Live do Cafezinho: como trazer a classe média de volta para campo progressista?

PDT costura alianças com DEM em quatro capitais

Por Redação

08 de agosto de 2020 : 22h08

As eleições municipais de 2020 poderão ter candidaturas resultantes da aliança entre PDT e DEM em pelo menos 4 capitais.

O partido de Ciro Gomes cogita parceria com a legenda de ACM Neto em Fortaleza, Salvador, São Luís e Macapá.

Especificamente na capital baiana, o candidato indicado por ACM para lhe suceder será Bruno Reis que poderá compor chapa com Léo Prates (PDT) na posição de vice.

O PDT também se aproxima do MDB nas cidades onde o partido presidido pelo deputado federal Baleia Rossi saiu campeão nas eleições de 2016.

Ao todo, o MDB conquistou 1.038 prefeituras, em especial capitais do Nordeste e Centro-Oeste.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

GEASE

12 de agosto de 2020 às 00h42

otimo , brasil precisa de uma coalização de centro-esquerda pra colocar um projeto pra frente, chega de corruptos incompetentes e sem projeto, ciro ta fazendo um grande trabalho.

Responder

Wilton Santos

10 de agosto de 2020 às 05h18

Parece que o próximo partido do Ciro Gomes será o DEMO…, digo DEM!

Responder

Tiago Silva

09 de agosto de 2020 às 23h20

Brizola que se revira do túmulo seria o primeiro a declarar:

Filhotes/Netos da Ditadura!!!

DEM, PMDB (pode acrescentar o PSDB de onde o Ciro parece não entender que desde a década de 1990 virou partido Neoliberal e, após golpe, afirmou de vez com o PMDB e DEM a sua orientação parlamentarista e Elitista/anti-povo)… Ahhhhh mas para ciristas estaria bom pq não seria o PT??? Kkkkkkk

Responder

    GEASE

    12 de agosto de 2020 às 00h41

    voces ainda tem cerebro ? O PT replicou a macro economia do arminio fraga ( liberal) feita no governo FHC nos seus 14 anos no poder .. e é o ciro que pega carona no PSDB ? sem nexo.

    Responder

Fragolino

09 de agosto de 2020 às 10h00

Kkkkk esquerda + botafogo + huck + anitta + felipe neto…

Responder

Alexandre Neres

09 de agosto de 2020 às 08h39

Nada mais natural. Pertencem ao mesmo campo político, haja vista às declarações de Maia no UOL:

Na entrevista, Maia citou outros nomes que, segundo ele, também podem entrar fortes na disputa presidencial em 2022. Entre eles estão Ciro Gomes (PDT), o ex- ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o apresentador Luciano Huck.

“Acho que tem muitos nomes que estão nesse campo aqui, mas que precisam entender que precisa sair um nome único daqui para que a gente tenha chance de disputar uma eleição contra o presidente Bolsonaro e contra o PT, que são as duas principais forças da política brasileira hoje”, disse.

Responder

Iolanda p. ewerton

09 de agosto de 2020 às 01h27

Ô poxa, o cara se aliou de vez à direita!

A sequência de mudanças para camuflar a origem, é esta: Arena (ditadura) que virou PDS que virou PFL que virou DEM.

Responder

    Miramar

    09 de agosto de 2020 às 12h18

    Resta saber por qual razão isso é ruim.
    Seja como for, o Ciro nunca foi da Arena.

    Responder

      Francisco*

      10 de agosto de 2020 às 12h48

      De fato, através de mais um ditatorial artificio político à época, o partido da ditadura, por ‘fadiga da sigla ARENA’, tinha sido nacionalmente ‘renovado para PDS’ quando a ele filiou-se para juntar-se ao pai e ao resto da família no mesmo partido, agora ‘Democrático Social’ (sic) conforme a nova sigla, em tentativa de enganar os ‘adestrados’ brasileiros de então, finalmente despertos à realidade do verdadeiro significado e legado, dessa manjada ‘gente de bem’ e ‘pais de família’, da tradicional Classe Dominante Patrimonialista do Brasil da Desigualdade, como meio de vida de poucos com tudo, no cangote de muitos com nada e quase nada.

      Tem cada um…

      Responder

    Hideoshi

    09 de agosto de 2020 às 13h18

    E o PT se aliou a quem entre 2002 a 2014?

    Responder

    Thiago Lautert

    09 de agosto de 2020 às 15h31

    Eu não tenho bola de cristal mas consigo advinhar qual foram seus candidatos nas ultimas eleições:
    PT
    PT
    PT
    PT
    PT
    PT
    você é só um fanatico e que trata politica igual futebol, boa sorte.

    Responder

Alan C

09 de agosto de 2020 às 00h23

Se não fizerem aliança pra 2022 a direita moderada vai ter chances enormes de vitória já que a bozolândia tá uma draga e o antipetismo ainda é uma das forças dominantes.

Responder

O Demolidor

08 de agosto de 2020 às 23h23

Ué? Aquela de Belford Roxo foi para amenizar isso daí? Nenhum comentário aqui? Pois é…..

Responder

Thiago Lautert

08 de agosto de 2020 às 23h11

Ótima noticia, assim ele terá base para GOVERNAR.

Responder

    Wayner tristao

    09 de agosto de 2020 às 12h50

    Vai sim. Em Pari@

    Responder

    Renato

    09 de agosto de 2020 às 18h48

    Terá base para governar o CEARÁ……A influência do menino maluquinho não vai além de seu curral nordestino.

    Responder

    Batista

    10 de agosto de 2020 às 13h21

    Tu, definitivamente, não ‘é só um fanático que trata politica igual futebol’, muito pelo mesmo, é só acomodado e falso analfabeto político ou melhor, fanático gattopardo surubeiro que trata política igual olimpíadas, com muitas novas modalidade, muito esfrega-esfrega, frege-frege, concessões e trocas-trocas, desde que ao fim de múltiplas posições, encaixes e ousadias, com a providencial ajuda da velha vaselina, tudo desencaixe e permaneça no mesmo lugar e cada um saia com cada qual, com nova sensação de mudança, sem que nada mude ou venha a mudar, de fato.

    Responder

Deixe uma resposta para Francisco*