Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Deputados da oposição articulam projetos ambientais com Rodrigo Maia

Por Gabriel Barbosa

30 de julho de 2020 : 08h07

Após a repercussão negativa dentro e fora do Brasil sobre o desmatamento na Amazônia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articula com parlamentares da bancada verde propostas que possam ser aprovadas pela maioria absoluta da Câmara, como no caso do Fundeb.

Os parlamentares que estão liderando os projetos são Alessandro Molon (PSB-RJ), Enrico Misasi (PV-SP), Rodrigo Agostinho (PSB-SP), Zé Silva (Solidariedade-MG) e Zé Vitor (PL-MG). Nesta semana, reuniões resultaram em três projetos de lei que devem ser levados a Rodrigo Maia para serem votados em Agosto e Setembro.

As propostas tratam da regularização fundiária com uma nova Lei de Licenciamento Ambiental (PL 2633/2020); Agravamento da pena por desmatamento com prisão de até 7 anos (PL 3337/2019 e PL 4689/2019); Conversão de áreas preservadas em títulos para que empresas poluidoras possam comprar da União como forma de preservação da floresta (PL 7578/2017).

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

30 de julho de 2020 às 09h40

Projeto de lei, para que possa se atentar pra que pessoas comuns não possam fazer propaganda de medicamentos, exceto aqueles que são ligados à área de atuação na área médica e seus agregados.

Responder

Deixe uma resposta para carlos