Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Aliado de Bolsonaro é preso após atacar ministros do STF

Por Redação

17 de fevereiro de 2021 : 08h33

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso na noite desta terça-feira, 16, após publicar um vídeo na internet atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Assista na íntegra!

Após a veiculação do vídeo, o ministro Alexandre de Moraes expediu o mandado de prisão e telefonou para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para comunicá-lo sobre a decisão. Por sua vez, Lira acatou e resolveu não interferir.

“As manifestações do parlamentar Daniel Silveira, por meio das redes sociais, revelam-se gravíssimas, pois, não só atingem a honorabilidade e constituem ameaça ilegal à segurança dos ministros do Supremo Tribunal Federal, como se revestem de claro intuito visando a impedir o exercício da judicatura”, disse Moraes.

Por volta de 23h19, os agentes da Polícia Federal chegaram a residência do parlamentar em Petrópolis (RJ). No momento da ação, Silveira gravou outro vídeo criticando a decisão de Moraes.

“Ministro, eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer. Não adianta você tentar me calar”

Aliado do presidente Jair Bolsonaro, Daniel Silveira foi preso em flagrante e é investigado no inquérito que apura os atos antidemocráticos e disseminação de fake news.

“O autor das condutas é reiterante na prática criminosa, pois está sendo investigado em inquérito policial nesta corte, a pedido da PGR [Procuradoria-Geral da República], por ter se associado com o intuito de modificar o regime vigente e o Estado de Direito”

Além da prisão, Moraes determinou que o YouTube remova o vídeo dos ataques sob multa diária de R$100 mil e reiterou que o parlamentar tentou “lesar ou expor a perigo de lesão a independência dos Poderes constituídos e o Estado democrático de Direito”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jangadeiro

17 de fevereiro de 2021 às 13h44

Essas não são ameaças, são cretinices e o Alexandre de Moraes sabe muito bem disso…

Responder

dcruz

17 de fevereiro de 2021 às 12h04

Esses pruridos hipócritas que agora vem atacando STF cheira a pura canastronice. De onde não se espera daí mesmo é que não vem coisa nenhuma: o que esperar de um assecla do bozo?. Colocaram o genocida lá, agora que não controlam mais a peça ficam atirando para todos os lados para mostrar serviço, mas ele continua incólume rindo de todos no meio de sua manada de bovídeos. E sem máscara ainda por cima. . Primeiro foi o Fachin, com seus “faquinitos” contra o general, depois o cara de bebê chorão do Mendes, agora o Moraes cria deslavada da pior direita, Temer, seu não me engano, seu padrinho. Quem pariu Mateus que o embale, diz o velho ditado popula. Quem será o próximo a se manifestar?

Responder

Alexandre Neres

17 de fevereiro de 2021 às 11h43

Seria fácil se deleitar com a prisão desse imbecil. Mandá-lo quebrar placas no raio que o parta. Mas tenho lá as minhas dúvidas se a decisão é técnica e juridicamente correta. Ou se é mais uma vez o supremo exercendo o seu arbítrio, ainda mais vindo a decisão de quem veio.

Por incrível que pareça, sou obrigado a concordar com o general. Em conluio com outros generais de alto coturno, às vésperas do julgamento de Lula no STF a respeito da prisão de segunda instância, soltou uma nota em afronta ao estado democrático de direito, emparedando o poder judiciário que se acoelhou. Um general fazendo política partidária, com o apoio do Jornal Nacional, que divulgou a nota incontinente. Tava tudo dominado. É bom para deixar claro todos os partícipes desse jogo sujo que levaram a democracia para o buraco. O general estava fazendo o jogo do capitão.

Eis que me chega certo ministro do supremo nessa altura do campeonato, vulgo “Aha Uhu”, e se diz indignado com o que o general disse em 2018. Diante de tamanho descalabro, à época somente o decano do STF se manifestou, os demais quedaram inertes, inclusive o Rubinho Barrichello que só agora resolveu se posicionar. Sou obrigado a concordar com o general: “Três anos depois?”. No ritmo que as coisas andam, será que este integrante do Primeiro Comando de Curitiba daqui a dez anos emitirá uma nota asseverando que o marreco era realmente um juiz parcial e corrupto?

Responder

Jonathan

17 de fevereiro de 2021 às 10h15

Uma pseudo corte constitucional que se perde atràs de idiotas que falam idiotices….ridiculo.

Assim como o famoso inquerito do fim do mundo sao exclusivamente intimidaçoes do Xerife de Moraes.

O nivél de tudo que acontece no Brasil é patetico.

Responder

frango

17 de fevereiro de 2021 às 09h09

Uma Corte Suprema nao deveria ser SUPERIOR mesmo a essas coisas idiotas….?

O nivél de STF brasilerio é patetico.

Responder

Deixe um comentário para frango

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?