Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Gráfico da CEPAL estimando o número de pessoas em situação de extrema. (Fonte: Informe Covid-19 CEPAL FAO)

83 milhões na extrema pobreza da América Latina e Caribe

Por Redação

16 de junho de 2020 : 19h19

Relatório apresentado hoje (16/06) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e Organizações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) estima que a extrema pobreza pode chegar a 83 milhões de pessoas na região.

A situação é um acirramento da crise deflagrada desde o início da pandemia de Covid-19. Para se ter uma noção, 53,7 milhões de pessoas já se encontravam em situação de grave insegurança alimentar antes da pandemia.

“Podemos ter um retrocesso histórico na luta contra a fome. Podemos perder o que realizamos em 15 anos em apenas alguns meses. Milhões de pessoas podem passar fome”, explicou o representante regional da FAO, Julio Berdegué.

O relatório ainda afirma que a região da América Latina e do Caribe defronta-se com a possibilidade da maior queda do PIB em um século.

Ele também defende que medidas macroeconômicas sejam tomadas em resposta à tendência de crescimento do número de pessoas em situação de extrema pobreza e fome.

Você pode acessar o relatório completo aqui.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina