Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Brasil é campeão mundial em pagamento de juro de dívida pública

Por Redação

27 de junho de 2019 : 12h27

O Tesouro Nacional divulgou ontem o seu relatório mensal de maio sobre as contas públicas, intitulado Resultado do Tesouro Nacional.

A íntegra pode ser baixada aqui.

Eu separei alguns gráficos e uma nota publicada no site do Ministério da Economia. Um deles (acima) mostra que o Brasil é campeão mundial em pagamento de juros da dívida pública, quase 6% do PIB, bem acima da quebrada Argentina. Como se vê no gráfico, nenhum país desenvolvido gasta perto de 1% do PIB com juro de dívida pública.

No Ministério da Economia

Tesouro Nacional aponta crescimento da dívida pública em relação ao PIB até 2022

Caminho para redução do endividamento é consolidação do ajuste fiscal em andamento

por publicado: 26/06/2019 19h40 última modificação: 26/06/2019 23h12

Governo central registra déficit primário de R$ 14,7 bilhões em maio
Estoque da Dívida Pública Federal totalizou R$ 3,891 trilhões em maio

A Coordenação-Geral de Planejamento Estratégico da Dívida Pública apresentou nesta quarta-feira (26/6), após a coletiva do Resultado do Tesouro Nacional, um relatório com projeções para a dívida pública brasileira.

O documento mostra crescimento acentuado da dívida pública em proporção ao PIB, do patamar de 51,5% do PIB em 2013 para 80% do PIB em 2019.

A projeção mostra que, considerado o cenário base, o pico do crescimento da dívida será em 2022, quando vai atingir 82,2% do PIB. Em uma análise de risco, os 30% dos cenários mais favoráveis apontam para uma faixa que vai de 65,1% da dívida x PIB no melhor cenário, para 77,2 % no pior cenário em 2028.

O documento considera ainda para as projeções apenas a implementação do teto de gastos, ou seja, não leva em conta a possibilidade de aprovação ou não da Nova Previdência e de outras medidas econômicas.

Para a coordenadora de Planejamento Estratégico da Dívida Pública, Lena Carvalho, o caminho para redução do endividamento a níveis de dívida inferiores passa pela consolidação do ajuste fiscal em curso.

Para a redução da proporção dívida x PIB a patamares de países com grau de investimento em torno de 50% do PIB, por exemplo, seria necessário que o país obtivesse um primário adicional de 2,37% em 2028, além dos 2% previstos no cenário base.

Em comparação com outros países emergentes, como índia, Chile, México e Argentina, o Brasil está entre os que mais pagam juros sobre a dívida pública.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Douglas

14 de outubro de 2019 às 19h02

As mega taxa se devem ao fato de que em em 2008 um certo presidente pegou dinheiro emprestado de bancos privados com uma taxa de juros de 16% pra poder pagar de forma antecipada a dívida com o FMI com juros de 4.5% de juros graças a isso o Brasil aumentou a divida publica em quase 60% em 10 anos, ironicamente em 2012 o mesmo presidente já estava pedindo dinheiro pro FMI, ninca antes na historia desse país os bancos lucraram tanto

Responder

angelcoak@yahoo.com

28 de junho de 2019 às 09h54

O GOVERNO é incapaz de realizar ações positivas e parar de remunerar as sobras de caixas dos bancos c/ os altos níveis de juros, negociar firme a redução nos SPREADS bancários, realizar corretamente a escrituração contábil: pagamento de amortização é verdadeiramente *amortização,* pagamento de juros é juros! Entre outras ações positivas. É a metáfora de dar banho na criança e jogar a água suja fora, com ela, criança junto. Oh my God!
E esse Jegue só sabe repetir “desforma da Previdência, desforma da previdência, desforma da previdência” Volta prá Chicago para estudar de vdd.

Responder

Apocalipse Financeiro

27 de junho de 2019 às 18h18

Suiça -0.75% Dinamarca -0.65% Suécia -0.25% Japão -0.10% Bulgaria 0.00

Em 2017 19 paises europeus tinham taxa de juros negativas.

Responder

stalingrado

27 de junho de 2019 às 16h45

O PT não teve vontade política para este enfrentamento .
Não teve vontade política para enfrentar a Globo.
Ainda assim Dilma foi deposta e Lula preso.
Querer agradar os poderosos não garante nada.
Agora só resta a Lula fazer uma greve de fome . Sai de lá livre ou morto, só que lutando.

Responder

    Flávio

    27 de junho de 2019 às 17h28

    Lula em greve de fome, militonto ? Pra quê? Lula tem muares ,como você, que estão dispostos a fazer greve de fome por ele !

    Responder

    Romero

    07 de fevereiro de 2020 às 14h38

    O Lula foi preso por crimes, porque é bandido. Simples assim.

    Responder

Edgar

27 de junho de 2019 às 15h47

E também é campeão mundial do judiciário mais caro do mundo.
Uma máquina equipada para moer pobres.
Estamos batendo todos os records da barbárie.

Responder

Celso

27 de junho de 2019 às 15h37

E é no pagamento da dívida pública que existe a maior corrupção no país, cujo grande fiscal da lei nada faz

Responder

Thiago

27 de junho de 2019 às 15h28

O GENERAL HELENO COMETEU GENOCÍDIO CONTRA OS MISERÁVEIS HAITIANOS?

General Heleno, peça para sair ou seja exonerado! Por Eugênio Aragão
Publicado por Diario do Centro do Mundo – 27 de junho de 2019

Segue os dois parágrafos mais importantes da matéria de Eugênio Aragão
sobre o General Heleno, anteriormente citada:

“Notabilizou-se por arroubos políticos grosseiros, como o ataque ao Presidente Lula numa reunião de trabalho em que, visivelmente fora de si, esmurrou a mesa a exigir que seu suposto desafeto tomasse prisão perpétua.”

“O mesmo Heleno foi comandante do pilar militar da MINUSTAH, a missão das Nações Unidas para estabilização do Haiti. Nessa condição, conduziu suas tropas ao ataque à Cité du Soleil, bairro de extrema pobreza em Porto Príncipe, promovendo verdadeiro massacre contra a população civil. Nunca foi oficialmente cobrado por isso. Não, voltou ao Brasil e tornou-se Comandante da Amazônia, quando fez uma série de declarações politicamente motivadas, voltando-se contra a proteção das populações indígenas”.

“Mas, isso não foi tudo. Foi para a reserva e esteve à frente, como adjunto do Sr. Nuzman, do Comitê Olímpico Brasileiro, o que dispensa comentários sobre as lambanças na gestão de recursos públicos ali constatadas”.

Matéria completa do Eugênio Aragão:
https://www.diariodocentrodomundo.com.br/general-heleno-peca-para-sair-ou-seja-exonerado-por-eugenio-aragao/

Responder

    Flávio

    27 de junho de 2019 às 17h33

    “Eugênio Argão ” o brevíssimo ministro da justiça, o ávido bebedor de chá de ayahusaca , aquele comédia para quem a corrupção é apenas um elemento que azeita as engrenagens de nossa economia ? Ele é a cara da mediocridade de nossa esquerda !

    Responder

Alan C

27 de junho de 2019 às 13h12

Não tem pagamento de dívida nenhuma, pois a dívida só aumenta, assim como o lucro dos bancos, que significa meia dúzia de barões que nem imposto pagam. Essa farra toda as custas do trabalhador.

O Brasil é um país saqueado!

Responder

Flávio

27 de junho de 2019 às 12h41

Como dizia Dilma, a Anta, gasto público é vida. Vamos gastar !

Responder

    Ultra Mario

    27 de junho de 2019 às 12h50

    Aí você compara os gastos brasileiros no governo Dilma e vê que estão na média dos países subdesenvolvidos. É quase como se o problema não fosse o governo mas aí pensar nisso fritaria o cérebro de alguns que cresceram achando que pode culpar o governo de tudo.

    Responder

      Flávio

      27 de junho de 2019 às 17h20

      Ué, militonto, eu pensei que depois de Lula e Dilma , o Brasil fosse um país desenvolvido. Os juros de nossas dívida pública , que chegaram a 13% no governo de Dilma, a Anta, também estavam na média dos países subdesenvolvidos , caro militonto ? Não vou dizer que seu cérebro vá fritar , pois não se pode fritar o que não existe!

      Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?