Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

A entrevista de Lula a DW

Por Redação

09 de agosto de 2021 : 12h33

Na DW Brasil:

Em entrevista à emissora alemã ARD em parceria com a DW, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que sua principal luta agora é para “reconstruir a democracia”, embora ainda seja cauteloso em se apresentar como candidato às eleições de 2022: “Eu posso ser candidato se o meu partido decidir, se eu estiver bem de saúde e se eu conseguir construir uma aliança política.”

Questionado sobre o risco de o país permanecer polarizado, Lula diz não ter medo: “Eu quero é polarizar mesmo”, justificando que será necessário desmentir Bolsonaro numa possível campanha.

O ex-presidente ainda falou sobre pandemia, políticas ambientais para a Amazônia e o passado recente na prisão: “Não tenho vingança, nem ódio”.

Confira a entrevista no vídeo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Francisco*

10 de agosto de 2021 às 12h19

Eleitor transverso-ausente de Bolsonaro em 2018, enquanto a neo predileta ‘solução ego-política’ de então, mais uma vez derrotada à falta de votos do povo, resfolegava no ‘Tanto Faz, Haddad ou Bolsonaro’ e ‘PT Nunca Mais’, norte da golpista classe dominante na campanha, à margem direita do Sena, agora relaxe e aceite a realidade política que dói menos, mais um pouco nessa vibe bate-estaca de um estalo só e nem mais a psiquiatria resolve-o no quesito transtorno persecutório fixo.

Não tem como, vai terminar assistindo desfile de latas-velhas no planalto central do Brasil, batendo palmas, fazendo arminha e uivando: “Pátria Armada, Brasil”.

Responder

Netho

09 de agosto de 2021 às 15h09

Lula não mudou nada, Não esqueceu nada. A mesma falação e palavrório dissimulados.
Agora considera que não ele, nem o PT, mas que “todo somos” responsáveis pela escalada miliciana e militarista ao Planalto que jamais teria sido possível sem os seus erros CRASSOS, tanto em 2014 quanto em 2018.
Lula somente esqueceu de Palocci e do “amigo do Amigo”.

Responder

EdsonLuiz.

09 de agosto de 2021 às 14h47

* compuserem, e não ‘ com puderem’.
E outras correções no que o meu teclado bolsopetista colocou erro, talvez porque meu teclado me considerar um ‘patife’ por eu usá- lo para teclar contra populistas incompetentes, corruptos e apoiadores de ditaduras rss.

Responder

EdsonLuiz.

09 de agosto de 2021 às 14h38

A verdadeira polarização sempre é democracia x autoritarismo.
Nesse sentido, a polarização no Brasil é
Campo Democrático x Populismos.

Assim, a polarização é:

Primeira Via X Lula.
Primeira Via X bolsonaro.

A candidatura de Ciro é a Primeira Via.
Uma candidatura de Ciro com Simone Tebet na vice é a candidatura de Primeira Via contra os dois populusmos autoritários; uma candidatura Ciro com Alessandro Vieira na vice é uma candidatura Primeira Via contra os populusmos de Lula é de bolsonaro.

Alguém sugeriu que eu sou “quinta-coluna” do Cidadania. Não sou. Ele falou porque é leviano contumaz e falou para me atingir porque eu denunciei a farça que é Lula apoiar a ditadura e as borrachas as, prisões, sumiços e até assassinato dos democratas em Cuba e, agora, para enganar, “aconselhar” a ditadura da Nicarágua a trilhar a democracia. Lula está é debochando de mim, de você e da democracia. De mais a mais, a ditadura da Nicarágua foi uma có-criação de Lula é do PT, que apoiam aquela ditadura e outras até hoje. E eu tenho que aceitar o deboche ou ser chamado de patife? É isso que autoritários fazem: ou você se submete ou eles o xingam, o desqualificam com leviandade ou fazem coisa pior.

Vamos resistir aos populusmos corruptos e incompetentes que estão tratando nosso país com recessão desde 2014, corrupção desde sempre e aliados a ditadores ditos de esquerda ou ditos de direita.

Ciro é Primeira Via. Simone Tebet é Primeira Via. Alessandro Vieira é Primeira Via.

Neste momento começo nos lugares necessários uma campanha para que Simone Tebet se filie ao Cidadania e componha uma chapa com Ciro Gomes para a disputa à presidência como verdadeira Primeira Via.

Ciro Gomes presidente com Simone Tebet vice é filiada no Cidadania, que eu acho mesmo ser o melhor fragmento de centro-esquerda do Brasil.

Mas só me ligar eu a um partido quando os vários fragmentos de centro-esquerda esquerda com puderem um partido.

Responder

Zulu

09 de agosto de 2021 às 13h20

Qual democracia o Pilantra quer reconstruir…a do mensalao ou a do petrolao ?

Responder

Deixe um comentário para Francisco*

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?