Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Fascismo avança e censura em Juiz de Fora

Por Redação

27 de julho de 2021 : 08h05

Por Altamiro Borges

Jair Bolsonaro está mais frágil, mas a fascistização segue em curso em todos os poros da sociedade. Na semana passada, o juiz Alexandre do Valle Thomaz, da 1ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias Municipais da Comarca de Juiz de Fora, atendeu ao pedido de um vereador-policial e censurou uma mostra artística na cidade mineira.

Em sua decisão liminar (provisória), o juizeco determinou que os painéis fotográficos da exposição “Democracia em Disputa” fossem retirados da fachada do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas. Ele se curvou ao vereadorzinho Sargento Mello Casal (PTB-MG), que moveu uma ação contra a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), gerida pela prefeitura de Juiz de Fora.

No processo, o vereador fascista chama os painéis de “engenhos de publicidade”. Já o juiz considerou que as fotos “aviltavam o patrimônio público”. A prefeitura, comandada pela petista Margarida Salomão, vai recorrer da decisão.

Em nota, ela afirma que “espera que seja respeitada a liberdade de manifestação artística e cultural”. A Funalfa, responsável pela exposição em parceria com o Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação (INCT Democracia), também divulgou nota contra a censura.

Ataques à liberdade de expressão

Conforme explica, a mostra fotográfica, que estreou na cidade em 19 de julho, conta a história da democracia no Brasil com “imagens que narram mais de meio século de episódios cruciais para a construção de nossas instituições políticas.

Entre nossa primeira experiência democrática em 1945 e a crise atual, a democracia brasileira passa por momentos de avanços e também de retrocessos, retratados nas fotografias selecionadas por meio de curadoria técnica e artística”.

Já Leonardo Avritzer, coordenador do INCT, contestou na Folha as aberrações do vereador-policial. “Não é um material publicitário, é uma exposição que tem valor histórico, foi selecionada por historiadores a partir de fatos centrais da história do país. Fomos acusados de ser partidários por ter uma foto na exposição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso [1995-2003] passando a faixa presidencial para o ex-presidente Lula [2003-2011]”. Ele avaliou o absurdo como um sintoma do ataque à democracia no Brasil. “Iremos recorrer e esperamos que a Justiça faça prevalecer a liberdade de expressão”, afirmou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

27 de julho de 2021 às 14h05

Estão cert@s a prefeita de Juiz de Fora e tod@s os que resistem à censura e lutam por liberdade. Nenhuma liberdade que respeite os termos de uma ordem não excrescente pode ser censurada, muito menos a liberdade de imprensa e as manifestações artísticas. E se a ordem for excrescente, é papel das artes e dos artistas, da impemsa e dos jornalistas, de todos e de todas combater o arbítrio e lutar pela instauração de uma ordem que sirva de cidadania para tod@s.

Em Cuba os artistas estão sendo violentamente reprimidos por sua luta contra a ditadura.

Lutemos para que as liberdades democráticas sejam restauradas em Cuba depois destas mais de duas décadas de ditadura naquele país!

E lutemos para que as mesmas liberdades sejam plenamente restauradas no Brasil!

Juiz de Fora é Cuba! Cuba é Juiz de Fora!

Viva tod@s os militantes por liberdade!
Viva tod@s os militantes por democracia!
Viva tod@s os progressistas!

Viva!

Responder

    EdsonLuiz.

    27 de julho de 2021 às 22h14

    *Lutemos para que as liberdades democráticas sejam restauradas em Cuba depous destas mais de seis décadas de ditadura naquele país.

    Responder

RALPH DE SOUZA FILHO

27 de julho de 2021 às 11h46

DAÍ VIERA O VICE DO CAÇADOR DE MARACUJÁS A OBSTACULAR A ASCENSÃO DO TRABALHISMO DE VARGAS E SEU HERDEIRO BRIZOLA AINDA QUE SABOTADA SUA VOTAÇÃO POR UM APAGÃO SÚBITO NAS GERAIS E UMA VEZ RESTABELECIDO O SUMIÇO DE SUFRÁGIOS ONDE DESTAQUE – SE O INENARRÁVEL E SUSPEITO FRANCISCO REZEK E CURADOR DO PLEITO A PRESIDIR O T.S.E. O ENGENHEIRO SEM PASSAR RECIBO AFIRMARIA PREMPTÓRIO O GESTO ÚNICO NA HISTÓRIA D’UM POLÍTICO A HAVER TRANSFERIDO TODOS OS SEUS VOTOS DO PRIMEIRO TURNO AO SEGUNDO A ALAVANCAR O NOSSO, ENTÃO E À ÉPOCA, SAPO BARBUDO A QUE A CLASSE DOMINANTE SOMENTE NÃO VIRIA E ENGOLÍ – LO PORQUANTO O CRETINO FUNDAMENTAL BONIFÁCIO DE OLIVEIRA SOBRINHO A SERVIR O ROBERTO MARINHO OPERARIA TODA A PANTOMIMA MAMBEMBE DA ENCENAÇÃO INSIDIOSA DO DEBATE BEM MAQUIADO. E ASSIM OS GOLPES PERMANEÇAM E ATÉ QUANDO?…

Responder

Ronei

27 de julho de 2021 às 08h28

Se fosse ao contrário, ao invés de entrar na justiça algum dos animais de esquerda teriam arrancados ou queimados esses cartazes.

Pobre gentinha perdida, sem rumo…

Responder

Tony

27 de julho de 2021 às 08h26

Se na cabeça doente desses desadatados entrar na justiça e ter uma decisão provisória que pode ser eventualmente revertida com recurso é fascismo… por fogo em uma estátua e nos ministérios é o que ?

Esquerdismo tupiniquim é um trastorno mental.

Responder

Deixe um comentário para RALPH DE SOUZA FILHO

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?