Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Vice-governadora de Pernambuco condena violência policial contra manifestantes: “não foi autorizado pelo governo do Estado”

Por Redação

29 de maio de 2021 : 14h13

A vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos (PC do B), divulgou um vídeo nas suas redes sociais para deixar claro que a violência da Polícia Militar contra manifestantes no Recife não foi uma ordem vinda do Governo do Estado.

“O governador Paulo Câmara tem se pautado pela democracia, pelo diálogo e, nesse sentido, aqui falo também como militante que sou, acostumada a estar nas manifestações populares do nosso estado e do nosso país, condenamos esse tipo de atitude e vamos tirar as consequências do acontecido”, afirmou.

O comunicado da vice-governadora aconteceu após a vereadora de Recife, Liana Cirne (PT), ter sido atingida por um spray de pimenta lançado de dentro de uma viatura da Polícia Militar de Pernambuco.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o exato momento em que a petista se aproxima da guarnição e logo é atingida pelo produto usado para dispersar manifestantes. Cirne participava de uma manifestação contra o Governo Bolsonaro na capital pernambucana.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

30 de maio de 2021 às 12h12

Ou seja, governadores perderam o controle da PM…Efeito perverso do bolsonarismo…E o Exército corre sérios riscos de quebra da hierarquia, também…

Responder

Jose Aldo da Silva

29 de maio de 2021 às 15h00

Sem comentario nesta hora

Responder

Deixe um comentário para Jose Aldo da Silva