Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Após revelações e denúncias de corrupção contra o Governo Bolsonaro, Pacheco tenta paralisar CPI da Pandemia

Por Redação

30 de junho de 2021 : 10h52

Em meio as revelações e denúncias de corrupção que estão causando um terremoto no Governo Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), tenta paralisar a CPI da Pandemia devido a um “recesso” parlamentar a partir do dia 16 de julho.

A atitude de Pacheco revoltou senadores e em especial o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), que falou em “um esforço muito grande” para paralisar os trabalhos da CPI.

“É lamentável, porque nós temos uma boa relação pessoal e política com ele [Pacheco]. Ele está querendo paralisar os trabalhos, a preceito de fazer um recesso que não é recesso. Não é razoável você paralisar nenhuma investigação”, disse.

Já nas redes sociais, internautas estão pressionando o presidente do Senado para que autorize a continuidade da investigação. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), já declarou que existe as 31 assinaturas para que a CPI seja estendida por mais 90 dias.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário