Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Agência Brasil

Moro perde apoio entre políticos, juristas e ministros do STF

Por Redação

06 de julho de 2019 : 18h30

No blog do Renato Rabelo

Sérgio Moro perde apoio entre políticos, juristas e ministros do STF
Publicado por Redação em 6 de julho de 2019

A coluna Painel do Folha de S.Paulo deste sábado (6) indicou que se elevou a pressão sobre o agora ministro da Justiça, Sérgio Moro, após a divulgação de novas conversas reveladas pela revista Veja, em parceria com o The Intercept Brasil. Dois integrantes do Supremo, ouvidos pela coluna, disseram que, pela primeira vez, há indicação cristalina de que o então juiz cometeu, no mínimo, falta administrativa grave.

“Até operadores do direito que estavam ao lado de Moro ou em posição de observação deram passo atrás. Os trechos com maior repercussão no universo jurídico são os que indicam que Moro, então juiz, solicitou a inclusão de documentos em peças de acusação e também orientou investigadores a retardarem o cadastramento de papéis que imputavam pessoas com foro privilegiado, manipulando o timing de remessa de informações ao STF”, revela a coluna.

O jurista Miguel Reale Júnior, um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, que resultou no golpe parlamentar que afastou uma presidente eleita legitimamente, afirma que “se vê efetivamente um pendor do juiz na orientação da acusação”.

Para ele, as conversas registradas pela revista e pelo site apontam “um interesse do juiz em favor da acusação, tanto faz contra Lula, Cunha ou Cabral”. “O que espanta é essa proximidade. Conspirando contra a defesa. Presumia-se que a 13ª Vara fosse um juízo rigoroso, mas não comprometido.”

“Integrantes da elite acadêmica do direito sinalizam entendimento na mesma direção. Entre os políticos, é consenso que os diálogos publicados nesta sexta-feira (5) adicionam novo componente à crise. A solução, eles afirmam, só virá do Supremo. Moro rechaça qualquer ilegalidade. É crescente, portanto, a expectativa sobre a reação da corte. A avaliação, hoje, é a de que o presidente do STF, Dias Toffoli, mantém distanciamento do caso. O que dirigentes partidários indagam é se permanecerá nessa atitude até agosto, na volta do recesso, com a possibilidade de mais revelações”, diz nota da coluna.

Da redação com informações da Folha de S.Paulo

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

cruz

08 de julho de 2019 às 15h31

Esse negócio de “conduta inadequada” parece atriz falando de assédio sexual, pô, o cara é um tremendo farsante, não teve a mínima vergonha na cara de aceitar um prêmio como ministro em retribuição de sua “conduta inadequada” ( vá lá) na condenação de Lula sem provas, o que está, agora, vindo à tona. Ele vai ficar nessa lengalenga de dizer que as denúncias é que são ilegais e, mesmo assim, não disse nada demais, a justiça que é ele próprio, claro, não vai tomar nenhuma atitude, o embusteiro não vai se autoincriminar. Enfim, parece que estamos num beco sem saída e o jeito é aturar essa corja. Até quando?

Responder

CARLOS GARDEL

08 de julho de 2019 às 15h04

O espetacular DOUTOR JUIZ SERGIO MORO tem o apoio que IMPORTA.. o apoio das pessoas de BEM deste País. Então.. SEGUE FIRME SUPER MINISTRO DOUTOR SERGIO MORO.. pode ficar tranquilo que não permitiremos que a esquerdalha te incomode.

Responder

    DIONATA

    08 de julho de 2019 às 20h01

    Moro é tão de bem, que afundou o pais, ele fortaleceu grandes empresas, consequência, o povo esta empregado, o Brasil não sabe o que é crise, moro nunca aceitou cargo politico, a fim de seguir coimo juiz da lava jato, combatendo o crime, afinal moro é moro, não se discute, é o superman Brasileiro, foi ferozmernte atacado pelo batman do the intercept Brasil, que possui a unica kriptonita que pode desmascarar moro a verdade, provas documentais, segundo fonte jornalisticas cerca de 1 milhão em texo e aproximadamente 2 mil aúdios comprometedores,

    Responder

Marcio

06 de julho de 2019 às 22h00

O que adianta citar só quem tem a mesma opinião…??

Não seria mais interessante e inteligente citar também quem tem opinião diferente e confrontar ?

No plenário não teria chance nenhuma o Pilantra Máximo mas na segunda turma com o “Cumpanheru Giumà” e o ranzinze “Lewandowskevic” também não tem chance. Kkkkk

Responder

Edi Passos

06 de julho de 2019 às 20h55

“Para ele, as conversas registradas pela revista e pelo site apontam “um interesse do juiz em favor da acusação, tanto faz contra Lula, Cunha ou Cabral””.

Para variar o jurista Miguel Reale Júnior mente descaradamente, tentando colocar todos no mesmo balaio para salvar os seus e fazer com que o massacre sobre Lula continue. A verdade é que o bando de Curitiba, chefiado pelo ex-“juiz”, perseguiu criminosamente o PT como um todo e Lula de forma muito particular, por vários anos, ao mesmo tempo que tentava de todas as formas deixar os outros de fora. Cunha só foi preso e condenado porque representava um perigo para todos, inclusive para o PSDB e as milícias do RJ. Isso transparecia desde o início da farsa-jato, saltou aos olhos quando as delações contra Temer foram ignoradas e quando a mulher do Cunha foi absolvida, ficando comprovado quando se soube que Moro reclamou porque alguns desavisados queriam investigar FHC!

Outro detalhe: As investigações, condenações e prisão de Sérgio Cabral ocorreram no RJ! Se dependessem de Moro provavelmente não teriam acontecido, pois não “viriam ao caso”.

Responder

Alan C

06 de julho de 2019 às 20h26

O Sr Wilson center no meio de dois bandidos da pior espécie.

80% do caos taí.

Responder

Railton Melo

06 de julho de 2019 às 20h25

Excelente comentário não acrescento nenhuma vírgula. Tamos juntos poeta nordestino de Souza/PB e também vizinho aqui Mossoró/RN

Responder

Antonio Ubirajara da Silva

06 de julho de 2019 às 19h21

As revelações do site “The Intercept Brasil”, mostrando o conluio entre o ex-juiz Sérgio Moro e a força tarefa da operação Lava Jato para condenar Lula sem provas, comprovam a existência de uma “conspiração política” contra o ex-presidente Lula, ficando, portanto, comprovada a parcialidade e a suspeição do ex-juiz Sério Moro no julgamento de Lula. “O Supremo Tribunal Federal tem agora o dever de retirar todas as consequências destas gravíssimas irregularidades que conduziram a uma condenação injusta e ilegal e, consequentemente, libertar Lula e anular a sua condenação”. “A corrupção é tão importante quanto a democracia e o Estado de Direito. “Mas no caso de Lula, ela foi usada para alimentar estratégias que o eliminassem do jogo político, a fim de permitir que Bolsonaro chegasse ao poder e, em seguida, ‘recompensasse’ Sérgio Moro, nomeando-o ministro da Justiça”, utilizando-se de “lawfare”, que é a manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política. É o uso indevido do Direito contra inimigos, objetivando a condenação e a prisão de Lula, mesmo sem prova, com respaldo do Departamento de Justiça norte-americano que os orientou para tirar Lula da corrida presidencial para que ele não fosse eleito Presidente da República. Essa gente deveria ser exonerada de seus cargos a bem do Serviço Público. As máscaras de Moro, Deltan Dallagnol e sua trupe, caíram! Foi necessário chegar aqui, no país do carnaval, um renomado, corajoso e o maior jornalista do mundo, o norte-americano, Green Glennwald, para denunciar o escândalo da Lava Jato, desferindo golpes fulminantes nessa corja de bandidos, através do site “The Intercept Brasil”, do qual é cofundador; desbaratar e acabar com a farra, e a farsa dessa quadrilha que está à frente da Lava Jato, deixando-a de joelhos. Acabou! Caiu a máscara dos algozes e perseguidores de Lula! A vida é assim: “Aqui se faz, aqui se paga!” “Quem com grampo fere, com grampo, será ferido!” É a lei do retorno. Cadeia pra essa corja! Parabéns, Green Glennwald! “In Lula we trust!” #LulaLivre #LulaPresoPolítico #LulaPerseguidopelaJustiça #LulaCondenadoSemProva #LulaInocente (Poeta nordestino, de Sousa, no Sertão da Paraíba)??????✊

Responder

    Ubiratan Rosa Passos

    08 de julho de 2019 às 20h41

    Sei não. Esse caso está muito estranho. Há acusações de compra da vaga do Jean Willys, o Moro sai de fininho…
    Além do quê, o ônus da prova cabe a quem acusa, e a PF está encurralando o Glenn que, estranhamente, se calou.
    Espero que ele tenha como provar que as insinuações contra ele são falsas. O Coaf também está vasculhando tudo…
    Já estive mais animado.

    Responder

Alan C

06 de julho de 2019 às 18h59

hahaha o Sr Wilson Center na foto com o casalzinho…. O nome dessa foto definitivamente é:

“VAI DEPENDER DA ARTICULAÇÃO COM OS AMERICANOS”

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?