Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

PT deve cobrar Lula e Gleisi pelas derrotas nas capitais, diz comentarista

Por Redação

30 de novembro de 2020 : 13h53

Nesta segunda-feira, 30, o núcleo do Partido dos Trabalhadores está em clima de ressaca após o resultado negativo nas urnas. A legenda presidida nacionalmente por Gleisi Hoffmann foi derrotada nas duas capitais – Vitória e Recife – onde disputou o 2° turno e pela primeira vez em 35 anos o PT não terá o comando de nenhuma capital.

De acordo com dirigentes ouvidos pelo Blog do Camarotti, o núcleo do partido deve fazer uma “imensa avaliação política” e devem cobrar a responsabilidade do ex-presidente Lula e de Gleisi Hoffmann pelo desempenho sofrível do partido.

“Essa derrota será cobrada de Lula e Gleisi. Essa estratégia eleitoral se mostrou retumbantemente errada. Lançar candidatos nas grandes cidades a despeito de alianças, defender “direitos políticos de Lula”, disse um dirigente.

“O partido terá que fazer uma imensa avaliação de tudo. Há uma queda livre de votos que insiste em não ser percebida por alguns caciques”, finalizou.

Uma das avaliações feitas pelo núcleo é que foi um erro o PT não ter fechado aliança com outros partidos de centro-esquerda no 1° turno e tomam como exemplo o caso de Fortaleza. Para esses dirigentes, a legenda deveria ter fechado um acordo com o PDT de Ciro Gomes na capital cearense e desde o início com o PSOL em São Paulo em torno da candidatura de Guilherme Boulos.

Além de Fortaleza e São Paulo, a capital pernambucana também entrou no rol de avaliações do partido. Em Recife, Marília Arraes foi derrotada por João Campos, do PSB.

“O PT não levou o Recife e ainda perdeu o apoio do PSB para 2022”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Monica

01 de dezembro de 2020 às 04h30

Nenhum jornal de direita faria uma matéria culpando seus próprios dirigentes por eventuais falhas, muito menos usaria uma foto deles cabisbaixos.

Pois só agora fui perceber que esse blog cumpre uma função para a direita.

Responder

    Francisco Fernandes

    01 de dezembro de 2020 às 12h16

    Mas serve direita porque notícia a grande derrota e erro estratégico do PT? Por acaso Ciro, Dino, Rodolfo e Marina são de direita? Eles pensam o mesmo do Cafezinho!

    Responder

    Zidane

    01 de dezembro de 2020 às 23h23

    Isso, continua negacionista! E segue perdendo cada vez mais! ADORO!

    Responder

Batista

30 de novembro de 2020 às 17h08

“O partido terá que fazer uma imensa avaliação de tudo. Há UMA QUEDA LIVRE DE VOTOS que insiste em não ser percebida por alguns caciques”, finalizou o fantasminha camarada a outro fantasminha ainda mais camarada, o Camarotti, da rede Globo dos Marinho.

“De acordo com dirigentes ouvidos pelo Blog do Camarotti, o núcleo do partido deve fazer uma “imensa avaliação política” e devem cobrar a responsabilidade do ex-presidente Lula e de Gleisi Hoffmann pelo desempenho sofrível do partido”, esquecendo os tais “dirigentes ouvidos pelo Blog do Camarotti” de penaliza-los também pela operação lavajateira, utilizada para criminaliza-los e varre-los do mapa do Brasil, sem tréguas, desde março de 2014.

Parece doido, mas não é…, é pensado, para os que não pensam e não pesam quanto vale um camarotti e u moro no reino do osmarinho.

Mas fora do camarotti e da narrativa para adestramentos, apenas conforme os fatos, deixa ver se entendi essa tal alegada ‘QUEDA LIVRE DE VOTOS’:

O PT com 71 prefeituras a menos, ficando com 183, teve 200 mil votos a mais, ficando com 7 milhões de votos, o sexto partido mais votado, em 2020.
Sendo ainda o segundo partido em vereadores eleitos nas capitais e cidades acima de 200 mil eleitores e permanecendo sem nenhuma capital, mas conquistando 4 das 95 maiores cidades (Diadema, Mauá, Contagem e Juiz de Fora), onde também não tinha nenhuma, e perdendo 6% de vereadores, ficando com 2.629.

O PSOL teve 100 mil votos a mais, ficando com 2,2 milhões em 2020, o décimo quinto mais votado.

O PMDB perdeu 4,2 milhões de votos, ficando com 10,9 milhões em 2020, mantendo-se o mais votado.
O PSDB perdeu 7 milhões de votos, ficando com 10,7 milhões em 2020, mantendo-se em segundo.
O PDT perdeu 1,1 milhão de votos, ficando com 5,3 milhões em 2020, em sétimo.
O PSB perdeu 3,1 milhões de votos, ficando com 5,2 milhões em 2020, em oitavo.

O PSOL cresceu em 3 prefeituras, ficando com 5, e cresceu 46% em vereadores, ficando com 82.
O PMDB perdeu 251 prefeituras, ficando com 784, e perdeu 4% de vereadores, ficando com 7.294.
O PSDB perdeu 265 prefeituras, ficando com 520, e perdeu 20% de vereadores, ficando com 4.311.
O PDT perdeu 17 prefeituras, ficando com 314, e perdeu 9% de vereadores, ficando com 3.417.
O PSB perdeu 151 prefeituras, ficando com 252, e perdeu 17% de vereadores, ficando com 3.010.

E isso tudo, sabendo-se que a eleição municipal MORRE NO MUNICÍPIO, porém o PT tem que ser combatido para ser extinto sempre, quer pelos ‘inimigos’, quer pelos ‘mui amigos’, embora os dados não correspondam as narrativas ou aquele cano do JN a jorrar ininterruptamente, há anos, “a maior corrupção da história da humanidade” sobre o PT, mas isso não se deve levar em conta nesse tipo de informação para ‘análises’ baseado no ‘Blog do Camarotti’ (sic), né Redação?

Responder

    Alan C

    30 de novembro de 2020 às 22h39

    O loxa….

    Responder

Alan C

30 de novembro de 2020 às 15h28

Pelo lado petista (me refiro aos bons quadros do partido, e não o lulopetismo) a avaliação é essa mesma, deveria ter dado um passo atrás com a lição do antipetismo. Só que teria que ver se os demais partidos da esquerda/centro-esquerda estariam dispostos a ter o PT nas alianças.
Tenho lá sérias dúvidas…

Responder

Sebastião

30 de novembro de 2020 às 15h14

Precisa destituir Lula, Gleise e Paulo Pimenta. Essa direção atrapalhou as candidaturas. Lula tem que deixar o PT andar com suas pernas, trazer gente nova e assim surgir novas lideranças. Claro que o ego de Lula criará resistência, mas o PT está associado a ele, e ele indo mal, a rejeição ao PT continua. O partido precisa ser refundado, e ser rigoroso com o conselho de ética. Muda o logo, muda a cor, deixa só Trabalhadores o nome do partido.

Marília em Recife e Tatto em SP, foram duas candidaturas emblemática do fracasso de Lula. Entre Lula, Ciro e Bolsonaro. Lula foi o mais derrotado que não conseguiu eleger ninguém, enquanto Bolsonaro teve um aliado vitorioso em Vitória.

A novidade foi Boulos e Manuela que não são do PT, por isso foram ao segundo turno. Mas são da esquerda, e o discurso batido da direita com eles, é: Estatização, Venezuela e Cuba. Sendo que o PSOL diferente do PT, se manifesta contra os regimes. Mas positivamente, o PT é a favor da PPPs, enquanto Manuela e Boulos pretendem num futuro estatizar. Então… A esquerda precisam rever o discurso e desconstruir as Fake News.

Responder

Deixe uma resposta