Entrevista de Lula à Revista Forum

Ipea: indústria continua em queda

Por Redação

13 de agosto de 2019 : 11h56

Indicador Ipea aponta queda de 0,5% no consumo de bens industriais em junho

Desempenho no trimestre foi positivo, com alta de 0,7% entre abril e junho

Ipea — O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais, definido como a produção industrial descontadas as exportações e acrescidas as importações, recuou 0,5% em junho em relação ao mês de maio, na comparação com ajuste sazonal. Apesar do resultado, o segundo trimestre deste ano registrou alta de 0,7%. Enquanto a demanda interna por bens nacionais cresceu 0,2% em junho, as importações de bens industriais caíram 1,6%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, dia 13, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Frente a junho de 2018, o Indicador registrou retração de 6,8% na demanda interna por bens industriais, resultado que ficou aquém do desempenho da produção industrial (recuo de 5,9%), mensurada pela Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na análise das grandes categorias econômicas – bens de capital, intermediários e de consumo –, mais uma vez a primeira foi a única com resultado positivo (alta de 0,5%) em junho, na comparação com o mês de maio. O destaque negativo ficou por conta da queda de 4,6% no segmento de bens de consumo duráveis. A categoria de bens de capital também foi a única a observar crescimento na comparação com o ano anterior, ficando 3% acima do verificado em junho de 2018.

No que diz respeito à classificação setorial, de um total de 22 segmentos, oito tiveram crescimento em relação ao período anterior. Entre aqueles com peso relevante, os segmentos “produtos de metal” e “farmoquímicos” avançaram 2,8% e 2,7%, respectivamente. Na comparação com junho de 2018, apenas três segmentos tiveram alta, com destaque para o segmento “produtos de metal”, que cresceu 7,8%. O segmento “veículos” teve a maior oscilação negativa: queda de 12,1%.

Na comparação do segundo trimestre de 2019 com o mesmo período do ano passado, o Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais caiu 1,6%.

Acesse a íntegra do indicador no Blog da Carta de Conjuntura

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Assim Falou Golbery

13 de agosto de 2019 às 19h02

num pais em que o sujeito só terá direito de cagar dia sim e dia não, alguém quer mais o quê?

Responder

    Marcio

    14 de agosto de 2019 às 14h13

    Um gênio mesmo esse tal de Bolsonaro,

    um dia sim e um dia não significa menos esquerdistas podres na área.

    Com um decreto pode cortar a oposição do 50%.

    Responder

Alan C

13 de agosto de 2019 às 18h09

Estamos em recessão, culpa nossa que fazemos cocô todo dia.

Responder

Adevir

13 de agosto de 2019 às 14h07

Depois de uma boa recuperação depois do chute na bunda da Dilma, não é de se admirar uma queda dado que o restante das reformas precisam sair do papel.

Responder

Deixe uma resposta para Marcio