor da Coaf com Guedes. O PSOL deu duas abstenções.

No PDT, de um total de 28 deputados, 8 deputados, contra a orientação do partido, votaram a favor de que a Coaf ficasse sob responsabilidade do Ministério da Justiça.

O PSB deu mais da metade dos votos à COAF com a Justiça, 17 de um total de 30, contra a orientação do líder Molon.

O PCdoB e PT, com todo o respeito, votaram pensando em “Lula livre”, cujo vilão maior é justamente Moro.

Os outros partidos fizeram reflexões diferentes.

Isso não significa que a minoria dos parlamentares da esquerda que votaram em favor da COAF no ministério da Justiça sejam favoráveis, em nada, às pautas de Bolsonaro ou aos arbítrios da Lava Jato. Afinal, de um jeito ou de outro, repito, a COAF continua sob responsabilidade do mesmo patrão, o governo federal.

Tulio Gadelha, do PDT de Pernambuco, por exemplo, votou em favor de que a COAF permanecesse junto ao Ministério da Justiça, e Gadelha sempre se manifestou publicamente contra prisão de Lula (basta procurar no google Túlio Gadelha, Lula livre).

Por essas e outras é que sou contra esses discursos de “união da esquerda”, o que apenas gera esse tipo de tensionamento sub-estudantil. Ou seja, produz exatamente o oposto do que se propõe: falar em “união da esquerda” ajuda a desagregar a esquerda. Talvez porque seja algo como falar em “casamento” no primeiro encontro. Dá a impressão de forçar a barra, de carência, de pressão emocional.

A esquerda não tem que “se unir” coisa nenhuma. Unida, ela se radicaliza, assusta o centro e se isola. O certo é o contrário, é se diversificar, mostrando ao país que é plural e democrática, e que sua convergência é puramente programática, porque aí abrimos espaço para atrair o centro.

Para dialogar e se juntar à nós, basta concordar com o projeto, não é preciso se autointitular de “esquerda” ou vestir camisa vermelha.

O importante, o essencial, é termos um projeto! E aí sim valeria investir recursos, na forma de seminários, debates, livros, vídeos.

A esquerda tem, sim, que amadurecer, oferecendo um debate mais sofisticado, responsável, objetivo, e trabalhar duro para conquistar o centro político, a opinião pública e as classes minimamente instruídas (para que estas se engajem no projeto, e ajudem a levar a mensagem às grandes massas marginalizadas).

Nas grandes pautas, a esquerda já está unida; não é preciso selfie de Haddad, Ciro, Dino, Freixo juntinhos se abraçando para provar isso.

Uma unidade real, orgânica, consequente, não se forja em encontros de gabinete, ou jogadas de marketing, mas unicamente nas ruas e na luta política, e ela se constrói aos poucos, com paciência, honestidade, franqueza, com a liberdade de nos criticarmos uns aos outros.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz

24 de maio de 2019 às 21h35

Concordo com o texto, a crença no lucro e no capitalismo é a mesma. Aliás, a pretensão da Lava-Jato em se tornar um foro de dimensionamento do lucro ainda incomodará gente realmente poderosa do sistema.

Responder

Admar

24 de maio de 2019 às 11h29

E desde quando “vazamentos criminosos” enfraqueceram o juizeco Moro???
Moro queria o COAF pra chantagear políticos que não votassem segundo a agenda do governo!!!

Responder

Paulo

23 de maio de 2019 às 23h33

“Quanto ao Guedes, mesmo sendo um chicago boy e um ultraliberal em termos econômicos, eu sou desenvolvimentista, não posso acusá-lo de antemão de agir de forma antiética no trato com informações de terceiros”. Ah, que raiva do Moro, não!? É com essas concessões neoliberais que a esquerda se perde, e nem percebe…

Responder

    Paulo

    23 de maio de 2019 às 23h35

    Ops, essa era uma resposta ao Alexandre Neres, e saiu como comentário autônomo…

    Responder

Alexandre Neres

23 de maio de 2019 às 22h40

Mais uma vez o Miguel em vez de fazer jornalismo, prefere faser política partidária. Tem a pachorra de dizer que o debate sobre a questão do COAF é inteiramente sensacionalista ou pueril. Não é. O que pega aqui é que o justiceiro caipira é comprovadamente vazador de processos sigilosos, afora o fato de espionar ilegalmente escritórios de advocacia. Não há cabimento em ficar sob suas asas os dados financeiros de milhões de brasileiros, pois o seu método é o de vazar seletivamente para os seus cupinchas na imprensa as informações, sobretudo dos seus adversários políticos. Quanto ao Guedes, mesmo sendo um chicago boy e um ultraliberal em termos econômicos, eu sou desenvolvimentista, não posso acusá-lo de antemão de agir de forma antiética no trato com informações de terceiros. Portanto, a questão é prática, só quando o Guedes se mostrar indigno de confiança, agindo tal qual o ex-juiz de camisas negras, é que poderei colocá-lo no rol dos depositários infiéis de informação alheia.

A posição do Miguel é porque 30% dos deputados neotrabalhistas do PDT votaram a favor de colocar a raposa tomando conta do galinheiro.

Responder

Zé Maconha

23 de maio de 2019 às 22h32

De mesquinharias para dividir a esquerda o Miguel entende bem.
Sei que se Moro e Bolsonaro querem uma coisa as pessoas decentes tem que querer o contrário.
De novo o PDT votando com Bolsonaro tsc tsc.

Responder

Henrique

23 de maio de 2019 às 22h04

Quem é Túlio Gadella ? É o namorado da Fátima Bernardes ?

Responder

Luis Campinas

23 de maio de 2019 às 21h34

Relativizando meu caro! Aliás, isso e buscando pelo em ovo!
De onde se tirou que quase tanto faz o COAF com um ou com outro?
Quantos votos Moro teve seja no campo da direita, do centro e da esquerda, por medo do poder que ele tem junto com seus “companheiros”? Fortaleçamos a ditadura do judiciário, expressada nele?
O que Moro fez com nosso país? Com os empregos? Com as nossas empresas? Com nossos empregos?Com nossa segurança? Com nossa presidenta? Com nosso ex presidente? Com uma mulher presa uma semana injustamente e sequer desculpas? O que fez com vazamentos? Com coercitivas? Será que blinda Queiroz e companhia? E o caso Marielle? E Tacla Duran, disse verdades? E o acordo para ser ministro do STF? E a patranha com os EUA junto com procuradores e suas fundações? E o futuro das disputas pela direita onde estará Moro? Com tudo isso, ele seria o mais adequado para cuidar destas informações?

Responder

    Miguel do Rosário

    23 de maio de 2019 às 21h36

    Concordo com tudo. Mas e o Guedes? O problema é esse. É um pior que o outro!

    Responder

      Luis Campinas

      24 de maio de 2019 às 10h06

      Miguel, duas questões: em todas as economias do mundo, órgãos como esse ficam com quem, justica ou economia? Pq aqui seria diferente? Talvez pq tenhamos aqui um juiz justiceiro e muito poderoso, não? A outra razão é que Moro e não Guedes representa o eleitorado mais expressivo de tudo que de pior construímos. Moro é a única figura de expressão eleitoral da extrema direita brasileira. Guedes do jeito que veio vai!

      Responder

      carlos

      27 de maio de 2019 às 18h29

      Eu volto a enfatizar esse tal moro é um delinquente, tanto como juiz e como ministro, esse vagabundo continua com o triângulo do crime, que é Zuculloto e Rosângela, defendendo a compra de produtos de cliente representado por seu escritório, aliás aonde anda a OAB, ainda existe, esse vagabundo já cometeu todo tipo, de crime pior do que ele só um tal Gilmar Mendes, esse já cometeu todo tipo de crime, sabotou, lesou etc…

      Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    23 de maio de 2019 às 22h29

    Obsessão anti-petista incompreensível.
    E, ainda, apoia os 2 canalhas Ciro e Cid Gomes…
    E pensar que o blog —- lá pelos idos de 2015…. —- era protagonista no flanco da esquerda, e dos progressistas.
    Hoje, passados poucos anos, está definhado, audiência decrescente…..etc…

    Responder

      Gilmar Tranquilão

      24 de maio de 2019 às 00h12

      O zé drogado usa a foto dele com outro nome kkkkkkkkkkkkk

      Responder

Paulo

23 de maio de 2019 às 20h53

É bom ver que há esquerdistas que votaram pelo COAF com Moro, pelo que sinaliza o gesto: intolerância à corrupção e uma abdicação do direito à impunidade, o que só mentes privilegiadas e evoluídas podem propiciar. Parabéns a todos os envolvidos! Nota de pesar pela decisão da maioria…

Responder

    Aliança Nacional Libertadora

    23 de maio de 2019 às 21h32

    Nessa hora até passa a lei do abate de Moro….

    O texto da “redação” acusou o cada vez mais claro o isolamento da quinta coluna…..de que adianta ser Lula Livre se é Moro no Coaf? O que é verdadeiro aí? Aliás agiram da mesma forma nas votações da PEC do fim do mundo, Reforma Trabalhista do Temer e pra variar no Golpe das pedaladas….

    O namorado da Fátima seria eleito como Tulio Gadelha? Ele também é um “Lehmanista”?

    Responder

      Miguel do Rosário

      23 de maio de 2019 às 21h58

      Que viagem lisérgica é essa?

      Responder

        Aliança Nacional Libertadora

        24 de maio de 2019 às 00h15

        Lei do abate foi sentido figurado obviamente me referi aos vazamentos seletivos….mesmo porque perseguindo o inimigo PT o Moro teria torcedores na quinta coluna ávidos por justiça boa e rápida para com os inimigos do Lehman inclusive…..

        Pense na integridade de um partido de “esquerda” que vota sempre dividido?

        https://g1.globo.com/politica/noticia/veja-como-deputados-votaram-no-impeachment-de-dilma-na-pec-241-na-reforma-trabalhista-e-na-denuncia-contra-temer.ghtml

        Soma-se aos apoios à eleição do Bozo…..e a vergonha de um partido ter que expulsar muitos integrantes por serem contra a esquerda….no caso o PDT……o PSB foi pior…..apoiou descaradamente o golpe e o pós-golpe….a neutralidade foi questão de sobrevivência para eles na última eleição…..poderiam mandar o PT às favas mas e embarcar na canoa do Coroné mas não o fez…..muitos não voltaram…

        Viajem lisérgica foi aquela pra Paris…..

        Aliás tivesse viajando na lisergia talvez compreendesse melhor a militância da quinta coluna…..droga de rico…

        Responder

        Olavo

        24 de maio de 2019 às 11h54

        Este maluco tá fumando muita bosta de boi…

        Responder

          Aliança Nacional Libertadora

          24 de maio de 2019 às 18h37

          Falou o “Olavão”.

      Paulo

      23 de maio de 2019 às 23h42

      Se é assim, creio que a “quinta coluna” tá sustentando mais a estrutura que as quatro outras..

      Responder

      Gilmar Tranquilão

      24 de maio de 2019 às 00h16

      Cara*lho, só faltou dizer que a Terra é triangular!! kkkkkkkkk

      Responder

        Aliança Nacional Libertadora

        24 de maio de 2019 às 18h41

        Argumento de um astrólogo…

        Responder

Deixe uma resposta