Genial/Quaest: Veja os números da corrida pelo governo da Bahia

Aprovação do Fundeb é derrota do governo Bolsonaro

Por Miguel do Rosário

22 de julho de 2020 : 12h12

Apesar do governo ter cedido às pressões e aceitado o acordo para votar o Fundeb, está claro que a votação de ontem representou uma grande derrota para o núcleo ideológico bolsonarista.

O principal sinal dessa derrota está nos sete votos contrários ao Fundeb, pertencentes ao pequeno grupo que forma a verdadeira tropa de choque do governo federal, como os deputados Bia Kicis (PSL-DF), Felipe Barros (PSL-PR), Luiz P.O.Bragança (PSL-SP) e Marcio Labre (PSL-RJ).

A administração tentou várias manobras para adiar, mutilar, desvirtuar o Fundeb, mas bateu contra uma muralha, a qual, a bem da verdade, não era formada por nenhum interesse ideológico, mas pelo aço inoxidável da realidade concreta: praticamente todos os prefeitos do país dependem dos recursos do Fundeb para complementar o orçamento da educação em suas cidades. 

O governo tentou adiar as novas regras para 2022. Foi derrotado. Depois tentou uma pedalada malandra, deslocando 5% do fundo para um novo programa de assistência social, a ser criado. Perdeu novamente.  

A equipe econômica de Guedes ficou à frente dessas manobras derrotadas. O ministério da Educação virou um figurante, com seu novo titular infectado por Covid.

O ex-ministro Abraham Weintraub, sempre tão falador, manteve-se num maravilhoso silêncio, lá nos Estados Unidos, para onde fugiu com medo de ser preso no Brasil. 

A vitória serviu ainda a outro propósito, tão importanto quanto a educação, que é de renovar a esperança na política: é possível, sim, mobilizar a sociedade e pressionar os governos, mesmo o mais incompetente e antipopular de todos, como o de Bolsonaro, e parlamentos, mesmo esse aí, tão conservador, a seguirem pelo caminho da racionalidade e do interesse nacional. 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Henrique Martins

22 de julho de 2020 às 13h06

A providência divina é genial!

Por essa eu não esperava.

O próprio Bolsonaro provar que a cloroquina não funciona foi demais.

Responder

Hilux12

22 de julho de 2020 às 12h25

“para onde fugiu com medo de ser preso no Brasil…” Preso por qual motivo por curiosidade…? é cada uma…

“mobilizar a sociedade e pressionar os governos”…onde se viu isso…?
Eu nao vi nenhuma manifestaçào a respeito, zero.

MEsmo assim è dinheiro jogado no lixo infelizmente, nao hà cultura do estudo e do aprendizado no BRasil e isso nao se consegue com dinheiro e nem dinheiro e sinonimo de educaçào de qualidade.

Responder

    Monza 87

    22 de julho de 2020 às 17h13

    Tá dando chilique pq camundongo??? kk

    Responder

Deixe um comentário para Monza 87

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil