Ato público pela valorização do serviço público

Marcos Corrêa/PR

MPF-DF abre inquérito para investigar Bolsonaro e Maia na reforma da Previdência

Por Redação

17 de janeiro de 2020 : 12h54

No Conjur

16 de janeiro de 2020, 22h11
Por Rafa Santos

O Ministério Público Federal do Distrito Federal publicou no Diário do MPF desta quinta-feira (16/1) uma portaria que informa a abertura de inquérito civil contra o presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A investigação solicitada pelos deputados federais do PSol David Miranda (RJ), Edmilson Rodrigues (PA), Fernanda Melchionna (RS), Áurea Carolina (MG) e Glauber Braga (RJ) irá apurar “interferências indevidas” no processo de aprovação da reforma da Previdência.

A apuração será conduzida pelo procurador da República Carlos Bruno Ferreira da Silva. Medida econômica de maior impacto do governo Bolsonaro, a PEC nº 06/2019 tramitou em apenas 246 dias. Foi a segunda mais rápida sobre Previdência das cinco já propostas. Só perde para a reforma promovida pelo ex-presidente Lula. A EC 41/2003 tramitou em 245 dias.

Clique aqui para ler a portaria no Diário do MPF

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sebastião Farias

18 de janeiro de 2020 às 13h08

Pobre povo brasileiro, está pagando o preço da sua ignorância, da sua cultura de desinformação, do seu analfabetismo cidadão e político, do seu complexo de vira-latas e passividade e, da sua omissão como cidadão.
Tais cidadãos se valorizasse e procurasse conhecer a verdade e a justiça, teria como prática diária a leitura de algum artigo da CF e, respeitava e não odiava seu semelhante, quando ele, por exemplo, é pusesse sua indignação com a falta de ética de parlamentares e autoridades que, com seus atos maus, predicassem todo o povo e a comunidade.
Por favor, leiam e vejam, o que diz o Parágrafo único do Artigo 1° e os Artigos 2°, 3°, 4°, 5°, 6°, 7° e 70 da CF e, aprendam através dessa verdade, quais seus direitos e responsabilidades nesse contexto da vida política, econômica e social, dentre outras, da Nação Brasileira.
O país lhes agradeceria muito, pensem niisso.
Paz e bem.
Sebastião Farias
Um brasileiro nordestinamazônida

Responder

Paulo

17 de janeiro de 2020 às 19h33

Não vai dar em nada, daqui a pouco o novo futuro “engavetador-mor da República” chama a si o feito e mete numa geladeira de anos. Mas, a rigor, toda a Reforma da Previdência é imoral e inconstitucional, pelo simples fato de que se baseou em pressupostos falsos, técnica e juridicamente, e manipulou a opinião pública. Isso pra não falar da compra de votos. Uma vergonha que passará à história!

Responder

Alan C

17 de janeiro de 2020 às 13h09

Mais uma ceninha dentro do circo da bozolândia.

Responder

chichano goncalvez

17 de janeiro de 2020 às 12h58

Segundo as mas linguas, o Dirceu comprava os meliantes, votados pelos analfabetos politicos, e agora o Bolso comprou esses mesmos meliantes por apenas 1.250.000.000,00 ( enquanto não temos medicos, não temos vagas nos hospitais, o povo não vai mais se aposentar, querem mais o que ?) Zé Povinho Brasileiro, não estará na hora de ir as ruas? vejam : o Chile, Libano, França, entre outros.

Responder

Deixe uma resposta