Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

O ministro das Comunicações, Fabio Faria. Foto: TV Brasil.

Ministro fala de “interessados” em privatização dos Correios

Por Redação

18 de setembro de 2020 : 17h46

O ministro das Comunicações Fábio Faria afirmou na quarta-feira (16) de pelo menos 5 empresas interessadas na privatização dos Correios.

Faria afirmou ainda que o processo de privatização dos Correios está na “ordem do dia”, declarando que ocorrerá na gestão de Jair Bolsonaro.

“Já tem cinco players interessados”, disse Faria em entrevista a Rafael Ferri, no canal Café com Ferri.

Entre defesas da agenda liberal do presidente e reclamações dos Correios compartilhadas pelo entrevistador, Ferri apresentou o projeto do Governo para a empresa pública.

“O Amazon, a DHL, Fedex… já tem pessoas, grupos interessados na aquisição dos Correios. E isso aí é importante. Nós não teremos um processo de privatização vazio”, afirmou, defendendo o processo como medida para “melhorar o sistema”.

Faria chegou a falar que os Correios ficaram submetidos ao Ministério das Comunicações a seu pedido, já com a intenção de privatizar o órgão.

Ele lembrou que quem estabelecerá as diretrizes e parâmetros da privatização é o Congresso Nacional com base em estudos de consultoria contratados pelo BNDES.

O ministro reclamou também das greves dos Correios, afirmando que “se fosse privado, não ocorreria”.

“A decisão é do Governo. O presidente foi eleito prometendo isso, é decisão do presidente e ele quer privatizar, então vai pro Congresso”, disse.

O ministro apostou ainda que Rodrigo Maia (DEM-RJ) “quer deixar no legado dele a reforma tributária”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta