Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Entrevista de Ciro ao professor Marco Antonio Villa

Por Redação

05 de fevereiro de 2020 : 11h52

No canal do Marco Antonio Villa:

Ciro Gomes: “Sou um nacional desenvolvimentista’’

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sidnei

16 de fevereiro de 2020 às 14h54

Me perdoem, mas:
PQP!

Responder

ronei

06 de fevereiro de 2020 às 18h58

Coroné Sardinha…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Miramar

06 de fevereiro de 2020 às 00h41

Já vi a entrevista no YouTube. De altíssimo nível por sinal.
Mesmo assim agradeço por postarem.

Responder

Alexandre Neres

05 de fevereiro de 2020 às 16h27

Alô, redação. Erro crasso na manchete, hein? O Villa merece pelos serviços prestados a alcunha de Pofexô. Tem tanta relevância no meio acadêmico quanto o Luxa, apesar de este último ter mais títulos. Será que o Pofexô Villa sentiu na pele aonde levou todo o seu histrionismo ao longo de tanto tempo? Será que se deu conta de que ajudou a abrir a caixa de Pandora para soltar esses lunáticos?

Responder

    Paulo

    05 de fevereiro de 2020 às 21h15

    Villa mais acerta do que erra (por isso foi demitido da Jovem Pan, uma Emissora extremamente conservadora, diga-se, por sua autonomia intelectual como comentarista). Gosto dele, de um modo geral. Identifico-me com ele, de um modo geral. Combater o PT é imperativo moral. Ou terminaríamos como uma grande, gigantesca Venezuela. É isso que você deseja, Alexandre? É partidário do Foro de São Paulo?

    Responder

      frederico

      06 de fevereiro de 2020 às 15h10

      kkkkkkkkkkkkkkk !!!!!! Vc é tão idiota quanto o Villa!!!!! Bolsonarista de merda!!!

      Responder

      frederico

      06 de fevereiro de 2020 às 15h13

      O que me impressiona é o cafezinho na ânsia de puxar o saco do Ciro me chamar esse imbecil de professor para assim tentar dar relevância para alguém tão insignificante como o Villa!!!

      Responder

Wellington

05 de fevereiro de 2020 às 16h15

Mas essa gente que se auroproclama isso e aquilo que dia vai parar de fazer os outros rir de graça ??

Eu a partir de hoje sou o novo Leonardo da Vinci. Kkkkkkkkk

Responder

    Abdel Romenia

    05 de fevereiro de 2020 às 16h16

    Torcemos para que não parem nunca. Kkkkkkkkkk

    Responder

    Miramar

    06 de fevereiro de 2020 às 00h46

    Qualquer pode ser um nacional desenvolvimentista, Wellington. Basta saber o que é, e se concordar, se autodeclarar. Mas, para isso é preciso estudar primeiro.

    Responder

      Wellington

      06 de fevereiro de 2020 às 18h56

      E’ verdade, eu a partir de agora sou o novo Churcill….kkkkkkk

      Responder

      Andressa

      06 de fevereiro de 2020 às 18h57

      Eleitor do Cirolipa é o mesmo do Lula, mudou nada.

      Responder

        Miramar

        07 de fevereiro de 2020 às 00h15

        Recomendar o estudo e a leitura ofende tanto assim?

        Responder

Cândido

05 de fevereiro de 2020 às 16h14

Ciro Gomes o nacional desenvolvimentista dos penhores de carros…kkkkkkkkkkkk

Responder

    CezarR

    05 de fevereiro de 2020 às 17h40

    É penhora e não penhor, imbecil! Penhor é ato de garantia, penhora é constrição judicial.

    Responder

Alan C

05 de fevereiro de 2020 às 13h33

Mais uma excelente entrevista, só pra variar.

O que chamou a atenção é a forma totalmente diferente que o Villa tratou o Ciro se compararmos com a sabatina do UOL na campanha de 2018.

Responder

    Paulo

    05 de fevereiro de 2020 às 21h11

    Lá ele – Villa – estava a serviço do UOL. Agora, está a serviço próprio e tem que adular o entrevistado.

    Responder

Deixe uma resposta para Paulo