Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Dino avalia postura de Ciro Gomes contra Lula

Por Redação

25 de abril de 2022 : 20h25

O ex-governador do Maranhão e pré-candidato ao Senado, Flávio Dino (PSB), sugeriu durante sua entrevista a Carta Capital que a pré-campanha do ex-presidente Lula (PT) faça alguns ajustes para chegar fortalecida na disputa pelo Palácio do Planalto.

Mas o socialista ponderou que o ex-presidente é o grande favorito para vencer Jair Bolsonaro (PL), apensar da recuperação do inquilino do Planalto nas pesquisas eleitorais.

Na perspectiva de Dino, Bolsonaro vai manter um terço do eleitorado e que a vitória de Lula no 2° turno será semelhante a de Emannuel Macron na França, ou seja, por uma margem apertada.

“A não ser que nós cometamos muitos erros, o Lula vencerá a eleição. O Lula é franco favorito, nitidamente favorito. Este favoritismo, obviamente, tem de ser confirmado, mas a tendência é que ele seja confirmado”.

Ainda durante a entrevista, Dino apontou pontos programáticos que podem ser inseridos na plataforma de Lula com o objetivo de ampliar o leque de apoio a candidatura do líder progressista.

“Por isso que você não pode falar em revogação da reforma trabalhista. Tá errado”, observou Dino.

“Rever a reforma trabalhista, é claro, como a da Previdência também tem de ser revista numa montanha de coisas. Agora, ao dizer que vai revogar a reforma trabalhista, você está dizendo inclusive para os microempresários, os pequenos empresários, que de algum modo acham que a reforma trabalhista melhorou as suas vidas, que a vida deles vai piorar”, complementou.

Já sobre as recorrentes ofensivas do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) contra Lula, Dino afirma que além de não ajudar o campo progressista, o pedetista se isola.

“A posição do Ciro é tão ruim que não serve nem a ele pois não resulta em um ganho eleitoral e, ao mesmo tempo, o faz perder a capacidade de seduzir uma parte da sociedade”.

“Fica algo árido, hostil  e sem necessidade. Espero que em algum momento ele acorde e corrija a sua posição política”, prosseguiu.

“Ele jamais será uma alternativa para a direita. O bolsonarista não vai buscar o Ciro. Se ele tem o Bolsonaro verdadeiro, por que voltará no Bolsonaro falso?”, finaliza.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Egnaldo

27 de abril de 2022 às 23h13

Nesse cenário só me resta uma opção, votar no Ciro.

Responder

ebson

26 de abril de 2022 às 16h11

Infelizmente, Flávio Dino, Freixo, Boulos e Randolfe se uniram a esse projeto podre de poder, serão os substitutos de Palocci, Zé Dirceu e cia.
Lamentável.

Responder

marco

26 de abril de 2022 às 10h00

A eleição do “caudilho” subiu no telhado.

Responder

Erick

26 de abril de 2022 às 00h42

Dino, Freixo, Randolfe, todos picados/revelados por Lula. Não se importam com o brasil, não representam a esquerda.

Responder

Ronei

25 de abril de 2022 às 20h32

Trocar Lula por alguém que nao seja bandido ou um troglodita seria o único ajuste….duto vai ser achar no meio do PT.

Responder

Kleiton

25 de abril de 2022 às 20h30

Se é grande favorito, tá em primeiro nas pesquisas, ganha no primeiro por qual motivos fazer ajustes e trocar de marqueteiro…?

Alias… porquê políticos precisam de marqueteiros, não basta falar o que pensam ?

Responder

Deixe um comentário para Egnaldo

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina