Live do Cafezinho (18 h): Pós-verdade na política brasileira (uma conversa com Fabio Palacio)

Lupi: “alianças das milícias são financeiras e eleitorais”

Por Redação

01 de julho de 2020 : 18h09

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, concedeu entrevista ao Correio Braziliense na terça-feira (30).

Lupi falou sobre as relações das milícias com outras forças no Rio de Janeiro, afirmando que “não vêm de hoje” as conexões envolvendo Fabrício Queiroz, milícias do Rio de Janeiro e Flávio Bolsonaro.

“As alianças com a milícia no Rio de Janeiro são político-financeiras e eleitorais. Alguns ficam ‘só’ na política eleitoral: uma área é dominada por miliciano, um miliciano arranja um voto em troca de algo, as autoridades ficam quietas e ele ganha dinheiro com gás, gatonet e tudo que puder ganhar na área. Outras, são financeiras-eleitorais, ganham dinheiro com isso…”, afirmou.

Ele também lembrou que a crise econômica não é consequência da pandemia de Covid-19, mas uma que já se prolongava há anos e que foi muito piorada pelo vírus, e defendeu a prorrogação do auxílio emergencial.

Sobre possibilidade de impeachment de Bolsonaro, Lupi acredita que “seria mais fácil” com sessões presenciais do Congresso.

O presidente do PDT analisou também os cenários para 2022 e o processo político eleitoral de 2020, que deve ter as eleições municipais adiadas para algo em torno de 15 de novembro, segundo ele.

Lupi também falou sobre eventuais alianças, da direita à esquerda, mencionando eventuais candidaturas do PT, Marina Silva, Ciro Gomes ou até Huck.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

chichano goncalvez

01 de julho de 2020 às 21h03

É Todo dia alguem vem na imprensa e denuncia a quadrilha Bolsonaro. Hasta quando compañeros ? Será que passaremos a conviver com bandidos, quadrilhas, gangsters, mafiosos ?

Responder

Deixe uma resposta