Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Moro vira réu em ação popular movida pelo PT

Por Redação

24 de maio de 2022 : 11h14

A 2ª Vara Federal Cível de Brasília, por meio do juiz Charles Renaud Frazão de Morais, acatou a ação popular movida por deputados da bancada federal do Partido dos Trabalhadores e transformou em réu o ex-juiz parcial, Sergio Moro (União Brasil).

Na ação popular, os parlamentares pedem a reparação por prejuízos financeiros, políticos e morais ao patrimônio público brasileiro. No rol de patrimônios, foram incluídos especialmente a Petrobras e a Justiça brasileira. Vale lembrar que a ação também teve a elaboração de advogados do Grupo Prerrogativas.

A peça lembra que a Operação Lava Jato causou um rombo de R$ 142,6 bilhões a economia nacional. Um estudo feito pelo Dieese e pela CUT mostra que 4,4 milhões de empregos foram perdidos nas mais diversas áreas.

No Twitter, Moro atacou a ação, o PT, e reiterou que todas as suas decisões tomadas na Lava-Jato estavam certas. Ele também classificou a ação como “risível”.

“A inversão de valores é completa: Em 2022, o PT quer, como disse Geraldo Alckmin, não só voltar à cena do crime, mas também culpar aqueles que se opuseram aos esquemas de corrupção da era petista. A ação popular proposta por membros do PT contra mim é risível”, disse.

“Assim que citado, me defenderei. A decisão do juiz de citar-me não envolve qualquer juízo de valor sobre a ação. Todo mundo sabe que o que prejudica a economia é a corrupção e não o combate a ela. Todos que lutaram contra a corrupção serão perseguidos na “democracia petista””, completou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

26 de maio de 2022 às 01h23

Excluindo o meu caro carlos e o conservador Paulo (espero que não seja um reaça), é hilário ver mais uma vez bolsominions e cirominions juntinhos, até em defesa de Serjo Morto.

Gostaria de concordar com o raciocínio da Andressa, digo, Kleiton. “A internet acabaou com o monopolio da informaçào e da narrativa.” Qualquer brasileiro já se deu conta da relação espúria existente entre a Lava Jato e a imprensa corporativa, de modo que só com a Internet e a atuação imprescindível dos blogues sujos foi possível trazer à tona e desbaratar os crimes da força-tarefa.

Responder

carlos

25 de maio de 2022 às 10h44

Já venho pregando no deserto, faz uns (6) anos, a solução seria criar uma comissão de notáveis, para reformar o poder judiciário em sua totalidade , pq o povo brasileiro não aguenta mais pagar o judiciário ➕ caro do mundo pra ter bandidos no judiciário, não seria um 4° poder seria para reformar judiciário lhe dando uma nova cultura que mantenha de verdade a independência dos poderes e o papel de cada um, pra isso seria acabar com o tá PGR que não serve pra nada, a não ser pra proteger os crime do chefe do executivo, mais extinguir o tal AGU que só ser pra esconder crimes do executivo e legislativo, o povo não aguenta tudo essa bendizemos do judiciário, reformar geral já!!

Responder

Paulo

24 de maio de 2022 às 18h07

É o rato caçando o gato…

Responder

Paulo

24 de maio de 2022 às 15h36

o PT………..

Responder

Saladino

24 de maio de 2022 às 14h12

O PT poderia e deveria não incluir o deputado cearense como um dos signatários da AP.
Até porque o assessor dos US$ 100.000 dólares na cueca e R$ 500.000,00 na mala preta sumiu, ninguém mais sabe dele, nem o viu.

Responder

Kleiton

24 de maio de 2022 às 12h50

Moro enrabou a quadrilha petista bem enrabada acabando com o esquema de cleptocracia que reinava em Brasilia para financiar o PT e se manter no poder.

A internet acabaou com o monopolio da informaçào e da narrativa.

Responder

Partagas

24 de maio de 2022 às 12h02

Eu queria devolver a Lula, Dirceu e Palocci uns 100 mil reias pra cada um…alguém tem o pix deles ?

Responder

Saulo Nunes

24 de maio de 2022 às 12h01

Estes 146 bilhoes (fingindo que sejam algo real mas sao claramente uma cagada) deveriam serem pagos por quem elegeu este bando de animais por quase duas decadas feito completos mongoloides.

Responder

Fanta

24 de maio de 2022 às 11h57

O Brasil nao existe, é uma invençào nao hà outra explicaçào ao que a gente assiste todos os dias.

Responder

Galinzé

24 de maio de 2022 às 11h55

O Grupo Prerogativas de Bandidos é a turma que estava no jantar com Lula e Geraldo Alckmin…?
kkkkkkkkk

Este é o nivel do grupo: “Lula é o símbolo mais elevado da Justiça”. Já o advogado Antonio Claudio Mariz afirmou que “se o crime já aconteceu, o que adianta punir, que se puna, mas que não se ache que a punição irá combater a corrupção”.

Serà porque o Brasil é terra fertil par abandidagem de qualquer tipo…?

Se eu fosse brasileiro eu teria vergonha de dizer a alguem da minha origem.

Responder

Zulu

24 de maio de 2022 às 11h51

Nao deveria ser o facçao que robou a PEtrobras por anos dia e noite a ter que devolver o que levou para se manter no poder….?

Nos “governos” do PT foram escritas algumas das paginas mais podres da historia brasileira e da civilizaçào humana.

Responder

Deixe um comentário para Kleiton

Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno?