Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Na CPI, Luís Miranda assume que Bolsonaro citou Ricardo Barros no escândalo da Covaxin

Por Redação

25 de junho de 2021 : 22h12

Após ser pressionado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e questionado por Simone Tebet (MDB-MS), o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) confirmou na CPI da Pandemia que Jair Bolsonaro citou o nome do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), no esquema de compra da vacina Covaxin no Ministério da Saúde.

Bolsonaro disse isso ao ouvir a denúncia sobre pressão para a importação do imunizante. “A senhora sabe que se eu fizer isso, eu vou ser perseguido. Vocês sabem que é o Ricardo Barros que o senhor presidente falou. Foi o Ricardo Barros”, revelou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Kleiton

25 de junho de 2021 às 23h02

Eu ainda não entendi esse “escandalo”… alguém aí explica ou é outra narrativa, a número 63639802 de 2019 pra cá ?

Para quem usou a palavra “escândalo” mas não explicou,…poderia informar os seus leitores sobre esses assunto por gentileza ?

Ou fica só por isso mesmo ?

Responder

    carlos

    29 de junho de 2021 às 20h20

    É fácil explicar, se o deputado é da base aliada do presidente, e recebe uma denúncia do irmão que estão pressionando pela aprovação da aprovação da vacina por um preço superestimado, e ele como responsável pelo setor exportação viu que não tinha acontecido com outras vacinas, levaram o caso para o Bolsonaro que se prontificou a resolver o problema, inclusive afirmando que sabia quem era citando o líder de seu governo Ricardo Barros. Em síntese é isso se não entendeu não sei desenhar.

    Responder

Deixe um comentário para Kleiton

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?