Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

Na Bahia, ACM Neto tem 60% das intenções de voto entre eleitores de Lula, mostra Genial/Quaest

Por Gabriel Barbosa

15 de julho de 2022 : 08h18

A Genial/Quaest divulgou nesta sexta-feira, 15, a pesquisa de intenção de voto para o governo da Bahia e mantém o favoritismo isolado do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), na corrida pelo Palácio de Ondina.

Na pesquisa estimulada, Neto registra 61% das intenções de voto contra 13% do ex-secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues (PT). O ex-ministro da Cidadania, João Roma (PL), pré-candidato oficial de Jair Bolsonaro, aparece na terceira colocação com 6%. Os indecisos são 9% e 12% Branco/Nulo.

Sem João Roma, ACM vai a 65% das menções contra 13% de Jerônimo. O nível de indecisos cai para 6% e Branco/Nulo 13%. Vale destacar que nestes cenários, o ex-prefeito soteropolitano garante vitória em 1° turno.

Ainda segundo o levantamento, Neto se sai bem até mesmo entre eleitores do ex-presidente Lula, que lidera as pesquisas no estado. Cerca de 60% dos eleitores que pretendem votar no progressista dizem querer eleger ACM para o executivo baiano.

Entre eleitores de Rui Costa, o índice registrado pelo líder do União Brasil vai a 65%. Entre eleitores de Bolsonaro, Neto tem 66% das intenções de voto e entre eleitores do ex-ministro Ciro Gomes, o ex-prefeito tem 72% das menções.

Outro dado relevante levantado pela Genial/Quaest é que 51% dos eleitores baianos afirmam que a escolha para governador é definitiva. Neste quesito, houve crescimento de cinco pontos. Outros 46% dizem que ainda podem mudar. Em maio, esse índice era de 52%.

Já no cenário de 2° turno, ACM também sai vitorioso. Contra o próprio Jerônimo, Neto venceria por 66% contra 17% do petista.

Contra seu ex-aliado João Roma, o ex-prefeito registra 68% ante 13% do seu oponente. Já numa disputa entre Jerônimo e Roma, o petista venceria por 26%, no limite da margem de erro, contra 23% do pré-candidato bolsonarista.

A Genial/Quaest ouviu de forma presencial 1.140 eleitores em 63 cidades da Bahia entre os dias 9 e 12 de julho. A margem de erro é de 2.9 pontos e 95% de confiabilidade. O levantamento está registrado no TSE sob o número BR-03146/22 e BA-05185/22.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Pós-graduando em Comunicação e Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jhonny

15 de julho de 2022 às 20h44

Estou meio confuso agora sobre o caso de Foz do Iguaçu…a Anitta disse claramente que tratava-se de homicídio por motivação política encomendado por Bolsonaro, a Polícia diz que não…e agora em quem devo acreditar ? Kkkkkkkk

Vou ter que pesquisar o que diz o Felipe Neto, a respeito, é a única saída….kkkkkkkkkkk

Responder

Partagas

15 de julho de 2022 às 20h07

Nesse caso nao se trata de opinioes mas de fatos que envolvem uma pessoa morta.

Por tanto quem aparentemente sabe algo mais que policia sobre o caso de Foz do Iguaçu deveria entrar em contato com a mesma e falar o que sabe…caso contrario està acobertando um homicidio ou escrevendo asneiras a toa e de consequencia se autodeclarando como um idiota…

Eu acho que é mais provavel a segunda opçao.

Responder

Galinzé

15 de julho de 2022 às 19h46

Valeriana,

era obvio que a politica nao tinha nada a ver com o caso pois os envolvidos nao disputavam cargos politicos, nao tinham interesses politicos comuns, ecc…nem se conheciam.

Sao 2 idiotas que se provocaram, xingaram, ameaçaram e por fim trocaram tiros em pleno estilo tupiniquim.

Responder

Alexandre Neres

15 de julho de 2022 às 15h06

Valeriana, ou melhor, Andressa, não surpreende nem um pouco que a polícia bolsonarista de um estado escroto como o Paraná conclua o inquérito rapidamente de forma tão estapafúrdia. Aliás, mesmo estado em que um PM bolsonarista matou sua familia, desconhecidos e depois se matou. A propósito, vá tomar no meio do seu cu!

Responder

henrique de oliveira

15 de julho de 2022 às 13h48

Eu acho incrível como o povo baiano apesar de tudo , ainda goste de sinhozinho e coroné dono de senzala.

Responder

Alexandre Neres

15 de julho de 2022 às 13h45

Gostaria de ter essa certeza dos comentários anteriores, mas infelizmente não tenho.

Acho que o PT bateu cabeça, fez corpo mole e entregou a boa terra de mãos beijadas para o Malvadezinha.

Não consigo engolir especialmente as trapalhadas do sr. Rui Costa.

Responder

Valeriana

15 de julho de 2022 às 12h28

“Polícia conclui inquérito sobre morte de tesoureiro do PT por bolsonarista”.

A polícia descartou motivação política na morte do militante petista. Segundo a delegada Camila Cecconello, o agente penal se sentiu ofendido e humilhado com a escalada da discussão que teve com Arruda.

Outra narrativa, outra canalhice, outra tentativa de explorar a morte para fins politicos…que é a coisa mais baixa e ignobil que pessoa humana possa fazer.

Responder

    Batista

    15 de julho de 2022 às 15h59

    SENHORES
    PAES. AMANHÃ NÃO VAI TER
    AULA POORQUE PODE SER FERIADO
    ASSINADO: TIA. PAULINHA
    É VERDADE ESSE BILETE

    Responder

Dutra

15 de julho de 2022 às 12h19

Jerônimo será eleito em 1° turno! Não tenha dúvidas! Carlinhos na Bahia nunca mais! FORA CABEÇÃO!

Responder

Sá Pinho

15 de julho de 2022 às 10h52

Porém, nessa mesma pesquisa, os eleitores de Lula ao serem informados que o neto de Toninho Malvadeza não é o candidato de Lula, que apoia o ‘herói do sertão’, candidato do PT, este salta de 11% para 38% dos votos nesse cenário da pesquisa.

Mais cristalino que água de bica na Bahia de todos os santos, que as urnas repetirão em 2022 as eleições de 2006 e 2014, com o segundo surpreendendo na última semana como primeiro e governador eleito em primeiro turno, apurados os votos.

Responder

Deixe um comentário para Galinzé