Câmara discute privatização da Eletrobras

PCdoB lança candidatura de Brizola Neto para a prefeitura do Rio em 2020

Por Redação

12 de setembro de 2019 : 12h05

O PCdoB lançou na noite de ontem a candidatura do ex-ministro do Trabalho, Brizola Neto, para a prefeitura do Rio de Janeiro na eleição de 2020.

Além de ministro do Trabalho no governo de Dilma Rousseff, Brizola Neto foi também deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Na reunião que aprovou a sua candidatura, Brizola Neto já deixou claro que buscará dialogar com todas as forças progressistas do Rio em busca de uma unidade contra os governos de Bolsonaro, Witzel e Crivella.

A prioridade do programa do PCdoB para a cidade do Rio é o resabelecimento do direito à cidade, com o investimento em uma ampla rede de proteção social, com ênfase na educação.

Na eleição de 2020 o partido também apresentará uma chapa de vereadores que tem como destaque duas mulheres negras: a professora da UFRJ, Dani Balbi, e a urbanista Tainá de Paula. Também fazem parte da chapa lideranças sindicais dos sindicatos dos Comerciários, dos Correios, da CEDAE e da Enfermagem entre tantos outros.

Leia abaixo a íntegra da nota do PCdoB:

PCdoB Rio apresenta Brizola Neto pré-candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro padece de tríplice tragédia quando se fala dos governos a que estamos submetidos. Bolsonaro, presidente cuja administração se baseia na destruição dos fundamentos da Nação e na liquidação dos direitos dos trabalhadores, promove ideias antidemocráticas e ameaça a implantação de um estado fascista. 

Na mesma linha, o Governador Witzel é cúmplice e responsável por uma política de segurança que tem resultado no assassinato de jovens e trabalhadores nas comunidades, um verdadeiro genocídio com evidência na juventude negra, e na expansão das milícias nos territórios da cidade.
Conivente com essas políticas de consequências trágicas que se abatem nas esferas federal e estadual, o Prefeito Crivella agrava a situação de calamidade social do Rio de Janeiro ao se revelar um péssimo administrador e levar adiante uma política pífia, com seguidos cortes no orçamento da prefeitura, que não dá soluções para os problemas de moradia, transporte, saúde e educação. A cidade do Rio de Janeiro está abandonada e se deteriorando a olhos vistos.

Está na hora da sofrida população do Rio dar um basta nessa situação. O PCdoB, formado por homens e mulheres do povo que vivem e sofrem com a crueldade e insensibilidade desses governantes, apresenta ao povo carioca a pré-candidatura de Brizola Neto à prefeitura da Capital do Rio de Janeiro. Brizola Neto, ex-ministro do Trabalho, tem como marca a defesa dos empregos e dos direitos dos trabalhadores. Em seu programa de governo uma das prioridades é o restabelecimento da rede de proteção social, proporcionando ao povo pobre e trabalhador melhores condições de vida. Além disso, Brizola Neto apresentará para a disputa da Câmara de Vereadores uma chapa com candidaturas antenadas com esses ideais populares.

A decisão dos comunistas por uma candidatura majoritária está alinhada com a sua afirmação pela luta em prol de uma frente ampla e de unidade da classe trabalhadora para derrotar o trio Crivella, Witzel e Bolsonaro na cidade. A ampla unidade que o PCdoB defende se traduz na luta pela democracia, pelos direitos sociais e trabalhistas, pela soberania nacional e pelo de desenvolvimento com geração de emprego e renda. 

Ao apresentar sua pré-candidatura, o PCdoB reafirma e faz um importante chamado para a unidade das forças democráticas e de resistência contra esses governos retrógrados e antipovo.

Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2019
Comitê Municipal do Rio de Janeiro

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rento

12 de setembro de 2019 às 17h43

“mesmo se não for bem votado, projeta seu nome para aumentar a bancada federal em 2022.” Não será bem votado e não aumentará a bancada federal. Brizola neto é um zero à esquerda no Rio. Os apoiadores de Brizola, a conhecida esquerda caviar, ou estão gagá ou já morreram, como Beth Carvalho !

Responder

NeoTupi

12 de setembro de 2019 às 13h12

Boa estratégia política. Em 2018 o PCdoB só elegeu Jandira Feghali no Rio. Brizola Neto, mesmo se não for bem votado, projeta seu nome para aumentar a bancada federal em 2022. E não acho que prejudique Freixo, se eles fizerem camanha como aliados nas pautas. Como vimos nas últimas eleições, horário de TV ajuda, mas já não é mais tão decisivo como antes. E mais de um candidato de esquerda permite fazerem dobradinha na TV na hora do debate. Acredito que Molon também saia candidato.

Responder

Deixe uma resposta