Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Saldo comercial fica negativo em janeiro, com queda de 203% sobre 2019

Por Redação

03 de fevereiro de 2020 : 18h00

As presepadas do presidente Jair Bolsonaro, e do chanceler Ernesto Araújo, deram resultados.

O presidente foi a ONU dizer que sua missão era combater o socialismo, sendo que o nosso principal comprador, a China, é um regime socialista.

Alguns internautas ficaram na dúvida se algo pode cair mais de 100%. No caso de saldos comerciais, sim. Podem sair de positivo para negativo, como foi o caso do saldo comercial do Brasil que saiu de US$ 1,7 bilhão positivo, em janeiro de 2019, para US$ 1,7 bilhão negativo, em janeiro de 2020.

A exportação de janeiro caiu 20% em relação ao mesmo mês de 2019, e a importação caiu 1,3%, fazendo com que o saldo comercial no primeiro mês do ano registrasse uma queda de 203% sobre o ano anterior.

As exportações de manufaturados, que já estavam muito ruins no ano passado, em janeiro caíram quase 30%; com isso, sua participação nas exportações brasileiras declinaram de 39% em Jan/19 para 35% em Jan/20.

A única coisa que não para de crescer é a importação de derivados de petróleo, que subiu 22% em janeiro.

Derivados de petróleo responderam por 7% das importações brasileiras em janeiro último, contra 5,85% em janeiro de 2019.

O item mais pesado na balança comercial de janeiro foi a importação de plataformas de petróleo (que também estávamos fazendo aqui, mas após a mudança de regime, voltamos a importar do estrangeiro), que consumiu 13% de todas as despesas com importação em janeiro.

A exportação de petróleo e derivados, por sua vez, caiu 16% em janeiro.

Em post anterior, havíamos dado números preliminares relativos às quatro primeiras semanas de janeiro. Ocorre que janeiro teve cinco semanas, e a quinta semana teve cinco dias, e foi a pior semana de todas. Os números deste post aqui são os definitivos.

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Raja Natureza

04 de fevereiro de 2020 às 09h39

Quando dizem que os esquerdistas são meio burrinhos tem gente que não gosta, mas explica aí como pode um saldo comercial cair 203%???? A queda maxima possível é de 100%! Nunca voltarão!

Responder

    Thomas

    04 de fevereiro de 2020 às 10h22

    bobinho vc não sabe ler mas vou exemplificar; vc tem 100 reais na sua conta e por qualquer motivo
    ficou 100 negativos. Da mesma forma exportava 100, deixou de exportar e agora importa 100. Queda de 200%. Fácil;

    Responder

      Raja Natureza

      05 de fevereiro de 2020 às 10h46

      Thomas, você só reforça a minha tese.

      Responder

    Gilmar Tranquilão

    04 de fevereiro de 2020 às 10h37

    RAJA PACIÊNCIA COM OS BOZOTARIOS!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

Fábio Lima

03 de fevereiro de 2020 às 23h17

Bem pior foi durante o governo de Dilma, a estúpida, em que o saldo comercial acumulado no ano de 2014 caiu mais de 250% em relação ao acumulado de 2013, mas isso o Miguelito não conta ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Fábio Lima

03 de fevereiro de 2020 às 22h53

Nossa, que queda vertiginosa : menos de 2% ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

    Gilmar Tranquilão

    04 de fevereiro de 2020 às 11h07

    e o pib teve alta de quanto mesmo?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

Carlos Marighella

03 de fevereiro de 2020 às 19h32

Só o pagamento do golpe (petróleo) que segue firme e forte, esse não baixa de jeito nenhum, ordens de cima.

Responder

    Fábio Lima

    03 de fevereiro de 2020 às 22h53

    Ainda esse mimimi de golpe ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

      Andressão

      04 de fevereiro de 2020 às 11h09

      dá vergonha ter surrupiado o poder sem voto né?

      Responder

        Andressa

        04 de fevereiro de 2020 às 11h20

        Foi fantastico !!

        Responder

          Andressão

          04 de fevereiro de 2020 às 18h21

          Calma, não precisa se envergonhar tanto, respire.

Francisco

03 de fevereiro de 2020 às 19h15

AGORA VAI… ter que mudar de slogan: O FMI é Bom Companheiro, o FMI é Bom…

Aviso aos navegantes: amarrem os coletes salva-vidas, o Brasil em direção ao Fundo, ao Fundo Monetário Internacional.

Adeus, Reservas Internacionais, quem viu, viu, quem não viu, tão cedo, a cada mês, não verá tamanha garantia, acumulada nos governos do PT, para nos tranquilizar.

Responder

psolelua

03 de fevereiro de 2020 às 19h00

São dados que dizem pouco ou nada.

Responder

Andressa

03 de fevereiro de 2020 às 18h38

A materia nào diz nada sobre as importaçoes e ao cenario externo atual.

Responder

Alan C

03 de fevereiro de 2020 às 18h05

Ahh, 203% não é nada kkkk

Falando em porcentagem, o ano mal começou e já baixaram o crescimento do Brasil da bozolândia, vai ser isso toda semana até 31 de dezembro quando estaremos num belo crescimento negativo. rs

Responder

    Fábio Lima

    03 de fevereiro de 2020 às 23h15

    Verdade, 203% não é nada. Bom foi quando durante o governo de Dilma, a estúpida, o saldo comercial caiu mais de 250% de 2013 para 2014 ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

      Alan C

      04 de fevereiro de 2020 às 18h25

      Desculpe, por ordens psiquiátricas não discuto com quem diz que o saldo comercial não pode ficar negativo em mais de 100%.

      Favor tomar seus remédios.

      Grato

      Responder

Deixe um comentário para Andressa

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?